Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENTEADA GOSTOSA

Sou casado a 19 anos e minha esposa já tinha duas filhas, que aqui vou chamar de Michele e Luciene, muito bonitas, graciosas. Naquela época, uma com 19 e a outra com 19 anos, já dava para prever no que iriam se transformar. Desde pequenas já chamavam muita atenção, mas sem maldade, eram muito inocentes ainda.

O tempo foi passando e fui notando mudanças em seus corpos, os seios ficando grandes, cinturas afinando, pernas grossas. Mas num item em especial elas foram abençoadas, a bunda. Que bundas maravilhosas, eram perfeitas, empinadas. Na primeira oportunidade dava uma olhadinha. Está certo, eram minhas enteadas, mas eu sou homem, não sou de ferro e elas eram lindas mesmo de babar.

Como de costume, andavam sempre à vontade: de shotinho, sá de camiseta e calcinha, de camisola, enfim, era uma tentação atrás da outra, e elas nem percebiam que olhava de vez em quando, tinha que ser discreto, afinal era casado com a mãe delas.

Muitas vezes, estávamos assistindo TV na sala e uma estava sá de camiseta e calcinha, muito distraída, estava sentada com os pés no sofá, dava para ver toda a extensão de suas coxas, sua bunda maravilhosa e lisinha, ali sá para eu ver. O pouco que olhava já era suficiente para ir ao banheiro e bater uma punheta, não aguentava de tesão.

Já estava ficando insuportável ter tudo aquilo em casa e sá poder olhar, era uma tortura.

Já sabia que transavam com seus namorados, pois já vi caminhas em suas bolsas, mas teve um dia que fiquei pasmo.

Um dia desses cheguei do trabalho e entrei sem fazer muito barulho, percebi que uma delas estava conversando com nossa empregada, eram muito confidentes, estava falando em um tom mais baixo, me aproximei e pude ouvir melhor a conversa, era Luciene contando para ela que estava gostando de dar o cú para o namorado, que estava ficando viciada em dar a bunda, que era uma dor muito gostosa, ficava louca de tesão. A empregada também confessava que também dava a bunda para o namorado de vez em quando porque ele tinha o pau muito grande. Luciene ainda disse que adorava quando ele gozava dentro dela, que dava pra sentir os jatos quentinhos dentro de sua bunda, ela praticamente sá dava a bunda agora. Ouvir aquilo me deixou ainda mais louco, mas tive de me conter e me contentar com mais uma punheta.

Na semana seguinte Luciene me disse que havia terminado com o namorado, ele tinha chifrado ela com outra. Até aí não tinha dado muita importância, como ainda tinha 19 anos, disse que logo logo arrumaria outro namorado e que esqueceria aquele rapidinho.

O tempo foi passando e percebia que ela andava meio inquieta, às vezes se trancava no banheiro e ficava lá por muito tempo, mas fingia que não percebia. Um dia depois que saiu do banheiro, entrei em seguida e percebi um odor de fezes, mas a descarga não tinha sido acionada, então comecei a perseguir o cheiro e percebi que o cheiro estava num dos frascos de shampoo, que por ironia era em formato cilíndrico, de espessura razoável e comprido. Logo matei a charada, ela estava enfiando aquilo no rabo. Estava explicada sua inquietação, era tesão, porque não tinha arrumado ninguém ainda para comer seu cuzinho em brasa.

Nesse dia ela estava de short, mostrando a beirada daquela bunda maravilhosa, estava no tanque enxaguando umas roupas, onde arrebitava sua bunda ainda mais, aquilo me deixava louco. Como tinha que passar para o outro lado e nossa lavanderia muito estreita, passei bem atrás dela, já contemplando aquela visão de seu traseiro vista de cima, nossa!!! Que rabo. Já estava de pau duro, mas meio que sem querer, não sei se foi por impulso, dei uma encostada no seu traseiro. Como estava de calça moletom, meu pau pulou bem no meio do seu rego e saiu Já esperando aquela chamada de atenção, ela sá se virou e disse:

- Nossa, isso tudo é por minha causa?

Meio sem palavras, disfarcei e fiz que continuaria meu caminho.

Ela, ficando na mesma posição, numa voz doce completou:

- Não fique com vergonha, já percebi que você tem tesão em mim, não precisa mais disfarçar.

Ainda assustado, comecei aos poucos ficar à vontade com aquele papo. E disse sem medo:

- Você ficou muito gostosa, não consigo deixar de olhar pra você.

Ela chegou bem perto de mim e apenas respirava, não falou uma palavra. Me deu um beijo no queixo e outro no pescoço, já estava a mil. Ela disse:

- Esse vai ser o nosso segredinho, ninguém precisa saber, você não é meu pai mesmo. E pegou minhas mãos e colocou em sua bunda, e começou e esfregá-las bem devagar.

- A minha bunda é lisinha não é? Olha como ela é durinha e macia.

- Nossa, já estou explodindo de tesão! Quero te comer agora!

- Vamos fazer aqui mesmo, estou com muito tesão.

- Não estou acreditando que vou te comer. É muito bom pra ser verdade.

- Pode acreditar, também te acho um tesão. Não vamos perder tempo, estamos sozinhos aqui. Me come!

E ela abaixou minha calça e foi logo abocanhando meu cacete como se não visse um a anos. Mamava gostoso, lambia a cabeça, engolia. A ponto de quase me enlouquecer. E quase num golpe, ela se levantou de repente e disse o que esperava ouvir:

- Come meu cú, mete gostoso essa rola na minha bunda.

Tirou seu short, estava sem calcinha, e pude ver as marquinhas de biquíni perfeitas. Apoiou-se no tanque e arrebitou bem a bunda pra mim e disse:

- Mete essa rola no meu rabinho vai!!!

Sua bucetinha esta escorrendo de tesão, meti com tudo para dar uma melada no pau e em seguida sem demora comecei a apontar para seu cuzinho que pedia uma rola, fui dando pinceladas para judiar um pouco dela.

- Não aguento mais, quero seu pinto, quero seu pinto!!!

Enfiei quase que de uma vez, deslizou gostoso, afinal já estava acostumada a levar por trás. Comecei um vai e vem lento e gostoso, ela jogava sua bunda para trás querendo até o ultimo centímetro de minha rola. Como tava gostoso meter naquele cuzinho. Ela me olhava com um sorriso de satisfação indescritível.

Acelerei os movimentos, e ela até virava os olhos e gozava, pois via escorrer pelas suas pernas. Não estava mais aguentando segurar o gozo e avisei que iria gozar, e ela me fez um pedido delicioso.

- Goza na minha bunda, me lambuza de porra, quero ver você gozar, vai !! vai !!

Dei mais algumas bombadas e tirei meu pau já em jatos e gozava deliciosamente em suas nádegas, eram jatos e jatos de porra, atingi suas costas e escorria também por suas coxas. Era maravilhoso.

Ainda depois de terminar de gozar enfiei uma ultima vez meu pau até nas bolas, ela delirou de tesão. Olhava satisfeita seu corpo todo coberto de porra e olhava pra mim me agradecendo com um sorriso mais gostoso. Ela disse:

- Agora não preciso mais de namorado, tenho você para me comer. A gente agora sempre pode “brincar”, que delícia.

Enquanto conversava, estava com meu pau em seu cuzinho, sá bombando de leve, ela é muito gostosa e meu pau não amoleceu. Ainda tinha tesão para gozar de novo, sá que agora gozei dentro do seu rabinho, e ela disse:

- Seu taradinho, gostou da minha bunda né? Sempre que quiser vou te dar, seu pau é muito gostoso.

Essa foi a primeira de muitas de nossas aventuras. Logo logo conto pra vocês. Um abraço.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


mete mais. contoscontos de travecos comedoresconto eroticos irmã veu eu trasa com minha mãeFui trabalhar de servente e dei meu cu contosa japa do setio deu cu contos eroticos 2018conto porn insetuosoContos eróticos gay camisa socialconto erotico de lebisca tirou virgindade irma mais novocontoserotico sou senhora mae sou bem peituda tenho bundonaConto minha mulher pegou eu dando o cuMenina q ta tezao encosta no irmao ddespistadocontos eroticos irmão arrependidorelato erotico meu filho gosa nas calcinha minhascondos eeoticoscontos erótico minha mãe tem uma bunda que me enlouque comendo cunhada asm que minha mulher saibrincadeiras erotica no cu de machoNovinha enlouqueçeu os pedreirosnovinho sofrendo na rola do pai bebado contos gaycontoseroticos homemque gosta de cuspe,sebo de pau e mijomeu padrasto cavalo 2. conto erótico heterossexuais.brincando de casinha contos eroticosduas loirinhas e rucontos picantes sexo no matoo novinho me encoxouconto sou loira o pau do meu sobrinho e maio do q do meu esposocontos Praia de nudismo.contos gay o vizinho cadeirantesexto de roupas sujas contos eroticoscontos eroticosmeu marido me chamou pra ver um filme porno com os amigosme fingi de virgem na lua de mel contos eróticoscontos trocando sexo por TCCcontos eroticos meu irmãoporno quando o home empura o cacete no egua ela gozacontos estrupo na casabde praoamorena bronzeada na locadora pornômeu marido comeuminhaprima contoseroticoscontos o patrão me engravidou buceta de cajarahomens velho gay contostxxx mãe da a cona para o filho menor contos hiroticoscontos eroticos a negrona Meireesfrega conto heroticoou porn contos mãe traindo com um negromulher joven fica viuva e transa com amigo do falecido, contosconto atochada corno xxxContos eroticos deixei ele me comercontos vendo o meu cunhado a fode minha irma betinhamacho casado ativo contoChupa minha piroca ingridcontos eróticos arregaceichupar mulher elaelehistoria dum negro fundendo e metendo numa negra de 24anos contar historia eroticoContospornovelhamlulher com chortinho encavado ecom abunda empinadaconto erotico pecado com meu filhoprofessora recatada pagando boquete pro colega de servico contosconto erotiico com velho preto do pau montrocontos trazei com a amiguinha da minha filha dormindoContos Eróticos um Negão me comeucontos eroticos dei o cu na marra lua de melcontos pescariaMeu genro perverso me comeu sem meu marido saber porno contocontos eroticos a coroa exitadabrincadeiras erotica no cu de machocontos suruba inesperada com a esposa e travesticonto.erotico.negao.pedreiro.geyConto comi minha mae no celeirocontos eroticos deichei meu sogro gosar dentrocontos eroticos iniciando nudismocantos eróticos d********* para o meu irmãoTrai meu marido e o cara comeu meu cu aforsa vou contar como foicontos interraciais contados por mulherescomi o cu do meu irmao e da minha irma brincando de pique esconde contosMae filho contoscontos eróticos debaixo da varaSo passei a rola na buceta da minha professora na salaconto erotico casado se apaixonou por um afeminadoarrumei um carA pra me comer contoshomem conto heterocontos eroticos de regata sem sutiacontos eroticos meu irmao tirou mais velho tirou meu ca bacinhocontos eroticos nylher do meu patrao carentedona Florinda abrindo pernas mostrando calcinha pornContos eroticos minha buceta mela muito minha calcinha quando me esitocomvidando e comendo amiga de sua mãeComtos namorada fodida para pagar dividas do namoradomeu avo tem uma piroca grande contoscontos de sexo gostosa deu pra mim na a balada