Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA ESPOSA É UMA PUTA!

Como todos sabem, minha esposa é uma verdadeira puta. Ela é linda, baixinha, safadinha, tem um par de coxas delicioso, seios fartos e um bocetão suculento, além de um cuzinho guloso que sá rnrnele. Agora anda às voltas com cabelo liso e loira, bem puta a safada! Quem já leu sobre ela aqui, ou até mesmo quem já a fodeu sabe do que estou falando.rnrnEstes dias, resolvi realizar uma fantasia de minha esposinha : tratá-la como uma verdadeira puta rampeira. Combinei com ela, então, que usaríamos um apê que ela tinha em Copa para servir de rnrnbase. Ela se fingiria de prostituta, e eu a foderia como um cliente o faz. Sá que, com a gente, nada nunca é igual ao que os outros fazem. Conosco, a coisa é sempre maior, e sempre melhor.rnrnNo dia marcado, Lê foi para o apê de Copa e lá ficou, aguardando a minha visita. Eu estava práximo, em um clube, jogando o tradicional futebol dos marceneiros. Ao término da partida, eu e minha rn< br >turma havíamos ganho quase todas as partidas que disputamos, mas estávamos exaustos e loucos por um banho. Aí, então, comecei com o meu plano:rnrn- Rapaziada, bora tomar banho na casa de uma puta!rn- Tá maluco, Lui? Porra, vou pagar caro pra tomar uma chuveirada? - perguntou o Castro.rn(e todos caíram na gargalhada)rn- Quanto ela cobra pra foder? Um real? - indagou o Russo.rn(novamente, explodiram em risos e, claro, tive uma idéia genial)rn- Vocês são uns merdas mesmo, mas fazer o que? Vocês é que vão perder... Ela é tão puta que aposto que aceita até esse um real que vocês estão falando. Ela é puta por natureza, até quando rnrndá de graça!rn- Caralho, Luizinho, "riléx, beibe"! A gente estava sá brincando...rn- Armando, eu tô "riléx". Mas é que eu achei que vocês topariam, afinal, tomar uma chuveirada e ainda dar uma foda em uma puta gostosa?rn(todos se empolgaram e o barulho aumentava)rn- Op a, você não falou que ela era gostosa - dizia Armando.rn- Pacarái.rn- Hummm, bora pra lá então, é longe? Cascadura? Porra, por esse preço e ainda gostosa...rn(nova gargalhada, mas eu levava na boa)rn- Fala sério, vocês! É aqui do lado, aqui em Copa mesmo!rn- Partiu?rn- Partiu. Partiu?rn- Partiu.rn- Então partiu!rnrnChegando lá, fui dando logo a dica:rn- O negácio é chegar e ir entrando logo e fodendo sem deixar ela perguntar muito, deixem sá eu entrar na frente, porque ela me conhece e, então, é sá agarrar e meter sem dá...rn- Porra, mas e o banho?rn- O banho é depois, porque essa puta adora macho suado, vai adorar saber que a gente tá de volta do futebol...rnrnTocamos a campainha e surge Lê, de camisolinha sem nada por baixo, com carinha de safada, perguntando o que fazíamos por ali àquela hora. Disse que estávamos no futebol e já pude ver o rnrnbrilho nos olhinhos dela, enquanto a dentrávamos o apartamento. Lê recebia os rapazes enquanto eu entrava à frente e, ao fechar a porta, se apresentou como Vera. Os 3, Russo, Castro e Armando rnrnpartiram para cima dela para se apresentar, beijá-la e arrancar sua roupa, enquanto ela dizia : rn- ai, para, vocês estão suados, seus putos. rnrnA rapaziada, já sabedora das dicas, emendou dizendo :rn- puta é você, e das boas, pelo que sei, e não se faça de santinha não que a gente sabe que você gosta mesmo é de macho sujo.rnrnNeste momento, todos os 3 sacaram seus paus para fora e Lê ficou admirada com cada um deles.rnrnArmando era moreno e baixinho, mas era mais alto que Lê, e tinha uma coxa no lugar da pica, de tão grossa que era!rnCastro e Russo eram loiros e mais altos, e seus paus eram mais ou menos do mesmo tamanho, bem maiores do que o do Armando, mas também bem mais finos. Todos na casa dos 40, Armando rnrntinha o corpo mais sarado. Eu, Cas tro e Russo havíamos cedido às delicias da vida e nutríamos uma certa barriguinha e tinhamos pernas grossas. Eu e Armando éramos peludos, enquanto Castro e rnrnRusso eram quase imberbes. Em pouco tempo, a puta da minha esposa estava ajoelhada no meio de quatro caralhos duros, cheirando cada um deles e mamando com maestria. Então, catei a Lê rnrnpelo cabelo e puxei ela para o meio da sala, enquanto ela gemia e ia engatinhando pelada, rebolando aquele rabão maravlihoso para os machos que se deliciavam numa punheta, seus paus melados rnrnda baba da puta da minha esposa, chupadora inveterada de pica. Viciada em cacete. Uma verdadeira prostituta, a minha mulherzinha.rnrn- Vocês, venham aqui, façam uma fila!rnrnColei o rosto de Lê no chão e dei uns bons tapas em seu bundão, empinando bem aquele rabo e abrindo a boceta e o cu para a rapaziada delirar. Com aquele bocetão para o alto, pincelei a pica rnrnna portinha e enter rei o cacete, enquanto Lê urrava de tesão.rnrn- Isso, sua puta, toma esse cacete!rn- Nossa, Lui, essa Vera é a puta mais puta que eu já conheci!rn- Castro, ela é uma prostitutazinha muito da safada. Vem cá, você, vem, você é o práximo, mete a piroca com vontade, pra valer!rnrnE Castro montou em Lê chamando-a de Vera e cravando o caralho em sua bundona, socando o cacete naquele bocetão molhado. A esta altura, Lê já havia gozado e se masturbava para chegar ao rnrnsegundo gozo.rnrn- Isso, Verinha, isso, bebê, toma esse cacete, toma!rn- Chupa meu cacete, Vera. Chupa que eu to mandando, sua puta!rn- Isso, Vera, mama o Lui pra gemer com a boca cheia, adoro puta que geme de boca cheia!rnrnNisso, Armando já pedia licença e esfregava aquela mortadela na boceta de Lê, que me olhou com catra de dor tesão e, fazendo biquinho e "uhumm", recebeu a tora inteira na boceta. A rapaziada rnrnchegou a aplaudir a puta, que sorria e dava com seu bundão para trás, recebendo estocadas fundas. Eu e Castro revezávamos o pau na boca da minha esposa, e Russo já estava ansioso para rnrnmeter naquela boceta.rnrnCatou Lê pelas pernas e a virou de frente, erguendo seus tornozelos nos ombros e enterrando a pica dura. Letícia, deitada de barriga pra cima, recebia surra de pau na cara, dada por mim, Armando rnrne Castro, enquanto Russo metia sem dá. Quando estávamos todos quase gozando, eu falei:rn- Peraí, ninguém goza ainda que essa puta tem que levar no cu primeiro!rnrnDe frango assado Letícia recebia, um a um, os cacetes melados de seu gozo, o que fazia com que entrassem fácil no seu cu piscando de tesão. Por questões anatômicas, deixamos Armando por rnrnúltimo, para dar tempo do cu da minha mulher se acostumar, antes de receber aquela piroca de elefante. Primeiro, Castro socou fundo naquele cu lindo e, logo, inundava aquele bundão de porra, rnrnabrindo caminho para Russo, que fez o mesmo e, em poucos minutos, minha mulherzinha se esfregava com seu gozo na boceta e a porra dos meus amigos no cu. Aproveitei aquela cena linda e rnrnenterrei a pica de uma sá vez no cuzinho melado de Lê, para gozar rapidamente e dar muito leite para a puta! Então, no momento mais esperado, Armando invadiu seu cu com aquele taco de rnrnbeisebol e minha esposinha se tremeu num gozo pelo cu que deixou todos nás maravilhados, enquanto a jeba jorrava fartamente no cu arrombado de minha esposa.rnrnDesfalecida e toda gozada, cada um jogou uma moeda de um real sobre seu corpo e dissemos :~rn- agora vamos tomar banho, sua puta, porque por um real tá incluído no preço uma ducha!rnrnEm fila, tomamos banho e depois saímos, olhando pela última vez para aquela gostosa ali, deitada, toda esporrada, com quatro reais sobre o corpo, e sorrindo de gozo e tesão.rnSaímos e batemos a port a atrás de nás, e meus amigos foram me pagar uma cervejada em homenagem à puta mais puta que eles já comeram, graças a mim!rnrnrnNosso MSN É: [email protected] FOTOS NO SITE: swingbrasileiro.com.br

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos pornos irmas naturistascontos eroticos tapou a bocaSou casada mas bebi porro de outra cara contos contos eróticos comi o cuzinho da larinha conto erotico meu marido qieria me ver de quatro levando rolaconto etotico minha esposa fudendo com meu pai e meu irmaocontos meu filho adora pega as minhas calcinhasmeu marido focou bebado o amigo dele mi comelcontos eróticos meu pai meu donomina durminducontos eroticos.o tio da borracharia me mostrou o paucontos eróticos minha mulher vai à igreja e no confessionárioconto da sogra da buceta grande e putaContos eróticos comi a namorada e o amigo gayconto muito gata quis anal dotadoBuceta de barreira cearajogadora de vôlei nua do Brasil pela tomando banhoconto erótico peguei minha amiga novinha a força lesbicasminha esposa transou com o pai conto eróticocontos herticos eu i meu pai ele me chupou enquanto dormiavideos de zoofilia cachorrinhos recem nascidos mamando na xoxota da mulhereu minha filha e meu filho fudemos muito contocu peidão conto gayconto trai meu marido na faxinaContoseroticosdecaronacon erot vendo meus amigos estoura esposinhaconto erotico zoo familisMeu tio me contou que tem vontade da o cuzinho para mincontos eroticos onde mulher casada da negaocontos.eroticos.so.taradinhas.de.seis.aninhosconto erotico bateu e gozeiconto o primeiro anal da minha cunhada casada mais velhacontos sexo com minha jeguinhaBuceta de barreira cearaDei meu cu gay pro seguraca do meu paiesposa fogosa casa dos contos erotico 3capitulopequenos contos eroticos sexyscontos eroticos meu cunhado mim pergo su cumenda amulhe delecasado contos eróticoscontos dei pro meu sobrinhoContos eroticosque boceta e essa irmaconto ertico casada japoneza no sitiocomtos eroticos bebo porra de veilinhorelatu home dei cu estava bebadocontos eroticos mamaram meus seios em quanto eu domiacasa dos contos eroticos o viadinho e a mamãecontos eroticos de novinhas sem calcinhahantai filinha patendo punheta pro pai safadaela tinha escondido dinheiro e chantajiei e comi elaIRMAS BUNDADASvídeo de pornô com as moletinho as mulatinha pornô vídeos sexocontos erótico sou evangelicacontos eróticos meu tio comeu a minha namorada escondido contos eroticos com cachorosconto gay gozei na janelacontos eroticos com a princesinha do bairrocontos eroticos madrasta empurra dedo nu meu cucontos eróticos carreteiro zoofili negao magro com umaacontos de strayxcontos eroticos de se masturbando nas sandalias da sogracontos gays teen primeira vez amiguinho CONTOS EROTICO. METENDO GOSTOSO COM O SOGRO NA CACHUEIRATennis zelenograd contoContos gays meu amigo adora a rola enorme de meu paizão coroacontos de maduras viciada em porraContos bct larga adoroocontos eroticos amigos da filha me comem.diretoContos dando cú Apanhandovideos de mulheres mamandoleitee no peito da outraconto erotico nega casada e rabudacontos xupo pau desde novinhocontos eroticos mae viuvamulher depravadaIrmao Com a irma no colo conto eróticopediu para gozar contos[email protected]só um pouquinho contos contoseroticosdeincesto/irmaoeirmadedo de tio safado fudendo buceta de novinha pornodoidoaConto o dei o cu por curiosidadehetero chavecando o cunhado xvidecontos de swing na praia estoria de cantos erotico novinha sentou no colo do Homem dentro do ônibus na viagemamiga vai jantar com amiga e terminam fudendo contos lesbicosdona florinda so ela dona florinda vaginacontos eroticos incesto cunhadaconto eróticos esposa fas marido virar mulher dela e do outros machosdupla perfeita uma chupava meu pinto e a outra chupava meu cuconto erótico de novinha virgem sobmissaconto erótico penha SC praiamarido prende a nulher com algema e negro arromba sua xanamandei a rola na minha enteadinha de seis anosContos eroticos mulher carenteconto erotico gay viado fica com medo da piroca do coroa e e fudido a forca