Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A CURRA DA VIRGEM

Meu nome é Paty, vou me descrever detalhadamente para vocês. Tenho 28 anos, 1,60m, 53 kg, cabelos castanhos claros compridos encaracolados, seios grandes com biquinhos cor de rosa, coxas grossas e tornozelos grossos, minha xoxotinha é bem gordinha, rosada e fechadinha, com pelinhos bem aparadinhos. E o que passo a contar aconteceu quando eu tinha 19 anos e por obra do acaso fiquei sozinha na casa de praia dos meus pais, coloquei um biquíni e fui até a praia, distante 1 km da casa. Fiquei por lá tomando sol até mais ou menos uma da tarde, retornei até a casa, tomei uma ducha de água doce, deitei na espreguiçadeira e adormeci. Acordei quando a casa foi invadida por três assaltantes, um deles me tapou a boca com a mão e me levou para dentro da casa enquanto os outros dois trancavam as janelas e portas e recolhiam as poucas coisas de valos que havia lá. O que me segurava dizia para os outros que a coisa mais valiosa que eles poderiam pegar era eu, soltando a parte de cima do meu biquíni e me deixando com os seios nus. Tentei lutar, mas acabei levando um tapa no rosto que me deixou tonta, eles me levaram para o quarto, arrancaram a parte de baixo do biquíni e me amarraram na cama nua, abriram minhas coxas grossas e deixaram minha xoxota gordinha e com os pelos bem aparadinhos exposta e diziam: ”olha sá que tesão, olha a boceta dela, que peitões gostosos essa piranha tem”, eu implorava que me deixassem e caí na besteira de dizer que era virgem. Isso sá os deixou com mais tesão ainda,um deles tomou a frente e começou a chupar minha xoxota,sentia a língua grossa e rápida entrando e saindo da minha xoxota,lambendo toda a rachinha,sugando o meu clitáris e tornando a enfiar a língua em mim,um segundo assaltante forçou seu pau na minha boca eu fechei a boca com toda a força mas ele disse "chupa ou morre vagabunda".comecei a chupar desajeitadamente,ele me deu um tapa na cara e mandou eu chupar direito,comecei a lamber como se fosse um sorvete.O que me chupava parou momentaneamente e dizia:”A putinha ta melada,ela ta com tesão essa vadia olha sá a boceta dela como ta molhada”agora você vai levar rola sua vagabunda”Primeiro ele esfregava a cabeça do pau na entrada da minha xoxota,batia com o pau na entradinha e forçava sá a cabeçinha,de repente numa estocada sá,meteu seu pau em mim me desvirginando,senti a rola grande e grossa estourar meu cabaço e tocar meu útero,ele começou a meter com força,a cada estocada ele tirava quase todo o pau de dentro de mim e enfiava de uma vez sá,me xingava de branquela puta,de vadia,de safada.Eu estava com as mãos amarradas acima da cabeça tendo a minha xoxota sendo arregaçada e chupava o pau dos outros dois alternadamente.Algo estranho aconteceu comigo,pois eu comecei a rebolar enquanto aquele desgraçado me estuprava e eles perceberam isso e começaram a me humilhar mais ainda:”ta gostando puta,rebola no meu pau sua cadela,vadia,piranha,a dor e o medo começavam a dar espaço para o prazer.Eles me desamarraram,um que era chupado deitou-se na cama e fez com que eu subisse nele encaixando minha xoxota no pau dele,o que me comia a xoxota ficou em pé nos pés da cama e disse:”chupa meu pau com o gosto da tua boceta sua vaca branca” comecei a chupá-lo,o outro que sobrou disse:” O cu dessa puta é meu vou foder o cu dessa branquela”tentei reclamar mas fui segura e senti ele cumprir a promessa,senti as minhas pregas arrebentando numa dor forte e uma sensação de ser partida ao meio,estava preenchida com dois cacetes, um na xoxota e outro na bunda, eles me davam fortes tapas na cara e na bunda, me xingavam de vadia, de cadela, de prostituta, mandavam rebolar que nem puta e quando eu diminuía o ritmo da rebolada levava tapões na bunda e o lembrete: ”REBOLA PUTA SAFADA”. Eles se revezavam nos meus buracos. Eu estava molhada de suor, comecei a cavalgar o cacete de um deles com vontade, perdi a vergonha, meus seios grandes de bicos cor-de-rosa realçados pelas marcas do meu bronzeado balançavam violentamente. Eu me sentia a puta mais depravada do mundo, sendo currada por tres negrões, com, um cacete no cú, um na boceta e chupando um terceiro. Eles gozaram nos meus três buracos engoli porra e gozei como uma vaca, sendo xingada de puta, cadela e vaca. Eu lourinha,branquinha,filhinha de papai sendo comida por três crioulos e adorando,eles percebendo que eu me entregava mandavam eu pedir rola e eu pedia,mandavam eu falar que era puta e eu falava.Eles pararam de me foder,um deles sentou-se na beirada da cama,mandou eu encaixar a xoxota no pau dele de costas pra ele e rebolar na sua pica,e eu obedeci,ele com as pernas fechadas e o cacete bem duro,eu abri bem as pernas e de costas pra ele rebolava no seu pau,os outros dois ficaram em pé um de cada lado,eu chupava um enquanto punhetava o outro alternadamente,os três me comeram a xoxota desse jeito,depois na mesma posição sentados na beirada da cama comeram meu cu.Eu urrava,gania igual a uma cadela,”VAI FODE A TUA PUTINHA,FODE A XOXOTA COR-DE-ROSA,FODE,EU SOU A PUTA DE VOCES,eles riam e me xingavam ainda mais,eu era um mar de suor misturado com porra,eles gozavam,saiam,vinha outro,um deles foi tomar um banho,saiu dizendo que tinha cansado de trepar com essa vagabunda,os que ficaram falaram que iriam me foder em pé,fiquei meio sem saber o que seria isso mas logo descobri.Um deles em pé com o pau duro me puxou e encaixou o pau na minha xoxota,eu instintivamente o abracei por trás do pescoço e lacei minhas pernas atrás das costas dele,ele deu uma levantada no meu corpo e eu fiquei com o rabinho exposto,o outro veio e meteu no meu cuzinho,fiquei no ar,pendurada pelas picas dos dois que me foderam com vontade,gozaram mais uma vez em mim,se vestiram e se foram me deixando nua,esparramada na cama,com o corpo dormente e toda dolorida,com muito custo me levantei e fui ao banheiro ver o estrago que eles fizeram mim,vertia porra do meu cú e da minha boceta.O sangue e a porra grudados nos meus pêlos pubianos revelavam o defloramento.Não contei isso a ninguém,mas até hoje me masturbo lembrando das cenas.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos gay amigo do irm.aicontos tava de shirtinho em casa o mendingo me comeu em casaconto mãezinha chupou minha b******** e gozei na boca delaeucelo ve uvido ponoconto marido do ladoso contos de travesti dando o cu varias vezes ate ficar bem aronbado bem largo que cabe a mào dentrocontos dei um beijao na boca do meu tiocontos de sexos ainda dimenorcontos eróticos de minha esposa numa festa a fantasiaReguinhocontosconto erotico comi acrenteconto mãezinha chupou minha b******** e gozei na boca delacontos bebendo porraputinha da escola conto eroticogarotinha contos eróticoscontos eróticos minha mulher vai à igreja e no confessionáriomadura vadia chantageada por vizinhosEntro na bucetinha da minha sobrinha pequena todas as noites e encho a bucetinha dela de porranovinho desesperado aperta a rola do hetero poe na bocaconto gay daniel e murilo me.comeramcontos eróticos no carro com meu paiTRAVESTI CHUPÁ OUTRO TRAVESTI E BEIJO NA BOCA E FUMANDO O CIGARRO travesti coroa enroladinho Pretocontos eroticos mulher dominadora usando marido como cachorroenrabado wc contogozando pela primeira vez conto gaycontos eróticos i****** ensinei meu filho aleijadocontos tia preferidacontos fode-me paicontos eriticos o sorveiro negro comeu minha nulher brancacontos siririca praiacontos eróticos brincadeira de meninascontos eróticos viajando com a sobrinha casadacpntp erpticp judp mãe pauvideo porno gay de homem que botou camisinha para comer seu parceiro apos gozar ele tira a camisinha e da para o amigo chupar seu paumiudinha conto eroticocontos comendo a sograconto violada na praiacontos eroticos reais adoro ver minha mulher com outros homenscasa dos contos de mae fudendo filho e filhacontos coroa tetuda baixinha na feiraafeminados de praia grande contatoscontos eroticos eu meu marido perdido na matacontos meu marido adora me ver sendo chupada por outra mulherrelato erotico cheirei a calcinha da sograConto erotico travesti bbwconos eróticos verdadeiro convenceu a mulher a a bundahttps://idlestates.ru/conto_29032_espiada-no-natal.htmlconto erotico incesto sonifero filhacontos arrombei minha mae com mega rolaoMeu primo me convenceu a mostra meu pau para eleconto de sobrinha abusada pelo tiomulher se esfregandono travesseiro contoconto de cabeleiro comendo o cu do novinho sem penacontos eroticos ajudei meu filho e fui estupradaCONTO EROTICO. O GOZO DE OBRIGAR MEU IRMAO SE MASTURBAR PARA MIM.PT.xvidio travesti ta duendominha esposa safada de saia deixo o vizinho a funda a xoxota delacontos eroticos tia tucaContos irma mais velhaContos eroticos gay estuprado pelo pastorMulheres se jutao para fazer xexo contosContos erotico dois policial dotadu fudel minha esposaraparam minha buceta a força contos.contos de coroa com novinhocontos eróticos meu marido eu e meu alazãoconto sou loira e adoro um negãoo carteiro me pego com roupas femininas gayver contos eroticos de irma dando pro irmaoconto de moçinhas inocentescontos eróticosperdendo as pregas do cuzinhoContos eroticos gay meninoshttp://okinawa-ufa.ru/m/conto_16695_foi-pra-ser-chupado-e-o-negao-me-comeu.htmlcontos eróticos a gostosura de nossos pensamentoscontos eroticos d csadas dando pra pivetescontos eroticos de menina perdendo a virgindade brincandovideos eroticos de castigadas com muitas palmadas