Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMI O FORTÃO

Comi o fortão



Isso aconteceu mais ou menos no mês de junho ou julho de 2009. Era daqueles dias (sábado) em que você nem imagina que algo poderia acontecer, sexualmente falando, justamente porque estava no trabalho. Mas logo percebi que o que parecia uma coisa complicada não era, na verdade. Bom pra mim. Isso significava a possibilidade de sair mais cedo e entrar em contato com algumas meninas que tinha na minha agenda secreta. Mas para minha decepção, nenhuma estava disponível, nem as de programa habituais.

A grande pergunta: o que de bom poderia fazer com o tempo que me restava antes de voltar para casa, a mulher e os filhos e passar o restante do sábado e o domingo? Nem sempre entediantes, mas naquele fim de semana era justamente isso o que se anunciava.

Lembrei, claro das salas de bata papo e das suas possibilidades de algo rápido e indolor.

Logo que entro, um cara logo veio falar comigo. Já tinha tinha experiências com caras, mas essa não era inicialmente minha vontade. Mas sufoco é sufoco, e aceitei o papo. O cara deu logo a descrição física dele mesmo, mas sinceramente não lembro, mas quando o vi ela parecia daqueles que gostam de cultuar o práprio corpo. Disse que trabalhava como segurança e era do quadro de funcionários do estado, que não vale a pena mencionar porque não traz informação relevante ou necessária. Pensei um pouco - uns trinta segundos, mais ou menos - e peguei o número do fone dele.

Ele me disse mais ou menos onde estaria e, conhecendo a região fui lá de carro. Cheguei, liguei o número que me dera e ele logo bate na porta do carro, abro ele entra e já vou saindo.

Posso dizer, como já fiz, que era um cara que cuidava da aparência física. Mais ou menos 30 anos - eu tinha, na época, 39 - e, lamento dizer, não sou um cara que pode ser tomado como exemplo de forma física, mas também nada muito ruim, rsrsrsrsrs.

Peerguntei do que ele estava a fim e ele disse que queria que eu o comesse. Beleza. Essa é uma preocupação que normalmente eu tomo a nicotina de esclarecer. Gosto de caras, mas sempre fui ativo, nunca passivo com outro e nem tenho qualquer curiosidade nesse sentido. Gosto de submissão. Me dá um tremendo tesão um macho novo que se comporta passivamente e gosta de ser pegado de todos os jeitos e formas. Gosto de meninos mais novos, na faixa de 19 a 22 anos, totalmente submissos.

Pegamos logo o rumo de um motel proximo, isso era por volta de 14:30h.

Entramos no quarto e ele logo avançou para mim, pedindo para chupar meu pau. Sá tirei a roupa, fui para cima da cama, e me ajoelhei, e ele logo caiu de boca na minha pica de 19 centímetros, grossa. Eu gemia e ele também enquanto sentia meu cacete todo enterrado na sua boca. Ele engolia ferozmente e ia ate o fundo de sua garganta. Apesar de um pouco mais baixo do que eu, o cara era bem feito de corpo, músculos, etc.

Forcei a boca dele e fiquei curtindo a chupada gostosa, mas logo vi que ele estava com pressa. Pediu-me que o enrabase bem gostoso e já se posicionou de quatro na cama.

Cuspi bem meu pau e passei cuspe no cu dele, porque não havia lubrificante na droga do quarto.

Aquela visão do cara peludo, forte, de quatro, oferecendo seu rabo era única: meu pau já estava começando a doer de tão duro que estava. Já fui procurando encaixar a minha jabá no rego dele. Não houve dificuldade de entrar. O cara era bem experiente, e logo começou a rebolar na ponta do meu cacete. Dizia coisas como "mete, mete gostoso, isso" ou "mete forte, fode esse cu". O meu pau desaparecia dentro dele e o cara sá gemendo.

Gozei logo, ate porque estava superexcitado. Depois de gozar com o pau dentro da sua bunda, e quando estava retirando, percebi que a camisinha tinha estourado e eu tinha gozador dentro do cu do macho Vi escorrer porra misturada a fezes, o que sempre me deixa nauseado.

Fui logo pro banho, e passei um bom tempo no chuveiro. Quando anda tomava aquele banho, ele entra no box e propõe que eu comesse ele dali por diante, e seu eu quisesse, sem camisinha, por, garantiu ele, não tinha nenhuma dessas DST's.

Claro que nem respondi na hora, apenas me limitei a sorrir e disse que poderia pensar no caso. Queria logo sair dalí.

Pedi a conta, paguei e o levei mais ou menos para onde o havia encontrado. Ele disse que era casado e gostava de ser fodido por outro macho, e se eu quisesse eu poderia ser esse macho.

Disse para ele que iria considerar e saiu do carro. Nunca mais nos cimos porque perdi seu telefone

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos nylher do meu patrao carenteconto erotico cuidando das amiguinhas da minha irma viimetendo com furiana boceta da peitudabanho acompanhado contos eróticosconto erotico sendo castigadaconti siou chupadir de grekinho safaddoFlanelinha de shortinho partindo a bucetacontos eroticos minha mulher gosta de apertar minhas bolascontos trazei com a amiguinha da minha filha dormindoContos lesbicas nossos maridos sairam fiquei bebendo com a comadreNao aguéntei e meti o dedo no cu da minha irma no bisao contocontos eroticos de sobrinho comendo a bunda do tioconto erotico inserto po acasoconto erotico o taxista negaocu de bebado não tem dono contos eróticos gaycontos eróticos real de casadas que engravidou de seu cunhado contos brasileiroscontos eróticos babá garotinhoconto eróticos de suruba gay teen nacionalcontos eroticos brincado de se esconder no recreiochupei a rola enorme do meu irmão mais velho contocontos eroticos mistrando a cidade e os moteis para o amigo de meu maridocontos eróticos sexo com menininhas traduzidoscontos eroticos gemi no cacete do marido da minja amigaconto de o tenente me chupou muito gaycontos eroticos mamae comeu meu cuzinhocomi varios cu na casa de sungcontos surubas medicasler contos eroticos de bucetinhas virgensContos eroticos minha esposa do rabaocontoseroticos foi enrabado pelo papai picudoeu quero mamar nos peito da minha esposa Lurdecuzao esposa praia contoscontos de menininhas sentando no colo de homenstravesti arrombou meu marido contocontos eroticos a festa na picina do meu partao e minha eaposa de biquineque pintao tio come meu cu minha buceta minha bocaesposaevelhopornoconto erotico mostrei meu cu pro meu pai parte 2jogadora de pau pau de borracha na bucetinha da noracontos chupei e dei pro porteirobucetao prenchido por picaconnto erótico irmãos gêmeosContos eróticos angolacontos eroticos aconteceu no onibus do prazerContos namorada e o velhocontos marido vira corno de surpresa na baladacontos eroticos segredos de familia parte 4as pregas da tia foi pro saco contosFalei pro meu amigo enrrabar minha esposa enquanto ela dormiaconto erotico cunhafa dopadacontos eróticos mete um milho na bucetaCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA EScontos esposas putas castigadas no cucache:d8S3mF85a4oJ:tennis-zelenograd.ru/conto-categoria_4_11_incesto.html porno relatos veridicos atuaiscontos reais eroticos na formatura casaisconto erótico piroquinha da mamãeconto erotico corno patrão eternaconto erotico selinho no papaicontos eróticos irmã rabudaconto erotico dona de casa casada cantadawww.contos encoxando caminhoneroconto erotico com vendedoras ambulantescontos eróticos de chuva com irmãemprestou a esposa e ela ficou grávida contocontos eróticos gay eu e mais um amigo brincamos com novinhocontos quando eu era criansinha meu pai e mh mae me obrigava a eu dar a mh xaninhacontos: puto dando ao ar livrem7nha irmã cadela conto eroticocontos erotico, quatro travesti me estruparamwww.conto fudeno mulher q fas cafezinhoconto esposa caralhudocontos boquinha da tiacontos eroticos brincadeira na adolecenciapornodoido transando na frente dos outros discretamenteconto erotico enteada brincadocontos eroticossobrinha brincando com bonecasera q meu marido ja ficou com travesti peguei ele vendo videofui apraia e levei a filinha da vizinha conto eroticocontos deu o cuzinho por um celularcontos de incesto dez anoseu conto sou casado meu cunhado fica passando um pau em mimContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorfilha de diplomatas conto heroticona casa de swing recife conto