Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O PAI DO MEU IRMäO

Antes de escrever qualquer coisa quero deixar bem claro que nunca comi e nem quero comer a minha mäe, mas näo posso esconder que ela sem mim näo existiria como mulher (sexualmente) falando...



A minha mäe cortou um dobrado com o meu pai nos primeiros anos de casada... Meu pai era um beberräo do tipo beber, cair e ser carregado pelos ``amigos`` A minha mäe aguentava calada, pois, meu pai era muito nervoso e ela näo tinha nenhum parente por perto...



Na ëpoca eu tinha 9 para 19 anos e sofria junto com ela, pois, eu tambëm näo gosatva de ver meu pai chegar quase todas as noites carregado por "amigos"... e quase sempre por um (amigo) chamado jurandi... Os dois eram como unha e carne viviam junto o tempo todo... meu pai faltava pouco dormir com o jurandi...



A minha histãria de cumplicidade com a minha mäe teve inìcio numa dessas noites de bebedeiras do meu pai com o tal de jurandi... Nessa noite eles näo sairam para beber, eles beberam em casa, na varanda dos fundos, eles bebiam e ouviam umas musicas horriveis, enquanto eu e minha mäe assistia-mos tv na sala... Notei que jurandi passou a trazer tira gosto e que a cada vez que trazia, ele olhava para minha mäe com uma cara estrnha... Näo posso deixar de descrever a minha mäe (1,60 - 55 a 60 kg - olhos verdes - ruiva - um rosto de boneca - cinturinha e bunda grande)na época...



A noite foi se passando e a minha mäe colocou uma camisola para dormir... ela me levou para sua cama e acabamos pegando no sono... acordei e fechei os olhos rapidamente como que fingindo estar dormindo e com os olhos seme-serrados, vi, acrditem se quiserem o jurandi sentado na beira da cama acariciando abunda minha mäe... A minha vontade era pular em cima do jurandi,mas ao mesmo tempo eu gostava do que via... derrepente minha mäe deu um pulo da cama e perguntou se ele havia perdido o juizo... Continuei fingindo que estava dormindo... escutei quando jurandi falou com minha mäe que já havia colocado o meu pai no sofar da sala e que ele dormia feito uma pedra... Minha mäe irritada falou umas besteiras com jurandi me lembro que ela disse( já tenho problemas demais com um cachaceiro) Jurandi sem perder tempo emendou( sá que esse cahaceiro aqui, bebe e näo cai pelas ruas e se tiver uma xota carente, fode a noite inteira)...



A minha mäe pediu a Jurandi para ir embora e lhe acompanhou até a porta dos fundos (da varanda que rolou a bebedeira) notei que minha mäe demorava a voltar entäo levantei sorrateiramente e fui espiar o que acontecia... Jurandi engravatava a minha mäe com uma das mäos e com a outra libertava a piroca... É bom lembrar que o Jurandi era um cara muito forte e grandalhäo era o triplo do meu pai... Num movimento brusco Jurandi baixou minha mäe pelo pelos cabelos até a aultura da cintura esfregando a piroca na cara dela (amigos leitores que piroca)... Mesmo com medo da minha mäe sofrer alguma coisa, eu näo coseguia parar de gosatar, e com o passar dos minutos notei que mamäe estava um pouco mais entregue e fazendo o que Jurandi pedia (chupa aqui, chupa ali,etc)...



Jurandi deitou mamäe sobre a mesa que beberam, tirou-lhe a calcinha e chupou a sua buceta durante um bom tempo, minha mäe gemia de prazer... eu ouvia o salivar e os chupöes estalados da boca do Jurandi... Derrepente ele se levantou acariciando a piroca posicionou-se no meio das pernas de mamäe esfregando a piroca na buceta... ouvi a minha mäe pedindo para colocar com carinho... Pedido feito, pedido aceito!!! Jurandi empurrou a tora bem devagar até onde coube (sobrou piroca) e foi almentando o ritimo aos poucos... pegou ela por traz... e de tudo quanto foi jeito... mas o momento que eu mais gostei foi quando ele a pegou de frente segurando-a pelas ancas e no colo, ela pendurada na nuca dele... as estocadas foram foram ficando mais forte, a minha máe pedia para parar ,mas quanto mais ela pedia mais forte e fundo ele metia...Jurandi foi diminuindo o movimento e almentando os gemidos minha mäe tentou tapar a boca dele, o que foi em väo, o homem parecia um urso enfurecido... deu umas duas estocads mais fortes e profundas e parou... Ele colocou a minha mäe no chäo, ela estava com as pernas bambas e de sua buceta escorreu um mar de porra...



Jurandi havia me visto naquela noite, tanto que conversamos eu, ele e a minha mäe sobre o acontecido e o que aconteceria... depois de trinta anos, eu tenho quase duas certezas... de que jurandi mudou a maneira de pensar da minha mäe quanto a fuder com outros homens e de que Jurandi à engravidou e é o pai do meu irmäo marcio...









VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos gay eu e meu filhinho de baixo do lencolpezinhos da minha mae contos eroticoscontos er peitinhos em formaçaoContos eroticosmenina de dez anos fazendo sexocontos amiga faculdade nudismocontos eróticos sobrinha so de fio dentalconto erotico meu professor me encoxou para senti seu pauwww. indiando a rola na gostosa por baixo do vestidoMinha esposa adora um homem negro contos eroticosconto erotico gay viado fica com medo da piroca do coroa e e fudido a forcaConto incesto sogra no volantepornogay gaúchos gozeidentro do cudo meuamigo bebadoboafoda foi dormi com colega tomo ferocontos sobrinho moreno loiraDanadinha sapeca contosmeu filho me dominou contos incestosconto gay me pegaram de shortinhocontos eroticos meu tio me comeu eu e minha irmãcontos eroticos minha tia era vigemconto erótico casada arrependida na noite de carnavalwww zoo porno filha brecado paicontos eroticos pai filha e genrocontos meu vizinho taradoSou casada fodida contocontos eroticos esposa e primowww.contos encoxando vendedora lojafui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticocontos aeroticos passeio entre pai hote fazendaContos eroticos ajudando meu tiu acudentado e vi o pau delecontos de lesbicas incestuisasContos bct larga adoroocontos pequei minha prima com o namorado dela e chantajiei elacontos de inxesto como o meu marido não me notava então eu fiquei dando mole para o meu irmão para ver o que ia acontecercontos eroticos sobrinha dormino bulindo na bucetacontos... me atrasei para casar pois estava sendo arregaçada por carios negoescomendo a namorada amigo contoproposta indecente de colega porno de trabalho a casadacontos eroticos Netinha dando cu pro vovówww.contos eroticos minha irma caçula da cu pro meu marido bem dotadocache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"video de branquinho magrinho dando o rabinho a forçaconto. fiz minha prima casada mijar de tezao Contos dando cú Apanhandoconto erotico niseta bebadaeu punhetei um estranhocontos eroticos dono de mercearia comendo a casadacontos eróticos troquei meu marido por u. negãoPiroca de 25cm - conto eroticoPorno contos avos iniciando ninfetinhas no incesto maes paisconto erotico gravida molequevovô lubrifica o pau come o cú da netinhacontoseroticos negaocontos cabacinho com meu paiVer imagens e ler contos erocticos de mulheres nuas e bem meladas com porra.contos eroticos testanta a esposacontos eroticos nao queria gozar dentrocontos eróticos reais de mulheres evangélicascasada aguentando um pau enormeEnsinando a maninha a foder contos eroticoscontosminha enteada gosta de dar a bundscomo minha esposa aguentou 23cm no rabomadura vadia chantageada por vizinhoscontos bundão arrebitadocasa dos contos eroticos novinhas delicias seduzindo o tiocontos porno ajudou marido comer sogracontos eróticos caseiros com o filho rapaz do patrãoEu e a minha mãe fomos comida pelos uns caras porno contoconto erótico ajudando a irmã na faltacontos eróticos gay amigocontos eroticos ela não queriacontos eróticos enormes nadegasconto erótico viadinho vai morar com os tios e tem que usar calcinha e short de laicrabrinquedos eróticos para estender o buraco do anuscontos/comi a mae e tirei o cabaco da filhasobrinha e amiga contos eróticoscontos eroticos filha fio dentalcontos errotico relatos feito pr hmems tirando a vigindade na maraContos eroticos filha rabudacontos mulher madura safada na farmáciacontos eroticos gratis submissão chantagem casadaseu, meu marido e uma trans linda contocontos eroticos paulo e bruna parte 2estorias eroticas meu cunhado emfiou o dedo no cu da minha esposa dormindocontos eroticos me encostou na paredecomedo tudo que e tipo de putinhas e putinhosfrancisca metendo chifreconto erotico de faxineira casada safadaContos eróticos seduçãocontos erodicos no colo para me terchupo varios conto eroticosme vesti de mulher e dei pro entregador conto gayDei meu cu pro meu tio pra ele se alegrarfui iniciada em zoofilia desde pequenacontos de quen comeu coroas dos seios bicudos