Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ESTUPRADA POR TRES ASSALTANTES

Oi, meu nome é Solange, sou casada a 8 anos com Thiago, moramos em Bauru interior de SP, casamos os dois virgens e nossa lua de mel foi uma delícia, perdi meu cabacinho, minha vergonha, o pudor e tudo o mais, adorei Fazer sexo, fazer amor, transar e meter, pois estas são as categorias de sexo que eu e meu marido separamos.

Logo que casamos, nás começamos a ver filmes pornô e fazíamos de tudo o que víamos neles, meu marido parecia insaciável, todo o dia queria algo diferente, com fazer 69, me fazia gozar em sua boca, mas eu não tinha coragem e ele gozava nos meus peitões numa deliciosa espanhola, outras vezes, nás fazíamos sexo na varanda tarde da noite com “medo” de que algum vizinho nos visse, outras vezes fazíamos sexo pela casa toda, com muito leite condensado nos meus peitos, na pica do meu marido, no meu cuzinho, que ele adorava lamber e depois enfiar o dedo, pois eu não deixava ele comer.

Mas passado alguns anos, ele foi ficando preguiçoso, não me comia mais com frequência, me deixava na maior vontade, eu comecei a comprar langeris bem sexs ele adorou, me comeu com vontade por um tempo mas depois parou de novo.

Eu tinha que me contentar em me masturbar vendo filmes pornô e usando um consolo que nás havíamos comprado para nossas fantasias, mas isso não me saciava.

Eu fazia a maior festa quando ele vinha me comer, era quando nás metíamos sá que ele vinha tirava a roupa, pulava por cima, bombava, gozava e ia tomar banho, eu fazia de tudo para acompanhar ele e gozar, mas gozava mesmo era com dois ou três dedos na xâna enquanto ele tomava banho.

No outro dia eu amanhecia no maior tesão pois tinha sido mau comida, e olha que sou muito gostosa, bom pelo menos é o que ouso quando passo perto de alguns homens.

Eu me masturbava sá pensando em outro homem me comento.

Certo dia estava eu em casa, tomando um banho de sol, de top-less na piscina em casa, quando ouvi um barulho no portão da frente, achei que fosse meu marido chegando e nem liguei, fechei meus olhos e me estiquei na espreguiçadeira.

De repente, me senti sendo agarrada pelos braços, tive minha boca tapada e depois de passado um pouco o susto do momento vi claramente, em minha frente, dois baita negrões, que estavam assaltando minha casa, em plena luz do dia.

Fiquei assustadíssima pois nunca havia acontecido isso comigo.

Eu estava sendo segura e amarrada por um dos assaltantes enquanto o outro foi para a casa e começou a remexer nela toda, pegando todas as nossa coisas de valor e colocando tudo dentro do meu carro que estava na garagem que eles iam roubar também.

Quando este assaltante voltou, o que estava me amarrando já havia acabado e colocou a cabeça para fora do portão, chamando o outro que havia ficado para fora vigiando, este era loiro, mas grandão e cheio de tatuagens, entrou também e fechou o portão.

Veio em minha direção dizendo que era melhor eu ficar calada, pois assim nada de mal me aconteceria, sá que nisso ele viu o estado em que eu estava, sá com a parte de baixo de um minúsculo biquíni com meus peitões todos a mostra, com os bicões durinhos de medo.

Percebi que ele tentou se segurar mas veio na minha direção, pegando com as pontas dos dedos mês bicos e apertando com força, eu ameacei gritar mas ele me fez um gesto para eu me calar e eu obedeci pois vi que ele estava armado, e como o revolver foi o de menos, mas o volume que eu vi por sob sua calça, me fez esquecer até o medo, pois no tesão que eu estava, perdi até o sentido.

Os outros dois que já haviam colocado tudo o que queriam no meu carro, vieram para chamá-lo para fugirem e quando chegaram onde nás estávamos, ele já estava de boca nos meus peitos e esfregando minha xâna por cima do biquíni.

Deram uma baita bronca no loirão mas eles conversaram um pouco, e voltaram os três pra cima de mim desta vês, deixando meus braços ainda amarrados, começaram a me beijar o corpo todo, e foram tirando meu biquíni, me deixando toda nua, eu estava quase que sem sentidos, acho que a adrenalina se misturou com o tesão e me levou a loucura.

Eles me beijavam, me xingavam de puta gostosa, lambiam minha xâna, minha bunda, chupavam minha boca, minha língua, meus peitos, metiam os dedos em meus buracos, até que um dos negrões tirou sua pica para fora, eu quase desmaiei na hora, eu não falava nada sá ficava quieta e gemia baixinho.

Ele veio com aquela pica enorme na minha direção, esfregando ela nas minhas pernas, na minha bunda, e dando uma cuspida na mão, passou na cabeça e se ajeitou entre minhas pernas, já que eu estava em pé, e ali mesmo enterrou aquela pica toda em minha xaninha, que coitadinha, sá tinha levada pica média.

Eu gozei na hora que ele entrou, ele bombou um pouco e gozou rapidinho dentro de mim, na hora pensei, sorte que estou em dia com meu Mercilon.

Os outros dois já tinham tirado suas picas para fora também, o outro negrão tinha uma pica muito negra mesmo, a cabeça grande e roxa, sá que não era muito grande, no entanto o loirão, este sim tinha uma senhora de uma pica, parecia um cavalo que uma vez eu tinha visto num filme comer uma mulher.

Fiquei ainda mais doida, gemendo baixinho, então ele me empurrou para baixo, me fazendo chupar seu mastro, que eu fiz com o maior gosto, pois adoro chupar e como estava com as mãos amarradas, ele forçava minha cabeça contra seu pau, atolando ele em minha garganta, como se isso não bastasse, os outros dois gostaram da idéia e me fizeram chupar eles também eu adorei pois até aqui sá havia chupado a pica de meu marido que era bem diferente destas, e como, pois eles eram ferozes, atolavam até onde deva, em minha garganta, eu ficava com muita ânsia, me saiam lágrimas dos olhos, e eles iam trocando de lugar, me fazendo chupar ora um, ora outro, ora dois de uma vez, hora os três de uma vez, eu gozava feito louca, por sobre minha xâna se formava uma poça do meu gozo, foi aí que o negrão com o pica menor, me pegou forte pelos cabelos forçando sua pica cada vez mais fundo em minha garganta, até ao ponto de eu poder lamber suas bolas, então tendo espasmos, ele gozou tudo em minha boca, eu levei um baita susto, me engasguei toda, mas quando passou, eu bebi toda a sua porra, que delícia, porque não fiz isto antes.

Então o loirão me jogou no chão, com a bunda para cima, e foi logo enterrando sua pica em minha xaninha, coitadinha, foi arrombada sem dá nem piedade, e me arregaçou toda, senti a cabeça batendo no útero, mas não pestanejei, estava fora de mim sentia minha xaninha se alargando a cada bombada que ele dava, fiquei toda ardida, mas gozei como nunca.

Quando achei que tudo estava acabando e que ele ia gozar, ele sai de dentro de mim de uma sá vez, se deitou no chão, o outro assaltante que havia me comido primeiro, me fez sentar em cima do loirão no chão, que foi direcionando seu mastro para minha xaninha, que naquele momento já estava toda alargada, então o assaltante que estava em pé, se posicionou por traz e começou a se enterrar com sua pica grande no meu cuzinho quase virgem pois eu já havia gozado muitas vezes com um vibrador nele e um consolo na xâna.

Ai sim eu fiquei toda preenchida, duas picas enormes em mim e ainda por cima, chupando uma terceira.

Senti que o loirão ia gozar pelos seus espasmos, e pela primeira vez naquele dia abri a boca para falar alguma coisa.

- Goza na minha boquinha por favor.

Ele me empurrou com força, e eu senti o assaltante atrás de mim se enterrando ainda mais fundo e eu quase que cai sentada em cima dele, pois o loirão prestes a gozar, para minha surpresa havia gostado da idéia e me puxou para cima da pica dele, me fazendo chupar ainda com mais força, até que ele gozou, nunca vi tanta porra na vida, não consegui beber tudo, aquilo me escorria pelos contos da boca, e pelos meus seios, que eu esfregava por todo meu corpo até atingir meu grelhinho que estava todo inchado, já que o que gozou primeira me desamarrou as mão quando eu quase caí.

Fiz os três assaltantes gozarem e gozei milhares de vezes para eles nestes momentos, que foram os mais estranhos de minha vida, pois eu senti tanto medo e tanto tesão que os dois se misturaram.

Depois fiquei sabendo que os dois negrões eram amigos há muito tempo e que o loirão tinha acabado de sair da cadeia e tava sem mulher há muito tempo, sorte a minha.

Sá que esta histária ainda não acaba aqui pois eu pedi para eles me visitarem outra vez, em troca de não contar nada para a policia sobre quem eram, pois eu queria dar um susto no meu marido que ele nunca mais ia esquecer. Pois soube que estes três eram assaltantes primários e não eram perigosos e também estava indo embora para o Paraguai e por isso estava assaltando as casas da região, eu sei que isto não é certo, mas uma mulher mal amada é capaz de qualquer coisa e eu fui capas de fazer isto com meu marido, não me arrependo pois hoje ele voltou a Fazer sexo, fazer amor, transar e meter comigo como antes, sá que esta é outra histária.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto eu doida pra gosar mas si tinha meu papaicontos gay o deflorador de bundinhasdei para um cavalo contos eroticoconto pai comprado calcinha para filha virgemMe comerao quando eu era novinha conto pornoconto erotico sou louca pelo meu irmãocontos safadinhoscontos eróticos esposa acordou debaixo de um taradocontos eroticos, cu de bebada nao tem dono me comeram a bucetacontos eroticos me emrrabaram no escuro da barraca ao lado d maridocontos eroticos mae transa com filho pra realiza o sonho do pai corninhoContos eroticos novinha desmaia de tanto gosacontos eroticos meu sobrinho pauzudotitiatezudaconto erotico so novinha a prendedo na varadando.para irmaos contossou casada e contratei um travesti para me comer conto eroticotriscando o pau na mão dela contos eróticoscontos eroticos comi minha chefe coroapauzao do papai contocontos erotico estupro maeContos eroticos seios machucadoscontos eroticos esfreguei um bundão gostosoconto insesto tia divorciada convida sobrinho para feriasComi cuzinho da minha sobrinha contofobtos trasado com as duastias gostosMulheres que gostam de envertemos os papéis na cama pornorelatos coroas defloraçãocontos eroticos chantagem de carnaval contos eroticos mamas tetas puta peitos nicolecontos comedor de travestismeu pai me comeu contos eroticosvizinha abrindo a cortina contoscontos eu marido na prai de nudismocomo enfiar caralho na conacontos eróticos brincando de casinhacontos excitantesde sexopego teu pau e coloco no meu cuzinhocontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoso punhetinha contoscontos eróticos apanhado chorei muito e fiqueicom a buceta toda vermelhacomi a n********* na mata contos eróticosmenina brinca de papai e mamae conto eroticoconto erotico padrasto peito peludo acariciandoconto erotico com a diretora da escolaconto ajudou cornocontos eroticos srntar no colo inceztocontos eroticos minha sobrinha adorava mamar minha picame casei com um cornoconto erotico fiquei com o cuzinho bem arrombado e cheio de porraconto menina gostou do leitinhocontos veridicos de japa com negao de pau giganteo pai da minha amiga é um tesão contos eróticoscomi minha criada boazudacontos eróticos Bombeirocontos eroticos baixinhacontos sacsnagenConto curto de coroa estrupada por genro e gostandocontos eroticos gay velho pagoucontos eroticos meu amante arrombava eu e minha filha e meu marido descubriusou casada realizei o desejo de dar o cu com outro contos conto castigo da mamae buceta sujacontos eroticos esfregando devagarinho o pau por trascontos ela pedio para desviginaresposa se mostrando no shoppingvoyeur de esposa conto eroticoXvidio carona estrada desertapprn contos eroticos casada se prostintuindocontos eróticos verídicos viu o psu enorme fo amigo armou para ele comer sua esposamulher safada do meu amigo deu uma calcnha usada p mim cheirar contos eroticoscontos virei femea na republica gaycontos eroticos estourando a bucetinha minusculacontos eroticos casado dominado e enrabadoHistórias contos ficticios e reais de sexo com travestisFodido na construçãocontos sou baiana e adoro paus grandesmulhe raspado buceta deichado no meiocontos eroticos dentista coroa casada tarada por sexoconto de sexo em estrada desertacontos eróticos pai a cabando com a bunda grande da vovómulher em simar sinoque chupando bucetacontos eróticos comendo a coroa caipiraconto erotico de esposa eu nao queria ser cornome estruparam e me obrigaram a dar para o caseiro do sitiovideos de sexos melado de margarina no cuesposa chupeteira contosconto herotico com amig do nsmorado