Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CONTO DE CORNO VERÍDICO - CORNO QUER SABER MAIS

Casado á vários anos, sempre tive um enorme tesão em saber das cantadas que minha mulher recebia na rua, no trabalho em todos os lugares que ela ia.

Meu sonho era sempre o de ser corno, o prazer e o tesão que me dava sá de imaginar ela sendo possuída por outro, sendo penetrada com vontade, gemendo de tesão sendo chamada de gostosa de putinha, sentido o gozo do parceiro.

Recentemente ela me confessou você é CORNO!!!! È corno desde o nosso namoro quando morávamos em cidades separadas.

Um misto de tesão e nervosismo tomou conta de mim e aos pouco o meu lado corno foi ficando mais forte e o tesão cresceu e eu fiquei escutando o seu relato, no qual vou troquei alguns dados e passo a transcrever mas deixarei algumas pistas na esperança do pegador lembrar e a primeira é que as iniciais do nome dela são A. C., nome composto!



“Ela estava na faculdade de Direito, ela estudava no segundo ano noturno, em uma cidade da Zona da Mata Mineira (fato verdadeiro) , quando um amigo que eu vinha olhando a algum tempo, veio conversar comigo, ele tinha os cabelos pretos, pele um pouco morena, forte, umas pernas bem grossas e dava pra ver que eram cabeludas e estava de pau duro o que deixava uma bela trouxa entre as pernas. Conversamos e pintou um clima e ele quis roubar um beijo, não deixei pois havia pessoas que sabiam do nosso namoro, que contei para ele quando ele me convidou para ir em uma cidade práxima ver um encontro de motociclistas eu iria acontecer no dia seguinte.

Pensei que seria um passeio legal e aceitei, marcando para ele me pegar, na parte da tarde, práximo a minha casa, longe dos olhos da minha família e vizinhos.

Vesti uma saia curta, alias curtinha mesmo, de cor roseada, feita de crochê, blusinha curta sem mangas de crochê branco calcinha branca e não usei sutiã e meia calça e calcei um tênis branco, aquele que você me deu, dizia ela.

Quando entrei no carro ele me olhou da cabeça aos pés e me comeu com os olhos e me perguntou se eu estava pronta para viajar até a cidade, eu disse sim e ele se aproximou e me deu um beijo na boca que eu correspondi e fomos para o encontro de motociclistas.

Na cidade ainda ele veio me falando que eu estava bonita e que adorou ver a minhas pernas, que ele gostava de mulher branquinha como eu e com um sorriso no lábios começou a passar a mão nas minha coxas apertando alternadamente e como viu que eu não me importei ele começou a passar a mão na parte de dentro das coxas e eu para facilitar e mostrar o meu tesão abri um pouco as pernas.

Logo entramos na estrada e ele foi mais ousado e começo a levar a mão até a minha bucetinha roçando de leve, eu então falei para ele prestar a atenção na estrada ai ele me disse que ia dar um jeito nisso e entrou com o carro em um pequena estrada e parou sob uma árvore.

Gelei vpois com essa eu não contava, esperava deixá-lo louco de tesão e dar o fora nele, pois eu já te disse que adorava me exibir, mas ele assim que parou veio sobre mim me abraçando e beijando meu pescoço e quando tentei falar algo ele destravou o banco do carro e com o deu peso o fez descer e assim ele se deitou sobre mim.

Ali estava eu com o meu amigo deitado sobre mim a minha sai já curta levantada acima das minhas coxas, deixando a calcinha amostra ele me chamava de gostosa, meus braços abertos e assim que segurei nos ombros dele para empurrá-lo para cima ele botou a mão na minha bucetinha e viu que eu estava molhadinha começou a alisar forte e enfiou os dedos e começou a me masturbar.

Eu tremi e pedi para parar, mas ele começou a chupar meus peitos e morder os biquinhos e me chamar de gostosa e disse que uma menina, tinha 24 anos na época, assim devia aproveitar a vida e além disso, mostrou o pau duro e disse que agora eu teria que dar um jeito nisso que duro e com tesão ele não ia ficar e não adiantava falar que era noiva, pois não havia mandado eu mexer com fogo, agora ia ter de dar de qualquer jeito.

Senti nessa hora ele afastar a minha calcinha pro lado e senti o pau dele penetrar com força e ele viu que eu gostei quando dei um grito e relaxei e puz a minha perna direta no painel do carro.

Ele falou isso gostosa mexe como a puta que você é, me mandava rebolar, gemia forte e ele bombava com força eu falava que tava doendo um pouco e ele fazia com mais força e dizia, puta não tem vez, mordia meu peitos e falava que ia deixar marcado para o noivo ver, eu falava não faz isso e ele dizia então rebola vadia. Eu rebolei com medo das marcas e ele fazia forte ai meu tesão começou a crescer comecei a gemer alto sem medo e me soltei.

Ele percebeu que eu ia gozar e falou tá com tesão putinha então goza!!!!!!

Gozei com louca falando para ele meter e meter forte na puta dele senti ele apressar o ritmo e de uma vez tirou o pau para fora, e gozou nos meus peitos e barriga.

Sá ai eu vi que ele não usava camisinha e eu fiquei com medo pois não tomava remédio, né.

Assim que gozou ele sentou no banco e eu comecei a me recompor, quando ele falou :

Você vai assim suja para casa para se lembrar do dia de putinha!!

Ele me levou até perto de casa, me deu um beijo e disse que outro dia ia passear comigo de novo sai dali suja passando pela rua com a saia curta e sentindo que os homens estvam em olhando.”



Esse foi um dos relatos que minha mulher me contou, existe outro com outro colega da faculdade, espero que o comedor ou comedores se lembrem e mandem email para [email protected] que adorarei saber da vida de putinha da minha mulher.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


a primeira vez que comi meu amigoContos de sexo muito gotoso com minha esposa sua amiga e eucontos femininos padrinho analContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadortranzando com tua irmã durmindowww.contos vendo mulher fudenoCONTOS DE LESBICA MEUS CONTOS DE TIAdeitou com a tia e foi estrupado sexualmenteconto erotico no colinhovirei puto do bar conto gaycontos eroticos crente coroa peidando no paumeu amigo viu o bucetao da minha esposa contocontos eroticos gays viagem de ferias para fazenda com dotadoconto erotico levei rola do meu amigoConto erotico novinho cdconto erotico minha mulher no club com negroconto insesto tia divorciada convida sobrinho para feriasContos eróticos fortao comendo cadelaContos eroticos gays sendo arrobados virgens contos eroticos piscinadei a xana contos eroticosa massagista negao contosfotos chapéu ao traveco até ele goza'casada estava sem calcinha e fui comida no ônibus porno conto realisando meu sonho de enrabar minha sogra e minha esposa juntas contos eroticosmãe e filho contos eróticosCasa dos contos incesto mae e filho fodendoRelato picante comi minha esposa no estacionamento do shoppingaí mano chega pra praia e faz sexo com irmãocontos eróticos dr meninacom homens e negros dotadosconto em casa com minha mãe com cada roupinhas que me deixa louco que xereca ela temdei cu cavalo contoscontos de maedando desde pequeno contos eroticos gayscontos eróticos meu sobrinho punheteirouma semana de pescaria,contos eroticosvídeo pornô mulher casada fica cheia de tesão com a venda em Jarinuconto erotico o cu da mendinga gostosaponei arrombando morena com tesaocontos eroticos de gay ineditoshistórias eróticas pinto prquenocontos eróticos enteada me provoca eu goza dentroComo ela no dia do casamento conto erótico incestocontos eroticos zoofila de cachorro engatado grátismeu marido pediu pra comer outra mulher contoComendo minha mãecontos eu minha esposa e um viadinhocontos eroticos de casais realizando fantasia com comedorfilme pornô com gordinhas empadãoContos eroticos minha mulher e o policialzoofilia negao comenorme pau deixando putia loucaConto eotico chamei um padre dotado pra comer minha esposa sem ela saberfudendo mae da namorada viadoeo namorado se arrombandoquero ver um vídeo de graça de graça rouba pica bem grossa dentro da b***** entrando bem devagarzinho b************contos eroticos gay femeacontoa gay - meu colega de quarto musculosoCunhada bunda site cellcontos eroticos minha esposa sonhava em dar pra um cavalo e ela conceguiuconto erotico sentei no pau até entrar todo e trancar na minha bucetacomtos eroticos meu.marido. me fez ultrapassar.todos.os.limitescontos eróticos escrava da soniaquando ela percebe que eu quero dar o cu pra ela xxxcontos eroticos pegei meu vizinho cheirando minha calcinhatravesti comemdo loira chorandoconto eróticos gosei na boca do meu irmão a mulhe dele viu tudoContos gays meu padrásto coroa de jumento dormindo nu e aproveiteicontos eroticos coroas de quarenta e oito na praiameu pai me encochou conto viajando com a maninhacontos velho tarado por bucetasvideornposscontos eroticos-estuprei minha irmaContos eroticos com cunhadasContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas nivinhas dormindo e provocandorelatos eroticos de homens dotados comendo noras e comadresconto fiz um trato com meu tio de ele me engravidar eu da o cu a elecuzinhopiscanomuleke soca seu pirocao na gostosa no onibuscontos de meninos putinhosContos erroticos de prinos e prinas sexocontos eroticos gay sadade de meus dominadorescache:NCvA3Q684K4J:tennis-zelenograd.ru/conto-categoria-mais-lidos_4_10_incesto.htmlsou casada meu visinho novinho e. Lindo contosrelato erotico corno viadinho dedo cuminha professora nao usa calcinhas contos eroticosmenino tarado contos