Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O TITIO DA INTERNET - A PRIMEIRA VEZ

Este é um conto do amigo de um grande amigo meu, que se chama Ricardo. Mais conhecido como Ricardinho ou Ric para os homens mais íntimos.



Ricardinho acabara de completar 19 anos e 3 meses. Não tinha amigos. Era tímido e odiava modinhas e seus seguidores, por isso, acabava por ignorar e ser ignorado por todos os garotos e garotas mais comuns. Belo Horizontino, do bairro Funcionários, o menino passou maior parte da adolescência chafurdado em livros, seriados de TV, música e, claro, na internet.



Passava horas na internet, até que um dia conheceu o Bate-Papo. Ric se descobriu. Lá conhecia pessoas diferentes, de varias raças e de varias idades. Até que um dia, descobriu a sala de bate-papo Gay de Belo Horizonte. Como era muito curioso, resolveu entrar. Ricardinho já havia entrado com diversos Nicks: de homem, de mulher, de criança, mas nunca tinha entrado como um gay.



Alguns caras iam lhe chamando para tc, mas nenhum o interessou. Até que em um momento, um tal de SungaBoy lhe cumprimentou. Ric achou legal o Nick e lhe deu um Oi. O cara se apresentava como branco, alto, 23 anos e atlético. Por coincidência morava sá no bairro Savassi, pertinho de Ric, e que estava de sunga azul. Ric sá de imaginá-lo excitou-se e ensaiou uma ereção. Papo vai papo vem o homem lhe convidou para sair.



O menino ficou com medo, nunca se encontrara com alguém da internet. Mas o cara foi insistente, dizendo que estava louco para comer um cuzinho. Ric então soltou que era virgem. SungaBoy ficou mais louco de tesão e disse poderiam se encontrar na Praça da Liberdade, um local movimentado onde o garoto se sentiria mais seguro e disse-lhe que estava com uma geba duríssima lhe esperando. Ric tinha medo, mas a excitação era mais forte, aceitou e foi correndo para Praça que era pertinho.



Na praça, procurou por algum cara alto de camiseta vermelha, mas não achou. Então se sentou em frente uma fonte e esperou. 20 minutos depois, um homem lhe cumprimentou pelo nome. Ric não acreditara. Era um cara alto, forte, gostoso, meio feio, mas que aparentava ter mais de 30 anos.



Conversando com o cara que trajava camiseta cinza, Ricardinho descobre que seu nome era Otávio e tinha 32 anos. O garoto, desconfiado, pergunta se o homem não omitira mais alguma informação. Ele diz que na verdade morava no Floresta, mas ainda estava de sunga e que seu pau estava começando a ficar duro.



Ricardo quis ir embora, mas o cara era muito gostoso. Seu rosto era meio feio, tinha barba e algumas marcas de sol. Mas seu corpo era delicioso, era forte, mas não de academia, devia ser de trabalho duro. Tavão (seu apelido) então aproxima-se de Ric e diz bem baixinho e melosamente: “Vai deixar eu tirar seu cabacinho? Te dou um pirulitão pra você chupar”.



Ric se assusta, mas diante de tanto tesão, fica com o pau duro e percebe que Tavão também ostentava uma deliciosa e volumosa neca. Tavão o pega pelo antebraço e o acompanha até seu carro. No caminho para o apartamento de Tavão, o garoto descobre que o macho era engenheiro e morava sá há alguns anos. Seu AP era um antro de perdição, cada noite saia de lá um viadinho diferente, e hoje era vez de Ricardinho tornar uma putinha.



O carro então para em frente um prédio simples e até antigo, os dois saltam do carro e vão em direção ao elevador, onde Tavão fica atrás de Ric relando em suas costas às vezes. Quando a porta do elevador se abre, o macho dá um apertão na bunda de Ric dizendo para irem. O apartamento de Tavão era bem descolado e pequeno, típico de solteiros.



Sentados no sofá da sala, Tavão retira sua camiseta, mostrando seu peitoral forte e com pelos e sua barriguinha imperceptível. Fazendo Ric excitar. Sentado de calça jeans, o homem começa a acariciar as pernas do garoto, que envergonhado desvia o olhar. Tavão então “voa” sobre o menino e deita-lhe um beijo molhado sobre o pescoço, perguntando-lhe se não queria chupar o seu pirulito prometido agora. Tímido, Ricardinho apenas responde com a cabeça. O adulto se levanta do sofá.



Devagar, Otávio retira sua calça, mostrando sua sunga azul apertadinha bem marcada por uma geba deliciosa. Aproximou-se do garoto e levou sua cabeça até sua mala azul.

Como não sabia o que fazer, começou a lamber a sunga do homem. Percebendo sua inexperiência o macho abaixa sua sunga até o joelho e descobre uma geba grossa e ligeiramente torta. Não era grande, mas como Ric era magrinho e franzino, se tornava monstruosa nas mãos e na boca do garoto.



Tavão ordenou que o garoto caísse de boca. Ricardo, timidamente, lambeu seus lábios e se aproximou devargarinho do pau do homem. Chupando-lhe bem vagarosamente a cabeça do pau, tentando imitar um filme pornô que vira antes. Devido sua inexperiência, o garoto baba toda a vara de Otávio, fazendo-o ficar louco de excitação. O homem então sugere que estar na hora dele dar. Pega o garoto pelos braços e leva-o fortemente para o seu quarto.



Lá, ele despe o garoto, deixando seu corpo magrinho, e quase sem pêlos, nu. Pelado, Ricardinho é jogado fortemente sobre a cama de casal onde Tavão dominava outros viadinhos, caindo com a bunda arrebitada pra cima. O homem então se debruça sobre o menino, roçando seu vigoroso pau na bunda do garoto.



Ricardo pede para ir com calma, pois é virgem e tinha medo de se machucar. Tavão disse que já fizera vários meninos putinhas, e que se cooperasse não ia doer nada. O menino fica aflito e tenta se movimentar, mas Otávio o segura forte por trás não o deixando sair, proferindo estas palavras: “Agora não adianta correr!”.



Foi então que Tavão o segurou mais forte e Ric começou a sentir uma dor lhe cortando o ânus. Era o Otavio que lhe penetrava vagarosamente. O menino se remoia de dor, não imaginava que doía tanto assim. For então, que soltou um alto e manhoso gemido e Tavão lhe penetrava até o talo.



O macho começou a dilacerar aquele cuzinho virgem, enquanto Ric gemia de dor. O homem estava ficando louco e começou a gemer de tesao. Foi quando ele levantou e colocou o menino de quatro, dizendo-lhe para fudê-lo como uma cadela. Tavão então segura-lhe pela cintura e começa a bombar com toda força no cu de Ricardinho que gritava de dor. Depois de um tempo, Ricardo não sentia mais tanta dor e começou a sentir mais tesão, chegando a gozar sem se masturbar sobre a cama de Tavão, que ainda fodia-o por trás. Depois de ejacular, o menino perdeu todo o seu tesão e pedia para o homem parar, que ainda bombava como um touro.



Segurando Ric forte pela cintura, que gemia como uma cadela no cio, Tavão pergunta-o se quer receber leitinho na boca ou no cuzinho apertadinho dele. Mas antes de responder Ric tem uma sensação de mais calor e preenchimento dentro do ânus como se fosse fazer o numero dois. Mas depois sente escorrer um liquido quentinho pelo períneo. Tavão não aguenta de tesão e ejacula dentro do garoto, lambuzando todo seu botãozinho.



Tavão desmonta-se do garoto e vai ao banheiro se lavar. O menino, por sua vez, deita-se na cama ao lado de sua porra, exaurido. O homem volta e fala que não existia cuzinho melhor e mais apertadinho que de Ric. Que dá uma risadinha de educação, pois ainda estava assustado e com uma forte dor no ânus.



Diante de tanto constrangimento, o menino se limpa rapidamente e despede-se do touro. Nem ao menos trocando telefones ou mesmo e-mails. Depois daquele dia, Ricardinho nunca mais viu Otávio, diz que o macho voltou a Praça da Liberdade a procura do garotinho, mas nunca se reencontraram. Ricardinho sonha até hoje com o cavalo, mas por medo e vergonha, sente-se retraído a procurá-lo de novo.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


taveti e lebica pono cusaocontos esposa olhos vendados fudendocontos gays no carnaval dei o cu pra doisgozando na submissa deitadaconto erótico dei pro Negrão pauggcontos mulher do primo lesbicasdei cu de fio dentacontos a devassa do analconto minha tia pelada no quintalContos eroticos filha chatacontos eróticos gay maluconovinha gostosa dando a bucetinha bem gostosinha bem branquinho bem aspacdzinha contos troca trocapintinho na bunda contosmulher dando a buceta no salao da foliaemtiada fas sexo e masseje em padratocontos eroticos comendo a menina novinha amiguinha da minha filhacontos eroticos de vovover conto veridico minha baba abusado por minha babacoroa de vestidinho sem calcinha abrindo as pernas para enteado podermeu vizinho casado me comeu mestruad contoasexoavivi batipapocontos eróticos de experiência bi de ninfetasmulheresporno da baladasconto gay sobrinho viro esposamedica seduzidapor lesbica historiasconto levei na conaMinha cuinhada sandra se pingando todasogro espreota sua nora tomando banho e fica escitado pormoConto erotico sou madura greludaCONTOSPORNO sapecazoofilia garota de programa asustada com pauza do cavalo boneicontos eróticos esposa sodomizada no metrôconto erotico corno patrão eternacontosdesexopicantesrasguei contos eróticosmae batendo puheta no filho dorminocontos eroticos amigo gay inicioucontos eroticos-negro e mamaeconto erotico mamae mandou gozar dentroamiga inseparavel chupa a bucete uma da outracontos eroticos brincando escondido infanciaaproveitam da inocência da mulher b******* na academia conto eróticoConto erotico comendo gordinha durante colheita do cafécontos eroticos subrinhas virgemcontos eroticos sou safada deste pequena contos eróticos mete um milho na bucetacontos eroticos meu marido me vendeu no bingocontos exitantes de aline bebada com variosMoreno olhos verdes gay uberabameu namorado me pega lanbuzada de outro contocontos eróticosminha esposa deu para os molequesConto incetos eu comi minha irmãzinha a forçaContos de metidas nos cuzinhos inocentessou apaixonado pela minha mãe sexo incesto contos novossoxo com umanoivinhareal conto cunhadowww zoo porno filha brecado paichegou na casa da visinha e ja foi logo comendo a safadcontos eroticos esposas dogadagrelluda pirocana qaredevivo porno contos eroticos minha mae gosta de mida o cuzinhocontos eróticos dotadoPapai e titio comeram minha bundinha contos eróticosContos de safadezas com o padrasto desde pequenadei o cu pra varios homenscontos gay o primo bebadocontos fodi a dona da lojaconto erótico esposa foi parar no hospital com a buceta sangrandoConto erotico vizinha bobinhaconto erotico de mulher casada socando o pepino na buceta e cenoura no cuContos eroticos fudendo uma dancárinacontos eroticos comendo o cuzinho da minha esposaminha mae enfiou o dedo no meu cucontos eroticos engravideicontos/minha cona era apertadinha e virgemcontos erotico na balada com a irmaConto erotico viciada em consolosContos de sexo... A mini saia mal cobria a bunda delavideo de mulhe grilano olho na rolaContos com espermacontos porno bunduda sogradepilando o sobrinho pau duroconto erotico passei a mao menina de calcinhaenche esse cu de leite contosconto erotico sogra chata levou rolarelato erotifo meu filho gosa muto nas minhas calcinhas