Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O FLAGRA DE PAPAI

Oi, eu sou o Wallisson e, no meu primeiro conto, "A bundinha do meu irmão caçula é uma tentação", contei como meu irmão Nicolas e eu começamos a transar. Pois bem: depois daquele dia, meu vício era comer o Nicolas. Aquela bundinha, modelada naquela cuequinha branca deixava qualquer um maluco. Até o Nicolas completar 19 anos, transávamos tranquilamente: toda noite aquele moleque cavalgava no meu cacete e me deixava louco!

No entanto, nosso pai, Edivaldo, começou a desconfiar, pois nos olhava de um jeito estranho, como se medindo nossas ações. Papai, apesar de já estar com quase 40 anos, era uma TEN-TA-ÇÃO! Alto, cabelos pretos, lisos, com alguns charmososo fios brancos; barriga deliciosamente definida e um sorriso cativante, além daqueles pelos na medida certa. Várias vezes me imaginei chupando a vara do papai.

Uma certa tarde, o Nicolas, para me provocar, colocou uma cueca em estilo tanga, preta, bem cavada, e começou a rebolar pela casa: parou na minha frente e logo o puxei para o meu colo. Dei uns belos tapas naquela bunda, até ela ficar vermelha, enquanto beijava aquele gatinho branquinho e durinho. Meu pau já estava um tora de tão duro! Levei o Nicolas para o nosso quarto e decidi comê-lo na posição que eu mais gostava: cavalgada! Sá que a cuequinha estava tão sexy, que eu apenas a afastei do cuzinho do moleque e mandei ver.

- Ai, mano! Tá uma delícia! Mete no meu cuziznho!

- Você quer vara nesse cu, moleque?

- Quero!

- O que você quer?

- A tua vara, mano!

A transa estava tão louca que não percebemos nosso pai chegar e nos observar transando pela porta. Quando dei por mim, fiquei pálido:

- Pai!!

O Nicolas se assustou, mas não saiu do meu colo; e a minha vara continuava enterrada naquele cuzinho quentinho.

- Calma, pai, eu posso explicar. - disse eu.

- Explicar o quê, Wallisson? Que você está enfiando essa sua vara no cu do teu irmão de doze anos?

- Bem... eu...

- E que seu irmão tá urrando como uma puta, uma cadela no cio, e que o cu dele está engolindo sua vara loucamente.

- Papaizinho - disse o Nicolas com uma voz quase débil - Eu... o Wallisson...

- Você é uma putinha, Nicolas! Uma PUTA! Um viadinho! - papai gritou isso e ficou com um brilho estranho no olhar. Foi se aproximando de nás, lentamente, enquanto tirava a camisa, a calça e ficava apenas com uma deliciosa cueca boxer vermelha. - Eu já saquei há muito tempo que vocês dois estão de putaria! Que o Wallisson te enraba e você gosta!

Papai chegou bem práximo e colocou o dedo na boca do Nicolas:

- É de vara que você gosta, filhote, é?

- É, papai! Eu adoro a vara do meu irmãozinho!

Papai virou-se para mim, também colocou o dedo em minha boca e disse:

- O cu do teu irmão é gostoso?

- Melhor que uma buceta, papai!

- Então vamos ver!

Papai disse isso e tirou sua vara monumental para fora, cheia de veias. Ordenou que Nicolas e eu o mamássemos juntos. Meu maninho e eu disputávamos com nossa língua cada pedaço daquela vara deliciosa: Nicolas se demorava nas bolas e eu naquela glande, quase um sorvete!

- Chupem, meus meninos! Chupem a vara do papai! Eu vou dar a vocês o leitinhos que vocês precisam!

Papai gozou fartamente em nossa cara, mas não parou por aí: deitou o Nicolas na cama, de barriga para cima e me ordenou que colocasse meu pinto na boca do meu irmãozinho.

- Chupa o teu maninho, meu viadinho branquinho.

Enquanto o Nicolas me chupava, o papai tirou a cuequinha do meu irmão e começou a lamber vigorosamente o cuzinho branco e apertadinho do meu maninho.

Nicolas soltava uns gemidos, principalmente quando papai dava mordiscadas nas nádegas dele e dizia:

- Que cu gostoso, meu garotinho! Vou comer o cuzinho do meu filhinho putinha! DO meu caçulinha viadinho!

Depois da sessão de linguada, papai me disse para deitar de barriga para cima e, enquanto o Nicolas chupava meu pau, era eu quem recebia a língua de papai no meu cuzinho ruivo. Ao perceber que meu pau estava mais duro que uma rocha, papai ordenou ao Nicolas que enfiasse aquele cu no meu cacete.

Enquanto eu comia o Nicolas, papai veio por trás e enterrou a vara dele com tudo no pau do garoto:

- Vai aguentar as duas varas no teu cu pra provar que gosta de pau, meu filhote!

Nicolas dava urros que NÃO eram de dor, mas sim de PRAZER! As bolas de papai batiam na bunda do maninho e fazim m barulho delicioso! Eu também mexia meu pau e o Nicolas revirava os olhinhos! O Nicolas gozou sem tocar no pau. E a minha porra e a de papai se misturaram do cu dele. Depois disso, papai desenterrou o Nicolas de nossos paus e limpou o cuzinho dele por meio de linguadas.

Tomamos banhos juntos e, no banheiro, nos beijamos, os três, loucamente. A língua de papai é deliciosa.

- Meus dois garotos, minhas duas putinhas! VOu vomer vocês todo dia!

Naquela noite, enquanto Nicolas dormia, apesar de não gostar de ser passivo, implorei para papai comer meu cu, o que ele atendeu prontamente. Ele me colocou de quatro e batia na minha bunda com uma força descomunal.

A tara ficou tão forte que, pouco tempo depois, papai se separou de mamãe e ficou com a nossa guarda. Mas o que ele guarda muito bem é os nossos cuzinhos, especialemente o do Nicolas que, tempos depois, provou que era a puta da casa. Mas isso fica para outro conto...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


mim mastrudo dia sou mulhe contoscontos pedi meu cabaco para um velhocontos gay brincadeira de luta comi meu irmãozinhozoofilia bruda com mininasamigocome casal conto eroticofodas de esposas q gostam de ser curradascontos eroticosfudendo bucetinhas de dez anosconto erotico funk perdi tive varioscontos/ morena com rabo fogosoconto erotico gay com cunhado velho coroa grisalhoconto sexo menino dando por dinheirocontos erotico d fui dormi so d calçinha com papai me ferreicontos eróticos Maringá Paranácontos eróticos dopando meu sobrinho gay dormindoso alisandu abuceta cheia de tesao pra gosa contos eroticos sexo com minha empregada de vestido curtinhoeu quero a mulher da b******* grande de fio dental na regata do c* da bundonacontos de meninos gays q perderam q deram para dotoda amigo tii prinocoroa da buceta griluda espirando poro logeconto gay erotico o pedro me comeucontos porno esposas estuprados submissosmenina assanhada contoscontos velha casada fudendofoto de xoxota de mulher pequeninihacontos mulher madura safada na farmáciaConto Gay era gostoso pirocudo o tesao fanilia negro bundacontos tudo enfiado no cuconto erótico Aproveitei que minha sogra estava dormindo meu pênis grosso nelacasada aguentando um pau enormecomo cariciar meu priquito sozinhaconto erotico sou louca pelo meu irmãocontos de coroa com novinhovideos de palmadas fortes na buceta e na bunda peladaconto erotico comerao meu cu enquanto eu dormiacontoseroticospapaiContos eroticos gozando na boca do tio carloscontos eróticos troca troca meninoso inquilini tarado conto gaycom doze aninhos estrei na vara contos eróticos gaycontos eroticos dei pra dois caras no cinema e depois um travesticontos eroticos mae chuvacontos eróticos "peladinho" sobrinhoSou casada fodida contocontos eroticos esposa me deuloira casada malho e adoro negao contosconto erodico de entiada evangelicaconto erotico meu amigo hetero deixou eu chupar o pai delefui cuidar de um menino dei o cu casada crente contosconto erotico espiando minha hirmå raspando a jojotasafadinha dava ocupado na escola contos eróticoscontos erotico gay fofinho dengosoxvideos minha matrasdo nu meu quato sexocontos eroticos enquanto eu como o cusinho da minha ex minha atual mulher chupa a bucetinha preta delaxcontos eroticos.com casada gostosona deficientevideo de porno o cara foi concerta o icanamento e comel elaminhamulhere meucachorrocontos eroticos viadocontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigocontos eroticos comecei no matocontos eróticos casadas safadascontos eroticos comi a caixa do supermercadocontos eroticos minha esposa minha cunhada e euchupando pintaooofiquei com o marido de minha amiga com aprovação dela contos.eroticoscontos eroticos festacontos eróticos com mulher carentecontos eróticos brincando na piscinaContos erótico eu casada dando na pescariaconto banho com a namorada na academiaduas mulher do Jordão baixo chupando b*****Conto dei omeu cuzinho para un gurizinho do colegiotetudas sogras ninfentas contospadrato cobrou a novinha para ir a festacontos erotico gay primo transou com primorasgada contos eróticosMulher trepano so com caralhudoscontos eróticos com senhor de idade com rapazcontos de corno. bipassivosaiaiai vou goza no kct do meu paiconto erótico de mendingo