Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMENDO A EMPREGADA PEITUDA II – A SACANAGEM CONTI

Comendo a empregada peituda II – a sacanagem continua.





A saga sexual continuou. A cozinheira gostosa continuava trabalhando em minha casa e continua com sua tara insana. Não era todos os dias que conseguíamos transar ou fazer uma sacanagem, mas os olhares eram constantes. Aos sábados, quando todos meus parentes saiam a Cozinheira, já se encostava, roçando aquela bunda murcha ou aqueles peitos maravilhosos. Vinha sempre com a boca entreaberta, pedindo um beijo. Ou o meu falo. O beijo era um pretexto para começar as sacanagens. Chupava seus peitos, mordiscava aqueles bicos enormes, tirava sua roupa por completo. E sempre terminava com aquela boca carnuda engolindo meu pênis. E como chupava, lambia a cabeça, engolia toda a extensão do membro, e ainda massageava meus testículos, sorvia meu saco de forma fantástica. Sempre era um gozo cavalar, mas quase nunca chegávamos a cápula. Mas essa sina estava por acabar. Em um final de semana prolongado, meus familiares foram viajar para o interior e achei que ficaria em casa sozinho por três dias, mas tive uma surpresa agradável. Na manhã do feriado fui acordado pelo soar da campainha. Fui atender a porta bradando contra todos e contra tudo. Quando abri a porta da sala, tomei um susto. A Cozinheira estava a minha frente com uma roupa branca apertada e com aquela cara de safada corriqueira. Perguntei o que ela queria e ela não se fez de rogada. De forma rápida e sem pestanejar apontou para mim. Meio atordoado, fiz com que ela entrasse. Estava apenas com o short do pijama e meu pênis latejava e se eriçava de forma rápida e violenta. A Cozinheira não pensou duas vezes, arrancou minha roupa e começou aquela fantástica chupada de sempre. Estava tendo ali a melhor chupada de minha vida, e não demorou muito a gozar. Enchi a boca daquela vadia, o semen escorria pelo canto da boca e molhava seus peitos. A Cozinheira engoliu o que estava em sua boca e limpou o que estava em seu corpo. Continuou a chupar meu falo, desta feita de forma calma e propositalmente esperando que recupera-se minhas forças. Ela queria mais. Quando estava quase em ponto de bala, ela me fez deitar no chão. Fui obediente. Quando estava deitado, a negra vadia, fez um curto show particular. Tirava sua roupa e rebolava na minha direção. Já nua, a Cozinheira se posicionou sobre meu rosto. Pousou sua buceta na minha boca. Não pensei duas vezes. Chupei como um louco; enfiava minha língua naquela buceta molhada e desta feita pelada, sem nenhum pelo. Tocava seus peitos, e sentia que aquela mulher estava práximo a gozar. E não tardou. Seu gozo inundou minha face. Minhas mãos sentia seu corpo estremecendo. Deitou-se ao meu lado com a feição de satisfeita. Mero descanso. Começamos a nos beijar, ainda lado a lado; não tardou meu membro se animar. Aquela negra já estava sobre mim, roçando os peitos e aquela buceta no meu corpo. Me arrumei para meter na gruta dos prazeres, seria mesmo sem camisinha. Coloquei a cabeça do pau na buceta, comecei a enfiar e ela pediu para parar. Levantou-se e pegou sua bolsa, tirou um frasco e uma camisinha. Colocou o preservativo em mim e se virou de costas para mim. Desceu aquela buceta gostosa sobre meu pau e começou a cavalgar. Maravilhoso. Levantei um pouco o dorso e segurei seus peitos. O ritmo começou a aumentar. Comecei a arfar, prenuncio de meu gozo. A vadia percebeu. Parou seus movimentos e sussurrou em meu ouvido: “Come meu cu”. Não acreditava. Quase gozei com a frase. Tirou o pau da buceta, tirou a camisinha e lambuzou meu mastro com um unguento que estava no frasco. Ficou de cácoras e guiou-me ao seu cu. Primeiro foi devagar, percebia que era dolorido para ela, mas ela não desistia, nem ao menos reclamava. Forçava mais para baixo, gemendo baixinho. Por fim todo o membro estava dentro daquela pequena mulher, e ela começou a se mexer, nada compassado e ritmado, como antes. Desta feita, a Cozinheira estava louca, pulava como uma cabrita ensandecida, tentava movimentar meu quadril, mas não tinha como. A loucura tomou conta daquela vadia gostosa. Seu cu “mordia” meu pau e sentia suas nádegas contraindo de forma animalesca. Sentia seu corpo esquentando e suas mãos procurando algum apoio. Esticou os braços e segurando em minhas pernas fazia seu cu engolir meu pau. Ficamos alguns minutos nessa movimentação, quando subitamente sentia meu pau ser estrangulado por aquele ânus negro. Era o aviso do gozo da minha puta de plantão. Queria gozar junto e comecei a estocar com mais força. Não tardou gozarmos juntos, uma catarse sexual, mistura de sensações e de fluídos. Caímos desfalecidos lado a lado. Adormecemos, exaustos. Acordei no meio da tarde, ainda no chão da sala, com um bilhete: “Feche a porta. Volto amanhã”. Foi então que percebi que a minha Cozinheira tinha vindo apenas para ser traçada e estava louca para ganhar estocadas no cú. Volto no outro dia como se nada tivesse acontecido. Limpou a cozinha, fez o almoço e se foi. Duas semanas depois pediu demissão e nunca a mais a vi. Infelizmente.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos novinha espiando seus tios transaremcontos eróticos casal Passei a noite no autorama no Ibirapueramulheres gostosas bundão empinado com roupa do quartelconto erotico a pau dele me arrombouquando era menino o vizinho senhor abdio me comeu no matagal conto eroticoHistória De Mulher Que Lhe Foderam No Irmão Do Maridoorgia com velhas contos eróticoscontos eróticos fiquei só de calção na frente da babácontos eróticosmae solteirabucetadaterezana balada dois negros fuderam minha esposa no escuro contos eroticosrebentando o cu da irma pequena contospratico zoofilia desde pequenaconto minha tia chupo minha bucetacontos eróticos Patrick amiga comeusendo putinha do papai e dos tiosContos eróticos comi minha imagina sem camizinha e ela engravidoucontos cara comeu minha mulher devaga pra mim nao ver contospapai adora chupar a minha buceta enquanto fode a nossa enpregadavideo porno apostou e comeu a palmeirenseconto erotico casada arrombada lesbicaMelhor amiga da minha mulher na minha rolahttps://spbgau-kf.ru/conto_234_pai-e-filha.htmlconto erotico tia putacontosfudi a mae da minha mulherContos sogra fio dentalpirulito do titio contos inocenteXXx família nudista e suas meninasconto crente nuacontopaugrandeDando o cuzinho para outro homem da pica gostosa, contos gays que dão tesãocasa dos contos mae e filha xupação de bucetamulher no carnaval gozando muito no camarote ela ea amigatraindo no hotel contoscontos eroticos ftee com desenhoswww.contos comendo a tia de sainha curtacontos eroticos mendigo gays orgiameu sobrinho gordinho e gay tetudoesperei meu pai sair pra comer minha mãee comecei a mamar aquele pauconto fazenda com mamaeconto erótico: ferias incentivando minha esposa a usar roupas curtascontos minha fillha cheira minha calçinhaDedo na xoxota contossobrinho mandando ve no cu da tia contosconto erotico jogo de sedução com a mamãeCONTOS PORNO DE VIRGEMconto erotico meu bezerro boqueteirocontos eroticos meninas drogadas pelos paiselena senta na pica duracontos eroticosperdi mibh virgindade com meu vizinhocomi minha irman dos pezinhos lindos contos eroticoscontos filha oito anos coloo cavaloenfiou seu pau com tudo no meu cu gritei de dor videos pornonegao deu o cu contos gaycontos eroticos de mae chupandodopei o.garoto contos gaysconto fetiche apanhando da namoradameu filho meu marido contos eroticoscoloquei ela de bruços contos de travestiFunk érotco zoofikia contis eriticos homem aosixonado pela eguacontos eróticos comendo mamãe no carroler conto erotico de pedreirofilme porno com gay aguentado dois punho no cu de uma vez mais grinta de dorcontos erotico vovo e a vovo lamberam minja bucetamolestando a amiguinha no meu colo pornoConto erotico mendiga peituda 60 anosbuceta toda escancarada putariaenfiaram uma bucha no cu do estupradorconto chupou peito esposacontos esposa bi sexual marido sortudojaponesas babys fazendo zoofilacontos eroticos minha mulher me castiga apertando minhas bolascontos tetas irmacontos comeu meu cu adolecenciacontos eroticos magrelo sem bundaContos de mãe que adora ver sua filha casada, trepando com seu genrocontos eróticos de primeira vez com a namorada na escolapenetrante contos de trepadas incestuosasPorno orgias lesbicas incestuosas iniciando as bem novinhas contosSexos historia tranzei com um entregadorMeu pai desejo da gravida conto eróticoconto erotico viadinho com shortinho e calcinha é estupraadoContos eroticos dinheirovovo me pegou fudeno o cu da mamae falou que queria experimentar contoso despertar de.minha mulher por pretos contosurso velho peludo gay contoscontos reais minha mae chupou minhha bucetacontos sem calcinhamulher gozando muito rrasgando buceta engatada na rola do cachorrocontos eróticos de vibradorContos de Puta que pra ela so dava rolao cavalosafadinha de nicrosaiacontos eróticos meu primo tinha um pau descomunalcontos eróticos casal ônibusContos incesto filho e mãe na frente de pai corno