Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O INSTRUTOR DE MOTO!

Bem, eu não saio em busca de casos nem aventuras.

Vou relatar aqui um caso que aconteceu e está acontecendo comigo.

Já tenho carta de carro, e nunca pensei em tirar carta de moto. Uma porque sempre tive medo e outra porque nunca pensei em comprar uma moto. Mas precisei comprar uma para trabalhar há dois meses, e como o marido não tem paciência para ensinar tive que recorrer a Auto Escola.

O instrutor não faz o estilo galã, Jude Law nem nada ... é normalzinho. Mas tem o corpo no lugar.

Ele é desses homens, e o oposto do meu marido, que são atencioso, simples, simpáticos, calmos ... E como eu sou casada não ando mais vestida no dia a dia para matar, apesar de ter um corpo bem distribuído em meus 56 kg e 1,67 de altura.

As aulas de moto por aqui são feitas com o instrutor na garupa. Pelo menos as três primeiras. Eu estranhei um pouco mas como a tensão era maior ... agi como se não houvesse ninguém na garupa coladinho em mim. Mas comecei a notar seu cuidado extra comigo, a partir da terceira aula. Ele dá sim atenção aos outros alunos mais adiantados. Mas comigo ele é todo atenção e carinho. Ele põe e tira o capacete de mim, me olhando nos olhos e na boca. Arruma motivos para tocar em mim em lugares estratégicos. Algumas alunas já me apelidaram de “a queridinha do Rodrigo”.

Cheguei a pensar que fosse coisa da minha cabeça. Que ele é assim com todo mundo. Que eu que to maliciando o rapaz. Nisso pra ter certeza eu fiz um teste. Eu chego sempre 40 min antes das aulas por causa do horário do ônibus. E sempre ficava ali na cobertura com outros alunos e instrutores conversando ali. Um dia chego e fico bem afastada, bem no começo da pista, num toldo ... os instrutores não podem sair dali e deixar os alunos, mas ele arrumou um motivo e foi até lá falar comigo. Pra dizer nada ...

Quando ele sentiu que de repente eu estivesse mais “aberta”, começou a me tocar assim, como quem não quer nada. Toca meu rosto, meu cabelo. Toca naquele pedaço de pele entre a calça e a blusinha ... que fica amostra com as calças cintura baixa. Massageia meus braços, meus ombros ...

Dias desses ele veio na garupa como sempre. Mas chegou bem pertinho. Eu sentia as vezes, nas freadas seu queixo bater em meu ombro. E sentia que ele a cada freada achava um jeito de se aproximar mais de mim. Minha respiração ficou ofegante. Acho que ele notou e pensou que fosse por conta das aulas, daí colocou a mão dele na minha cintura bem na parte que a pele fica amostra ... e passou os dedos ali. E de repente fez que ia dar um beliscão mas parou. Daí começou a esfregar o local como se tivesse realmente dado o beliscão e tivesse “sarando” o local. Sinti seus ombros mais pertos de mim, como se ele tivesse todo em cima de mim e senti, senti sim, seu membro rígida. Duro. Másculo e poderoso por cima da calça .... tocando aquela região entre a cintura e o bumbum. Foi nesse dia que ele me abraçou com suas pernas. Ele na garupa apertou suas pernas contra meu corpo. Senti toda sua força. Suas coxas grossas e fortes me apertando ali. Respirei fundo. Pude sentir que minha calcinha estava encharcada de tesão. Isso me constrangeu. Meus mamilos estavam eretos e sensíveis .... o membro dele continuava rígido. E ele pedia para eu acelarar na descida e frear quase que bruscamente, assim o corpo dele tocava o meu sem que ninguém desconfiasse. Minha buceta estava latejando .... fazendo contrações involuntárias .... de tanto tesão. Ele ora me apertava com suas coxas, ora apertava meus ombros com suas mãos másculas, de mecânico, grandes e quadradas .... num dado momento quando elepegava em cada braço um pouco abaixo do ombro, seus dedos tocaram de leve meus seios. Ele segurou bem forte meus braços e senti ele cheirando meus cabelos. Ele pediu para parar, estacionar a moto. Percebi que ele ficou alguns segundo ainda montado na moto, atrás de mim. Quando ele se levantou não pude deixar de olhar ... que havia um delicioso volume dentro das calças, que ele tentava disfarçar de mim e das outras pessoas. Assinei o papel .... estava indo embora quando ele me enlaça deliciosamente na cintura dando tchau.

Tchau! Até amanhã!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


cumemdo o cu da minha cunha dormindopenis torture alargando a uretratravesti amiga da minha tia contoschupando mamilos com sofreguidaonamoradalesbicaConto titio meteu a pica na minha xoxotinha.contos de coroa com novinhoconto erotico dona de casaincesto de filho e mae lua de mel no hotel conto eróticocontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosxvidio louco desejo vizinha mulata sainha mostrandocontos heroticos chupei um pauChupou meu pau sujo contosfanfic contos eróticos estuprada pelo exContos gays meu coroa papai me flagrou cheirando sua cueca.conto heroticom .quero te darContos eroticos mães casadas traindos maridos com os amigos delesconto erotico cheiro de picacontos..... chorei quando uma mulher me chupoucontos eroticos chantageada pelo meu patraoconto de encesto a supresa de mamaeafilhada deita no lado do padrinho e ele passa a mão nela e ela gosta em pornopassando lápis na bucetacontos eróticos comi a mãe do meu amigo dormindomulheres damdo a nisetaminha amiga me comeuComo me tornei a cadela do meu padrato contos eróticoContos eróticos minha prima dica qué seu namorado não dava contaaiaiai vou goza no kct do meu paiCONTOS EROTICOS ESCRAVA SEXUALConto minha irma e um travestifui chantagiada pelo meu amigo de trabalhocomi uma menina na escolacontoseróticosCasa dos contos eroticos larissa minha esposacontos d zoof de ferias na fazenda com meu maridocontos eróticos mulher bebendo porracontos eroticos com a diretora da escolacontos eroticos fui bem fodida feito puta e chingada feito uma vadia pelo meu tioconto minha noiva era viciada em dar o cuzinho antes de ficarmos juntosContos eroticos gratis de as primas que sao namoradascontos porno climaxconto erotico comendo a cunhada dopadacontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidohistorias de meninas que se masturbaram enfiando cenouras no cu e na checacontos eróticos cheirando a bunda de mamãecontos eroticos Juliana a gostosa da academia 2conto erotiy gay iniciaçãocontos gay caminhoneiroconto erótico cunhada evangélica e gordamulher enrabada no banheiro femiininotio bem dotado enchendo o útero da sobrinha de porracontos eroticos homens cavalos e mulheres fogosasconto meu chefe me chupouconto gay sendo estuprado em que a dor é maior que o prazerContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos eroticos casadinha exibicionistaEnchi ela de porra contoscontos eróticos meu filho virou trqvestir mamando na vara feita bezerrinhaContoeroticolesbico, minha tia me comeucontos eróticos de homens que finge ser gay para comer as xaninhasContos era menina dei a bundao tempo em que ele para e diz"essa buceta é minha"sou hetero mas comi meu amigo viado, contos heroticosTennis zelenograd contocontos eroticos reais minha cunhada me seduziu e eu comiespiando o.vizinho contos eroticosconto enfrentando um pau grossocontos eróticos rolando há bomda tinhacontoesposanuacomi o cu do vizinho contoscontos com teens sentando na ro do pri com doze anos