Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DEI MEU CUZINHO PARA UM COLEGA DE TRABALHO

Meu nome é Tâmara, sou brasiliense, tenho 28 anos, 1.70m e 59Kg. Faço o tipo mulherão com corpo de violão, porém sempre fui discreta e até ruborizo facilmente quando sou paquerada. Sou casada e meu marido é muito ciumento. Nunca fui santa, mas também nunca fui puta.



Há três meses fui transferida a trabalho para Natal, capital do Rio Grande do Norte. Lá conheci um cara chamado Alexandre. Foi paixão a primeira vista. Longe de meu marido eu, completamente carente, fantasiava com esse homem que, percebendo o meu interesse, alimentava minhas expectativas. Mas como ele também era casado, não foi fácil criar um expediente para um primeiro encontro. E era uma tortura sonhar com ele todas as noites e não poder tocá-lo. Um dia tomei coragem e parti para o ataque. Comecei me declarando. Ele escutou, foi muito doce, mas não fez nada. Alguns dias depois fui mais direta: pedi um beijo. Ele me beijou – foi o melhor beijo da minha vida. A essa altura meu fogo sá crescia. Queria esse homem de qualquer jeito. Finalmente, pedi que ele subisse a meu quarto, no hotel onde estava hospedada. Começamos com beijos mais quentes. Depois passamos ao roça-roça. Suas visitas passaram a ser mais constantes e a cumplicidade foi aumentando. Nunca havia engolido porra, mas ao ver aquele pau gostoso, todo durinho para mim, tive vontade de chupá-lo e chupei tanto, tão gostoso, que quando menos esperava estava o leitinho descendo pela minha garganta, tão quentinho e gostoso. Fiquei viciada. Queria mais e mais. Depois disso, senti despertar meu lado putinha.



Certa manhã, antes de irmos para o trabalho, marcamos de nos encontrar em meu quarto. Acordei cedo, tomei um banho delicioso, coloquei perfume e uma maquiagem de vadia e o esperei usando apenas uma calcinha vermelha, uma sandália de salto alto e um par de brincos. Foi maravilhoso, ele com aquele corpo definido, lindo. Com seu pau duro e quente esfregando em minha bucetinha enquanto chupava meus peitinhos rijos. Quando ele arrancou minha calcinha e penetrou, estava quase gozando. Gozei gostoso. Depois ele meteu com mais força e gemeu, gemeu forte como um cachorro vadio. Fiquei maravilhada com o que estava me acontecendo.



Para minha surpresa, dois dias depois de nossa manhã de amor, soube que ele iria viajar e eu também. Tratamos de tirar o atraso naquele dia mesmo. Ficamos até mais tarde e aproveitei para tomar mais um leitinho. Ficamos separados por 1.500 Km, mas o tesão não passava. Agora me sentia uma prostituta. Fantasiava de todos os jeitos, seduzia outros homens. Queria porque queria dar meu rabinho (virgem), mas tinha que ser para Alexandre! 19 dias depois de nossa separação enfrentei 4h de vôo para encontrar meu macho. Vesti-me como uma prostituta para encontrá-lo no aeroporto. Minissaia, salto e decote. Beijamos-nos ardentemente no elevador aos olhos de todos. Seguimos para o motel e finalmente pude realizar meu desejo. Dar o meu rabinho. Fiquei de quatro, passei um gel no cuzinho e no pau dele e fiquei olhando no espelho a espera que ele montasse em mim como monta a um cavalo. Sua expressão foi máscula, excitante. Ele meteu de vez e com toda a força. Dei um grito, mas sem dor nem sofrimento. Sá prazer, prazer de ver aquele homem me possuindo, em pé, me comendo e gemendo. Adorei. Ele poderia ter me quebrado em duas que eu iria gostar. Fodi de todo jeito. Até uma garrafa ele meteu em minha xoxota e eu gozei, tomei leitinho ainda queria mais.



Depois de Alexandre, passei a me sentir uma mulher plena, senti vontade de trepar com todo tipo de homem, branco, preto, magrinho, fortão. Descobri a puta que existe em mim e ainda estou descobrindo outras formas de seduzir e de gozar. Tenho a impressão de que sempre serei dele e muito mais dele do que a qualquer outro (tenho a certeza de que terei muito outros).



Esse é o meu primeiro conto. Espero que gostem.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


filhos gay moleque novinho trepando pela primeira vez cantando muitocontos erótico brincadeira papai e mamãeconto erotico pegeui minha esposa me traindoFernanda jeitim nuavidiod etoticos madrata dominando a esteadaPatroa puta conto eróticodei para o comedor do bairro filhos contocontos masturbacao em publicocontos coxudas de saiacontos eroticos padrasto me estuprouconto eróticos com velhinhahomem maduro contando porque deu o cupais se esfregando na filha shortinho corContos eroticos sempre quis da meu cu pro vizinhoContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas dormindoeu ja comia Minha filhinha decidir compatilhar ela contos eroticosler conto erotico de pedreirocontos consolei a mulher do meu amigoconto aos oito aninhos a filha da minha namorada sentou sem calcinha no meu pauconto peidei no pau do negaoconto erotico gay viado fica com medo da piroca do coroa e e fudido a forcacontos eroticos sequestro eu e minha amigacontos dançando no meu pauconts eroticos minha irmã a mais gostosaMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,dei de perna abertacontos de coroa com novinhomeu corno e muito otario contos eroticosnem peitinho teen grita na pau do voseparei do meu marido e fui morar com minha irma conto eroticogarotinha de 9 aninhos me deu a xoxotinha dela contoscontos de mulheres que gostam de levar na cona de ser enrabadascontos de incestos mae puta e filho espertocomo brexar a cunhada no banheiro Porno contos incesto familia prazer total qualquer idadecontos gay trasando com o meu cão ate grudarconto erótico thorconto erotico pelo buracoconto eroticos troca troca com amiguinhocontos eroticos padrescontos vi pau enorme cheio de veiascontos gays- sexta do chaveirocontos por causa da chuva comi um cuComi minha maemeu intiado me come eu e a minha finlha contos eroticosContos eroticos trans lindinhasonhar com a mulher tranzndo com outrocontos eroticos gay me vesti de mulher pro meu machocontos eróticos dr meninacom homens e negros dotadosvideo de branquinho magrinho dando o rabinho a forçaconto irmã peladinha dentro de casaConto etotico senhora sogramuie pega a manguera do amigo do cornaocontos eroticos com faxineiras madurasdona redonda arreganhado o cuzaoConto erotico sou madura greludacontos eroticoseu gostoo d ver meu marido comendo a empregadacontos eróticos gay meu meio irmãoconto tirando avigidade do meu priminho gaycontos porno esposas estuprados submissosconto esposa atendendo pedido sexual do maridocontos velha sogra da cucontos eroticos minha esposa e meu sogro numa dpconheci a vara do meu padrasto muito novinha contos eroticosCheirarão a calcinha da minha esposa contos reaissem cadastro zoofilia sai mijando leiteconto erótico dei meu c* para o Jornal do CampoMeu padrastro negro fodeu minha cona. Conto erótico heterossexual.conto erotico sogra nao quercontos de coroa com novinhocontos meu namoh me cmeupai com meleque desde pequenos contos eróticos proibidos gayscontos eroticosde medicaContoseroticosdesolteirasconto erótico gay com estupro e muito dor e sangue em cima de uma camabrexado a minha sogra no quartogrelluda pirocana qaredecontos agora ela so quer se for com duas picasenrabada no intercambio contosrelatos eroticos de traicao consentidacontos eroticos sadomasoquismo com putascontos eroticos eu era virgemcontos eroticos de feiaVidios porno gritei con o pau do meu pai no meu cuemprestou a esposa e ela ficou grávida conto