Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AGARRADA NO ôNIBUS - MINHA PRIMEIRA VEZ

Meu nome é Leticia e eu tenho 22 anos, bem resolvida e adoro sexo. Mas nem sempre fui assim. Eu era tímida e retraída, em grande parte pelo meu corpo ter amadurecido muito cedo, e me afastei do sexo.



Com 20 anos, ainda era virgem e fui a Minas Gerais visitar minha irmã. De cabelos castanhos e longos, 1.68 e 56 Kg, sempre tive o corpo muito bonito, mas o que chama atenção até hoje, são os meus peitos. Grandes, redondos e com biquinhos que são vistos de longe.



Peguei o ônibus na Rodoviaria do RJ na passagem de meia-noite. O carro estava vazio, além de mim e do motorista também tinham duas senhoras no primeiro banco, um senhor grisalho e mais uns dois casais, pra frente. Como estava vazio, resolvi sentar lá pra trás, ocupando os dois bancos, para poder dormir melhor.



A viagem seguiu normalmente e eu dormi, coberta com o meu casaco, e como o tempo estava quente no RJ, um vestido de alcinha, apesar de comprido, com botões em toda frente dele. Dormia tranquilamente quando senti alguma coisa em minha perna direita e abri os olhos e percebi que era o senhor grisalho que estava sentado nos braços da cadeira, enquanto ele acariciava o seu pau, que já estava duro e pra fora da calça. Na hora, minha reação foi fingir que estava dormindo, achando que ele iria embora, mas senti as mãos dele passando pela minha perna, joelho e coxas. Vibrei ao toque daquelas mãos desconhecidas pelo meu corpo. Ele foi ficando mais ousado, descendo do braço e sentando na beira do banco. Ele me bolinava, e me olhava pra ver se eu acordava. Começou a passar a mão na minha bunda, em cima da calcinha, sentiu a minha bucetinha, ainda virgem, e veio com as mãos em direção aos meus peitos, que nesse ponto já estavam com os bicos mais duros. Com uma habilidade que eu não vi até hj, ele abriu os botões de cima do meu vestido, deixando os meus peitos a mostra e ficou olhando. Levantou a cabeça, vendo se o ônibus continuava quieto, e com a mão direita, tapou a minha boca, e caiu de boca nos meus peitos.

Naquele momento, eu me senti no céu, apesar do medo do que aquele senhor poderia me fazer, o prazer que a língua dele me dava ao passar pelos meus peitos começou a me fazer gemer, e ele se virou de uma maneira em que seu cacete roçava pela minha barriga, enquanto mamava nos meus peitos. Bem baixinho, ele falou que ia soltar a minha boca, mas que eu não chamasse ninguem, porque ele queria apenas me ouvir gemer. Assim que ele me largou, disse baixinho que eu era virgem, e ele completou: hmm..bucetinha apertadinha, que sonho. Logo depois falou que a gente sá ia brincar, que ele ia me ensinar a satisfazer um homem, mesmo sem precisar dar a bucetinha, se eu topava. Eu já estava doida de tesão e portanto deixei.



Ele pegou a minha mão e começou a me ensinar a tocar uma punheta, enquanto ele mamava nos meus peitos. Foram minutos de prazer... e logo depois ele voltou a desabotoar o resto do meu vestido e tentou tirar minha calcinha, e eu recuei. Mais uma vez, ele me falou que ia apenas até onde eu deixar, e foi aos poucos, passando o dedo por baixo da rendinha, fazendo carinho nos meus pelos e me deixando louca. Antes que eu percebesse, ele já estava com os dedos na minha xana, que estava encharcada. Me perguntou se eu queria aprender a mamar um pau, e empurrou minha boca em direção ao seu cacetão. Ele era um coroa muito bem apessoado, cheiroso e seu cacete era de tamanho normal, embora um pouco mais grosso. Me dava as direções, pra lamber, sugar, chupar, punhetar ... ele foi ficando louco, e logo me perguntou se ele poderia retribuir.... nesse momento, tirou minha calcinha e começlou a comer minha buceta com a língua. Meu tesão sá aumentava, e comecei a rebolar, instintivamente e tive meu primeiro orgasmo. Nessa hora, ele teve que cobrir o meu rosto com o casaco, pra evitar de acordar o resto do ônibus. E me perguntou se eu queria sentir o seu caralho na minha entradinha, me prometeu que seria sá a cabecinha no grelo pra me dar prazer, e eu ingênua, acreditei. Ele me colocou de quatro na poltrona, e ficou em pé no corredor e começou a esfregar seu caralho na minha bocetinha, indo e voltando, apenas por fora, me fazendo gemer. Assim que eu comecei a relaxar e a rebolar a bunda pra ele, foi sem nem pensar duas vezes, ele enfiou todo o pau dele na minha xoxota, me arrombando, tirando o meu lacre, enquanto o ônibus sacudia na estrada. Eu tentei fugir, mas nessa hora, ele me segurou forte pelos quadris, disse que uma putinha como eu que deixava qualquer pau perto da xoxota, precisava mesmo era de vara na buceta. Quanto mais eu tentava sair, mais ele gostava e mais duro o pau dele ia ficando. Me puxou pelos cabelos, me xingava de vagabunda, e logo gozou dentro de mim, me sujando, sujando o banco e meu vestido que estava por cima. Ele então pegou minha calcinha, limpou o seu caralho nela e me disse que guardaria de recordação da puta que ele tinha comido. Nesse momento, ele foi pro banheiro do ônibus e ficou lá até a parada, onde ele desceu e não voltou mais.



Foi minha primeira vez e apesar de ter sido humilhada, foi realmente fantástico. Desde então gosto de sexo com estranhos e em lugarem públicos. De vez enquando, ainda me atiro em cima de um cara no ônibus, na rua, no mercado, pra que minha buceta se acalme.



Se quiser trocar histárias comigo - entre em contato por [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto porno em video o jardineiro que me deflorouComo fazer a mulher se apaixonar pegando a calcinha delaamigo do meu pai gay contoAguentei a rola enorme do papai contos eróticoscontos eroticos infanciacontos eroticos de enteadasconto erotico travesti passeano na pracaCONTOS EROTICOS DE.BUCETAS ARROMBADASconto de comi o cuzinho da minha prima novinha que chorou com a pica grandecontos arregacamos minha esposaja me mastubei asitindo video d travestir e eradoWww Contos eroticos sobre como foi a primeira vez no sexo com uma mulher mais velha .comcontos eroticos fui comida no cinemaconto hertico meu vizinho me arrombou sem minha prrmissaocontos eroticos adoro ver uma travesti jemendo na miha picacontos gays meu cuzinho me chamava de festacasa dos contos eróticos joguinhos mamãe 6finalmente ela me chamou de corninhobisexual contoscontos eroticos comi o cu da minha avocontos gay na marracontos eroticos mulher casada se evhttps://idlestates.ru/mobile/conto_5492_sonho-de-menino-q-se-torna-realidade.htmlporn contos eroticos enteada gangbangfotos porno mostrado xoxota pra bater acela puetaMe comeram ao lado do meu namoradocontos eroticos amigos da filha me comem.diretoconto erotico mulher de 65 anoscontos eróticos com fotos de casadas fazendo zóofilia"comi uma caloura"comtos.dei. pto pastlor.aleContos porno minha noiva bebadafisting no cuzinho contos eroticoscontos eróticos minha buceta pegando fogo i.piscandoconto erotico cobrador casada lesbicoCamila minha enteada Tirei o c***** dela bem gostosobelem esposa gostoso essa picafui me encontra com o cara ele tinha um pau deliciosomelhorescontos eróticos gosando pelocuesconde esconde contos eróticosa esposa baiana do meu amigo contos eroticosdudududu pau no seu cu contos eroticos da mulher do vaqueirocuzinho devastado a força contos eroticos 2 ome pega uma mulher afosa prafase pornoconto erótico chantagem putinha pobre cu colofodo meu sogro todo dia com meu pauzao contoarrombado; contos gayConto eroticos das coroas 42 lindas e gostosas de 41 anos com teu afilhadoconto de dei meu cu e não aguentei a pica grande deleconto erotico amiguinha da minha irmanzinhacontos eróticos/flagrei minha mulher fazendo anal com um garoto negro deladona redonda arreganhado o cuzaopai e filinha pequen q deixa pai come ela contoshome afuder mulher com penis mais grandeo patrao come buceta da escrava na faendacontos sobrinha veio cuidar da sogralevei minha mulher pro cara mais pauzudo comer na minha frentemeu amigo nao gosta de tomar banho contos eroticos gaypeguei meu sobrinho mexendo nas minhas calcinhacontos de coroa com novinhoe safadinha é bonitinha ela chegava lá que é grau grau grauconto erótico vó e seu netinhocontos eroticos zt i: blackmailContos eroticos filha rabudaai devagar porra caralho sua pica e muito grossacontos eroticos gratis de padre diabocomi uma gorda contoscontos eroticos a gostosa da jussaracamiseta sem calcinha. contos de casada.francisca coroa ruiva contos eroticosquero tua jeba rasgando meu cucontos eroticos escoteirasconto minha mulher e um cao d rua fodendocontos pagando aposta com um boqueteconto erotico esposa sofre no pintaocache:6FK7RI0T9TcJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_476_eu-e-2-travestis.html engolindo ate o talo contoscasa dos contos minha mulher a puta.do.prediocontos eroticos de policial femininacontos cavalonas evangelicasConto sogra gordinhacontos eroticos estupradaenchi a boca na pomba grossaconto minha esposa me fez mulher de 3 machosconto erotico dei pro meu irmão na baladadescabaçando um hetero contomeu tio coroa me comeu gostoso contos eroticos