Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A PUTA DA MINHA CUNHADA

Tudo começou numa manha de domingo do mês de março.

Fomos para o sítio da minha sogra, eu, minha namorada, meu cunhado e a sua namorada, o nome dela é Kelly.

Kelly é aquele tipo de mulher conhecida como a falsa magra e adora usar roupas que deixam seu corpo a mostra, já flagrei diversas vezes as calcinhas minúsculas que ela usa.

Neste domingo quando chegamos da pescaria, eu fui tomar banho e quando estava no meio do banho ela sem querer abriu a porta, e me vendo lá dentro fechou-a imediatamente. Quando chegou a noite fomos dormir e lá pras 2 da manhã levantei pra tomar água enquanto estava na cozinha, senti que alguém estava andando pela casa, quando me virei vi a Kelly sá de tanguinha andando pela casa, fiquei de pau duro na hora, aí ela veio a te mim e perguntou tem mais água aí?

Respondi que sim e dei meu copo a ela, depois disso ela olhou pra mim e perguntou: esse pau duro é por minha causa? Eu disse que sim e ela colocou a mão por cima da minha bermuda e começou a alisar meu pinto. Eu já estava doido de vontade de comer ela e tirei me pau pra fora, ela se ajoelhou e começou a chupar meu pinto, ali mesmo na cozinha. Ela chupava bem demais, enfiava o pau inteiro na boca passava a língua na cabeça, chupou o saco e tudo mais. Depois de chupar fomos pro sofá da sala e tirei a calcinha e vi aquela buceta com os pelos bem aparadinhos e quando fui por naquela buceta gostosa, ela me disse: faz quietinho que é pro corno do Carlos não acordar. Aquilo me deixava louco, eu pus a cabeça do pinto enterrei o pinto nela, ela na hora deu um gemido abafado e disse assim pra mim: depois quero dar o cú também viu. Eu fazia movimentos rápidos mas com muito cuidado pra não acordar ninguém. Ela fazia uma cara de puta e dizia assim no meu ouvido: “ o corno do Carlos ta lá dormindo e você ta aqui me comendo seu safado”, eu ficava louco e comi ela com gosto. Depois quando gozei, ela falou assim: pode subir esse pau de novo que eu quero ele na minha bunda ainda.

Quando ela disse isso eu tive uma ereção na hora e deitei ela de bruço no sofá e fiquei olhando pra aquela bunda linda, cuspi no cuzinho dela umas 3 vezes e fui colocando o pau naquela bunda gostosa, quando a cabeça entrou, ela ameaçou dar um gritinho, mas ficou quietinha, aí eu atolei o pau até o fim naquela bunda linda, ela ficou deitada no sofá de bruço e eu deitado em cima dela e comecei a bombar naquele cú, ela colocou o cabelo de lado e me pediu um beijo na boca, eu fiquei beijando aquela boquinha linda e com o pau atolado no cuzinho dela. Depois de uns 5 minutos eu gozei no cú daquela vagabunda, e quando saí de cima dela, ela rapidamente vestiu a calcinha e foi pro banheiro. Eu voltei pra cama e fui dormir, e de manhã cedo fomos todos tomar café, e ela tava no maior amor com o Carlos, e de vez em quando, me olhava e dava um sorrizinho bem sem vergonha.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


minha filhacontos tava dormindo e eu comi elaArrombei meu amigo - contosexo molhe querendo sexo iumarido vai joga bolaContos gay com cunhadocontos metendo na tiagaroto vou gozar enchi de porra gay contocontos encoxando mulher do amigoeuconfessomulher de meu irmaocontos eroticos comendo mulhers deficientrVoltei gozada pro meu corninho contoContos eroticos anciãs casadas e maridos cornosContoseroticosdesolteiraspunhetabdo no hospitalContos gay me iludiu e me comeuencostei o braco na buceta da cunhada contospodendo com a sograconto gay meu sobrinho júnioro negao estripou a velha puta contoconto erotico viadinho de shortinho e calcinha no witiomeu sogro me pegou de jeito pornocontos de safadas com padastroscontos eróticos na cada de um casal de amigos homem deixar você anda mulher toda arreganhada tanto transarconto de botei a novinha pra chora com a pica grande no cumeu,vizinho mais velho me lambeuamigas pegao mendigo na rua da banho e depois/punheta/eleconto meu amigo me ensinou come o cuzinho da minha filinha pequenacontos velho comendo novinha casadaconto de mulheres casadas evangélicacontopaugrandeCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA ESconto erotico amiga nao sei como aguentei 26 cm de pirocao do magrelinhconto erótico de mulher traindo marido com amigo taradoconto menina gostou do leitinhocavalogozou forte na boceta da safadaConto porno marido repartindo a mulher com cachorro de rua zoocontos eroticos incesto vovô e titio me fuderamconto erótico lésbica humilhada puta tratadaeu sou casada e amo zoofiliacontoseroticosbvcontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigoconto emrabada casada nao pelo marido sim p amanteContos de enteada rabuda e provocanteContos lesbicos com cunhadinhasconto erotico na orgia com sogroConto pronto se ele me e grávidas se dava o cu a ele na moto contos eróticoseu e meu marido fomos estrupados conto eroticoporno.muller.estedendo.roupa.no.varalcontos na garupa da motorelato erotico meu filho gosa nas calcinha minhasContos eroticos mães casadas traindos maridos com os amigos delesconto minha noiva era viciada em dar o cuzinho antes de ficarmos juntospuxou minha calcinha de lado e meteu ate o talo na minha boceta contoscontos eroticos fui leva a gostosa da cumade beba na casa delacontos eróticos fode direitocontos veridico acho que o garoto comeu minha mulher a patriciasou casada meu visinho novinho e. Lindo contosContos garotinho chorou na rola do pedreirocontos fotos esperimentando rolaContos eroticos anciãs casadas e maridos cornoscontos de afilhadacomeu a mae a forcavestida de caipira sem calcinhaEnchi ela de porra contosContos eroticos esposa novinha com marido e amigo pintudocontos meu pai me seduziuguado o cavalo tramza a rola dele fica detro da eguamulheres peitudas contos eroticoscasada chantageada e submetida aos limites contos eroticoscontos erotico estrupando sogra