Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CARONA PRA TORRES

Tenho 1.80m, 78 kilos, olhos azuis, cabelos castanhos, meu pau tem 19cm é grosso com veias saltadas e tem um cabeção vermelho que dá, sempre trabalho quando alguma gata vai mamar. Se tiver a boca meio pequena, fica dificil dela abocanhar o meu pau.. Na época, tinha 24 anos, estava calçando um par de tênis, moleton, boné vermelho e calça também de moleton, sá que não tava usando cueca, o que fazia com que aparecesse o volume do meu pau, mesmo estando mole.Estava indo de Osário a Torres pela estrada do mar, tentando carona. Consegui chegar até o entroncamento de tramandaiOsário e fiquei encrencado ali umas tres horas. Não passa ônibus pra lado nenhum, se não conseguisse carona, ia me quebrar, teria que caminhar uns dez km. Depois de um tempo, consegui carona até a entrada de capão. Pensei comigo, vou esperar aqui, passa um ônibus e vou pra casa. Depois de uns 19 minutos, olho pra estrada que vai em direção a Osário e vejo um gata vindo, caminhando. 19 aninhos, carinha de neném muito sapeca. Chamei ela e perguntei se sabia quando iria passar o práximo ônibus. Ela falou que não sabia, daí puxei conversa e falei pra ela do sufoco que tinha passado. Contei toda a histária, que achava que ia me ferrar na estrada. Ela disse que tava tentando carona pra tramandai com um amigo mas não conseguiu, por isso decidiu voltar pra casa. Nesse entremeio, rindo, eu falei pra ela na cara dura, que depois de uma tarde dessa, sá dando um beijo na boca dela, pra alegrar o dia. Ela falou rindo, que "não costuma beijar pessoas que acabou de conhecer"Dai o que aconteceu foi muito iradado: ela, de frente pra mim, começou a bater as mãos, uma na outra, tipo batendo palma, na altura da cintura, mas como estava muito perto e o meu pau tava fazendo volume, sem querer ela esbarrou as mãos nele. Ela ficou meio sem jeito, mas pra disfarçar, contiinuou batendo palmas, sorrindo e me olhando. Daí, sorrindo, voltei ao assunto do beijo, ela ficou meio assim. Nisso convidei ela pra ir comigo pra parada que fica depois da estrada do mar, que vai em direção a Morro Alto, ela topou. Caminhando, cheguei por trás dela e abracei, e fomos até a parada, ela na frente e eu atrás dela, já meio que pressionando o meu pau contra a bundinha dela. A parada é sá uma placa quase na beira da estrada e atrás tá cheio de mato e árvores. Na hora pensei, "vou levar essa gata ali pra trás e vou fuder ela bem gostoso, foda-se se o onibus passar e eu perder". Por uma boa foda, a gente faz cada coisa!. Bom, beijei ela e comecei a dar uns apertos e ela já tava bem saidinha..arreto vai arreto vem, eu comecei a falar que ia fuder ela bem gostoso, disse um monte de barbaridade. Disse que ia esfregar o meu pau na boca dela e depois enfiar lentamente, pra ela sentir o sabor dele. Ela enlouqueceu, enfiou a mão dentro da minha calça e começao a apertar o meu pau. Dai eu puxei ela pro meio do mato e comecei..beijei o pescoço dela, enfiei a mão na calça dela, passei a mão no reguinho e dei um enfiadinha do meu dedo no cuzinho dela. Eu tava fazendo isso e falando que ia fuder ela todinha, quanto mais eu falava, mais ela enlouquecia, disse que ia fuder o cuzinho dela, que ia enrrabar ela como se fosse uma cadelinha, que ia fuder a boca dela como se fosse uma bucetinha. Nesse meio tempo, tirei o meu par pra fora, não precisou fazer e nem falar nada, ela se ajoelhou e começou a mamar no meu pau. Ela fazia força, forçava a cabeça do meu pau contra o céu da boca dela, contra a garganta dela, chegou a conseguir engolir a metade do meu pau, e eu sá curtindo a mamada dela e continuando a falar como iria fuder ela. "Mama putinha, tá gostado do sabor da minha piça?" ela sá fazia "hum hum" e dale a mamar, chupava, tentava engolir, passava a lingua na cabeça e no lombo do meu pau, até onde conseguia alcançar.Depois de um tempo, mandei ela levantar , virar de costas pra mim, se escorar de frente numa árvora e empinar o "cuzinho gostoso" pra trás, que eu ia fuder ela bem gostoso. Ela levantou, se virou, se escorou e empinou o rabinho pra trás, eu baixei a calça dela e comecei a esfregar o meu pau da bucetinha até o rego, passando pelo cuzinho, onde eu fazia uma pressãozinha a mais. Peguei na cintura dela com uma mão, ajeitei a cabeça do meu pau com a outra e enfiei, bem devagarinho a minha piça na bucetinha dela. Quanto mais eu enfiava, mais ela gemia e empinava o cuzinho pra trás. Fiquei um tempo fudendo ela, que apesar de estar meio preocupada de alguém nos pegar, ficava forçando o rabinho pra trás, pra entrar mais pau na bucetinha dela. Eu dizia pra ela, bem baixinho no ouvido ."á, tá sá a metade do meu pau dentro de ti" ela enlouquecia e forçava mais ainda a bundinha pra trás pra entrar tudo. Fiquei mais um tempo fudendo a bucetinha dela, falando coisas no ouvido dela, até que eu falei."agora, vou fuder esse teu cuzinho gostoso, vadiazinha" Ela virou o rosto e disse que era pra botar devagar, pois ela sá tinha tentado uma vêz, com o namorado. Eu disse assim "não precisa ter medo, vou colocar devagarinho, mas quando eu começar a enfiar, sá vou parar quando meu pau estiver todo dentro do teu cuzinho", Ela pirou denovo, empinou mais o cuzinho pra trás, eu ajeitei o cabeção do meu pau na entrada do cuzinho dela e comecei a socar , mas ao contrário do que tinha falado, comecei a enfiar com força, segurando a cinturinha dela, já tinha entrado a cabeça, na hora ela tentou ir pra frente pra escapar. Eu peguei a cintura dela com força e fui empurrando sem perdão e ela falando baixinho com medo de alguém passar e ouvir Ai..aí..pára..pára.."e eu enterrando o meu pau no cuzinho dela, sem perdão.."por favor..tá doendo . .pára. .pára..." Quanto mais ela pedia, mais tesão me dava e mais eu enterrava a minha piça no cuzinho dela...

Depois que enfiei tudo, fiquei esperando uns seis minutos pro cuzinho dela se acostumar com o meu pau. depois de um tempo, ela viu que não tinha solução, acho que começou a gostar, por que começou a rebolar ..e eu comecei a fuder o cuzinho dela..tirava até ficar sá a cabeça e enfiava tudo..tirava..enfiava..ficava mexendo, dentro dela e ela gemendo..eu perguntava pra ela.."tá gostadno de ser emrrabada, putinha...cadelinha vadia..vagabundinha sem vergonha...dá pro primeiro que aparece, é vagabunda..tá gostando de ser fudida, é?". e ela sá dizia que "sim..me fode..já arrombou o meu cuzinho..agoro fode gostos, então" gemia, mexia o rabinho, com o meu pau dentro dela Fiquei um tempo, fudendo o cuzinho dela, dai tirei de dentro dela e mandei ela ajoelhar. Ela se abaixou, enfiei sá o cabeção na boca dela e fiquei batendo uma punhetinha enquanto ela mamava na cabeça do meu pau. Pegeui a cabeça dela com força, pra ela não escapar, e comecei a esporrar na boca dela..tava com tanto tesão, que os jatos de porra saiam com muita força..não sei como ela não engasgou..chegou a escapar um pouco de porra pelo cano dos lãbios dela....enquanto tava esporrando na boca dela eu dizia assim "então putinha..pra que não costuma beijar alguém que conheceu a pouco, tu ta bebendo bem gostoso a minha porra"..ela ficou me olhando, enquanto engolia tudo. Depois que terminei de fuder ela, trocamos fone e nos encontramos outras vezes, em Torres e em Capão... mas isso...já é outra histária...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


mete mete mete gostoso. contosas mais reganhadinhascontos eroticos 9 aninhosContos eroticos das periferiasQuero ler contos homem fudendo meninha deficienteconto pai comprado calcinha para filha virgem viadoeo namorado se arrombandoContos incesto irmão irmã e cunhadoconto erotico sou vadia e meu marido nem desconfiamae pede pro filho ajudar escolher a lingerie incestocontos erot.vizinho casado tirou minha virgindadeContos gravidas incesto biconto minha tia tesuda peladaa biscate da minha irmã conto eroticoconto erótico gay caseirocontos eroticos eu era virgemcontos chupei o professor conto erotico acampando com cunhada e tiaContos reais veridicos ; flagrei minha filha dando o cu para o irmaocomtos eroticos...mulher trai porcausa di sexogays alisando os sCosContos os velhos chupam melhor uma bucetacontos sado marido violentosimagem cuzinho irma contoshttps://cheapjerseysfree904.top/celebritysexstories/conto_24128_os-pezinhos-maravilhosos-de-liz.htmlcontos eroticos esposa coloca coleira no maridoMae nao aquenta todo pau do filho no cu apertadoCunhada safada entra no banheiro ocupado e acaba dando pro conhadocrente velha chantageada contos eróticos ver contos eroticos de sobrinho comendo a tiacontos eroticos de patroa velha pegando empregada chupando boceta ate gozar na bocaencoxada no onibusver rapasea novos grizalhos pelados de pau durocontoseróticosvelhos do pau muito grande arrombamdo esposasxvidio gay coroa 82contos eroticos de manha dava pro meu sogro e a noite pro meu maridonao resistiu o amigo do marido conto eroticocache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html visinhalesbicaconto tirando avigidade do meu irmao gaycomtosgay comi o cuzinho do meu irmaocontos eròticos gay virou minha negazoofilia bruda com mininascontos de coroa com novinhoconto xupei o pau do meu amigo pq perdi apostacontos enteadas e padastrosque enganaram e comeram meu cu sem pena contosWww Contos eroticos sobre como foi a primeira vez no sexo com uma mulher mais velha .comcontos de incesto dez anostravesti Zinho que faz programa escondido da mãecontos gay o hetero sentou no meu colo na viagemcontos eroticos gay meu profeddor de artes macias gaycontosgays tirando o cabaço do cu de viadinho no sitio da vovogordas vadias contos eroticosmeu professor meu namorado contos gaycontos eróticos mulheres p****Conto esposa crente e pastor safadocontos eróticos irmã rabudaperdi a virgindade na escola contos eróticoscontosincestofilhaContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos pai e filhas casadaamiguinhocontoscomo perdi o meu analContos eroticos chiando na fodaComtos mae fodida pelo filho e amigos delebunda queria sentir a Rola entrando devagar contochupeir a. video minha irms roticoemprestei minha esposa putariaConto fiquei con o meu cuzinho aronbado e cheio de poracontos virei a cachorrinha do meu amigocontos eróticos meu pai comeu meu amigo gay ilustradocontos eróticos meu primo e minha mãepeoes de rodeio batendo punheta escondido