Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TRAPADA NO BUS COM COBRADOR E MOTORISTA

Semana passada foi tensa e nada melhor que transar para relaxar.rnSai do trabalho fui minha casa, tomei um banho demorado, me depilei todinha dexando minha xoxota lisinha, passei um áleo perfumado no corpo todo, já com o cabelo seco e escovado, coloquei apenas em calcinha fio dental branca tão pequena que cobria praticamente sá a rachinha da minha bucetinha e toda enfiada na minha bundinha. Por cima coloquei um micro vestido rodado de algodão e mega decotado como o tecido é fino mostrava bem os biquinhos do peito durinhos e já estava com muito tesão.rnPronta, arrumada, maquiada, perfumada e de salto pensei em chamar um taxi, mas pensei bem e sai andando minhas vizinhas me odeiam porque os machos delas me desejam e muitos nem disfarçam e eu to nem ai. Conforme andava a bera da saia do vestido de tão curtinho batia no reguinho da minha bunda mostrando a polpa. A rua não estava movimentada, mas as poucas pessoas que circulavam me acompanhavam com olhar e isso me deixava mais excitada e minhas tetinhas visivelmente denunciava meu tesão.rnParei em um ponto de ônibus eu muito louca ia pegar um ônibus lotado e quase pelada estava pedindo pra ser fudida mesmo. No ponto de ônibus no canto da calçada tinha um mendingo deitado e com a cabeça coberta com seu cobertor, e devido os carros passarem e buzinarem ele descobriu a cabeça para ver o que estava acontecendo e olhou Pra mim e se posicionou de forma que pudesse me observar ainda deitado eu me virei pra ele e com o vento minha saia levantava e ele praticamente via toda minha bunda, percebi que ele estava excitando e disfarçava batendo uma punheta por debaixo do cobertor, já era quase 22h eu estava sozinha no ponto e ele um pouco distante mas dava para ouvir seus gemidos e falava susurrando que fazia anos que não pegava mulher e me chamava de gostosinha, dizia que meu rabinho era gosotosinho e que estava loquinho pra me comer, ele pediu para que eu desse uma virada sá pra ver a minha xoxotinha já que parecia que eu não estava de calcinha, eu me virei e a Liz forte dos comércios deixava o lugar bem iluminado e ele batendo punheta eu sorri como uma putinha e deixei ele observar minha micro calcinha ele pirou de tesão as pessoas que passava percebia e ficava gritando para que ele me fodesse, ele gemia e acariciava o cacete que pelo volume por debaixo do cobertor deveria ser bem grande, mas o ônibus chegou e eu subi e com certeza aquele mendigo gozou me desejando e eu toda melada excitada ainda mais com a situação.rnO ônibus estava do jeito que imaginei, bem cheio, subi e apertada entre as pessoas me esfregava nos caras, as mulheres me olhavam com cara de reprovação quanto ao meu vestido, mas no fundo era pura inveja. Tinha alguns homens, mas nenhum que me interessou de fato, um susurrou práximo ao meu pescoço dizendo que eu estava muito cheirosa e que tinha belos peitos, me virei em direção a ele era alto e estava babando no meu decote e dei um sorriso mas esse tb não me agradou. O ônibus ficou praticamente vazio e eu sentei bem na direção do cobrador que não tirava os olhos da minhas pernas e do meu peito, percebi o volume na calça ele estava se excitando, e eu abrinha minhas pernas de modo que ele pudesse ver minha calsinha no trajeto o ônibus ficou vazio e faltava 4 pontos para o ponto final e no caminho o cobrador puxou papo perguntando onde eu iria tão bonita, eu respondi que ia a um barzinho, ele sorrio e ficou me olhando com cara de tarado sá tinha eu de passageira e pelo retrovisor o motorista Tb me observava. Ele estacionou o ônibus em uma rua quase deserta e com as luzes quase toda apaga me perguntou se eu era puta, eu respondi que era, então me perguntou quanto eu cobrava e eu respondi que não cobrava nada, dava por puro prazer de foder.rnNessa hora ele saiu do lugar e o cobrador Tb eram homens jovens entre 25 e 30 anos os dois brancos e vieram na minha direção e falavam que a minha roupa deixava meu corpo a mostra e que era muito provocante e diziam vc sá deve esta querendo rola, pois sá de olhar para seu corpinho meu pau já ta latejando e os dois passavam a mão no meu corpo, minha xoxota a esta altura estava toda meladinha e pulsando de tesão eu segurei na rola deles e disse que não precisava passar vontade eles mal tiraram as calças sá abriram a barquia e colocaram as rolas pra fora eu segurei nas duas enquanto os dois se deliciavam tocando meu corpo, mesmo com vestido tiraram minhas tetas para fora e cada um mamava num peito e gemia gostoso, me colocaram agachada em cima do ultimo banco e puxaram minha casinha de lado e esfregavam os dedos na minha xoxotinha e diziam que eu era uma verdadeira putinha toda meladinha querendo dar a bucetinha e os dois ao mesmo tempo acariciavam minha xota me deixando cada vez mais louca e eu pedia rola na buceta, e o motorista que parecia ser o mais velho se posicionou atrás de mim e rosava a cabeça da rola na por toda minha xota até meu cuzinho me chamando de cadelinha no cil e meteu com tudo na minha xota socando gostoso enquanto isso eu mamava o cacete do cobrador que era uma delicia, depois de algum tempo nessa posição, o cobrador sentou no bando e eu sente de frente pra ele e ele também fodeu minha xota, eu empinei a bunda para trás e pedi para o motorista meter atrás ele nem acreditou e gargalhou comentando com o cobrador que eles tinham ganhado o dia e logo meteu gostoso no meu cuzinho e eu tinha duas rolas deliciosas me fodendo, eles me seguravam pelo cabelo e metia cada vez mais eu gozei de gemer forte e eles sá me chamando de putinha, cadela no cil de coisas que me deixava ainda mais ecitada e mais putinha do que nunca eles queriam tirar para gozar e eu não deixei e assim os dois jorraram leitinho quente dentro de mim que delicia, depois de todos Satisfeitos estávamos nos recompondo quando bateram no Ônibus eram dois seguranças e acredito que eles estavam observando tudo. Desci do ônibus eu estava toda melada e me perguntaram se eu era prostituta respondi que não ele logo foi falando que eu poderia ser presa já que estava metendo em publico eu fiz cara de piedade e pedi para eles não me prenderem, mas eles me deram uma condição que eu fosse com eles. Então me recompus e no carro deles estavam em dois, disseram que iam me levar pra casa. E para minha surpresa me levaram mesmo já era meia noite a rua estava deserta estacionaram em frente a minha casa e quando desci os dois desceram Tb agradeci pela carona mas eles responderam que eu ia agradecer de outro jeito eu logo sabia então convidei eles para entrarem, ficaram sentados na sala e eu pedi um minuto, fui tomar um banho e estava prontinha de novo fui para sala sá de tolha e os dois já estavam de pau duro e disseram que estavam assim desde da hora que eu estava metendo no ônibus e comentaram que eu trepava feito puta mesmo eu abri a toalha eles ficaram encantados com meu corpinho e eu disse venham, venham comer a sua putinha e os dois se deliciaram no meu cuzinho e na minha xota metemos varias vezes gozei muito e disseram que de vez em quando iriam me visitar. Já era quase 4 da manhã e acompanhei os dois ate portão sá de toalha eles foram embora e quando estava voltando para a porta da minha sala percebi que o visinho do lado direito que é encostado com minha casa estava me observando eu então muito sacana abri a toalha e ele já estava se masturbando ele estava ouvindo minha trepada, eu me enrole e dei um sorriso de putinha e com certeza meu vizinho logo, logo irá me foder ele é um coroa de 54 aos e a esposa uma mulher de 60 tadinho deve estar louco por carne fresquinha, mas logo, logo eu mato a fome dele Tb.rnExcitei-me tanto em escrever esse conto que escrevi com uma mão enquanto me masturbava com a outra AHHH!!!!!!!!!!!!!1 que delicia que é ser putinha adoro ser fodida. Quem quiser: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto elotico pai xfilhacontos eroticos minha sogra de calcinha rendacontos mulheres que gostam de ser preenchido no cuzinhocontos eroticos minha esposa na baladacontos eróticos meu namorado deu o curso para não comerem minha bucetatcontos eroticos minha baba gostosa perdendo minha virgindadezoofili a nimada travesticontos fazendo vovô gozarContos de coroa chatagiada pelo sobrinho e gostandoConto porno de estuprada por pai da mim amigaMe comeu e comeu meu maridoconto sarado lua de mel dando bucetaincesto de filho e mae lua de mel no hotel conto eróticocontos com sobrinhajumenta descendo o pau todinho no c* do gaycontos eroticos eu e minha namorada com amigos na prai bebadosMinha ginecologista contos eroticosminha esposa sempre me chama de corno contoconto erotico fiquei trancadorelato erotifo meu filho gosa muto nas minhas calcinhascontos eróticos mulher no trevo fofinha putaria goiania contoscontos eroticos esposa marido e sogronem peitinho teen grita na pau do vocontos/ morena com rabo fogosoamigo deitou nu na cama da minha mulher por enganovoyeur de esposa conto eroticominha afilhada linda me provocando contos amigosfuderam a puta na marracontos eroticos a.xasada dot trabalhocontos eróticos evangelicassexo Sátão garotas da noite prazer Contos sou casada com um travecocontos gay curradocontos eroticos esfreguei um bundão gostosocontos de incesto dez anosdona redonda arreganhado o cuzaofingi que nao vi minha mae contosconto real de pai de 50 anos sarado fazendo sexo com seu filho novinhoconto corno insinuandoxvidio real meu primo mamado peito bicudo da minha mae negramasturbando o cuzinho contos eróticoscontos comi a vendedora de da avonver todosos fiumi di muller sendo aregasada por jumentotravestis narrando quando deram o cuzinho pela primeira vezcontos eroticos troca de casais entre cunhadoscontos eróticos de mulheres que deram o cu a caras da pica grandemeu pai batendo punheta.eu foi fala com ele e ele madou eu bate pra elecuzinhopiscanocontos eroticos coroascontos colega safadinhaconto eroticos maduras e filhas na putaria caralhudosconto gay Dezao e duzinhoContos eróticos, minha irmã tem ciumes de mim . Contos Eróticoscontos eroticos sou casada e dei para porteirocunhada ariando a calçinha p mimvideos porno minha mulher me satisfazendo na cama presente de aniversárioquero assistir você para minha mulher rapadinha pau entrandoeu entrei no banheiro e não sabia que a minha madrastra estava la e come. a xota delaContos eroticos chantagiei meu sogra pra comer minha sograContos eróticos Gay Calção Recheado do irmãocontoseroticos.site/buscar-conto?busca=Comendo+o+cuzinho+virgem+da+sogra+Contos.erotocos.madasta carentetroca x troca feito com amigo e dando o cu contosdois primospapai de madrugada contoscontos erótico meu pai meu cafetao contoscontos picantes de lambida na chanaconto minha mulher cheia de porraPorno maes pais iniciando suas ninfetinhas no incesto contoschupei minha netinha contos eróticosconto erotico de garoto pelado com amigo gay queredo come lofetiche pelo cu sujo da sogracontos tia preferidacontos xupo pau desde novinhocontos eróticos de bebados e drogados gayscontos erotico comi uma cachorra virgemcontos eroticos minha irma foi estupradaconto erotico esposa hotelcontos horoticos verdadeiras pelotascontos eroticos virgndade molequeconto erótico o capataz tarado pelo viadinho de calcinhaconto travecoconto erótico comendo amiguinha do meu filhoconto erotico siririca enfiandocontos eróticos com esposa pedindo merda na bocaContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas dormindozoofilia mulher carente arruma um componheiro pra lir da prazercontos ecxitada viuvacontos eroticos sasuke e sakura minha doce virgemconto de incesto de pastor estrupadocontos eróticos gay meu macho peludo do caralh grosso e cabeçudo me arrombou todo no carnavslainda novinha chutavam meus peitinhosCasa dos contos erotic helen minha esposacontos erotico real na cidade de campinas esposa e estuprada na frente do maridolambendo a calcinha da esposa safada contoseuconfessocunhadacontos eroticos sou puto do meu padastrocontos eróticos dotado enterrou todinha adoreiTennis zelenograd meu cão de guardameu marido me levou pra casa de swing contos