Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O PAI DO MEU IRMäO

Antes de escrever qualquer coisa quero deixar bem claro que nunca comi e nem quero comer a minha mäe, mas näo posso esconder que ela sem mim näo existiria como mulher (sexualmente) falando...



A minha mäe cortou um dobrado com o meu pai nos primeiros anos de casada... Meu pai era um beberräo do tipo beber, cair e ser carregado pelos ``amigos`` A minha mäe aguentava calada, pois, meu pai era muito nervoso e ela näo tinha nenhum parente por perto...



Na ëpoca eu tinha 9 para 19 anos e sofria junto com ela, pois, eu tambëm näo gosatva de ver meu pai chegar quase todas as noites carregado por "amigos"... e quase sempre por um (amigo) chamado jurandi... Os dois eram como unha e carne viviam junto o tempo todo... meu pai faltava pouco dormir com o jurandi...



A minha histãria de cumplicidade com a minha mäe teve inìcio numa dessas noites de bebedeiras do meu pai com o tal de jurandi... Nessa noite eles näo sairam para beber, eles beberam em casa, na varanda dos fundos, eles bebiam e ouviam umas musicas horriveis, enquanto eu e minha mäe assistia-mos tv na sala... Notei que jurandi passou a trazer tira gosto e que a cada vez que trazia, ele olhava para minha mäe com uma cara estrnha... Näo posso deixar de descrever a minha mäe (1,60 - 55 a 60 kg - olhos verdes - ruiva - um rosto de boneca - cinturinha e bunda grande)na época...



A noite foi se passando e a minha mäe colocou uma camisola para dormir... ela me levou para sua cama e acabamos pegando no sono... acordei e fechei os olhos rapidamente como que fingindo estar dormindo e com os olhos seme-serrados, vi, acrditem se quiserem o jurandi sentado na beira da cama acariciando abunda minha mäe... A minha vontade era pular em cima do jurandi,mas ao mesmo tempo eu gostava do que via... derrepente minha mäe deu um pulo da cama e perguntou se ele havia perdido o juizo... Continuei fingindo que estava dormindo... escutei quando jurandi falou com minha mäe que já havia colocado o meu pai no sofar da sala e que ele dormia feito uma pedra... Minha mäe irritada falou umas besteiras com jurandi me lembro que ela disse( já tenho problemas demais com um cachaceiro) Jurandi sem perder tempo emendou( sá que esse cahaceiro aqui, bebe e näo cai pelas ruas e se tiver uma xota carente, fode a noite inteira)...



A minha mäe pediu a Jurandi para ir embora e lhe acompanhou até a porta dos fundos (da varanda que rolou a bebedeira) notei que minha mäe demorava a voltar entäo levantei sorrateiramente e fui espiar o que acontecia... Jurandi engravatava a minha mäe com uma das mäos e com a outra libertava a piroca... É bom lembrar que o Jurandi era um cara muito forte e grandalhäo era o triplo do meu pai... Num movimento brusco Jurandi baixou minha mäe pelo pelos cabelos até a aultura da cintura esfregando a piroca na cara dela (amigos leitores que piroca)... Mesmo com medo da minha mäe sofrer alguma coisa, eu näo coseguia parar de gosatar, e com o passar dos minutos notei que mamäe estava um pouco mais entregue e fazendo o que Jurandi pedia (chupa aqui, chupa ali,etc)...



Jurandi deitou mamäe sobre a mesa que beberam, tirou-lhe a calcinha e chupou a sua buceta durante um bom tempo, minha mäe gemia de prazer... eu ouvia o salivar e os chupöes estalados da boca do Jurandi... Derrepente ele se levantou acariciando a piroca posicionou-se no meio das pernas de mamäe esfregando a piroca na buceta... ouvi a minha mäe pedindo para colocar com carinho... Pedido feito, pedido aceito!!! Jurandi empurrou a tora bem devagar até onde coube (sobrou piroca) e foi almentando o ritimo aos poucos... pegou ela por traz... e de tudo quanto foi jeito... mas o momento que eu mais gostei foi quando ele a pegou de frente segurando-a pelas ancas e no colo, ela pendurada na nuca dele... as estocadas foram foram ficando mais forte, a minha máe pedia para parar ,mas quanto mais ela pedia mais forte e fundo ele metia...Jurandi foi diminuindo o movimento e almentando os gemidos minha mäe tentou tapar a boca dele, o que foi em väo, o homem parecia um urso enfurecido... deu umas duas estocads mais fortes e profundas e parou... Ele colocou a minha mäe no chäo, ela estava com as pernas bambas e de sua buceta escorreu um mar de porra...



Jurandi havia me visto naquela noite, tanto que conversamos eu, ele e a minha mäe sobre o acontecido e o que aconteceria... depois de trinta anos, eu tenho quase duas certezas... de que jurandi mudou a maneira de pensar da minha mäe quanto a fuder com outros homens e de que Jurandi à engravidou e é o pai do meu irmäo marcio...









VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha mulher de fio dental num posto de gasolina eu confessocontos eroticos homem casado dando para o primocontos eróticos gay comendo o cu do garoto oferecidocontos punheta filho sobrinhoru cdzinhaesposa safada liberando geral para o sogroconto erótico meu sobrinhocontos.eroticos fui.fodida pelo tio velho da van escolarparticipei de uma suruba contosContos de esposa abriu o cu ao máximoConto gay tesão no padrecomendo a bucetinha da filha da vizinha novinha contoseu adoro usar calcinha hoje sou travesti fresca afeminadapelada e o cu melado de manteiga no corpo inteiroinfancia contos de encestoconto erotico sogra chata levou rolaContoseroticosprimeiravezcontos eroticos porno gay mijo amareloconto eróticos comi minha prima mae solteira carenteContos eróticos, o amigo do meu marido encheu minha boca de galacontos eroticos lobisomemisso contos eróticoscontos esposa deu pro sobrinhocontos/o cu da sogra era virgemcontos eróticos zoofilia f****** cadelinha de ruaconto porno mulher gosta pau 25cmcontos eroticos eu e meu padrastocontos eróticos entiada meu volumenuma festa minha esposa colocaro ela pra dormir quando eu vi contozoofili negao magro com umaaconssegui um cabacinho pro meu cunha do tira contocontos gay o deflorador de bundinhascontos eróticos no dia chuvoso pedreiro taradaocasa dos contos eróticos jogo seduçãoo amigo hetero me dominoucontos eróticos traição o porteiro do prédio de Hollywoodcontos eróticos comi minha sogra num domingocavalogozou forte na boceta da safadaconto de quarentona a fuder com desconhecidoContos eróticos entre parentescontos eróticos de brigas e submissão cafetao metendo na minha filha conto eroticoscontos eroticos de mulheres casadas que ja levou mijada na caracontos reais eroticos na formatura casaisenchi minha buceta greluda de pora pro mru corno chuparcontos eroticos mae deixa filho gosar dentro delaMeu filho socou seu pau na minha bucetamarido prende a nulher com algema e negro arromba sua xanamocinha bonitinha filha de papai de calcinha fio dentalcontos eroticos maduras eu e minha amiga levamos no cu a mesma piça gozando pelo cu contos eróticoscontos eroticos aiii chupa cona aiii aiiii na bunda arde contoscontos eróticos traindo marido na cara dele ele nao viuporno filhos/a com primosas rola de pratigo na bucetacomo comecei a ser enrabada pelo meu cachorrocontosconto.erotico nao resistie estuprei o filho da vizinha no banheiro ele desmaiouConto erotico gostosao fas cuceta gay calcinhaContos eroticos minha primeira vez foi quase um estupro e eu gosteicontoseroticosviolentadasSou casada mas bebi porro de outra cara contosContos meu filho pauzudo me comeu dormindocontos eroticos sogro filho e noraconto de rasguei o cu da minha avócache:zwmyzgvJpMwJ:idlestates.ru/mobile/conto-categoria-mais-lidos_1_22_fetiches.html contos siririca com docecontos eroticos de putas e putoscomendo minhãs duas irmãs conto eroticoCategoriasdecontoseroticoswww.contos eróticos comi o marido da minha amante e ele cagou no meu cacete.comVi buceta da minha mae nao aguentei comi CONTOSContos transformaçao femea porncontos eroticos novinha da bunda arebitada garotos safadinhos picas e bundas videostitio me estuprou. tinha 7 aninhos incesto. analconto de ranquei cocó do cu do novinho que chorou na minha pica grandecontos de de sexo de escondercontos sado marido violentosxvedeo porno cuadinha tava triste cuanhado animou fedendo elaconto tres maxo me comerancontos eróticos meu sobrinho pequeno chupa meu paucontos eróticos minha esposa me contando como me corneoumeu marido bebeu e meu cunhado me comeucontos minha mae baixinha gostosacontos eroticos cm chantagia minha intiada para mim da a sua bocetinhaconto trai meu marido com meu filhossequestrada e arrombada a força contocontos eroticos coroaspegando minha priminha novinha contosContos de safadezas com o padrasto desde pequenacontos eróticos minha calcinha rasgadaporno encejo com sogro e sogra pra serularconto meu amor meu sobrinhoconto de marido e esposa e velhoConto er cu arrombado