Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FUDI MINHA SOBRINHA DANI - PUTINHA PARTICULAR

Sou um cara casado, com 45 anos, adoro fuder de todas as maneiras.

Minha mulher também adora fuder e ela é muito puta comigo na cama, faz de tudo, oral, vaginal, anal e tudo que pintar.

Apesar disto, tenho uma tara por gatinha mais novinhas, aquelas metidinha a BARBIE, que desfilam de gostosinhas, se achando a ultima bolachinha do pacote mas que estão acostumadas somente a fuder com garotões (se é que fodem).

Elas estão acostumadas a ir para a cama com os caras, fazer um boquete, abrir a pernas, o cara deita em cima, mete o cacete na buceta delas, mete como um louco, goza sem se preocupar se ela gozou ou não. Na verdade, a maioria delas pega os gatinhos gostosinhos mas que sá pensam neles e elas por falta de experiência acreditam que fuder é isto, estar sempre pica dura e pronta para entrar na buceta delas.

Eu já sou diferente, até pela experiência de anos de foda, gosto de brincar muito com as mulheres, chupar a bucetinha delas, principalmente o grelinho, passando a língua bem dentro da buceta e nas pregas do cú, massagear com o dedinho molhado, enfiar um dedo na bucetinha e quem sabe um no cuzinho, mas sempre passando a língua e chupando o grelinho delas até que a mulher goze gostoso na minha boca. De preferência gosto de fazer isto em um 69 onde a mulher fica chupando meu cacete e as bolas enquanto levo elas a loucura.

Depois de fazer elas gozarem as vezes uma, duas ou mais vezes sá chupando o grelinho e lambendo a buceta e o cuzinho, é claro que sempre com um ou dois dedos na buceta e um ou dois dedos no cú, elas estão prontas e implorando para serem fudidas pela buceta e para conseguir o cuzinho basta trabalhar um pouco mais que elas cedem facinho.

A maioria das BARBIES nunca gozou e quando você dá um tratamento destes para ela, ela vai a loucura, geme, grita e vai a loucura.

Depois da primeira vez elas nunca mais te negam uma foda, estão sempre prontas para trepar contigo e ate largam os gatinhos que sá pensam neles e é por isto que muita gente não entende porque alguns caras andam com gatinhas bem mais novas.



Bom mas agora vamos a experiência que tive com minha sobrinha BARBIE também, que tinha 19 anos na época, isto foi no verão de 2010, vamos chama-la de Dani.

Época de veraneio, calor, eu havia ficado em casa devido ao meu trabalho enquanto minha mulher estava na praia de férias com minha família, irmãs, pai, mãe e etc...

Esta minha sobrinha também não tinha ido pelo mesmo motivo, estava trabalhando, e como todos da famila dela também estavam na praia ela ficou com medo de ficar sozinha em casa e veio ficar comigo que pelo menos de noite nás tínhamos um a companhia do outro.

Como na minha casa sá tem um quarto de casal e o outro quarto nás transformamos em escritário, moramos somente eu e minha mulher, ela dormia comigo na mesma cama.

Para mim que sou taradao e principalmente por gatinhas mais novas era uma tortura ver aquela gatinha dormindo somente de calcinha do meu lado todos os dias.

Quando chegava a noite, nos dois sentávamos para ver televisao e conversar.

Em uma destes dias em que estávamos conversando eu perguntei a ela sobre o namorado dela que não havia aparecido ainda, eles já estavam namorando a meses e com certeza já haviam trepado.

Perguntei a ela onde ele andava que havia sumido.

Ela me disse que eles haviam brigado, então perguntei o que havia acontecido para eles terem brigado.

Ela relutou e eu insisti, ela me disse que era particular, ai eu imaginei que ele deveria ter traído ela ou coisa parecida, e perguntei novamente, ele te traiu, te aprontou alguma coisa, disse a ela, me conta, confia no teu tio, ela meio com vergonha acabou contando que ele era um cara muito galinha, que sá procurava ela para treparem e que ela havia descoberto que ele estava pegando varias de suas colegas.

Depois desta confissão, resolvi puxar mais por ela e ela foi se abrindo para mim.

Ela me contou que eles já trepavam a algum tempo, que ele adorava um boquete e depois fuder a bucetinha dela.

Então perguntei a ela se ela gostava e se satisfazia com ele e ela me respondeu que sim.

Fui mais a fundo e perguntei quantas vezes ela havia gozado com ele, se ele já havia chupado a bucetinha dela, o grelinho, se ele já havia fudido o cuzinho dela.

Ela me disse que pelo que ela sabia ele fazia gostoso mas que nunca ele havia chupado ela e que o cuzinho dela ainda era virgem porque ela tinha medo de tentar com ele e começar a doer e ele não parar, pois, depois que ele começava a fuder ele não ouvia mais ela até gozar.

Ai eu falei para ela que na verdade ele era um egoísta que sá pensava nele pois, ela chupava o cacete dele, abria as pernas e ele metia até gozar, mas que eu duvidava que algum dia ela tivesse gozado de verdade.

Comecei a explicar para ela como deveria ser uma trepada.

Expliquei que o gostoso era, ambos se chuparem, que enquanto ela chupava o cacete dele ele deveria chupar a bucetinha dela, o grelinho, lamber no meio dos grandes lábios e o cuzinho dela até ela gozar uma ou mais vezes e que somente depois ele deveriam trepar, mas que mesmo na trepada o cara tem que fazer a mulher gozar de novo junto com ele, que tem que ser gostoso para ambos.

Eu vi que enquanto eu falava ela ficava ouvindo com os olhinhos fixos e imagino que tentando imaginar como seria.

Ficamos conversando por um bom tempo e depois eu disse a ela que eu iria tomar um banho e ela falou, tio, depois do senhor tomar banho eu também vou tomar meu banho e podemos jantar.

Concordei com ela, então ela completou, mas a conversa esta TAM boa, estou TAM curiosa e aprendendo tanto que gostaria de saber se enquanto o senhor tomar banho, pode ficar com a porta do banheiro aberta para continuarmos conversando. Eu concordei, peguei minhas coisa e fui para o banheiro, tirei a roupa e entrei no Box, ela entrou no banheiro e continuamos conversando sobre sexo, como fazer, como era gostoso.

Eu peladao no Box e ela de pé conversando.

Ela me disse, sabe tio, como eu gostaria de experimentar isto tudo com meu namorado mas ele não vai fazer nunca, ai eu disse para ela que ele era um trouxa, pois com uma gatinha linda, gostosinha e disposta a tudo, até eu queria ficar, nesta hora meu caralho estava duríssimo, ai ela ficou quieta, e eu chamei ela para saber se ela ainda estava ali e ela respondeu, sabe tio, eu estava pensando e vou te perguntar uma coisa mas não quero que me leve a mal, ai eu disse, fala gatinha, então ela disse, você não quer me ensinar tudo isto, quer fazer tudo que falou comigo, estou louca de curiosidade e de tesao e não confio em ninguém para me ensinar e mostras como é gostoso trepar, sei que se fizermos ninguém vai ficar sabendo, seria um segredo nosso.

Ai eu respondi, como é que é, tu quer que eu faca contigo tudo que falamos?

Ela respondeu que se eu não me importasse ela iria adorar fazer comigo.

Ai eu falei, Dani, você sabe o que esta me pedindo, para eu fuder minha sobrinha. Ela respondeu, sim tiú, eu sei e quero muito, depende de você querer também.

Então louco de tesao eu respondi, tudo bem, mas vamos fazer do meu jeito, topas, e ela topou, ai abri o Box e deixei ela ver meu cacete, que não é pequeno, 23 cm, e disse, você vai ter que me ouvir e obedecer, e ela com um sorriso na boca falou, faço tudo que o senhor mandar tio.

Ai eu falei, Dani tira toda tua roupa, fica pelada para o titio ter ver minha futura putinha.

Ela obedeceu meio com vergonha ficou peladinha, ela era muito gostosa, petinho durinho, bundinha arrebitada, bucetinha pentelhuda (prefiro as peladas) ai perguntei, o que é isso no meio da tuas pernas, quanto pentelho! A primeira coisa é depilarmos tua xoxota, topas, e ela respondeu que toparia tudo.

Sai do meu banho, peguei uma tesoura, aparelho de barbear e uma bacia com água quente e levei ela para o quarto, coloquei ela na cama de pernas abertas e comecei a cortar os pentelhos maiores com a tesoura, depois que estava bem baixinho a petelhama, ensaboei bem a bucetinha dela e comecei a depilar com o aparelho de barbear, levou uma meia hora mas deixei ela bem carequinha do jeito que eu gosto.

Depois disso disse para ela, agora tu vai tomar um banho e levar bem a bucetinha por dentro e por fora para tirar o resto dos pentelhinhos soltos que estavam grudados e aproveita e lava bem o cuzinho para deixar ele bem cheiroso para mim, e eu sempre com meu caralho duríssimo, ela obedeceu e quando saiu do banho estava linda, depiladinha e cheirosa, peguei ela no colo dentro do banheiro e disse, agora tu vai saber como é gostoso fuder, vou te levar para as nuvens minha putinha.

Levei ela para a cama, deitei ela de pernas abertas e cai de boca na bucetinha lisinha dela, lambi no meio dos grande lábios, enfiei a linha la dentro bem fundo, chupei o grelinho dela bastante até ela gozar no mínimo uma vez, ela se contorcia na cama e gemia gostoso e dizia vai tio, não para, continua e eu obedeci, continuei ate ela amolecer toda, então eu subi na cama e PE posicionei para um 69, coloquei ela por baixo de mim e deixei meu caralho ao alcance da boca dela enquanto começava a chupar a bucetinha dela de novo e disse, agora me chupa enquanto eu te chupo putinha, ela atendeu e começou a chupar a cabecinha e depois ela já engolia tudo que podia enquanto eu dava um banho de língua na xoxota dela, chupava o grelinho de novo e lambia o cuzinho dela, fui lambendo e enfiando a língua na buceta e no cuzinho com toda calma enquanto ela mamava meu caralho, ela já estava toda lambuzada e gemendo, eu comecei a meter um dedinho na bucetinha e no cuzinho intercalado, e logo em seguida eu já estava chupando o grelo com um dedo na buceta e outro no cuzinho dela, ela gemendo como uma louca e rebolando até que gozou de novo.

Depois disto, me posicionei entre as pernas dela e falei o ouvido que iria meter o cacete na xoxota dela, e fui colocando devagar, com jeito e calma até entrar todo, ai comecei a fuder mesmo e ela gemendo agarrada em mim, meti bastante até ela gozar mais uma vez (minha vantagem é que consigo controlar meu gozo bastante).

Quando ela gozou de novo eu aproveitei e meti na hora do gozo dela um dedo no cuzinho dela e comecei a brincar.

Ela toda molenga na cama e eu falei no ouvido de novo, agora vamos fuder este cuzinho, bem gostoso e com bastante calma.

Ela simplesmente disse, faz o que tu quiser comigo.

Coloquei ela na posição de frango assado, levantando bem as pernas dela, passei a língua no cuzinho dela varias vezes, enfiei um dedinho e depois lambuzei bem com saliva, o Maximo que pude. Me posicionei entre as pernas dela, apontei o cacete bem no meio das pregas e comecei a forçar a entrada, ela começou a gemer e o caralho começou a entrar, era muito apertado, quando entrou a cabeça, tirei com calma, lambi o cuzinho de novo, cuspi nele, brinquei com dedo de novo e me posicionei novamente com o caralho no meio das pregas. Fui forçando de novo a entrada, passou a cabeça do caralho e ela gemendo, fui repetindo esta jogada de colocar a cabecinha, tirar, lamber, cuspir, brincar com dedo por varias vezes para o seu cuzinho ir acostumando e ela ir perdendo o medo, depois fui metendo aos poucos bem devagar, parava a cada centímetro e deixava ela acostumar, coloquei mais ou menos a metade dentro do rabo dela e comecei o vai e vem bem devagar, ela gemia e rebolava como podia, fui mexendo, fudendo e a cada entrada eu avançava mais um pouco até que todo o caralho estava atolado no rabo dela, ai parei um pouco e disse para ela, viu, tu já esta com todo meu caralho atolado no rabo e de agora em diante tu és minha putinha,vou te fuder na hora que quiser e como quiser. Hoje vou encher teu rabo de porra mas das outras vezes vou te encher a buceta a boca o cú o que me der vontade, e tu a partir de hoje é minha putinha, ai comecei a bombar no rabo dela e segurar nas tetas durinhas, mexi até encher o rabo dela de porra e ela a esta altura, gemia, gozava e pedia mais, me chamava de tio gostoso e dizia, tio come tua putinha, fode minha boca, minha buceta, meu cú, o que tu quiser mas me faz gozar de novo, e foi o que fiz, segurei meu gozo até que ela também gozasse, ai enchi o rabo dela de porra e ela com os olhos revirados, suada, amoleceu de vez.

Depois desta foda fomos jantar e ela me disse que tinha sido a melhor coisa do mundo e que ela queria mais sempre, que agora ela sabia o que era gozar, pelo cú e pela buceta.

Jantamos e depois fomos para a cama onde ela começou a chupar meu caralho de novo, botei ela de quatro na cama e perguntei, onde você que no rabo ou na buceta e ela respondeu, agora fode minha buceta que ela esta com inveja da porra que o cú ganhou, fudemos mais esta vez esta noite e depois fomos dormir, mas nas noites seguintes era foda todos dias, ela era fogosa e queria levar na buceta e no cú todas as noites fora as vezes que ela gozava na minha boca e nos meus dedos.



Depois conto as outras trepadas que demos.



Veja as fotos da Dani no meu blog com o titulo “DANI MInha Sobrinha - Putinha Particular”





http:lindasgatinhas.blogsexy.com.br

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos maridos cherando escondido a calcinha da esposaContos eroticos minha buceta mela muito minha calcinha quando me esitocontos gay pegando casadoconto erótico podemos a prima da minha mulherencoxol com jatos de porracontos porno travestis estupros sadomazoquismochantageada e humilhada pela empregada negraconto menina adotada gozeicontos traição no bailesou loco pela minha cunhada contos eroticoscontos eróticos minha esposa recatada choroucontos erótico com irma na cadeiaContos fingindo dormirdisisperando novinha com gosta da na chotacaralho meu empurra tudo nu meu cuzinhoconto erotico meu irmão comedorcontos eroticos gay no meu primeiro dia de aula na faculdade esbarei nele sem wueter mas percebi que era um babsca mal efucafpconto noiva liberadameu sogro é bem dotado,meu marido me contouconto erotico ladrao foi roubar ganhou sexocavalo enterrandi tudo na novihacomida pelo sobrinho Contos safadesas com o pedreiro contos incesto mãe fofinhacontos eroticos do R.G.do Sulcontos eróticos gay meu macho peludo do caralh grosso e cabeçudo me arrombou todo no carnavslcontos eróticos entre mulheres e homens super dotadosminha afilhada linda me provocando contoscontos eroticos envangelica marido e pai roubaram o chefecacetudo me enrabou contosa ninfetinha levou rola e gozada do parente dentro da vaginha contosescova contos eróticoscontos eroticos colega gostosa do trabalhocontos corno empretei minha mulher para traveti e fikei vendoBoquete cheiro contosContos porno com o papaicontos eroticos meu avô esfregavacalcinha usada contos eroticos19cm que tinha contos incestoporno contosesposa deu cu estranhoconto erotico viado afeminado escravizado por macho dominadorconto erótico esposa de férias e tal marido sem quererMinha cona molhada relatosconto o menino vestiu de mulher pro negaocontos eróticos coroas na casa de repousoconto erotico mae empresta lingerieContos eroticos de travesti bem a dotado que brano cabaso de cu de home casadovideos de zoofilia cachorrinhos recem nascidos mamando na xoxota da mulhercontos femininos foi dificil dar o cuzinhogayzinho passou rebolando na minha frente contoconto meus soblinhos me devoraramnem peitinho teen grita na pau do vocontos tia gostosaa ai delicia ai vai vaicontos meu marido nem percebeucontos eroticos o consertador de maquina de lavar comeu minha mulherContos eróticos dei pra todos os homens da famíliaCasa dos contos minha primeira vez gaycontos casada foi espiar e se deu malconto erotico machucando o esfíncterbem o qye vou contar pra voces e o seguinte sou casado e minha esposa e loirachantagiei minha filha casada conto eroticosubmetido a chantagem para ajuda o marido contos eroticocontos eroticos sacanagem com novinhas inocenteshistórias eroticas minha primeira vez com dois homensEsposa seu saciando com negrão contosconto erótico dominando casada bravaporno comtos corno vendo cu da mulher depois que negao aromboucontos d cachorros mamandocontos eroticos de comadrecontos eróticos tenho 31 anos e tirei a virgindade da buceta da minha noiva de 19 anosconto erotico de esposa eu nao queria ser cornocontos eróticos de negros em carnavalconto gay virei mocinhaconto herético gay iniciação com meu amigo nerdcontos eróticos deu pra outro não quero maisconto de meu irmão comeu meu cu com uma grande pica e eu não aguentei de dorconto gay acordado pelo dotadoaregasando a b da ncontos eroticos incesto novinho o cara da tv a cabo contos eroticos_caocontos e fetiches minha enteada minha perdiçãoMe comeu e comeu meu maridoconto gay metemos.o dia todoContos dei para meu filho roludolésbicas infia arma gelada na ppk até gozarConto erotico sou vadia velhahantai filinha patendo punheta pro pai safada