Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PRIMEIRA VEZ QUE PERDI O CABAÇO !

Meu nome é Mariana e tenho 27 anos. Tenho 1,60m, cabelos enrolados e longos, olhos claros e quadril meio largo. Vou contar aqui como foi a minha primeira transa que rolou muito antes de conhecer meu atual noivo. Tudo aconteceu quando eu tinha 19 anos e estudava no Colégio Pedro II da tijuca. Fiquei doente e tive que faltar a prova de biologia e a professora disse que além de mim sá havia faltado um menino da outra turma e que não iria fazer uma nova prova sá para duas pessoas, me disse então que passaria um trabalho de pesquisa e sugeriu que fizessemos juntos. Ela então chamou o tal menino, o Tiago, um menino bem bonitinho mas um pouco barrigudinho, ele quando me viu e soube que iria fazer o trabalho comigo ficou visivelmente feliz. Para quem não sabe o uniforme feminino do Pedro II é uma camisa de botão, saia de prega, sapato e meia. Como eu tenho o quadril largo fico com a saia levemente erguida. No começo eu ia sá com calcinha por baixo, mas depois que notei que na hora de subir pra sala os meninos faziam fila pra ficar olhando por baixo passei a usar um shots por baixo. No recreio então começamos a combinar como faríamos o trabalho e ele ofereceu a casa dele e disse até que a mãe dele iria fazer um super lanche pra gente, então sabendo que os pais deles estariam em casa eu aceitei. No sábado que foi o dia que haviamos marcado eu fui para a casa dele que não era muito longe da escola, eu disse para minha mãe que estaria fazendo o trabalho na biblioteca e ela deixou normalmente. Era uma casa humilde de poucos cômodos, o pai dele estava em casa mas estava ocupado com uma papelada do trabalho, a mãe dele não estava que segundo ele saiu pra comprar as coisas do lanche. Fomos ao quarto dele e como estava um calor absurdo ele tirou a camisa, tinha um peito já meio cabeludo e uma barriga meio saliente. Eu estava com o uniforme do colégio pois minha mãe não iria acreditar em mim se eu fosse com uma roupa comum, mas meio na pressa acabei de esquecer de por o shorts por baixo e estava sá com a calcinha. Sentamos no chão práximos a uma mesa de centro onde estavam vários livros e revistas, eu comecei a folhea-los enquanto ele ia ficando bem perto de mim, ao ponto de ficar passando o peito no meu braço. Ele então diz que iria pegar água e sai, quando volta está usando apenas um shorts de pijama, bem curto e de pano finíssimo, traz tbm 2 copos de coca. Sentou ao meu lado e vi um volume mto grande por baixo do short, como era muito fino dava pra ver o formato inteiro. Parecia estar bem dura e as vezes dava uns pulos dentro da calça. Mesmo sem conhecer comecei a sentir minha calcinha molhada e ficava com um olho nos livros e outro no volume. Fui então pegar a coca na mão dele mas como o copo estava molhado ele deixou escorregar na minha blusa, me dando um banho de coca. Ele foi pegar uma toalha, mas não teve jeito tive que tirar a camisa e ficar sá com o top. O volume da calça dele cresceu mais ainda, modestia parte sou bem servida de bustos. Ele então ficou mto colado em mim, toda hora esfregando o peito dele no meu braço, ou fingindo que iria pegar a borracha e esbarava com o cutuvelo nos meus peitos. Teve uma hora que olhei bem pro shorts dele e percebi que a ponta do pau dele tava meio pra fora saindo pelo lado, estava super vermelha e grande, nessa hora senti uma dor na xana e quando vi era ele que tinha colocado a mão por dentro da saia e apertou por cima da calcinha. Ele sussurou no meu ouvido o como minha xana tava umida e quentinha, com a outra mão ele pos o pau pra fora e vi que não era muito grande mas um pouco grosso, sua cabecinha já estva toda babada. Fiquei paralisada, fui totalmente dominada, era uma sensação muito gostosa e eu não sabia o que fazer, achei melhor então deixar ele guiar pois parecia mais experiente. Então ele colocou a mão por dentro da calcinha e começou a me masturbar de um jeito que nem eu fazia, comecei a gemer mto nessa hora, ele pediu para que deitássemos na cama e fechou a porta. Veio até mim, levantou minha saia e tirou minha calcinha que estava toda melecada. Abrou minhas pernas delicadamente e disse que iria me fazer gosar, caiu então de boca na minha xana. Foi a sensação mais gostosa que havia sentido até aquele momento, sua língua passeava no meu clítoris e seu dedos ia fazendo vai e vem no meu cú. De repente meu corpo inteiro começou a tremer e soltei um baita urro, com as mãos pressionei a cabeça dele contra mim e gosei mto, parecia que estava fazendo xixi. Ele se levantou com a cara toda melada e veio me beija, lambi cada gota da cara dele e senti o eu gosto. Ele foi me ajeitando na cama de modo que minha xana ficasse na beirada da cama, ele ficou de pé e pos minhas pernas nos ombros dele, meio que deitou em cima de mim e me senti ficar toda aberta. Disse que agora era a vez dele de gosar. Apontou a cabeça do pau na entrada da minha xana e ficou fazendo de vai e vem, foi enfiando devagar e a sensação era de estar sendo rasgada literalmente. Eu abria cada vez mais as pernas para doer menos, e enfim ele chegou no hímem, mas acho que ele nem percebeu, com um movimento bem forte enfiou o resto do pau até o talo. Dei um grito de dor e comecei a chorar, minha vista escureceu e quase desmaiei. A dor foi passando e comecei a sentir prazer, ele estava metendo igual a um alucinado, forte e bem rápido. Comecei então a rebolar e ficou ainda mais gostoso. Um tempinho depois ele fincou bem forte e gosou mto dentro de mim, caindo meio desmaiado ao meu lado. Ainda deitada peguei um espelho pequeno que tinha na cabeceira da cama e olhei pra ver como ficou minha xana, a porra estava transbordando e estava meio aberta ainda, não havia sangue, meio distraida peguei a porra com a mão e levei na boca, no começo achei estranho mas fui gostando, peguei tudo que saiu e tomei sem cerimonia (ai nasceu meu vicio por tomar porra). Vi que do pau dele ainda tinha um pouco, abocanhei e tirei o resto que tinha, sá que eu queria mais, e fiquei chupando o pau dele pra ver se ficava duro de novo e sairia mais porra, fiquei uns 19 mins sem sucesso, foi quando fui tentar mudar de posição e esbarrei no cú dele, na hora ele deu um suspiro meio estranho, comecei então a ralar o dedo nele e vi que o pau dele reagia dando pequenos pulos. Passei então a chupar o pau dele enfiando o dedo no cú dele assim como ele havia feito comigo, enfiei o dedo do meio e fazia vai e vem. O pau dele ficou durinho de novo e ele gemia bem mais do que quando me comeu. Ele então começou a pedir mais forte e coloquei mais um dedo no cú dele, senti seu pau latejar e dei uma fincada bem funda com o meu dedo no cú, ele gosou rios de porra, não coube tudo na minha boca mas eu peguei toda a gota eu escorreu sem desperdiçar nada. Ele então deu um último suspiro e se virou de lado mto mole, quando me levantei pra ir ao banheiro vi o pai dele na porta com o pau pra fora tocando uma, não disse nada, tocou até gosar o chão todo e ir embora, eu é claro lambi tudo que tinha saido. Tomei banho e fui embora, voltei para a biblioteca do colegio e terminei a pesquisa sozinha. Depois daquilo nos encontravamos todos os dias no banheiro pra eu chupar ele com direito a dedinho no cú e eu tomava a porra dele come se fosse chocolate, ele chegava a se masturbar em casa, gosar em um copo e levar para eu tomar. Nunca mais transamos. Eu sá iria transa de novo nas férias que conto depois em outro conto. Espero que tenham gostado, conforme tomo coragem conto mais da vida sexual que levo com meu noivo e como fui na adolescência. bjos a todas!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


esposa safada de biquini na farracontos chantageada pelo genro e pela filhacontos minha mae gravida de baby doll me chupandocomentário de. mulher que ja a buceta pro donzeloconto erotico pedi e minha mulher fez massagem emminha bundaconto erotico minha irma fedorentapauzao do papai contocontos eroticos gays no cinemaconto erotico bem picantecontos eroticos com faxineiras madurasfui comida feito puta e chingada de vadiacontos novinha rabuda deu p paividio muher trasa com homen com pido pequenomknha tia pediu pra passar protetor solar contos contos eróticos angolanoContos porno minha namorada mi engañocontos eroticos de manha dava pro meu sogro e a noite pro meu maridoContos eróticos amiga da minha mae me tirou a virgindadecontos eroticos de incesto: sou cadelinha do meu filho 2contoseroticos abrindo o bucetao da cunhad e atolandoa te os ovosporno contoeróticos papaigostosãoconto gay dando na apostacomi minha mae dormindo casa dos contossó não doidão priminha gostosapôrno pima maveliaconto erotico na lagoa com a familiavelho zinho tarado contoscontos de uma putacontos eróticos meu tio comeu a minha namorada escondido conto erotico viadinho no sitio de shortinho e calcinhaContos de putas safadasContos esposinha santacontos eroticos maridos cherando escondido a calcinha da esposacontos eroticos cu maconheiraconto toplesscontos coroas terceira idadeconto guarda roupa da lingeriecontos eroticos dentista coroa casada tarada por sexocontos de incesto dez anosconto erotico da cunhada pegando no paucomendo minha irmazinhano escuro.com/videopornô de sogra saladaContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas gostosas dormindocontos meu marido da pica pequenacasado dei meu cu para visinhoContos eroticos de incesto fudendo o cu das minhas gemeas mais velhas com cacetaoContos gay de calcinhavídeos de sexo com mulher da b***** bem chorona e o cubo empinadinho bem durinhocasa dos contos ejaculaçao precocesexo no arpoador conto eroticoBuceta cabeluda em contosTennis zelenograd contocontos fui brincar amoite de esconde esconde e dei o cu pra todos mulequesContos minha mulher mandando eu engolir porrauma safada dorme cm o filho gay ela de calcinhacontos hot festa no iateconto eroticos vendo a foder minha irma no papai betinhachupei a rola grande casada contoainda havia dor mamilo grande e pontudo vídeo pornôdepois de casado entrei na piroca grossa e viciei contoscomeram minha maefui trabalhar e meu marido usou minha calcinha fio dental contosporno doido mulher durmindo com abumdas pra foracomendo o c* gostoso bronzeadinha e g************* de uma r*****conto meu cunhado cacetudo me arrombou toda fiquei toda suadalouca por pica.contoscontos incesto minha filha fazendo fisting em mimhomens velho gay contosvontos eroticos maduras a piça gg do meu sogrocontos mulher coloca silicone no peito e na bunda para ficar gostosaconto erotico real no dia que comi minha avo biologicaSou casada mas bebi porro de outra cara contosconto.erotico.tia.sogra.cunhadacache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html conto erotico mae tarada pelos dois filho eo marido pegacontos eroticos sendo.chantageada pelo porteirocontos er senta devagarcontos erroticos edtrupos e fodas doloridadcontos eroticos vizinha novinha ecuriosaconto de comi o cuzinho da minha neta com a pica grandeConto eu loirinha sendo encoxada por papaienchi o cuzinho da travesti contoscontos eroticos arronbaro e enfiarao tres paus de uma so ves na minha esposa na minha frente e ela adoroucontos eróticos sobre irmã bucetudacasa conto - espianho o namorado da amigavirei puta assumida eu confessoum vagabundo me enrabou contos eróticosconto erotico punheta entre manos heterocontos arrombando casadacontos herticos eu i meu pai ele me chupou enquanto dormiatesudas contozoofilia em canilconto erotico iniciada por meu tiocontos eróticos pastor compadre d*********** a virgemSou casada fodida contocontos eróticos esposas traduzidas na minha frenteContos freira tarada