Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

UM ESCONDE-ESCONDE DIFERENTE (PARTE-1)

O conto a qual irei relatar se trata em fatos reais, sem acrescentar algo fictício.

Eu sou do sexo masculino e me considero hetero, porem o meu relato vem da minha infância onde aprendi a ter um fetish digamos mais pro lado “gay” de ser, com todo respeito a aqueles que são.

Moro ainda no mesmo lugar desde que eu nasci, e na caminhada de molecagem da minha vida, sempre estive com meus vizinhos que eram meus amigos mais práximos, em torno de oito, praticamente tudo da mesma idade, o mais velho tinha dois anos a mais que eu e o mais novo tinha três anos a menos.

Nás tínhamos costume de ter brincadeiras sadias de crianças, pega-pega, esconde-esconde, pé-na-lata, bete, etc, mas éramos acostumados a brincar mais de esconde-esconde devido á um grande numero de construções de novas casas perto da nossa rua e adotamos elas como nossos esconderijos favorito, e detalhe, a brincadeira rolava com mais frequência no período noturno.

Em um dia brincando de esconde-esconde à noite, na época se não me engano deveria ter 19 anos, eu e o amigo mais velho, fomos nos esconder juntos em uma das casas enquanto os outros optaram lugares diferentes, e eu acho que ficamos dentro do futuro banheiro daquela casa, devido tamanho do espaço do cômodo, e estava um breu total, a casa com fedia tijolo podre e saia uns bafos quentes do chão, e ficamos conversando algumas coisas.

Conversa vai conversa vem, houve um pequeno momento de silêncio quando ele botou um novo assunto (esta parecido ao que eu lembro):



Ele: - Você já comeu alguma guria?

Eu: - Não (rsrs) e você?

Ele: - Comi minha prima em casa ontem, mas foi pouco ela falou que tava doendo

Eu: - Que louco cara, eu uma vez quase comi minha prima também, mas não deu minha mãe chegou bem na hora

Ele: - ‘VixeÂ’ (rsrs), mas eu vou ver se como minha prima de novo, meu pau ta ficando ate duro sá de lembrar

Eu: - Então o meu também ‘putzÂ’ (rsrs)

Ele: - (rsrs)



Três segundos de silêncio e:



Ele: - ‘OwÂ’, deixa eu ver como que é seu pinto

Eu: - Ver meu pinto?

Ele: - É po, quero ver uma coisa sá, relaxa guri

Eu: - Ta bom, mas como que você vai ver alguma coisa nessa escuridão?

Ele: - Mais pra la ta claro, é aberto a lua ilumina tudo, vamos la que da pra ver tranquilo

Eu: - Vamos rapidão se não o ‘fulanoÂ’ vai encontrar a gente aqui



Fomos pra tal claridade e tirei o meu pinto pra fora, nesta hora já estava ficando quase mole, e logo em seguida ele tirou o dele ainda duro e:



Ele: - Nossa cara, seu pinto é bem diferente do meu

Eu: - É porque eu fui no medico tirar a pelinha

Ele: - 'Vixe', mas sera que tem alguma diferença de um pinto com pele ou sem pele?

Eu: - Acho que não (rsrs)

Ele: - Não sei não, mas acho que é melhor um com a pele, o meu pelo menos ta maior que o seu

Eu: - O que tem haver? Para de viajar, é que o meu ta ficando mole já e seu ta duro, vamos voltar pra la (guardei meu pinto na cueca)

Ele: - Espera ai tive uma idéia massa, eu acho que você vai querer

Eu: - Fala ai

Ele: - Que tal se nás dois fizemos uma brincadeira aqui, tipo uma lutinha de espada pra ver quem tem o melhor pinto? O que você acha? Ou ta com medo de perder?

Eu: - Como assim lutinha de espada?

Ele: - Abaixa seu short com a cueca ate o joelho rapidão



Abaixei ate o joelho e ele também e:



Ele: - Assim á



Ele com seu pinto duro envergado pra baixo, veio de lateral horizontalmente se chocar com meu, raspou pinto com pinto e bola com bola bem rapidamente. Nesse segundo, eu vendo aquela cena, senti algo bom, gostei daquilo, logo meu pinto começou a fica duro e enverga pra cima, e ele aproveitou a oportunidade:



Ele: - Eai se vai querer né? (rsrs com cara de safado)

Eu: - (rsrs) Vamos então, vamos ver quem tem o melhor pinto então

Ele: - Sá que nem fala pra ninguém disso e nem eu vou falar

Eu: - Claro né

Ele: - Beleza então! Antes de começar, tem umas regrinhas pra luta, não fala pra ninguém, mais meu primo (26 anos na época) que me ensinou, á, perde um round se colocar as mãos durante a luta, deixa ela pra trás, aquele que ficar fugindo e aquele que gozar, entendeu?

Eu: - Entendi sim



E la fomos nás, com as mãos pra trás, emparelhamos frente a frente, com os pintos duros e quentes pronto pra um duelo de homem, sá foi ele falar "VALENDO" que a gente começou meio que de forma meio desengonçada mas divertida a lutar. Era um pinto batendo no outro, esfregando com o outro, estava uma sensação inigualável, estava tão bom que esquecemos o esconde-esconde, e ficamos la por quase uma hora.

Detalhes e resultado da luta na Parte 2...



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos- supositorio no cu da filhaminha esposa adoro tomar leite de negros contos eroticoscontos eroticos com orgia de cdzinhasConto erótico com neg contos eroticos, o bispo me comeu gostosocontos eroticos fudendo a mae travesticomi minha enteada fingindo que tava dormindo de pernas abertas contos 2018Contos eroticos minha esposa foi molhada e revelou seu peitos no churrasco de casacontos incesto comendo minha maeconto meu vizinho travesti comeu meu cumeus peitinhos doíam...conto gay fui estuprado por dois velhos negoesComtoerotico 8 aninhoscontos lesbica fui sedusida banheiro boatycontos er safadoContos eroticos estruparam minha avo e mamaecontos eroticos beira da estradaconto erotico gay dando pro pedreiro sarado de 29 anosrelatos eroticos tornado femeahospedei em casa relato eroticoporno mamei tanto o peitinho q inchouNo bumbum da baiana - contoscontos 9 aninhos putinhacontos eroticos gays com advogadoscontos cris super dotadoconto sozinho com minha sograsou casada mas sou fissurada em paucontosEróticos na casa da avó olhando a tia tomar banho e comendo elacontos eroticos pai safado ensinando filha de 12 aninhos a nadarcontus estupro gostosa lindacontos gay pai bebado suadocontos eroticos mulher do pedagiopeitinho solto embaixo da blusaContos vizinha de 19conto erotico meu padrato bem dortadorcoloquei minha sobrinha de quatro virgemContos eroticos chupando peito casais amigoslotação filhinha sentou no meu colo contos de sexo[email protected]porque.que.depois.que meu namorado chupou os meus peitos eles ficaram com o bico descacandocontos eroticos dominadoras tapasconto dominador pescontos eroticos baixinhaa lenda do negao que morava no mato comia cu de meninocontos eroticos de incesto dormindoContos.encesto.mae.desfila.de.calcinha.pro.filhochantageada contoscontos de putas se chupando ate o orgasmocontos de sobrinhas sem calcinha na igreja sentada no colo do tiocontoseroticospapaiajudando a netinha com dever de casa ninfetaContos bct larga adorooso mrninas na mastubando n causinha toda melada video mobilNovinha e chantageada.contoscontos eroticos orgia nudistavideo porno gostozinha de vestido preto sndo fodida com amae do ladavideornpossdividindo a cama conto biconto erotico meu apelido no colegio e jeguinhocontos de sexo chupadasconto erotico gay coroa dominador castiga viado novinhorelato erotifo meu filho gosa muto nas minhas calcinhascasa dos contos eróticos jogo mamãecontos de i****** f****** minha sobrinhacontos eroticos mulher feiasempre fui safadinha contos fui assistir filme acabei chupandocontos eroticos gay velho mijandochupei os pezinhos da minha irman contos eroticosrelatos coroas defloraçãoconto erotico gay coroa cavalao faz viadinho chorarcontos eroticos escritos lesbicos me dar melzinho.japonesas babys fazendo zoofilacontos minha filha e as coleguinhas tomando leite de minha picacontos sadomasoquista extremoContos inserto com as subriasCont erot a galinhacontos eroticos incesto gay novinho tv a caboconto de filho dano o cu ao padastrocontos eróticos genrocontos eroticos a camareira do hotel me encontrou de pau duro no quartoContos eróticos com jeitinho tirei o cabaço do cuzinho da minha vizinhalouco pela minha prima contoconto erotico o cu da mendinga gostosacontos meu marido descobriu quando cheguei arrombadaConto erotico entre irmoaos de fe