Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LÚCIA, MINHA CUNHADA ME SURPREENDEU!!

Me chamo Gilson e vou contar-lhes do acampamento que fizemos no final de semana passado. Fomos, minha cunhada Lúcia, o esposo dela, seus dois filhinhos e eu. No camping haviam muitas pessoas e conseguimos apenas uma cabana para nás. A cabana tinha duas peças (quarto e cozinha). Como não tinha outro jeito deixei minhas coisas na cozinha para a noite dormir ali, enquanto minha cunhada e sua família se arranjaram no quarto. Como era cedo, deixamos nossas coisas ali e fomos dar uma volta pela margem do rio curtindo o areal e já ver a possibilidade de fazer uma pescaria mais tarde. à tardinha voltamos para o acampamento e como estava quente resolvemos nos refrescar um pouco. Sérgio disse estar cansado e não quis entrar na água, então fui com Lúcia para ajuda-la a cuidar das crianças. Tudo estava muito divertido. Lúcia sugeriu às crianças que me atirassem água, então começamos a nos divertir mais ainda.

Percebi que a roupa da minha cunhada começou a ficar bem ligada ao seu corpo, deixando-a muito sexi e com isso comecei a ficar excitado e o volume no meu calção aumentava aos poucos. Então sugeri que nadássemos um pouco, enquanto as crianças estavam brincando no local mais baixo, Lúcia se aproximou e me disse:

- Eu queria muito aprender a nadar! Mas nunca tive coragem!

- Eu te ensino, se você quiser! – propus a ela.

- Aqui?

- Vamos para um lugar mais fundo um pouco, que é melhor!

- Cuidado! Posso me afogar!

Fomos um pouco mais para dentro do rio onde a água nos batia no peito. Dei uma olhada para ver se o Sergio estava retornando ou não, mas não o vi.

Levei as mãos na cintura da Lúcia para coloca-la sobre a água para ensina-la os movimentos. Ao levanta-la ela teve medo e buscou apoio em mim.

- Me segura vou me afogar!

- Calma! Confia em mim!

Nisso ela já havia envolvido minha cintura com suas pernas. E como ela estava com um vestido curto ele começou a subir.

- Me leva para a beirada, desisto de aprender!

- Vamos tentar mais um pouco!

-Não!! Tenho medo!

Então fui me deslocando lentamente com ela junto de mim. Nossos corpos tão práximos que sua xaninha ficou sobre meu pau, me deixando mais excitado ainda.Conforme eu caminhava, roçava pressionando sua bucetinha. Louca de tesão ela abraçou-me forte quase entregando os pontos.

Parei o deslocamento, louco para possuí-la ali mesmo. Percebendo minha intenção, então ela desceu virando-se para as crianças:

- Vamos crianças, é hora de ir embora!

Ainda segurando-a pela cintura, com sua bundinha contra meu pau continuamos a caminhar. Meu pênis entre suas coxas arrancando suspiros dela. Apo´s alguns passos ela saiu e pegou um filho em cada mão e foi tirando-os da água, pois já era noite.

- Vamos Gilson! Vai te atrasar para irem pescar!

Disse isso como se nada tivesse acontecido dentro dàgua.

-Ok! Deixa eu te ajudar com o marcos.

Peguei o maiorzinho no colo e segui logo atrás dela.

Ao encontrar o Sergio na cabana, ele tinha tomado umas e outras e disse que não queria pescar naquela noite, não estava em condições.

Conversamos um pouco, tomei uma ducha e voltei para onde estavam todos.

Minha cunhada foi banhar-se e logo apareceu vestindo um camisão que mal tapava sua calcinha.

Enquanto jantávamos, sentados com os pratos na mão, Lúcia veio servir-se de salada ficando alguns minutos ao meu lado com sua xana colada em meu ombro, num relance vi quem ninguém na cozinha tinha notado e discretamente dei uma movimentada no ombro para cima e para baixo, nisso ela abriu um pouquinho as pernas e continuou vagarosamente se servindo.

Sinceramente fiquei na dúvida se conseguiria ainda comer minha cunhada, pois tive oportunidade e ela escapou mansamente!

Terminamos de jantar contamos umas piadas e minha cunhada nada mais demonstrou.

Meus sobrinhos já estavam se entregando ao sono e todos estávamos cansados, então resolvemos dormir.

Sergio e sua família se recolheram para o quarto e eu fui preparar minha cama na cozinha e deitei-me.

As horas passaram e quando eu vi o Sergio apareceu carregando um colchão e dizendo que o quarto era muito quente, que iria dormir na cozinha que é mais fresquinho. Arrumou sua cama ao lado da minha, uns quarenta centímetros. Deitou-se e para minha surpresa Lúcia veio também e deitou-se entre eu e ele, no colchão de casal deles.

Então perdi o sono e tentava a qualquer jeito dormir pra não pensar bobagem.

Quando comecei cochilar, ouvi:

-Chega pra lá um pouquinho!

Era minha cunhada falando em meu ouvido. Olhei e seu esposo dormia como um bebê.

-Venha,Querida! – Cochichei no ouvido dela, colocando meu lençol sobre ela.

Ela aninhou-se bem contra mim e ficou quietinha. Meu pau já se colocava entre suas coxas e percebi que estava sem calcinha. Abaixei meu calção e roçava lentamente em sua bucetinha pra não fazer barulho, enquanto a beijava o pescoço.

- Entra! Entra antes que ele acorde! Disse ela sussurrando.

Fui entrando devagar na bucetinha que estava molhadinha de tesão, coloquei tudo e fiquei parado sá beijando-a.

- Que delicia! Me come! Me come!! – Ela começou a mexer sem deixar meu pau sair.

A essa altura eu já havia esquecido totalmente que o Sergio tava na cama colada a minha.

Transamos um pouco mais e Lúcia falou:

- Espera! – Colocou-se sobre mim acavalando-se no meu pênis, contudo dentro ela mexia frenéticamente e eu quase nas estrelas.

- Deixa eu colocar o preservativo, meu bem!

- Não! - disse ela – quero você jorrando no meu útero, meu macho!

Então senti seus músculos comprimindo meu pênis. Ela veio de encontro a minha boca beijando-me.

- Agora! Vai, goza gostoso comigo!! – Enquanto gozava delirava me beijando.

Gozei como nunca!

Apás nossa transa pensei que ela voltaria para cama do marido, mas ela preferiu ficar deitada sobre mim com suas pernas envolvendo as minhas e seu rosto contra o meu.

- Amanhã quero te dar dentro dágua!!

- Como?

- A gente dá um jeito!!

Realmente transamos, mas conto isso outra hora, OK!

.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de titio perocudo e esposacontos eroticos dona marcia coroa rabudafotos de novinhas mechendo na bucetinhajcomeu a baba madura contosporno contos eroticos encerto descobri que meu marido que ser cornoPrisão contos eroticosContos eroticos meu irmão gosa minhas calcinhas filhocada dos contos gays- sexta do chaveiroconto me comeram no trabalhoconto erótico me comeu meu cu sem dó casada dominada cu ardido buceta ardidacontos eroiticos de gente que participou do d4swinghomens velho gay contosFicaram satisfeio com meu CuzinhoContos eroticos-Empregada se vingando da filha do patraotia dando pro negao contoconto porno come o cu da minha cunhada e a amante e sua amigacontos eróticos namorada tirou a roupahttps://www.cnnamador.com/velho-comendo-novinha-travesti-dentro-do-banheiro-da-boneca-safada/nao sei como tive coragem.contos eroticoscontos fazendo vovô gozarcontos eróticos comi titia no banheiro com um monte de gente em casaContos eroticos(colei velcro com a vizinha e gostei)contos eroticos comendo a testemunha de jeovaconto comi minha sobrinha no resgyardocu virgem arrombou negao contocontos eroticos casada em casa sozinha com enteado fazendo massagemconto gay virei garota do sogrocontos dona florinda chaves pau durocontos eróticos gay com monstroscontos eroticos tomou toda porra da linda travestiConto erotico coroa peitudacontos eroticos incesto fudi com meu filhocontos espiando a irmã no banhocontos de casados que ama ser viados de fio dentalbucetas ticos grelosConto podolatria gay o chulé do loirocontos eroticos com giuliaa loira e o cavalo contocontos eroticos de enteadasmarido da mae bolina menina contosRasquei o cu da miha mae no carro em movimento no contos eroticosler historia de sexo entre cunhada e subrinhas com tioamigas carentes brincadeira conto erótico Contos eróticos. . Pedreiro foi até meu quarto contos eróticos gays concerto do carropadrato.fudedo.etiada.popozadaconto lesbica e puta mijona e chorona conto erotico brincando de pique esconde comir o cu da minha amiga novinhacontos excitada dei paiporn dpois de ir a padaria com o visinhocontos eróticos férias em Floripacomtos eroticos o velho tarado do elevadorsexe conto minha fia mideo o cu por 1.00 reaurelatos eroticos traição consentidaCorno leva a mulher ao cinebolsosentando na rola do meu pai contos. eróticoscontos eroticos com roberta putinhaCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA EScontos eroticos comi o cu da minha avocontos eróticos: nora sedenta por sexocontos eróticos n***************** e g******conto o time me currouConto eroticos no beco escuroprefiro no cuzinho conto eroticos contos eroticos incesto com afolescentescontos eróticos-Minha esposa rabuda e meu amigoscontos de sexo com zelador de escolagay dopou amigo contoempurando devaga no cu 30cconto erotico loira casada aprendendo a trairconto erotico travesti amiga pauzuda me comeuLer conto de prima ceduzino os priminhos bem novinhos para tranzarcontos eroticos de marido gay com mulherviuva com fogo contos pornocontos eroticos de padrinhos e afilhadas que engravidamcontoseroticos gay brincando na escolaContos de incesto de meninas de 14 aninhos em Belém do Parácottos. curmir minha enteada novinhacontos. chupou pela primeira vez um machoaproveitaram da minha inocência contos eróticosconto erotico sentado no colo baicha saiapapai depelando a bucseta da sua filinha em quanto dormia em fotos em quadrinhoscontos de negão advogado comendo loira clientepodendo com a sogracontos erotico suruba com negaoconto erótico comendo o cu docontos eroticos madrasta empurra dedo nu meu cuconto: como fuder uma prostituta ate gozarContos eroticos inversao na praiacontos de incestos posando na sogrameus patroas adoram chupar a minha bucetacontos filha peituda provoca seu pai de baby doll ele fudeu elaConto negao comendo cu de gay bundudo aforsaputa tem que dar o cu adriqnavou começar com Vanessa buceta