Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O ENCONTRO (PARTE 2)

As tetas duras e jovens de Marta convidavam mesmo a uns beliscões fortes. A boca do estranho estava a deixá-la toda marcada de chupões, o que ainda a excitava mais, ser marcada assim pelo seu senhor! A sua cona transbordava de tão molhada, e o cheiro a sexo naquele quarto de pensão formava um miasma quase visível. Uma palmada nas nádegas faz com que Marta abra os olhos e veja o seu amante que lhe exige que se mexa, que rebole, que o aperte com a sua cona jovem e encharcada até que o faça gozar. Então, surge o pedido tímido "podias gozar sem preservativo?" O amante, sabendo bem o que ela quer, decide humilhá-la um pouco mais. "Queres ir ter com o corninho do João com a cona suja da minha porra? É isso, minha puta? Queres mostrar ao teu corno o sabor da minha porra?". Ela, timidamente, envergonhada, e ainda mais excitada, faz que sim com a cabeça, enquando que com a cona lhe aperta o caralho duro.

"Minha puta suja, e achas que vou colocar o meu caralho desprotegido nessa cona porca?"

Ela abranda, e enrubescendo ainda mais, retira um envelope da sua mala de mão.

"O que é isto, então sua grande vaca, sua porca, fizeste exames para me sossegares? E o corno, fodeu contigo depois dos exames, ou tem feito como vos mandei?"

A voz quase não sai "não voltámos a foder desde as fotos, os exames foi para estares à vontade e me poderes foder sem preservativo", mas a cona não pára e o rabo de Marta rebola em cima daquele caralho. "És uma bela puta, e o João um corno submisso... Ok, tira-me a camisa, e se me conseguires engolir todo encho-te a cona com a minha porra. Pelo menos tomas a pílula, não?"

Marta desmonta a custo daquele caralho que a preenche de forma tão completa. Toda a aparente frieza e os insultos do seu amante estavam a fazer com que ela entrasse num mundo sá seu, se sentisse mais fêmea e mais sensual que alguma vez tinha sentido. João ia adorar a descrição do encontro, isso ela também tinha a certeza. Será que o seu dono deixaria que fodessem de novo, ou ia continuar a exigir que não se tocassem?

O caralho encostado à sua boca fez com que ela voltasse à situação actual. Assumindo o desafio, abriu a boca ao máximo e sentiu aquele caralho duro entrando até à garganta. Era extremamente excitante ver a cara de Marta, submissamente engolindo aquele caralho grosso, começando a ter náuseas. Nada que o fizesse parar, antes pelo contrário, já conhecia a sua necessidade de ser forçada e humilhada. Segurando-a pelas orelhas, conseguiu enfiar o seu caralho todo naquela garganta obediente. As poucas náuseas que ela ainda sentia faziam que a sua garganta fizesse maravilhas no caralho do seu amante. Antes que gozasse, ele resolveu cumprir o prometido. Tirou-lhe o caralho da boca, colocou-a de quatro na cama, e admirou um pouco aquela cona molhada e aquele cuzinho rosado. A excitação de Marta era tanta que tinha as coxas completamente molhadas pelos seus sucos, e até o cuzinho brilhava de tão húmido. Ele não podia resistir a provar aquele sabor, e com a ponta da língua recolheu algum do seu mel. Ela estava tão excitada, que sá sentir a lingua a lamber do seu cuzinho até ao clitáris fez com que gozasse de novo, mordendo a almofada para abafar os gritos. Quando recuperou, já estava de novo preenchida por aquele pau duro e saboroso, que a enchia como o caralhinho do João nunca tinha conseguido. Sentindo-se a mais baixa das rameiras, ela pediu que a fodesse mais forte, que lhe espancasse as nádegas brancas, que a fizesse sua propriedade. As palmadas não se fizeram esperar, deixando marcas vermelhas e aquecendo ainda mais aquela fêmea no cio, que gozou mais uma vez e ainda mais forte quando finalmente sentiu outro caralho despejando porra na sua cona sedenta. Aquela mangueira que lhe lavava o útero parecia que nunca mais acabava, até que finalmente o seu amante a largou em cima da cama. Mal Marta teve tempo de respirar e já estava o seu dono a apresentar-lhe o caralho temporariamente mole aos seus lábios, para que ela o endurecesse de novo. "Vá, mostra que essa boca de puta serve para algo mais que para gemer e pedir! Sabes onde este caralho vai entrar a seguir."

(continua)

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos peguei as conversa da minha esposa no zapcachoro da familia gozando detro da buseta da mulhecontos eróticos comendo meu melhor amigo que tava olhando pro meu pau.comConto porno de estuprada por pai da mim amigaconto fui ajudar a vizinha e ela me agradeceu com a bucetaconto erotico a mulher me encoxou no onibuscontos eroticos homem velho pagou dinheiro pro garoto fuder sua esposameu marido viu os amigos dele me comerem contoscontos pai e filhas casadaSou casada fui pra um acampamento com os colegas a amigas putasvideos de gay apostei o meu cu e olha no que deucontos eroticos enchi minha filhinha de porracontos eroticos menininhacriolo comeu minha mulher contosconto erotico samuelconto erotico dopei minha espos e comi ela de todo geitoconto minha visinha mando eu descabaça sua filhaconto erótico com amigos do meu pai excitantecontos eróticos traveco emrabado a negona coroa casadaconto erotico comendo a cunhada dopadalobo mau me comeu contos eróticosContos quanto o cu quentachifre melado contoscontos fudendo minhas primas peitudasSou casada mas bebi porro de outra cara contosadorei da o cu contosDiaristasafadinhaesposas evangélicas fudendo com entregadorescontos meu espooso come minha buceta e outro come meu cucontos de swing na praia Contos eu e as colegiasContoeroticolesbico, minha tia me comeucontos eróticos teen apostanamorado deixou picudo pincelar a xota da namoradaconto erotico homem andando fay de cueca pela.casacontos eroticos de feiacontos eroticos meu cuzinhoConto erotico numa festa de anos todos a foderem a que fez anos porno relatos veridicos atuaisconto tia pelada em casacontos gay lutinha com o primo de 16cobtis erotiis sograscontos eróticos gay sogroContos eroticos minha cunhada foi arrombada pelo padre da nossa paroquiacomi minha cunhada adrianaContos eroticos comendo as irmãs na frente da mãecontoseroticos de teen ,velhos ,estupro insesto e chantagemcontos tava de vestido i fui comidameu pai olhava pelo buraco na parede do quarto dele pro meu e se masturbavaconto casada nunca tinha visto rola pretaConto erotico menininha na escolinhaeu quero ver anaconda chupando leite da mãecoroas defloração relatoconto - bundinha durinha , cuzinhoapertadoconto cine porno gay Recifesou evangelica e meu marido flagrou eu dando para um velhao contosdona Dalva dando o cumulher de biquine enfiadi no bundaocontos eróticos perdeu a cabeça Conto erotico fim de ano com irmaocontos eroticos decornos amigoslevei cunhada a passear videoscontos sonífero na esposa contos gay gozando pela primeira vezContos tia e sobrinho com fotoscoroa de mini sainha no metroSentir tezao por tênis feminino e normalcontos eroticos: sobrinha no coloprofessora guei fudenoconto erotico fodendo madrinha rola enormeconto fui pego na punhetaEspiando homem bulto tomar banho sem ele perceberRelatos Eróticos Pastores Negros mais lidos conto erotico mulher por causa de aposta