Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O OFFICEBOY JUMENTO

Bem, vamos começar por mim. Meu nome é Marcella, tenho 30 anos e sou casada. Tenho 1,62 de altura e 48 kg, sou loira natural, descendente> de noruegueses. Mas tenho minha porção brasileira, minha bunda é avantajada, grande e bem durinha, pois malho muito para manter. Bem, trabalho numa grande empresa de São Paulo, e existem vários boys, adolescentes vindos da periferia da cidade, bem humildes, que sempre nos respeitam muito (às vezes chega até a irritar). Há cerca de um mês aconteceu uma coisa que me deixou completamente alucinada por um deles, o nome dele é Aílton, um menino de 19 anos, moreno, forte, de aproximadamente 1, 85. Ele veio à minha sala me entregar uns documentos. Naquele dia eu estava muito irritada, estressada, pois meu marido estava estranho comigo, andava chegando tarde, embriagado, e às vezes chegava a balbuciar o nome de mulheres na cama; o casamento, que já dura 7 anos não vai nada bem. Aílton entrou com o envelope... eu estava de pé em frente à minha mesa, com uma saia no meio da coxa e com uma calcinha de rendinha, uma meia calça preta pra realçar minhas pernas. Até aquele momento eu nada havia sentido em relação àquele menino, mas um fato mudou tudo. Logo que ele entrou, eu acabei me atrapalhando com alguns papéis que estava segurando e deixei um monte de coisa cair no chão... ele entra e me vê de 4 pegando um monte de papel no chão... o menino ficou estático, com os olhos arregalados, assustado. Até aí tudo bem... mas na hora em que levantei, eu vi... uma coisa E-NOR-ME... dentro de sua calça... um volume que me deixou até meio desnorteada na hora... Minha buceta encharcou no mesmo instante e eu arregalei os

olhos... não conseguia tirar os olhos daquilo... - A senhora quer ver? Eu não conseguia falar nada... estava assuatada, pois nunca minha buceta tinha molhado de uma forma tão forte e tão rapidamente

daquele jeito... apenas fiz que sim com a cabeça... Ele se virou, travou a porta, e já virou-se pra mim abaixando a calça. - A senhora gosta dele? Se eu já estava com os olhos arregalados, agora então achei que iria gozar na hora... Era enorme... devia ter uns 28 cm... e grosso demais... fiquei doida... ele veio se aproximando de mim com aquele caralho enorme nas mãos. - A senhora quer pegar? Nem esperei ele terminar a pergunta... apalpei aquela tora... estava quente e a cabecinha meladinha... um cheiro muito forte de pinto tomou conta do ambiente qdo pus aquela cabeçona pra fora. - Desculpe dona Marcella, mas eu fiquei assim porque a senhora é muito gostosa. Aquilo soou como uma bomba em minha buceta, eu estava totalmente descontrolada, sem saber o que estava fazendo me ajoelhei e comecei a lamber aquela tora.... o menino foi à loucura... sá gemia e retesava os músculos... eu sentia minha calcinha grudando, meu líquido escorrendo pelas coxas... - Senta ali Aírton. Qdo o menino sentou, o pau dele chegava quase até o peito dele, era maior que o meu antebraço... ele sentou... e começou a bater uma punheta... eu abaixei minha saia, e tirei minha calcinha... os olhos dele se arregalaram... eu deitei no chão e abri as pernas... ele seio com tudo para me chupar... chupava com tudo, parecia que ele não estava acreditando que uma mulher tão gostosa e bonita estava ali sá pra ele... essa sensação de superioridade era o que me dava mais tesão... eu sabia que podia fazer o que quisesse com ele...

- Aírton... tudo o que acontecer aqui hj não sai daqui, senão vc nunca mais vai nem ver minha cara.

- Pode deixar Dona Marcella, nunca vou abrir a boca. Ele me lambia como se fosse a última coisa que ele fizesse na vida...... veio com seu cacetão... e começou a esfregar a cabeçona na minha buceta... eu estava com medo, o pau do meu mariso não passava dos 19 cm... e eu estava prestes a receber um caralho com o dobro do tamanho!!! O pau foi entrando... gozei duas vezes... sá na entrada... eu mordia minha saia que estava jogada no chão... mesmo sendo fim de expediente eu não queria me arriscar...

- tudo bem? – ele perguntou. - Ai, nossa já gozei duas vezes gostoso, agora que entrou me fode vai...

- Entrou sá metade... Tive um calafrio naquela hora... mas ele começou a movimentar o caralho fundo em mim... eu gozei de novo... de repente ele atola o pau inteiro em mim... enfia até o talo na minha buceta... Tive o maior gozo que já tinha tido na minha vida...nunca havia sentido uma coisa tão grande dentro de mim... ele começou a gritar, fodia com força... eu também não me contive e gritava... ele agarrava meus quadris com força e enterrava todo o pau em mim... eu sentia minha buceta assar, meu útero doer... mas não parava de gozar...sentia o chão todo melado, formando uma poça do líquido da minha buceta... aírton me pôs de 4... senti minhas pernas moles... ene montou em mim como um cavalo e me furou todinha com aquela verga enorme... enterrava tudo sem dá e depois tirava... nás gritávamos... eu gozava uma vez apás outra...Aírton começou a gozar na minha buceta... senti uns 5 jatos fortes, pressionando meu útero... ele urrava de tesão...eu nem me preocupei com a gravidez, tal o tesão que eu estava no momento... a porra dele escorria pela minha buceta toda, descendo pelas coxas e indo até o chão, formando poças nos joelhos...ele tirou o pau de mim... se sentou numa cadeira... eu tentei levantar, mas vacilei e quase caí no chão... mas ele me segurou. Eu nunca tinha gozado daquela maneira, nunca tinha trepado com um desconhecido assim... me senti a maior vadia, vagabunda da face da terra, mas aquilo me deixou realizada. Fomos embora, eu com a buceta esfolada, e cheia de porra do meu Boy Jumento, chegando em casa, o meu marido corno me aguardava, queria foder, e eu dei a minha xaninha cheia de porra do meu macho pra o corno lamber. Eu e o meu boy ainda fodemos muito, ele me adora, adora foder comigo... meu maridinho corno ainda chega tarde em casa, mas o que ele não sabe é que a sua esposinha fode com um macho de verdade, com um pauzão do dobro do tamanho do dele.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


www.contos comendo a tia de sainha curtaContos eroticos de mulheres que dão a mendigoscunhada ariando a calçinha p mimVovo rabuda e seus contos eroticoscontos eroticos padrescontoseroticospapaiAbusada na no rancho Contos eróticoscontos eroticos meu enteado mebolinandocontos eróticos fio dental debaixo do ternocontos porno fiquei apavorada guando o cara me encoxou com meu marido ao ladoconto erotico bi comendo o cunhado e a irmãnoras e sogro estorias de sexo riais.cdzinha enrabada pir coroas contosMeu pai me comeu conto erotico gayXupano apiroca doirmao sentada novazo dobanheroCasada vai com a amiga ao provador e fica cheia de tesão contoscontos com teen fodida aos onze anos por tres roludoscontos eroticos sou casada o velho da chacara sozinhomim mastrudo dia sou mulhe contoscomendo na.chantagem contosconto erótico gay brincandogozando na bucetinha apertada da cunhadinha que fica muito brabacontos eroticos porno de pirralhas inocenteseu e meu marido na nossa noite de núpcias eu disse pra ele mete seu pau bem devagar na minha buceta virgem conto eróticoconto erodicos segunda parte deichei um discoiesido mim chupaso saiu com meu plug anal conto erótico contos eu tenho um bar e dei o cu pro meu freguês zoofilia co caxorros das rolas mas grosas muduEles não me viran mas flaguei o caseiro comendo o rabo da minha esposamarido chupando a x*** delaporno mobile sequioso animal com mulherescontos eroticos gay meu pai de vinte e tres anos me comeu dormindo quando eu tinha oito anoscontos comi uma cabritinhaminha dani me fodeu me quando dormiContos Eróticos Tentada pelo filho"klaudia kolmogorov"conto xotA cu filhinhohetero chavecando o cunhado xvideConto Topless surpresafreira sedutora conto eroticotentando comer a sobrinha contoscontos de cú por dinheirocontos eroticoso cu da cadelinhamulher tarada Senta no pau do boneco no Flávioenche esse cu de leite contoscontos eróticos buceta cavalocontos eroticos a negrona Meireconto encoxada e analcontos eroticos aiii chupa cona aiii aiiii visão dos sonhos dos cornospeladas e melada de manteiga no corpo inteirocontos eroticos minha esposa e meu sogro numa dpNao aguéntei e meti o dedo no cu da minha irma no bisao contocontos porno eu amo caga na picaconto esposa se transforma na casa de swingconto erótico viadinho de calcinha é enrabado na construçãofui chupada igual uva contosmulher aguentamdo casete de cavaloconto estrupando o cu da menininha novinhacontos eroticos fui bem fodida feito puta e chingada feito uma vadia pelo meu tiovideos de peladas e meladas de manteiga no cuchupei o grelo da minha amante contos eroticosminha irma casada conto eroticoconto de rasgei o cu de meu irmão fazendo ele choraa minha esposa foi a praia de fio dental e o punheteiro vez a festa. contos eróticosfui consola a cunhada contoscontos de a gozada perfeitadei a buceta na infanciaquero ver buceta do pigele gradecontos incesto mae gorda de camisola transparentecontos freirinhacontos eroticos a talarica