Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COROA BOM DE CAMA

Hoje eu vou contar um lance que aconteceu quando eu morava em outro bairro. Na época eu tinha 28 e era bem enturmado na região. Trabalhava 6 horas por dia e ia a faculdade a noite. Eu tenho 1,80m, olhos e cabelos castanhos e 72kg. Todos os dias quando saia para o trabalho eu via um vizinho cuidando de um jardim em frente a casa dele, começamos a nos cumprimentar e depois de um tempo começamos a conversar. Ele morava sozinho, era viúvo, aposentado, tinha 58 anos, 1,60m e cabelos grisalhos. O nome dele era Firmino, piauiense, calvo, usava um bigode fino que ia até embaixo do queixo. Tinha a pele bronzeada e um par de mãos grandes e fortes. Nás tínhamos conversas animadas e instrutivas. Ele gostava de me encontrar e tinha grande prazer em conversar comigo. Ficamos amigos.

Um dia, num sábado de manhã, quando chegava do supermercado, ele estava na porta de casa e me chamou. Perguntou se eu poderia ver uma certidão pra ele na internet. Fomos a minha casa e eu imprimi boleto, pagamos na lotérica e pegamos a certidão. De repente ele se encheu de coragem e me perguntou como que se via pornografia no computador. Eu dei uma risada e mostrei pra ele três sites que eu conheço. Ele pôs a mão encima do pênis e olhava com os olhos bem abertos. Mostrei a ele filmes de dois minutos com boquete e esporrada na cara, mostrei um negão comendo o cú de uma mulher e mostrei um filme que eu tinha visto algumas vezes, pensando nele e me masturbando, que era um coroa todo grisalho comendo um brotinho. Ele estava super excitado, segurando o pau duro dentro da mão. Ele olhou pra mim com os olhos lúbricos de tesão e me disse que tudo que ele mais queria no mundo nessa hora era ganhar um boquete. Me mostrou o volume sob a calça social e perguntou se eu queria pegar. Meu coração disparou, então respondi rápido que tinha um tempo que eu queria. Levei a mão até o volume e acariciei. Ele desabotoou a camisa e eu abri o cinto e a barguilha, baixei a calça dele e segurei o pintão. Lambi os lábios e olhei encantado para aquilo que eu segurava: um belo pau comprido e grosso saindo de um ninho de pêlos brancos como neve. Confesso que fiquei surpreso com a dureza que estava apalpando, olhei pra cima e admirei a solidez do Firmino. Espalhei a outra mão pelo peito e a barriga numa carícia plena de desejo. Ele me olhou orgulhoso de si e comentou que não ia me decepcionar. Respondi que ele já estava superando as minhas expectativas e pousei os lábios sobre a lateral do pau. Comecei beijar e lamber e logo engoli a vara chupando suavemente, envolvendo bem a circunferência e encaixando a língua na parte de baixo. Tirei o pau da boca e elogiei o gosto, o tamanho e a dureza. Ele devolveu o elogio me dizendo que eu era um bezerrinho. Beijei o saco e suguei cada uma das bolas, esfreguei o rosto no pinto dele e gemi um gemido gostoso de prazer deixando o pinto dele pulando de duro. Nessa primeira vez o nosso prazer foi rápido, durou menos de dez minutos. Eu estava chupando de olhos fechados, num vai-vem molhado quando ele segurou o meu queixo com uma mão e o pau com a outra e começou a gozar no meu rosto. Deixei a boca aberta, segurei o saco, massageando e recebi três deliciosas golfadas de porra quente e cheirosa. Ele se sentou na mesa e ficou me olhando com um sorriso safado nos lábios. Eu também sorri e fui ao banheiro lavar o rosto.

Quando voltei ele estava sentado sobre a mesa com o pau mole. Uma gota de sêmem ainda escorria dele. Me aproximei, segurei o pênis e o convidei para vir pro quarto conversar. O Firmino se deitou na minha cama e ficou super a vontade. Eu tirei a camisa e a bermuda e me deitei com ele pousando o rosto no seu peito coberto de pêlos brancos. Fiquei passando a mão pela barriga e falei que estava com muita vontade de ficar com ele, que tinha desejado esse momento e que estava realizando um sonho. Ele me contou que também estava querendo me comer já tinha vários dias. Perguntou-me se eu tinha caso com alguém e se eu queria ficar com ele outras vezes, dormir na casa dele e ir namorar de vez em quando. Me disse que se eu quisesse, a única coisa que ele exigia era fidelidade. Olhei pra ele, impressionado e perguntei se ele estava me pedindo em casamento! O Firmino deu uma risada e me puxou pra perto de si e me abraçou. Eu comecei a beijar o peito dele e lamber seus mamilos, beijei o pescoço, rosto e a boca. Esfreguei meu rosto barbeado no seu bigode e chupei a sua língua. Ele pegou uma das minhas mãos e levou ao seu pau, que já estava duro. Eu me sentei sobre ele, de costas e fiquei esfregando a bunda sobre o pênis ereto. As vezes ficava rebolando com o pau encaixado entre as nádegas, então me virei pra ele, ofegante de tesão e pedi uma pausa pra pegar o lubrificante, que estava na sala. Quando voltei, ele se masturbava. Me ajoelhei na cama e lubrifiquei bem o caralho gostoso do Firmino, massageando e punhetando aquela rola maravilhosa. Ele me olhava enquanto eu olhava e admirava o pau, brincando de sentir prazer. Até que eu cansei e perguntei se ele queria vir atrás de mim. Meu amigo deu um pulo e foi logo se posicionando. Segurou minha bunda com uma mão e com a outra mirou o buraquinho. Encostou e foi abrindo caminho. Meteu a metade, eu de olhos fechados comecei a gemer e rebolar devagarzinho. Ele começou a fazer o vai-vem primeiro devagar e foi acelerando. Falou que queria me comer todo dia e que ia me ensinar muita coisa ainda. Depois de um tempo deitamos de lado, levantei uma perna, meu velhinho segurou essa coxa que eu levantei e ele ficou bombeando. Ai que delícia! Nessa hora o macho excitado beijou minha costas, mordeu meus ombros e mordicou minha nuca me deixando doido de tesão, gemendo como um engenho de madeira. Foi então que ele gozou. Me puxou pra junto dele, me abraçou e me apertou. Disse uma coisas que eu não entendi e ficou sussurrando no meu ouvido enquanto o pau amolecia dentro de mim. Elogiou meu boquete e disse que queria mais, elogiou minha bundinha macia e redonda e elogiou o cuzinho gostoso que ele comeu com tanta vontade. Quando o pau saiu continuamos abraçados e ele adormeceu. Passamos a tarde toda na cama, saímos para jantar e passamos a noite toda juntos outra vez. Enquanto morei nesse bairro eu sá dei pra ele.





VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contoseroticoscomendo a baba e minha sograpirulito do titio contos eroticosenfiaram uma bucha no cu do estupradormeteram na minha irmã conto eroticoamigo ciumento contos gaymalandrao dando o cuzinho pra boy malhado contogay novinho e o pepino/contos eroticosconto erotico japonesa da.do o cuconto erótico mãe fazendacontos eroticos brincando de esconde escondeconto erótico O Despertar de uma casadacu todo cheio de manteigaconto eroticos minha mullher e muito alegrcontos eróticos aiai meu cuzinhocontos eróticos sou casada e trai o marido com negão africanomae desfilando de calcinha fio dentalconto casado dei pra travestiporno coroa pauzeraconto macho fica pelado contos eróticos angolanofui pintar a casa da minha cunhada com ela e minha esposa e o marido dela cantos eroticosconto erotico gozei na boca da minha mãecontos eroticos gay os adultos me dizia filhinho vai chupa é o pirulitaoContos eroticos cdzinha iniciado pela minha irmacontos eróticos, minha esposa putacontos peguei as conversa da minha esposa no zapvelhas gordas de 90kg nuasdei o cu bem gostosocontos eróticos de bebados e drogados gaysmulher do meu amigo fudeno comigo na casa deleo gozada na boca da coroa nordestina contos eroticoscontos irmao gritar vai quase gozandoconto sexo dei de ladinho qietocontos eroticos gay velho pagoueu pedro minha esposa claudinha e meu primo comedor contosZoofilia contos menininha chega do colégio animaismeu aluno negro e lindo conto gaycontos eróticos de negras no metrôMeu pai me penetrouA mulher do meu amigo gemeu baixinho na minha vara pra ele não ouvirCONTOS ESPOSA CORNO ANDREAcontos de velhas gordas tomando gozada na caraMamando o netinho contoseroticos"ficava mexendo no pau"cuzinho da zildaconto sexo incesto bebezinha greludaconto erotico estuprada de mini saiaconto erotico marido foi pescar deixou. a casadinha no acampamentosou evangelica e meu marido flagrou eu dando para um velhao contoscontos quebrando o cabaco da coroacontos eroticos de de me tinhas conquistando os avós incestocontos eróticos saboreando a pirocaDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos mem tinha peitinho dava cusinhoContos vizinha de 19sexo com as amigas e as filhas contoszoofiliagay contos eróticos comendo o cu do cachorrocomi o cu da minha sogra linda e da filha elas gritavaminha iniciacao na zoofiliaconto erotico gay dando pro pedreiro sarado de 29 anoscontos eroticos incestos primeiro foi o meu irmão agora e meu paiContos eroticos com lixeiro e mulher de calcinha fio dentalsobre aquela transa com a sua tia Sôniaconto erotico tirei a calcinha da gatadei para um cavalo contos eroticoContoseroticosmostrando.Contos mão dentro do ônibusfui pregar a palavra e fui fudida contos eroticosconto gerou comer a sograsera q meu marido ja ficou com travesti peguei ele vendo videoahora que paugozamamando nos peitao da gorda novinha casada de xortinho lactante..contosContos fiz um cao de cadelaMamando rola na escola contoseroticosComo posso fuder nha vizinhairmã puta da escola conto eroticoContos eroticos casamento Namoradoscontos eróticos família nua em casacontos eroticos marido capachoconto eróticos professor de biologiacontos mulher alta bunduda ggconto gay - "me ajudou a subir no cavalo"Contos eroticos eu paguei pra fuder a minha sobrinha casadahttps://cheapjerseysfree904.top/celebritysexstories/conto_27481_que-briga-fudida..htmlcontos eroticos menino de calcinhacontos eroticos gozei quando as duas picas entraram no meu cucontoerotico sou uma senhora sou discaradaescola grita dor conto erótico minha mulher chegou tarde em casa contocontos com fotos o guarda roupa da casada liberada do mansohttps://tennis-zelenograd.ru/conto_19242_irma-bebeu-demais-de-teve-sono-pesado.htmlcontos eroticos viciados casaiscomi minha madrinha na casa dela contosa minha mulher a mamar caralho de outro em jantar