Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CADELA IMPLORANDO

Senhor estava em sua mesa,sentado,trabalhando,todo concentrado . Cheguei de quatro,nua, de coleira,toda manhosa e safada . Senhor sentiu a minha presença,mas fingiu que não viu,me ignorando totalmente . Fiquei lhe olhando,com aquela carinha de piedade,pedindo a sua atenção apenas com o olhar . Estava ali,de quatro,pertinho de ti,esperando,implorando apenas um olhar e nada .



A sua presença,o seu desprezo,me causava um tormento e ao mesmo tempo uma excitação incrível .



Já estava toda molhada,quente...ansiosa,agitada... os minutos passavam e cada vez ficava mais excitada,nervosa,apavorada, submissa .



Senhor sentiu a minha respiração ofegante,soltou um sorriso me olhando...nossa !...fiquei desesperadamente excitada com seu olhar debochado,firme e ao mesmo tempo,sereno,dominador...



Estava toda boba,feliz,inquieta,excitada,nervosa,envergonhada,agitada e safada!..



Uma mistura louca ...Senhor sorriu,desviando o olhar novamente e espichando os pés... (debochado)...rs !.



Na hora olhei e com aquela carinha de cadelinha manhosa,submissa,obediente e servil,já fui implorando para lhe servir de mesinha,apoio para seus pés .



Mas seu olhar estava totalmente para o computador,não viu meu olhar e estava bem concentrado . Fiquei atormentada,excitada demais....o nervosismo já estava me deixando impaciente,inevitável,comecei a tremer...então,resolvi fazer barulho,baixinho,bem baixinho...gemidinho de cadelinha..rss..Senhor ouviu,adorou....estava amando tudo,mas estava disposto a judiar mais e colocar em prova a submissão de seu bichinho . Fingiu,ignorou....não demonstrou nenhuma reação, até o deboche havia sumido . Sua atitude estava me excitando e ao mesmo tempo me deixando impaciente demais . Não teve jeito,já estava totalmente confusa . Então,resolvi gemer mais alto,necessitava a sua atenção e não estava disposta a desistir . Senhor gostava e sabia muito bem me causar aflição . Continuou me ignorando,não manifestou nada,nem um sorriso,nem um suspiro,nem um olhar,nem uma mudança na respiração,nada! . Ah....inevitável..o desespero começou a bater em minha porta...corpo estava tremendo,estava literalmente molhada,encharcada,quente,louca de tesão e de raiva... atormentada,confusa....fiz gracinha,gemi mais alto...nada...absolutamente nada....comecei a pensar em várias coisas...mas estava confusa demais...excitada....não sabia o que fazer,como fazer...respirei fundo e mandei o desespero embora....não podia e não iria perder o controle .. (falso controle,pq nesse momento já estava sem nenhum)..rss..Senhor estava amando aquele desespero todo causado por ti... e estava disposto a torturar muito mais....queria ver até que ponto aguentaria o desprezo,a pressão... Então,depois de muitas tentativas,resolvi falar baixinho,morrendo de medo de lhe incomodar,mas ao mesmo tempo com a consciência pesada por não estar lhe servindo de mesinha....precisava ser útil...estava me sentindo mal,por estar ali sem fazer nada ... com o corpo tremendo,respiração ofegante,pausas na voz,disse baixinho :



- Donoo.... ( aquele jeito manhoso e submisso de pedir atenção.)..



Hum...mas ainda estava pouco.. (maldade )...Senhor nem se mexeu,fingindo não ouvir nada . Estava realmente testando meu limite,minha submissão,meu controle,minha dedicação,minha paciência .



Respirei fundo,com a boca seca,coração disparado,respiração ofegante,corpo tremendo,lhe chamei novamente,baixinho,implorando o seu olhar,a sua atenção :



- Donooo...



Senhor não manifestou nenhuma reação...ai sim,fiquei extremamente nervosa e impaciente..naquela altura,já estava confusa demais....não sabia distinguir o que era maior : o tesão,o tormento,o nervosismo, a raiva, a aflição,a angústia . Senhor percebeu a falta de controle,estava muito excitado com tudo que estava provocando em seu bichinho . Respirei fundo,tentando controlar o máximo aquela aflição....mas a essa altura já tinha me entregado...a respiração estava ofegante demais,o desespero já havia entrado,claro,as lágrimas foram inevitáveis no momento..tentei controlar...que pânico !...implorei novamente,chamei baixinho :



- Donooooooo....



Senhor sorriu,amou....me olhou,com aquele olhar debochado,com aquela voz tranquila , disse :



-Sim,meu bichinho,diga !.



Ah !...naquele momento não sabia o que era "pior",a sua atenção ou o seu desprezo....rs...pq estava excitada demais.....nervosa....tremendo muito,não sabia por onde começar,como falar...estava quase atropelando tudo,quando lhe olhei...aquele olhar,nossa...!..me acalmava e desesperava ao mesmo tempo...que loucura !...respirei fundo...estava com um olhar aflito,desesperado...Senhor sorriu,me olhando de um jeito debochado...me testando....então,disse :



- Por favor,Dono..( a essa altura quase chorando )...



Senhor fez sinal pra respirar fundo e dizer calmamente,sem desespero e pressa..( fácil,não?..rs..debochado mesmo )....



Não podia desesperar,mas já estava desesperada...rss...nesse momento já estava confusa demais...então,num impulso,falei:



- Dono,por favor,permita-me servi-lo de mesinha !



Bonitinho...Senhor adorou,mas ainda sentiu um fio de "controle"...ah....queria provocar mais desespero..agora estava na hora de ver mesmo até onde seu bichinho era capaz de ir..



E com deboche,respondeu :



- Hum,não...acho que vc não está com tanta vontade,melhor ficar quietinha,descansando...



Poxa,que deboche heim....que descansando.....necessitava servi-lo...precisava daquilo....



Nessa altura já estava absolutamente confusa,sem controle,nervosa e excitada demais....respondi:



- Dono,por favor.. (ajoelhada)..imploro,dê permissão a esse bichinho idiota,que sá serve pra te agradar....permita-me servi-lo de mesinha,imploro....



Que aflição,que desespero,que tormento,que maldade !.



Senhor já estava desviando o olhar novamente,quando...



Desespero tomou conta,me cegando,me deixando totalmente nervosa e transtornada,disse :



-Dono,por favor,dê permissão a esse pobre bichinho,que está disposto a lhe agradar,imploro...já estava quase beijando o chão....totalmente sem rumo....chorei...implorei....no chão...pertinho de seus pés,mas sem permissão para tocá-los....chorei muito....implorei,entre choro e soluço.....Senhor resolveu atender o pedido de seu bichinho,com deboche,disse:



-Certo...venha...mas não quero ouvir um choro,um gemido,uma respiração,será que consegue inútil?...nossa !....maldade mesmo...já fui enxugando as lágrimas,respirando fundo,tentando controlar o nervosismo,a excitação...que mistura louca...precisava controlar tudo....tentando controlar,fui pra posição rapidamente ...



Senhor delirou de tesão,quando apoiou seus pés em seu bichinho,sentindo seu corpo tremendo,sua respiração ofegante,seu desespero,sua vontade absurda de tentar controlar,o que a essa altura já estava totalmente,absolutamente sem controle....rs !..mas gostou,sentiu a vontade,a submissão de seu bichinho naquele momento....encolhida,tentando não mexer...( rss.)....totalmente excitada,nervosa,transtornada..



Senhor riu e continuou de onde havia parado,totalmente concentrado no trabalho... ( não sei como conseguia....)..vai ver é por esse e outros motivos que é Dono..rss..tem o controle nas mãos.... ( ai ai ai )...







VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos meu marido pediu pra ficar com outrocontos erotico maridos camaradaDanadinha sapeca contoscontos eróticos porra escorrendo coloco papel higiênico na calcinhamanuela pedreiro contos eroticoscontos eroticos, minha tia e meu cavalo contos eroticos ela não queriacontos chera calcinha de transConto casada com cornopornô compare com a comadre faz ela gozarcontos eróticos marido chega em casa e esposa ta dando pro cunhado e cunhada participandoMinha namorada ela mandou minha cunhada abri bem suas pernas ela disse pra eu tirar o cabaço da buceta da minha cunhada conto eroticoperdi as pregas contosCom sunga sempre fico de barraca armadaconto gay vibrador no cu cabaco eu e minha namorada senpre transamos logo que acordamos contos eróticoscontos erotico fui concertar s torneira da vizinhacontos menage inesperadoContos eroticos amo dar pra cavalosmeto pau duro na boca da tia dormindo sonocontos gay meus tios me comeramcontos gays cheirando pauHistorias de madrinha dando a buceta para o afiliadonamorada deixou cara de pau duro contospai da minha amiguinha mostrou o paumeu filho mete o dedo no meu cu e eu gostoconto sexo amigo do meu marido 2contos eróticos gays cu de bebado nao tem donoContos gay me amaciou a fodercomo eu ia na fazenda novinhanora putacontosdeixei meu sobrinho me ver nua contosO Sítio, O Andarilho e o Marido Feliz! [parte7  contos eroticos beira da estradacontos eróticos de mulheres casadas tirando a virgindade da sobrinha bucetudameu amigo comeu minha muie e minha filha contos eroticoscontos sex minhas filinhas de 5aninhosDesvirginando a sobrinha de 18 anosContos eroticos fui comido na locadora d videos pela travesti pauzudaSobrinhas do prazer contosconto erotico sou viado e vendi meu cuContos.eroticos traindo marido na.sala ao ladoconto banho com tia timidacontos fui faser a obra du meu tio arobei sua mulhercontos eroticos dormindo com minha mae sandraConto erótico assalto em casa marido bi mulher violada crossdressing miudinhatremi todinha dando o cuzinhomenina de calcinha pornoe chiorts curtosConto porno de incesto de padrecomi minha enteada fingindo que tava dormindo de pernas abertas contos 2018contos eroticos o negro me arrombouContos briga de xanascontos eróticos, dominada, enquanto meu noivo jogava futebol tu és meu noivo, menti que ia estudar mas o meu dono agora é elexvideo porno cavalu comedo aeguavou começar com Vanessa bucetabucetas carnudas grandes beicos casadas cornosconto meu marido dirindo sem espoco sentei no colo do meu cunhado conto eu meu filho e meu pai cumemos minha esposa rabudacontos eroticos de meninas novinhas adolecentes transando com homens maduros e bem dotadosConto erotico Gostosoao Sarado familiacontos eróticos com o genroconto de professor dando.o cu por alunoconto eróticos sexo entre família gozando dentro da buceta engravida deleconto erotico a primeira vez com.pirocudo. gay.amigo do meu marido disse q era muito linda conto pornocasada reclamando do vizinho contos eroticoscontos erpticos comi a goticacontos eroticos comi a mulher do pastorContos sou viadinho dos tios e amigos delescontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos cheiro de calcinhacontos eroticos sobrinha dormino bulindo na bucetacontosdeputao sargento me sequestrou e arrombou minha bucetinha virgemvesti as roupa feminina e dei meu rabinhoA amiga da minha irma contos eroticosconto erotico irmão perfeitoinciando rola na casada debaixo calcinhaprimeiro conto de aline a loirinha mais puta e vadiaUni batendo p****** os malhadãofeira conto hetero