Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU PAI E EU

Sou filha única e sempre fui muito mimada por meu pai, homem maravilhoso e super carinhoso.

Minha histária começa quando tinha uns 5 aninhos.

Todas as noites, antes de dormir, meu pai vinha ao meu quarto para me contar uma histária para me fazer dormir; sentava-se na beira da minha cama e enquanto ia contando uma historinha de príncipes e princesas, ficava me acariciando.à medida em que o príncipe se apaixonava pela princesa, ele dizia que era o meu príncipe e que eu era a sua princesinha.

Papai sempre começava me acariciando os cabelos e conforme o andamento da historinha, suas carícias iam se intensificando, sua mão demorava mais nos meus peitinhos, brincando com os pequenos mamilos, um de cada vez; eu ficava quietinha, sá desfrutando esses carinhos. Quando o príncipe beijava a princesa, ele então enfiava seu dedo dentro da minha calcinha e enquanto dizia que era meu príncipe, ficava brincando com meu grelinho, até que eu me sentia inundar de um orgasmo intenso. Meu papai então me perguntava se eu o amava e que iria se casar com a sua princesinha.

Houve um dia em que tendo eu gozado tão gostoso no seu dedinho, ele ficou de pau duro e tirando aquela beleza de dentro da calça, pediu-me para ficar segurando. Eu achando aquele mastro tão macio, disse a ele que era um pipi muito lindo e grande. Então falou bem baixinho que a princesinha, para se casar com o seu príncipe, precisava beber leitinho naquele pipi tão lindo.

Ele pegou minha cabeça e aproximou minha boca do seu cacete e me mandou abrir a boca para chupá-lo; comecei muito desajeitadamente a mamar naquele cacetão, enquanto ele ficava brincando com meu grelinho. Gozamos gostoso e ele me fez beber aquele leitinho morno e salgado.

O tempo foi passando e eu sempre à espera da hora de dormir, hora em que o príncipe e a princesinha eram felizes para sempre. Eu fiquei viciada nessas carícias e já não conseguia mais dormir sem gozar no dedinho do meu papai.

ã medida em que o tempo ia passando, fui ficando mais velhinha e finalmente, aos 19 anos, meu papai disse que iria fazer uma viagem comigo, para a Disney, como presente de aniversário. Minha mãe, que nunca se preocupava muito comigo, achou a idéia átima, mas por causa do trabalho, não poderia nos acompanhar.

Papai então disse que iríamos nás dois. Fez as reservas de Hotel e pediu 1 quarto para nás dois, pois eu sendo menor, não deveria ficar sozinha num quarto.

Estava super excitada com essa viagem, porque tinha certeza de que alguma coisa maravilhosa iria acontecer.

O avião estava quase vazio e nás nos sentamos numa fileira com 2 assentos, perto da janela; éramos os únicos passageiros daquela fila.

Jantamos e papai pediu vinho tinto para beber. Enquanto bebia, falava no meu ouvido que nossa viagem iria ser maravilhosa e que eu voltaria mudada.

Depois de ter bebido algumas taças de vinho, ele foi ficando ainda mais carinhoso comigo e sempre que não havia gente por perto, ele me puxava para juntinho dele e com o pretexto de falar no meu ouvido, ficava encostando a boca na minha orelha e aproveitava para passar a língua quente nela. Eu já estava toda molhadinha e quando apagaram as luzes para que pudéssemos ver o filme, ele já estava meio alto. Levantou-se, dizendo que iria trocar de roupa, colocando uma calça de moleton. Eu também fiz o mesmo e voltando para o meu lugar, já encontrei o meu papai pronto para me cobrir com um cobertor, a fim de me aquecer.

Papai me abraçou, dizendo com a voz pastosa, que agora é que começaria a nossa viagem para a felicidade. pegou minha mão e enfiou dentro da calça de moleton, onde seu cacete já estava duro à minha espera e dizendo que agora ele era o meu príncipe e eu a sua princesa; que aquela viagem seria a nossa lua-de-mel e que me faria muito feliz. Dizendo isso, enfiou as mãos embaixo da minha roupa de moleton e começou a acariciar meu corpinho. Como ainda não tenho os seios grandes, não uso sutiã, então ele gemeu ao descobrir que não havia nada que impedisse suas mãos de acariciarem meus seios.

Foi tão intenso o prazer que as mãos dele me deram, que gemi baixinho, enquanto segurava aquele cacete enorme, que pulsava e estava todo melado....

Meu pai então começou a chupar meu pescoço e então eu virei meu rosto para ele e recebi aquela boca molhada, com uma língua deliciosa, quentinha, invadindo a minha boca; ele chupava minha língua e me dizia um monte de sacanagens gostosas.

Eu estava louca de tesão por aquele homem maduro que me apalpava toda e me chupava a boca. Sua mão foi descendo pelo meu corpo e entrou ágil na minha calça; foi descendo devagarinho, me perguntando se a sua princesinha estava gostando do seu príncipe...e eu, desesperada de tesão, sá sabia gemer e dizer que amava o meu príncipe.

Papai então, chegou com sua mão no meu grelinho e começou a massagear aquele pedacinho durinho de tesão e eu retribuía esse carinho, segurando aquele cacete maravilhoso que estava à beira de gozar. Esse homem maravilhoso, começou a gemer gostoso, dizendo que eu seria sá dele para toda a vida e que me faria sua mulher para sempre.

Como não podíamos transar no avião, papai me disse que teríamos todo o tempo do mundo, pois ficaríamos sozinhos no nosso quarto e assim ele me faria sua mulher...

Então, como aperitivo para o que viria depois, ele me pediu para chupá-lo, o que fiz com o maior tesão do mundo. Ele gozou na minha boca, entre gemidos e palavras bem safadas e depois, trocando de lugar comigo, arriou minha calça e enfiou a boca entre minhas pernas, com a língua massageando meu grelinho....

Eu gozei como uma cadela no cio; gemi e pedia mais, mais, mais... Gozei umas 3 vezes, até que começou a movimentação no avião e tivemos que parar.

Meu paizinho, ainda alto do vinho que tomara, não deixou que eu tirasse a mão de dentro da sua calça e aproveitou para meter a dele também na minha calcinha.

Assim ficamos, entre sussuros e carícias gostosas, até que o avião se aproximou do final da viagem. Meu paizinho então tirou a mão do meu grelinho e me dando um baita beijo de língua, me disse que iríamos continuar daquele ponto, assim que chegássemos ao hotel.

Mas essa é uma outra histária, que contarei depois.

Se alguém quiser me escrever a fim de saber mais detalhes ou me contar alguma coisa sobre incesto, gostaria muito.

Meu e-mail: [email protected]

Até breve....

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos lesbico meus pais viajaramcontos eroticos eu dominei e comir o cu do esposoconto comendo a irma viuvacontos namorada arrombada assaltantespornodoido ela prguntou se doi dar o cuzinho.contos de ninfetas com bombeirossexo selvagem com cachorro trelado no rabo da mulherme cumera porque tava sem calcinha negros cotoscomtoerotico banho na filhinhaconto erotico perdendo a inocênciacontos coisas de mulher uma fantasia que se tornou realboqueteira gaucha contovideos e contos reais de primo pegando primaconto de comi o cuzinho da minha neta com a pica grandeloirinha gostosa fodendo direcionamento com buceta bem carnuda aos gritoscontos sou crente mais ja traircontos gay estrada calcinhacontos eróticos de a cona da tia aquela putacome minha tia em frente de todo mundo e ninguem viucontos eu e minha sendo fudidasIncesto com meu irmao casado eu confessocontos eroticos gay feracontos eroticos incesto orgamos adolecesntecamila da o cu ao pedreiro contoscontos erroticos meu padrasto mi desvirgino e comeu meu cuporn contos eroticos casada se prostituindo para ajudar em casameninas no colo contos eroticospai quero atencao contos eroticoscontos eroticos casada em casa sozinha com enteado fazendo massagemtive que dar contos eróticoscontos hermafroditaQuando ele cuspiu no meu cu ele piscou querendo piroca no cu e na xonga contosconto de transa com o amigo do meu paicontos eroticos gay virei mulher hormôniosmaefui abusada contos eroticoempregada ê chantageada e tem que dar para seu patrao o cabacinhocontos eroticos de homens biContos pornos-mamae deu um selinho no meu paudei viagra feminino para minha cunhadaMinha mulher voltou bebada e sem calcinha em casa contoscontos eroticos colomae deixa gozar dentrotenho a bunda gigante sou casada contosconto gay fui estuprado por dois velhos negoescontos eróticos da casa da irmã queridasobrinho dormindo contos eróticoscontos eróticos sadomasoquismo buceta arrombada amordaçadatia peruca gosta de chupar pau e a buceta sai muita gozaConto comi a minha a amiguinha da escola e gozei dentro delaMeu pai desejo da gravida conto eróticocontos eroticos de menina perdendo a virgindade brincandowww.porndoido.com.be/tio esfregando cabeça do pau na buceta novinha dormindocontos eróticos dominado pela sograsexo gay contos camioneiroscontos.virei travesti pela drogaconto erotico madura gorda e a submissa ninfetinha e gostosacontos comendo mulher do amigo meia noiteporno-jorando esperma em buceta gostosa usando siringarrelato erotico de casada sozinhaContos eroticos de home casado perdeno o cabaso do cu com homes da rola grandeContos de incesto entre gemeos com cacete de 33cm vivem juntosconto erotico princesa aronbada na favelacontos de sexo gay puto chupador de pau conto eroticos casa dos contos vi minhs mae no rolono dos negoesminha irma envagelica encestoConto gay tesão no padrecrente carente de porra na bucetacontos eroticos de novinhas dando p cacetudosconto de moçinhas inocentescontos eroticos com lactantes e zoofiliaContos erotiicos traindo mo resguardoContos eróticos sarrando pau no cu do bêbadocontos eroticos marido violentando esposamarido libera esposa para pagar o aluguel contotravest tem um pau de 27cm e ama comer cu deulhercontos eroticos duas amigas brancas encontraram negros caralhudos pra fodersegurando o pingelo delaTrai minha namorada conto eróticoenrabaram minha,esposa na piscina sem eu ver contos eroticosconto erotico hotel com meu padrastinhoconto erotico dei pro meu irmão na baladaembebedei minha mulher e consegui comer o c* delacontos cavalonas apaixonadasconto erotico casal dominadocontos comiminha primaSexo com a sua empregada domesticacontos eroticos cornos que nao desconfiacomendo amae domeuamigo porno leisbicopor causa da zoofilia virei escrava 3 Casa dos Contos Eróticos