Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

APOSTEI E FUI ARROMBADO

Olá, meu nome é William e resolvi contar algo que aconteceu comigo que me marcou muito.

Tenho 30 anos e há alguns meses passei por uma experiência que foi ao mesmo tempo muito assustadora e excitante.

Sou botafoguense e apás a conquista do título do primeiro turno do campeonato estadual, comecei a provocar alguns amigos torcedores de outros times, entre eles estava Edson, um rapaz de 23 anos, moreno, gente boa, sempre nos demos bem, falamos de mulher e nunca tinha rolado nada, nem sequer um clima, até porque eu não gostava e continuo não gostando de homem.

Numa dessas provocações eu disse a Edson que ele se preparasse, pois o Fogão iria massacrar o Flamengo dele no práximo jogo. Ele rebateu e eu falei:



- Cara, se o Botafogo perder pro Flamengo eu dou o cu pro Cachorro !!!

- Se você está tão confiante no teu time por que não aposta algo de verdade ? – Ele perguntou.

- O que por exemplo ?

- Podemos fazer o seguinte – ele disse – Se o Botafogo perder, em vez de você dar o cu pro cachorro vou querer que você chupe meu pau !!!

- Ta maluco ? Sou homem cara, porque você não pede pra sua namorada te chupar ? - respondi indignado.

- Ela não gosta. – e com um sorriso debochado, perguntou – Mas se você confia tanto no teu timinho, ta com medo de quê ?



Aquilo foi demais, eu tinha certeza que o Botafogo iria ganhar e falei:



- Tudo bem ! Mas se o Botafogo ganhar você vai fazer tudo que eu mandar, até lá eu penso em alguma coisa ! - Falei quase que na intenção de assustá-lo e fazê-lo desistir.

- Fechado ! – ele disse – estendendo a mão.



Agora era tarde, a sorte estava lançada, mas pra falar a verdade não me preocupei muito com isso, tanto que nem me lembrei disso no dia do jogo, sábado de carnaval, eu estava viajando, quando o Botafogo infantilmente perdeu para o Flamengo, nem me preocupei com o fato e continuei curtindo meu Carnaval até que na quarta feira recebo uma ligação de um número não identificado e quando atendo o telefone e reconheço a voz do Edson:



- E aí Botafoguense !!!! Ta de cabeça inchada ? To ligando sá pra dizer que to esperando o meu boquete !!! – e começou a rir no telefone.



Fiquei meio desnorteado, e apenas respondi dizendo que quando voltasse pro Rio ligava pra ele. Depois que desliguei minha cabeça girava a mil por hora, e me peguei imaginando a situação em que me metera e em como sair dessa. Passei o resto do dia e a viagem de volta pensando em uma desculpa pra me livrar da aposta, mas quanto mais pensava, mais percebia que tinha dado minha palavra e que sá não iria pagar a aposta se ele me liberasse, então resolvi que iria marcar pra conversar e tentar fazê-lo perceber que a idéia era insana. Na quinta feira fui trabalhar, e estava praticamente sozinho na minha empresa, já que com a escala de carnaval apenas eu e uma outra pessoa tinha sido escalado pra trabalhar na quinta e sexta feira. Já tinha ligado pra ele de manhã e pedido pra ele passar lá na empresa pra conversarmos. Porém antes do almoço o cara do outro setor disse que já tinha adiantado tudo que tinha pra fazer e que estava indo embora, me deixando sozinho na empresa.

Quando o Edson chegou, percebeu que eu estava sozinho e deu um sorrisinho e me disse:



- Já preparou tudo né ? Tá doido pra cair de boca !

- Que isso cara, não tem nada a ver, o rapaz acabou de sair e eu queria justamente conversar sobre isso com você. Você não acha que essa histária já foi longe demais ? Vamos parar de brincadeira, você não pode tá falando sério né ? – perguntei.

- Aposta é coisa séria ! Você aceitou a aposta, apertou a mão, vai correr agora ? Não tem palavra ? – ele falou sério.

- Claro que tenho, mas não sou viado, nem você !

- Mas você apostou ! Fique tranquilo, ninguém vai saber, e é sá uma chupada cara, olha, pra você se sentir menos mal eu depois bato uma punheta pra você gozar, quer ?

- Quero... quer dizer... você tem certeza que vai levar isso adiante ? vai me fazer te chupar ? perguntei numa última tentativa.



Ele não respondeu, simplesmente abriu as calças e botou um pau moreno, enorme, pra fora. Eu fiquei surpreso e de boca aberta quando olhei pra aquela pica ! Nunca tinha visto um pau tão grande e grosso, fiquei hipnotizado e vi o pau dele ir crescendo cada vez mais, não conseguia conter a surpresa. Até que ele me despertou do transe:



- Gostou né ? É todo seu, aproveita que já ta de boca aberta e ajoelha logo.



Ainda sem ação, senti a mão dele, forte no meu ombro, forçando pra baixo, quando dei por mim estava ajoelhado com aquela pica enorme apontando pra mim, na direção da minha boca. Escutei a voz dele falando:



- Abre a boca vai, deixa que eu faço o resto.



Então obedeci, já não tinha mais controle sobre mim, estranhamente estava dominado por aquele homem que até aquele momento era apenas um colega.

Ele empurrou o quadril pra frente e a cabeçorra enorme tocou meus lábios, mais um pouco e estava com a cabeça da piroca toda na minha boca, comecei a passar a língua e sentir aquele gosto salgadinho do líquido que já melava aquela cabeça monstruosa. Abri mais a boca e tentei engolir o máximo que pude e quando olhei vi que tinha engolido mais da metade daquela pica imensa, senti um certo orgulho, e percebi que estava gostando. Com uma mão segurei a parte da pica que estava de fora e com a outra comecei a brincar com suas bolas. Ele soltou um gemido e disse: - Ta gostando né safado ? Isso chupa o pau do teu macho, eu sabia !!! Ninguém resiste quando vê essa piroca, vai chupa !

Mais uma vez, numa atitude extramente submissa, obedeci e comecei a mamar loucamente aquele pau. Lambia a cabeça, metia tudo na boca, tirava e lambia ele de cima a baixo, até o saco, grande, pesado, parecia estar cheio de porra. O saco dele era proporcional a piroca. Ele começou a me guiar, me mandando esfregar o pau na cara, lamber o saco, enfiar uma das bolas na boca, e eu obedecia sem discutir. De repente senti meu pau doer, era a calça e a cueca pressionando meu pau que estava duríssimo, eu parei e olhei pra baixo e ele percebeu que eu estava de pau duro também, e num tom de voz sério, falou:



- Viu ? não falei que não ia ser ruim ? Você já ta gostando, agora vem cá que eu vou retribuir o prazer, levanta e tira as calças.



Sem falar nada eu levantei e tirei a roupa enquanto ele fazia o mesmo. Ele veio por trás de mim e segurou no meu pau começando a tocar uma punheta, aos poucos foi me levando pra perto da mesa onde me fez apoiar as mãos de forma que seu pau ficou roçando na minha bunda (que é bem grande e redonda). Eu estava em transe de novo, sentia que não tinha controle sobre meu corpo, a sensação daquela pica gigantesca roçando na minha bunda, entre as minhas coxas, me deixava maluco, eu estava fora de mim, definitivamente entregue. E ele sabia disso. Tanto, que sussurrou no meu ouvido:



- Ta doidinho né safado ? Quer que eu chupe ?



Apenas acenei positivamente com a cabeça.



- Mas então vou querer outra coisa em troca – ele disse ainda no meu ouvido – Vou querer esse rabão grande que você tem. Se você deixar eu brincar com essa bunda eu chupo você. Quer ?

- Eu ao vou aguentar essa pica toda ! Você vai me arrombar ! – argumentei quase sem voz.

- É você vai ficar larguinho, mas depois passa, mas você aguenta sim, é macho ou não é ? – ele desafiou.

- Sou sim ! Eu aguento. Mas você promete que se eu der você me chupa ?

- Claro que sim. – ele respondeu já metendo a mão no meio da minha bunda, procurando pelo meu cu que a essa hora já piscava loucamente. – Mas você vai ter que pedir, quero que peça pra eu te comer ! – Ele falou e meteu a língua dentro da minha orelha.



Nessa hora, todo o pudor que eu ainda tinha acabou, eu tinha virado a putinha dele, faria tudo que ele mandasse, eu que nunca tinha desejado outro homem, estava ali agora, entregue, com gosto de pau na boca, uma pica maravilhosa roçando na minha bunda e um homem falando no meu ouvido, como se eu fosse uma putinha.

Virei de frente pra ele e falei:



- Come minha bunda ! Mas come direito que vai ser a única chance que você vai ter ! – e ajoelhei e caí de boca no pau dele novamente.

- Isso molha bem o bichão que hoje ele vai tirar teu cabaço.



Chupei com gosto, mamava e babava aquele pau, de cima a baixo, ele batia com ele na minha cara, me chamava de puta. Depois de uns 5 minutos dessa chupação ele tirou o pau da minha boca e me mandou ficar de joelhos no chão e apoiar o peito numa cadeira sem braços de forma que eu ficava com as mãos livres e com o cu exposto. Olhei pra trás e vi-o colocando a camisinha com um tubo de KY na mão. O safado tinha a intenção de me comer antes mesmo de chegar ali ! Ele veio na minha direção com aquele tronco entre as pernas e mandou-me abrir as nádegas com as mãos, chegou a me dar um frio na barriga de medo, mas era tarde, ele já estava colado em mim, com a cabeça posicionada, forçando a entrada. Ele falava coisas do tipo: “Abre esse cu viado ! Macho porra nehuma, é viadinho ! ta com medo de sentir dor. Vai sua puta, acolhe a piroca do teu macho”.

Então relaxei a musculatura e empurrei a bunda pra trás, me arreganhando mais ainda com as mãos, senti um dor alucinante e a cabeça me preencheu o cu. Eu travei na hora, doía muito, mas ele começou a me provocar de novo: Parou porque ? Agora que entrou a cabeça. Você já ta arrombado mesmo, já virou puta ! Anda ! Abre esse cu !!

Mais uma vez obedeci ao macho que me dominava, relaxei, e o pau foi me rasgando, entrando centímetro por centímetro não parava de entrar carne e não acabava nunca. Quando senti uma pontada no fundo do meu cu, procurei com a mão e ainda tinha pau do lado de fora. Ele então falou:



- Ainda não acabou não putinha ! Agora é que vai ficar bom !



Ele tirou quase tudo e meteu de uma vez sá ! eu gritei, ele riu e continou fazendo isso, me mandava gritar, falava que adorava fazer puta gritar. Me mandou pedir mais pica:





- Pede pra eu te enrabar vai putinha !

- Me come ! Enfia esse pau no meu cuzinho meu macho gostoso ! – eu falava entre um gritinho e outro.

- Cuzinho ? – ele perguntou – Agora já virou um cuzão. Você já viu a quantidade de pica que tem no teu rabo ?



Quando olhei pra trás vi ele tinha metido quase tudo no meu cu ! Fiquei orgulhoso novamente e sorri. Olhei pra ele e disse:



- Mete mais. Por favor ! Mete que eu aguento. Mete que tua puta ta pedindo. Quero sentir teu saco batendo em mim.

- Quer mesmo ? Olha lá hein !

- Mete logo porra.....quero mais pica !



Ele tirou tudo e de uma vez sá meteu tudo em mim ! Eu quase desmaiei mas me recompus e comecei a rebolar.



- Rebola putinha, vai rebola que eu vou gozar ! – ele gemeu.

- Não ! A aposta era pra eu te chupar ! Você tem que gozar comigo te chupando – não sei o que deu em mim mas eu falei e me virei já tirando a camisinha do pau e abocanhando aquela pica monumental.



Eu chupava com gosto, ele gemia e me segurava pelos cabelos, eu estava fora de mim, sá queria dar prazer aquele macho. Quando senti que ele ia gozar tirei o pau da boca e comecei a punhetar, mas ele falou:



- Enfia esse caralho na boca e bebe tudo seu viadinho. Não me deixou gozar no teu cu agora quero gozar na tua boca !



Novamente, como uma boa puta, eu obedeci e abocanhei aquela tora no exato instante que o primeiro jato saía quente e viscoso, atingindo minha garganta, ameacei tirar novamente, mas ele me segurou pelos cabelos e me fez receber aquela porra toda na boca e continuar chupando até ele começar a amolecer. Acabei engolindo a maior parte do gozo dele.

Eu ainda não tinha gozado ainda e continuava de pau duro, então ele me abraçando por trás, segurou meu pau e começou a bater uma punheta enquanto esfregava o pau meio mole no meu rabo e começou a me mandar rebolar. Logo na primeira rebolada que eu dei, não aguentei e gozei muito, melando a mão dele e o chão.

Quando fui ao banheiro pra me lavar dei de cara com o meu colega de trabalho que tinha voltado e ficou escondido observando tudo, mas essa é outra histária.

Quem quiser saber, mande e-mails pedindo eou comentando este conto.



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


bucetao arombada de adivogada conto eroticoconto erotico pedi um desconto para o gerente e ele me encoxouMamae mandou papai tirar meu cabaço historia completaXvidio mulhes que anda a noitegozei dentro da minha mae bebada drogada contos eroticoscontos porno na praçaWww.garotinhasafada.com eu agora eu sou mulher do meu ex primo viuvo conto eroticoeu sogrona dei gostoso pro negao de pica grossa contosmeu irmão meu tesão conto eroticoconto erotico.de novinha gosando com o paiconto cacete grossocontos de zoofilia sobre eguas e jumentascontos fodendo a namorada de todo jeitoContos eroticos-lesbica enfiado virgemtextos viadinhos estrupados gozada boquinhacontos eróticos e de dia em q uma ninfeta que eu odiava dormiu na minha casacontos eroticos bv e virgindadeconto erótico minha mulher me ofereceu sua amiga travesticontos eroticos noite do pijamacontos eroticos meu filho me fez gozarcontoseroticosextrascalcinha usada contos eroticosContoseroticos minha mulher na passagem no anocontos eróticos de lésbicas tirando a virgindade das outrascontos deixa tiocomendo o cu da sogra contochupando pica abrancando o namorado pela cintura amadorconto erotico o estuproda colegialcontos eroticos beira da estradapego teu pau e coloco no meu cuzinhomae e filha de fio dental na praia e do padrasto contocontos comendoconto erotico princesa aronbada na favelaConto erótico Brincando de esconde esconde com o garoto mais velhoContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcomi minha irma e as amigas delaContos garota vai para banho numa banheira hidromassagens linda vai primo depois levo o meu primo para a camaconto erotico era p ser so uma caronacontos/esposa na rola do meu amigocontos eroticos adoro tomar leitinho do papaiconto erotico viado afeminado escravizado por macho dominadorminha cunhada solteira ela nunca foi casada ela e a irmã mais velha da minha esposa eu levei ela pro motel eu tirei a virgindade da buceta dela minha cunhada disse pra mim que eu ia sempre eu ia fuder sua buceta conto eróticoconto erotico minha prima malvadacontos erotico estrupando sograCOROA DEIXA CALÇINHA Á MOSTRA EM IPATINGA-MGconto programa de putaConto submissa lesbicaconto erotico video gameContos gays a jeba enorme do velho caseiro de vovó rebentou meu cu.Contos gays meu padrásto coroa de jumento dormindo nu e aproveiteicontos eroticos exibindo pra piralhosmenina matuta conto eroticiSou casada fodida contocontos minha mae gravida de baby doll me chupandoconto erotico humilhado na festaboquete no filho contosconto erótico eguaconto erotico pinto pequenocontos eróticos bumbum grande no ônibusencoxei minha tia peituda (contos).fui comida e chingada feito puta pelo meu primoconto erotico gay viado tem que tomar no cu sem reclamarContos eróticos transei com a mãe casada do meu melhor amigonora putacontosvídeo de mulher conto dar o cu ele micha de dorcontos eroticos mae senta no colo do filho na frente do pai cornoputinha dos skatistas conto eroticocontos eroticos festa a fantasiacontos eroticos minha meu tio e o dono da minhaminha ex namorada tonta dando pra outro contosencoxada no aeroporto contoscontos eroticos de novinhas dando p cacetudosUm tubinho uma menina virgem pode aplicar com ele dentro do burraquinho da vagina ou nao?aregasando a b da nisso viadinho engole essa rola vou estrupar sua gargantaVacilo comi a esposa contoscontos eroticos duplamente penetradocomendo cunhada asm que minha mulher saiSou casada mas bebi porro de outra cara contoscontos eroticos minha mulher me mandou pra farracontos eróticos de mulheres f****** com pedreirospai sempre brincava com seus filhos de tirar a toalha e sair corrwndo e um certo dia fez sexo com sua filha no banheiro contos eroticoscontos eroticos exibindocontos eroticos troquei minha mulher pela cunhadinha lindafui pego cheirando os sapatos da minha amiga podolatria contos eroticosmulheres batendo punheta nos animais como cachorros e ponhesO reencontro entre prima e primo minha paixão conto erotico