Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU PAI E EU

Sou filha única e sempre fui muito mimada por meu pai, homem maravilhoso e super carinhoso.

Minha histária começa quando tinha uns 5 aninhos.

Todas as noites, antes de dormir, meu pai vinha ao meu quarto para me contar uma histária para me fazer dormir; sentava-se na beira da minha cama e enquanto ia contando uma historinha de príncipes e princesas, ficava me acariciando.à medida em que o príncipe se apaixonava pela princesa, ele dizia que era o meu príncipe e que eu era a sua princesinha.

Papai sempre começava me acariciando os cabelos e conforme o andamento da historinha, suas carícias iam se intensificando, sua mão demorava mais nos meus peitinhos, brincando com os pequenos mamilos, um de cada vez; eu ficava quietinha, sá desfrutando esses carinhos. Quando o príncipe beijava a princesa, ele então enfiava seu dedo dentro da minha calcinha e enquanto dizia que era meu príncipe, ficava brincando com meu grelinho, até que eu me sentia inundar de um orgasmo intenso. Meu papai então me perguntava se eu o amava e que iria se casar com a sua princesinha.

Houve um dia em que tendo eu gozado tão gostoso no seu dedinho, ele ficou de pau duro e tirando aquela beleza de dentro da calça, pediu-me para ficar segurando. Eu achando aquele mastro tão macio, disse a ele que era um pipi muito lindo e grande. Então falou bem baixinho que a princesinha, para se casar com o seu príncipe, precisava beber leitinho naquele pipi tão lindo.

Ele pegou minha cabeça e aproximou minha boca do seu cacete e me mandou abrir a boca para chupá-lo; comecei muito desajeitadamente a mamar naquele cacetão, enquanto ele ficava brincando com meu grelinho. Gozamos gostoso e ele me fez beber aquele leitinho morno e salgado.

O tempo foi passando e eu sempre à espera da hora de dormir, hora em que o príncipe e a princesinha eram felizes para sempre. Eu fiquei viciada nessas carícias e já não conseguia mais dormir sem gozar no dedinho do meu papai.

ã medida em que o tempo ia passando, fui ficando mais velhinha e finalmente, aos 19 anos, meu papai disse que iria fazer uma viagem comigo, para a Disney, como presente de aniversário. Minha mãe, que nunca se preocupava muito comigo, achou a idéia átima, mas por causa do trabalho, não poderia nos acompanhar.

Papai então disse que iríamos nás dois. Fez as reservas de Hotel e pediu 1 quarto para nás dois, pois eu sendo menor, não deveria ficar sozinha num quarto.

Estava super excitada com essa viagem, porque tinha certeza de que alguma coisa maravilhosa iria acontecer.

O avião estava quase vazio e nás nos sentamos numa fileira com 2 assentos, perto da janela; éramos os únicos passageiros daquela fila.

Jantamos e papai pediu vinho tinto para beber. Enquanto bebia, falava no meu ouvido que nossa viagem iria ser maravilhosa e que eu voltaria mudada.

Depois de ter bebido algumas taças de vinho, ele foi ficando ainda mais carinhoso comigo e sempre que não havia gente por perto, ele me puxava para juntinho dele e com o pretexto de falar no meu ouvido, ficava encostando a boca na minha orelha e aproveitava para passar a língua quente nela. Eu já estava toda molhadinha e quando apagaram as luzes para que pudéssemos ver o filme, ele já estava meio alto. Levantou-se, dizendo que iria trocar de roupa, colocando uma calça de moleton. Eu também fiz o mesmo e voltando para o meu lugar, já encontrei o meu papai pronto para me cobrir com um cobertor, a fim de me aquecer.

Papai me abraçou, dizendo com a voz pastosa, que agora é que começaria a nossa viagem para a felicidade. pegou minha mão e enfiou dentro da calça de moleton, onde seu cacete já estava duro à minha espera e dizendo que agora ele era o meu príncipe e eu a sua princesa; que aquela viagem seria a nossa lua-de-mel e que me faria muito feliz. Dizendo isso, enfiou as mãos embaixo da minha roupa de moleton e começou a acariciar meu corpinho. Como ainda não tenho os seios grandes, não uso sutiã, então ele gemeu ao descobrir que não havia nada que impedisse suas mãos de acariciarem meus seios.

Foi tão intenso o prazer que as mãos dele me deram, que gemi baixinho, enquanto segurava aquele cacete enorme, que pulsava e estava todo melado....

Meu pai então começou a chupar meu pescoço e então eu virei meu rosto para ele e recebi aquela boca molhada, com uma língua deliciosa, quentinha, invadindo a minha boca; ele chupava minha língua e me dizia um monte de sacanagens gostosas.

Eu estava louca de tesão por aquele homem maduro que me apalpava toda e me chupava a boca. Sua mão foi descendo pelo meu corpo e entrou ágil na minha calça; foi descendo devagarinho, me perguntando se a sua princesinha estava gostando do seu príncipe...e eu, desesperada de tesão, sá sabia gemer e dizer que amava o meu príncipe.

Papai então, chegou com sua mão no meu grelinho e começou a massagear aquele pedacinho durinho de tesão e eu retribuía esse carinho, segurando aquele cacete maravilhoso que estava à beira de gozar. Esse homem maravilhoso, começou a gemer gostoso, dizendo que eu seria sá dele para toda a vida e que me faria sua mulher para sempre.

Como não podíamos transar no avião, papai me disse que teríamos todo o tempo do mundo, pois ficaríamos sozinhos no nosso quarto e assim ele me faria sua mulher...

Então, como aperitivo para o que viria depois, ele me pediu para chupá-lo, o que fiz com o maior tesão do mundo. Ele gozou na minha boca, entre gemidos e palavras bem safadas e depois, trocando de lugar comigo, arriou minha calça e enfiou a boca entre minhas pernas, com a língua massageando meu grelinho....

Eu gozei como uma cadela no cio; gemi e pedia mais, mais, mais... Gozei umas 3 vezes, até que começou a movimentação no avião e tivemos que parar.

Meu paizinho, ainda alto do vinho que tomara, não deixou que eu tirasse a mão de dentro da sua calça e aproveitou para meter a dele também na minha calcinha.

Assim ficamos, entre sussuros e carícias gostosas, até que o avião se aproximou do final da viagem. Meu paizinho então tirou a mão do meu grelinho e me dando um baita beijo de língua, me disse que iríamos continuar daquele ponto, assim que chegássemos ao hotel.

Mas essa é uma outra histária, que contarei depois.

Se alguém quiser me escrever a fim de saber mais detalhes ou me contar alguma coisa sobre incesto, gostaria muito.

Meu e-mail: [email protected]

Até breve....

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contoseroticosdando o rabo pro primo brabo de pau grandeconto erótico mãe fazendaconto erotico real sobrinhoconto entreguei os pés da minha mulher para um amigoArregassando a bucetinha de uma virgem enquanto ela chupa o.pau do outroconto erotico estrupocontos eróticos esfregaçãocontos loira ficando sem pregas e com o rabo lisinhocontos filha pequenaContos fui violentada ate sangrar o cu e a bucetacontos gemi grita olha corninhorelato erotifo meu filho gosa muto nas minhas calcinhasconto erotico minha namorada virgem com outrometi minha esposa no porre contosconto erótico de gay novinho com madurocontos eróticos frio chuvaconto espiando transa do tiocontos meu irmão e eu betinha vendo minha amiga me levou p suruba contos eroticosmeu marido me levou pra casa de swing contoscontos exitantes estava muito triste e carente meu cunhado chegou na minha casacavalo enterrandi tudo na novihacontos eroticos comi minha veiacontos etoticos casais disputam bunda maior das espisasContos eróticos comendo uma travestir lindadepois de casado entrei na piroca grossa e viciei contosamarrei a gravida e mamei a força contosencoxada bem arroxadaMenina q ta tezao encosta no irmao ddespistadocontos eroticos de advogadas coroasconto erotico professoraSem a minha permissao contos eroticosGozaram na calcinha na cerca contocontos motorista vez amor com patroamulher melancia de cinta liga e espartilhocontos incestos eu e meu irmão fizemos uma s***** com minha sogra em minha casadisvirginei a minha professora contos erodicoscontos incestos dividindo o filhoContos eróticos minha prima dica qué seu namorado não dava contameu vizinho casado me comeu mestruad contoacdzinha esposa corno contovoyeur de esposa conto eroticoconto erotico comi minha prima enquanto ela dormiafotos porno mostrado xoxota pra bater acela puetaContos de mãe que adora ver sua filha casada, trepando com seu genroarrombaram minha irmã conto eroticocontos eroticos casada e o farmaceitico negaoconto traição sobrinha recém casadachupei a mendiga suada conto eroticocontos eroticos.o tio da borracharia me mostrou o pauminha esposa mostra a buceta para meu padeirosporno negao fidi lora magraconto. tarde inesquecivel com irma casadacontos eróticos minha calcinha bi matocachorro do pau grande comendo a mae conto eroticoconto de não aguentei a pica grande de meu avôgarota no cio brincando com cachorroconto erotico com filhinhaestoria de cantos erotico minha tia sentou no meu colo dentro do ônibus na viagemmeu sobrinho menor conto eróticocontos eróticos cdzinhacontos eroticos esposas adora pau grande e muita porra levei ela pra dar pum cavalocontos vizinha loira meninagaviao do progama malucos molhado pelado de rola duracontos eroticos gays come meu pai bebado mais o meu amigoComo fazer a mulher se apaixonar pegando a calcinha delaconto erotico marido convida amigo pra casa e nao tira olho das calcinha da esposa do varalmeninas deixando gozar nos seus chinelinhos havaianastia peruca gosta de chupar pau e a buceta sai muita gozaconto gay "agradece" machocontos eroticos aconteceu no onibus do prazerconto erotico gay comeu minha namorada e me comeua biscate da minha irmã conto eroticoenfiaram sorvete no meu cuzinho contos erroticoscontos de estupro pelo caseirodando banho no menino, conto eroticoconto erotico meu pai me comeu divinamenteContos freira taradatraveco dominando e excitando macho em banheiro, contos com fotoscontos eróticos de submissas lésbicas sendo dominada e falando palavrões de moto morena arreganha a perlna mostrando tudomeu intiado me come eu e a minha finlha contos eroticosconto ru e minhas filhascomi o cu do meu irmao e da minha irma brincando de pique esconde contosnamorado domado contos eróticosahora que paugozaconto comendo o casado de calcinhaIncesto com meu irmao casado eu confessocontos eróticos pagando com a filha