Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMI MINHA ALUNINHA DE 19 ANOS

Sou professor de Literatura, casado e tenho 27 anos, 1,79 de altura e 75 Kg. Não sou lindo mas minhas alunas dizem que sou o professor mais bonito do colégio. Isabele é uma dessas alunas, tem 19 anos, é morena de + ou - 1,62 de altura e corpinho lindo (bumbum saliente e seios médios). A histária que vou relatar ocorreu no ano passado. Isabele é inteligente e muito comportada em sala mas tem certa dificuldade de aprendizado, não consegue tirar nota acima de 6,5 (a média para passar de ano é 7). Resolvi ajudar a garota a melhorar as notas (acreditem, sem terceiras intenções, afinal sou muito amigo dos pais de Isabele). conversei com os pais da garota e combinamos que sempre que quisessem poderiam me procurar para o que precisar. Márcia (mãe de Isabele) sugeriu que marcássemos 2 aulas por semana, aceitei numa boa mas... onde?

- Pode ser lá em casa se você não se incomodar.

- Por mim tudo bem - respondi.



Cheguei a dar algumas aulas na casa de Isabele, mas meu tempo ficava cada vez mais corrido. Como já tinha a confiança dos pais de Isa sugeri que as aulas fossem em meu apartamento. Aceitaram sem nenhuma reclamação.



Devido ao fato de minha esposa trabalhar até 20h eu sempre arrumava a casa quando chegava em casa.

Certo dia atrasei a arrumação e a aula estava marcada para 17h30. Quando olhei no relágio: 17h15 - Putz já já ela chega! Mas dá tempo de tomar um banho rápido...

Na verdade havia esquecido que ela sempre chegava mais cedo: Quando estou no meio do banho ouço tocar a campainha. Enrolei-me em uma toalha e fui atender:

- Entre Isa, já venho, é rápido. (Nessa hora percebi o olhar de espanto e admiração... olhou-me dos pés a cabeça e tentou disfarçar).

- Imagina Sor, sem pressa, eu é que cheguei cedo demais.



Voltei para o banheiro com aquela imagem da admiração de Isabele em minha mente. Meu pênis ficou duro feito pedra e começou a latejar sá de imaginar o que poderíamos fazer nessa "aula'. Então dei uma de inocente e preocupado.

Continuei enrolado na toalha (agora com o pênis ereto) e fui até a sala.

- Isa, vamos ali na cozinha, vou preparar um Toddy pra você tomar.

- Não precisa se incomodar Sor...

- Não é incômodo nenhum, venha.



Quando Isabele sentou-se na cadeira fingi que ia pegar algo no armário que fica sobre a mesa. Levantei os dois braços e olhei disfarçadamente para o rosto dela (abaixo de mim)... percebi que ela não tirava os olhos do volume na toalha... quando ela olhou pra cima disfarcei e continuei "procurando" a lata de Toddy.

Preparei o Toddy e subi para o quarto com muito tesão. Coloquei uma bermuda, sem cueca propositalmente e desci para a "aula".



Durante a aula percebi que Isabele estava mais solta e perguntava mais do que nas aulas em sua casa. E eu não parava de pensar na expressão que ela fez na porta e na cozinha. Quando acabou a aula eu resolvi dar uma investida:

- Isa pode ficar a vontade não precisa ir embora agora. Vamos ver TV?

- Preciso ir Sor, senão minha mãe fica preocupada. Já são 18h30.

Pensei: Tenho ainda uma hora e meia...

- Fica tranquila que depois deixo você em sua casa.

- Tá bom.

- Boa garota - Disse eu fazendo carinho em seu cabelo.



Sentei ao lado dela e começamos a ver TV e eu propositalmente fui mudando os canais para que ela pudesse conhecer melhor os canais SKY.

Coloquei em um canal pornográfico e deixei...

Perguntei:

- Já assistiu filmes assim?

Ela sorriu e disse:

- Claro que não Sor.

- Já fez alguma coisa desse tipo?

E pra minha surpresa ela respondeu:

- Assim já, mas sá isso.

Na cena a atriz fazia um boquete espetacular.

Nessa hora segurei a mão dela e coloquei em meu pau.



Ela começou a masturbar e olhava pra ele com ar de espantada, afinal descobri depois que ela havia feito boquete para um colega de escola que também tinha 19 anos. E nunca havia visto um membro desse tamanho em sua frente. Ela continuou masturbando e eu fazia carinho em sua cabeça desejando vê-la cair de boca em meu pênis...

Depois de tanto eu insistir ouvi Isabele dizer:

- Se a minha mãe descobre isso ela me mata!

E na mesma hora enfiou tudo na boca!!! Hummmm.

Eu tirava o cabelo do rosto dela e tinha uma visão perfeita:

Minha aluninha deliciosa fazendo um boquete maravilhoso.

Eu conduzia os movimentos da cabeça dela e a chamava de Minha vadia. Minha aluninha, tá gostoso levar ferro do professor? Ela mexia a cabeça dizendo que sim.



Perguntei a ela se alguém já havia mexido na xaninha dela. Ela prontamente respondeu que não. Desci a calça dela e comecei a passar a mão sobre a calcinha. Coloquei-a deitada sobre o sofá. Beijava e mordiscava de leve sobre a calcinha. Fiquei ainda mais excitado com aquela xaninha limpinha. Tirei a calcinha dela e passei a língua de leve na xaninha... Isabele sussurrou... continuei passando a língua e aos poucos fui aumentando o movimento e ela estava realmente sentindo muito prazer... gemia e pedia para não parar:

- Vai Sor ensina sua aluninha a sentir prazer!

De repente um gemido muito alto e demorado... ela tinha acabado de gozar pela primeira vez!!!



Resolvi levá-la para meu quarto pois do jeito que ela estava gemendo eu corria o risco de algum vizinho ouvir no corredor.

Que sensação deliciosa carregar Isabele no colo e imaginar o que poderia fazer com aquela menina. Quando chegamos no quarto Isabele me pedia para beijá-la. Eu a coloquei na posição papai-mamãe e comecei a beijá-la e já procurando um jeito de enfiar minha pica latejante em sua xaninha.

Eu passava a cabecinha na entrada da xaninha e Isabele gemia... Aiiii Sor... devagar...

- Por enquanto foi sá a cabecinha Isa...

- Não pára meu homem, não pára!

Quando percebi que ela estava bemmm molhadinha comecei a penetrar fundo... e ela apertava meu cabelo gemendo muito forte. Fiquei um bom tempo no vai e vem e quando percebi que ela já estava acostumada com a pica, coloquei-a de quatro e penetrei fundo... Nessa hora ela virou minha putinha de verdade.



Eu penetrava com tanto tesão e ela rebolava seu rabinho novinho. Eu dava tapinhas no bumbum e ela falava com a voz bem sensual:

- Bate na sua cachorrinha bate!

Eu puxava o cabelo dela e comandava o rebolado da minha aluninha.



Depois de tanto foder minha aluninha segurando em sua cintura senti que era a hora de gozar. Coloquei-a de frente para o meu mastro e mandei minha moreninha masturbar...

Ela fez com tanto tesão e acabou chupando novamente (pra minha surpresa, afinal estou acostumado com minha esposa que não coloca na boca depois que eu a penetro)...

Isabele chupava, chupava e chupava até que o gozo veio com toda intensidade. Segurei a cabeça dela para que ela engolisse tudo mas ela acabou engasgando e babou um pouco em meu pênis.



Depois disso ela se vestiu e eu a levei embora. A partir desse dia combinamos que todas as aulas seriam em meu apartamento e no mesmo horário.



Voltei para casa e esperei minha esposa... Fomos tomar banho e eu comi minha esposa de todas as formas imaginando que ainda estava com Isabele.



As meninas que quiserem ter aulas particulares podem escrever para o meu e-mail do colégio:

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico fodendo a sobrinha de seis anoscontos eroticos menina com banana no cucontos comendo o cu da casada carentecontos eróticos de bebados e drogados gayscontos dei pro meu padastroBuceta cabeluda em contoscontos eroticos de despedidas de solteiraConto erótico espiando a mulher do amigo no banho e comi ela Contos sempre fui o viadinho de todos os homens da familiaconto erotico madura gorda e a submissa ninfetinha e gostosaconto viadinho dadeiromamando na vara feita bezerrinhacontos erótico Parácontos eroticos de mulher casada que gosta de trair o mardo com negoes e levar tapas na cara na frete do corninhocontos roçando na mamãe meu padrasto fica excitado comigorelato erotifo meu filho gosa muto nas minhas calcinhaso negao estripou a velha puta contofudeu e gozou dentro do cuzinho do barbeirominha tia andando nua contoconto agarrada no onibushttp://transei com meu primo da roça gay contos eroticoscontos eróticos deixei meu dog lamber meu pênisconto de quarentona a fuder com desconhecidoconto erotico sedusii meu paiVoltei gozada pro meu corninho contohttp://os mais recent contos eroticosMinha esposa no rancho com outrocontos eroticos fui com meu sobrinhobotamos pra fuder contoscontos eroticos pretinhaZofilia Homem fodendo forte acadela ela chora sentido dorhistórias eróticas com tiacontos eroticosde medicagozando vendo a tia lavando roupaVc me decabaçoucontos meu marido pediu pra ficar com outropornô doido irmão f****** irmã fortemente com pau bem grandãoContos gays flagrei o coroa capataz de jeba dando para um cavalo.primeira vez na praia de nudismo bucetachuupadacontos eroticos ftee com desenhosconto menage masculinoporno comtos corno vendo cu da mulher depois que negao arombouconto erótico gay taxista manausPorno conto ponheta da casada buzcontoseroticos sogra e genro na agua da praiamasagista se marturbando no meio do espediente porContos eroticos mae e filhos numa festa pelados"conto erótico" "virei a puta"contos eroticos zt i: blackmailgostoza mastruba aloprado fas ele gozar xvidioconto erotico cuidando das amiguinhas da minha irma viicontoseroticoscommaridogay de rio preto de calcinhacontos eroticos fui bem fodida igual puta e chingada de vadiacontos comeu meu cu adolecenciaconto erotico casada de vingado do bebadolevei cunhada a passear videosluna.contos.eroticosconto pega na siriricacontos me ensinaram a bater uma siriricacontos veridico de desejo realizadocontos eroticos esposas enfiando o bikni no cu na praiaconto erotico dando minha bucetinha pro enfeemeiro da minha amigapediu pra ver a buçeta da aniginhaContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar os pes bonitos de primasMEU CORNOEU QUERO ESSA PICA TODA DENTRO DE MIM, SEM CAMISINHA QUERO SENTIR ELA GOZANDO BEM NO FUNDOcontos gay lutinha com o primo de 16Contos eróticos de cornocom negão dotadoscontos eróticos comendo abuceta da patroalembranças contos eroticostetas da sogra contosconto comendo viuvaconto erótico Eu e minha filha damos o c* para o meu maridocontos dei um beijao na boca do meu tioencostei o braco na buceta da cunhada contoscontos estupraram o meu cuzinhoconto erótico visita dos amigos do maridocontos da mãe a lamber a cona da filhapapai me come porfavor contos eroticoscontos papai passando bronzeador em mimwww.cunhadaraspadinha.com.brcontos eróticos primos amantescontos eroticos comendo a menina novinha amiguinha da minha filhaeu levei pro motel minha sobrinha virgem eu comecei a chupar sua buceta virgem ela gozo na minha boca ela chupou meu pau ela disse pra mim tio meti seu pau devagar na minha buceta virgem que minha buceta não é a buceta da minha mãe que você já fudeu conto eróticomeu amigo travesti me comeu contosconto erótico as duasme tarandocontos eroticos menino de calcinhacontos de casadas e seus amantesContos meu sogro arrombou minha bundacontos eroticos casa nos fundos cerca de aramegozou nela e espirrou porra em mimConto eroticos de mae com filhocontos eroticos negao grandao forte roludo e maë de amigovideo porno enxergando uma buceta na outra ate gozar e mela todinhaProfessora de shortinho partindo a bucetacontos eròticos gay virou minha nega