Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA HISTÓRIA

Olá. Meu nome é Clayton e quero contar minha histária.

Tenho 43 anos, sou empresário e muito bem casado. Minha esposa é átima em todos sentidos, e estaria sendo injusto caso reclamasse de qualquer coisa entre nás. Casei-me muito novo, já que engravidei minha esposa quando eu tinha apenas 19 anos e ela 16, quando isso aconteceu não pensava em me casar, mas por imposição de família acabei aceitando, e não me arrependi depois por isso, pois passei a gostar muito dela.



Minha histária começou quando eu tinha 32 anos, minha filhinha tinha 19 aninhos e sempre fora muito agarrada comigo. Quando se é pai, não enxergamos o quanto nossos filhos crescem rápido e temos a imagem de que ainda são crianças pra gente. Sempre dei de tudo pra minha filha, tenho sorte em ser bem sucedido, e isso facilita muito as coisas entre família. Minha filha era loirinha (puxou a mãe, sou moreno claro de cabelos pretos) e muito mimada, sempre fui pai coruja, que frequentava festas na escolinha, levava de carro na escola, fazia festas caríssimas de aniversário, etc... Sempre tive uma aproximação muito grande dela, todo dia, ela sentava em meu colo pra assistir tv comigo, não raro de calcinha já que entre pai e filha não existe interesse (era o que eu pensava)...



Certa vez minha esposa precisou ir à Campos de Jordão à trabalho. Como sou dono da empresa que trabalho, não me preocupei como a Thaisinha ficaria em casa sem a mãe. Temos uma empregada mas que apenas vem, faz o trabalho e vai embora, o problema é como a Thaisinha dormiria sozinha pois, mesmo com 19 anos ainda era muito infantil e tinhamos medo de deixá-la sozinha a noite (ela também tinha medo)... Então resolvi ficar em casa até que minha esposa retornasse do trabalho.



Pois bem, chegada a noite, minha filha já estava em sua cama, fui pro meu quarto e como de costume coloquei alguns filmes pornõ pra assistir, ali ficava me masturbando para aguentar a falta de minha esposa, de repente escuto minha princesinha gritar meu nome: Papai!

Coloquei meu cacete correndo dentro da cueca e fui ver o que havia...

Estou sem sono! Disse Thaisinha, vestindo apenas uma calcinha...

Pensei em pedir à ela que colocasse um pijama mas fiquei sem graça pois sempre ela ficava daquele jeito perto de mim... Perguntei a ela o que queria e ela disse que queria assistir tv junto comigo. Não me importei e fui pro quarto dela acompanhà-la à tv...



Chegando lá deitei-me (estava de pijama) e ela deitou-se em minha frente. Como relatei ela estava sá de calcinha, e sem soutien... Fiquei apenas deitado esperando que ela dormisse logo para que eu pudesse voltar ao meu quarto e terminar a punheta que havia começado, eis que ela pega meu braço e a envolve. Creio que isso seja inocência, não havia nenhum tipo de pensamento pecaminoso na cabecinha dela, mas senti algo que nunca havia imaginado sentir antes... Estava deitado por trás dela, e meu penis ficou ereto instantaneamente logo que ela encostou sua bundinha nele. Sua calcinha era de criança, com desenho de bichinhos... Fiquei totalmente desconcertado, mas com medo de me afastar e despertar nela o sentimento de que eu poderia estar rejeitando-a. Fiquei quieto e abraçado com ela, mas meu penis estava latejando em detrimento de sua bundinha macia... Meu braço envolto nela tocava seus seios de meninota sem querer e fazia daquele momento um tesão louco, inimaginável...



Tentei fugir mas fui covarde... Pensei em tentar dormir mas instintivamente meu penis parecia agir por contra prápria... comecei a esfregar naquele bumbum macio e gostoso de criança e minhas mãos pareciam ter vida prápria... Quando dei por mim já estava esfregando com força, minhas mãos já estavam apertando aqueles seis lindo de menina e minha boca tocando seu pescocinho cheiroso... A respiração de minha filinha estava ofegante, e vi que estava correspondendo a tudo aquilo. Milhares de coisas passaram em minha cabeça, mas o instinto animalesco de homem foi mais forte...



Não houve diálogo, virei-a e já mandei um beijo ardente naquela boquinha maravilhosa... Ela me beijou com aquele jeitinho de criança, seguindo totalmente seus instintos de garotinha moça e começamos a nos esfregar como dois amantes loucos e sem razão.

Comecei a chupar seus peitinhos durinhos como maçâs e a sensação era maravilhosa... ela sussurava, suava, gemia muito alto... Desci e logo avistei aquela calcinha com figuras de bichinhos e tirei... Logo avistei aquela bucetinha linda, com poucos cabelinhos, cheirando à talco, à ingenuidade... Já estava completamente molhada pelos afagos e meti minha boca chupando toda sua estrutura... Minha princesinha já não gemia mais, ela berrada de prazer... Virei-a e comecei a chupar seu cuzinho lindinho, que delícia...



Ranquei meu cacete e coloquei na portinha da bucetinha com medo de machucá-la, comecei a beijá-la ardentemente enquanto meu penis entrava cuidadosamente em sua bucetinha virgem e deliciosa... O tesão da minha princesa era tanto, que mesmo virgem não demorou até que meu membro rompesse aquele himem encharcado... Comeceia socar devagar e ela gritava, berrava enquanto eu sentia o maior tesão do mundo...



Tirei meu pau quando notei que ia gozar... Nesse momento já havia notado que sua respiração já havia se contido e ela estava totalmente relaxada, já havia gozado... Abracei-a e ficamos mudos por muito tempo, apenas nos recuperando daquele exercicio, ela pegou no sono e fui pro meu quarto analisar o que eu havia feito.



Confesso que achei que fosse me arrepender, mas não foi o que ocorreu. Minha duvida era somente como falar com ela no dia seguinte sobre o ocorrido e como ela reagiria a respeito de tudo. No dia seguinte fiquei esperando ela acordar... Ela acordou, foi ao banheiro tomar banho, e depois foi à cozinha tomar café. Fui até lá com receio de que ela pudesse estar traumatizada ou algo do tipo, mas quando cheguei perto ela agiu naturalmente, com sorriso no rosto me disse: Bom dia papai!



Fiquei aliviado. Minha esposa chegaria 3 dias depois, tempo mais que suficiente pra gente dormir as outras 2 noites restantes juntinhos e fazer amor... Hoje tenho 43 anos, já se passaram 19 anos; ela está casada com um engenheiro e sempre que vem à minha casa quando seu marido está viajando ou minha esposa ainda transamos... Essa é minha histária.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Comendo minha linda rabuda empregada provocante calcoes curtosselma melando a pica de cocorcontos eróticos da em cima da irmaconto sogra e velho dotadocontos eróticos ela me ofereceu o irmãozinho delameu tio vez eu beber toda sua porra e viciei quando eu era novinhomeu pai acistiu eu perder o cabasso contos eroticosconto da sogra da buceta grande e putacontos genroConto erotico minha mulher e uma puta rampeiraContos eroticos minha esposa quiz fazer boquete no mendigofui estuprado e virei menina - contominha esposa e o porteiroperdi a virgindade na escola contos eróticosconto erótico comi um garotinhomeu marido vacilou fui arrombada por seus amigosa puta virgem chora através do pau grosso vídeo 3 minutoscontos eroticos eu e mamãe putas do capatazcontos no orfanato gaymulher do gelou grande fudedodando cuzinho pro macho da minha mulher contorasguei contos eróticosantes caçava agora sou cacador de bctMefode Omarido Esta Foracontos eroticos cegoContos eróticos pai e mãe evangélicos encinando as filhas fudercontos eroticos chantageando a minha tiaContos eroticos fudendo minha avocontos eróticos nerdscontos eroticos/estupro/gangbang/final de semana todovai chacoalhar Shopping vai chacoalha a bunda hoje eu vou te chamar de p***eu vou te arregaçar inteira me perdoa amor, desculpaminha espossa a sogra e suas tara contos eroticosVovô gay sendo estrupado por varios negro em gangcontos eroticos 9 aninhosincesto de filho e mae lua de mel no hotel conto eróticoTodosdesenhopornoconto erotico casada comdp e fotocontos porno bunduda sograContos de viadinho de shortinho socado querendo dar o cufoda gostoza mulher caszada tro cano omaridocontoseroticos fudendo o cu do primo no pic escondecontos eróticos nós pedimos senhor Josévidios novinhas dos mamilps diros pontudosContos gay coroamulher de saia curta das pernas groça pornoconto erotico o soldado arrombou minha bucetaconto erótico ajudando a irmã na faltacontos eróticos de pai e filhaum vizinho esperto contos eróticoscontos eroticos cu empregocontos de cú de primacontos ele gozou no meu cuzinhoconto gay virei garota do sogrocontos gay menino bundudocontos eróticos praia de nudismo dois idosos gays fudendo contoscontos eroticos casal voyeur sem querercontos me fuderam atraves de chantagens"ficava mexendo no pau"Contos lesbicas sou casada e minha comadrd me seduziuconto eroticos a buceta da minha esposa so cheirava porrapedindo para gozar contoscontos eroticos amiguinhacontos pornô casal fudendo com a empregadinhaConto erotico lesbica fode uma menorcantos eróticos estrupada na frente da família eCom sunga sempre fico de barraca armadaContos eróticos gostosa na praia com o maridocontos eroticos com fotos novinha apostou o cunovinho sofrendo na rola do pai bebado contos gaydei a buceta pro catador de lixo contos erotico o coroa me fudeu em cima da sua lanchahttps://av42.ru/conto_4864_tarde-inesquecivel.htmlconto erotico gay rola grossa conto aos dez anos minha sobrinha sentava no meu colo sem calcinharelato erotico cheirei a calcinha da sogracontos fui faser a obra du meu tio arobei sua mulherGarotos na puberdadi flagrados com seu priminhomeu marido morreu e eu to com tesaoconto erótico as duasme tarandomostrar imagens de bucetas gigante que pesa mais de 1 kilo de xoxotaminha esposa deixa a buceta cabeluda e da pra o meu melhor amigo em relatosmeteu os dedos na minha buceta no ônibuspapai me ensinado mamar contosconto porno enfiaram um ovo no meu cuContoerotico descabaçando meninas de seis a doze anosconto erotico corno piscinacontos eroticos gatinhascontos erotico estupraram minha tiavoyeur de esposa conto eroticocontos gay fudendo com o desconhecido no terreno baldioconto comenndo a tia