Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHAS FERIAS COMO ESCRAVO

Ola, tenho 25 anos e vou relatar como foi minha primeira semana como escravo submisso. Depois de meses procurando alguem que topasse ser meu dono conheci alex pela internet, ele tinha 35 anos, 1,95 de altura, branco, pica de 23 cm, branco e lutador de boxer e disse que ja havia tido um escravo mas que ele teve que se mudar pra outra cidade mas que aceitaria ser meu dono se eu aceitasse submissao total, seriam as regras dele, do jeito dele e eu nao poderia fugir até porque ele nao deixaria.

Moro em Cachoeiro de Itapemirim no ES e alex em MG. Topei o convite entrei de ferias e fui para BH e ele foi me buscar na rodoviaria e eu ja me excitei quando avistei aquele macho que seria meu dono.

Estendi a mão para cumprimenta-lo e ele disse, cala a boca escravo aki voce sá fala quando eu mandar e me chame somente de Senhor e eu respondi sim senhor e ele olhou pra mim e disse eu nao mandei voce falar, ja tem uma puniçao por sua insolencia, foi quando eu comecei a ficar tenso, em silencio entramos no carro e seguimos ate a casa dele.

Chegando la ele mandou eu colocar as minhas coisas num quartinho e ir para outro quarto e vestir o que ele tinha separado pra mim, uma calcinha vermelha, uma coleira, somente isso mais nada e mandou eu ir ate a sala de 4, fui chegando la ele mandou que eu me virasse de costar pra ele e sentou 5 chibatadas nas minha costas ele disse que era por eu ter falado sem permissao, nesse momento me apavorei e nao acreditei no que eu estava fazendo e no que estava acontecendo comigo.

Ele disse que eu deveria obedecer as seguintes regras:



1- Sá falaria se ele autorizasse.

2- Serviria a ele, lavando, passando, cozinhando.

3- Poderia ficar de pé apenas para os serviços domesticos.

4- Nunca deveria aborrece-lo com pedido de nada ou ele ficaria muito mais furioso do que 5 chibatadas.

5- Sá poderia beber e comer o que e quando ele desse.



Balancei a cabeça concordando, entao ele mandou eu fritar uma carne que estava na geladeira e pegasse uma cerveja pra ele, assim o fiz ele tirou o sapato e mandou eu limpa lo com a lingua e depois tirei as meias com os dentes e fiz uma massagem com a boca no pe dele ate deixa lo completamente limpo.

Ele retirou a bermuda e a cueca e mandou que eu o chupasse sem encostar os dentes mas num dado momento sem querer eu encostei os dentes naquele pau enorme que mal cabia na minha boca, pronto eu ia me arrepender amargamente, ele retirou o pau da minha boca, deu um tapa na minha cara e dois chutes, eu pedi perdao e ele disse que nao havia autorizado que eu falasse e que foram dois erros e ele estava aborrecido, assim foi me chutando até o quarto que mais parecia uma masmorra, com cavaletes, cordas, chicotes, fios, consolos de todos os tamanhos, ele me pegou pelos cabelos e me jogou sobre a cama, amarrou fortemente meus braços e pernas, rasgou minha calcinha, passou a mao na chibata e deu a primeira, eu gritei ele entao pegou a cueca suja dele que estava na sala, colocou na minha boca e passou fita adesiva assim como tambem vendo meus olhos.

Eu ja estava apavorado, mas nao tinha como voltar atras, ele entao deu umas 20 chibatadas que zu niam no ar e parecia que cortava minha pele e ele ia me chamando de puta, de vermezinho insolente e que ia me ensinar como ser um escravo descente.

Quando ele cansou de me bater ele começou a brincar com minha bunda disse que primeiro arrombaria com o pau e depois me rasgaria no meio, entao meteu o pau de uma so vez me bombando como um animal no cio pareci que ia me regaçar, quando ele gozou retirou a mordaça de mim e eu achei que ele me soltaria mas ledo engano, colocou o pau na minha boca e começou a mijar me fazendo engolir e dizendo que eu nao deveria deixar cair nem uma gota e eu bebi tudo como se sugasse agua de uma mangueira, e fui novamente amordaçado.

Ele resolveu começar a me dilatar colocando um grosso consolo no cu que mais parecia do tamanho de um braço me rasgando mais um pouco, ele entao ligou uma toma em um fio com duas pontas desencapadas e começou uma sessão de choques dolorosas que durou uns 20 minutos e entao eu ja estava arrependido de estar ali, depois me retirou da cama e me amarrou numa especie de cavalete me deixando meio de 4 e ali colocou um consolo novamente e saiu...... Voltando 2 horas depois e eu ja estava quase perdendo a consciencia.

Na volta ele mandou eu tomar banho e dormir que o dia seguinte seria cheio....... Continua.......



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


crente traiu.contoscontos eroticosmeu namorado me encoxando camisinhadei a bunda para o torcedor contos"limpa o pau do seu macho"Contos de Capachos e submissos de garotasbuceta suja contobranquinha magrinha de cabelos caracolado danadinhapatroascontoscontos eroticos da evangelica escravaContos gays a jeba enorme do velho caseiro de vovó rebentou meu cu.estudando com contos eroticoscontos eroticos comi minha vizinha ninfetinhaa forçawww.xvideo.com puta zinhamenina sapeca esperou a tia sai e foi bulina com o tioconto erotico funkeiro chupando novinha no funkcontos eróticos de upskirt em escoteiracontos eroticos esposa rabuda enrabada pelos bandidosContos eroticos mae e filhos numa festa peladosestuprada na lanchonete contosnaturismo contoscasa dos contos minha mulher a puta.do.predioSou casada Minhas filhas me viram sendo fodida contoPorque o homem casado tem mais chanci de fuder na cumhadar de quer os outros homens e porque.Meu marido comeu a minha filhadepois do anus e da vagina tem outraentrada pro penis entrar?Contos esposa do meu irmãoSou casada fodida contoliberei marido sair outrascontos gay pique escondeChupei Contosbalada com meu irmão conto eroticoquero ver contos eróticos de garoto com a pica enorme come garota nova e madameContos erotico com equilina da minha patroao caipira xontos eróticos gaycontos eroticos reais de mulheres casadas crente que ja enfio o pepino no.cucontos Tripla penetração dois na buceta um no cu meu buraquinho guloso no teu pauwwwcontos eróticos garotas de programaver o cuzinho da roseliencoxando gorda conto etoticocontos eroticos festa no cu da menininhaConto sou uma vagabunda com fotoscontos eroticos meu alunocontos dando o rabo pra passar de anoconto estuprando meu sobrinho gaycontos eroticos dei sonifero pra minha irmacontos filha peituda provoca seu pai de baby doll ele fudeu elacontos eroticos fudendo a mae travesticontos carona q virei cornocontos eroticos quanto vi aquele pau mostruoso o meu cu piscocontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandroscontos gays seu tiaoconto erotico minha mim deixado de castigodeixo penetrar sem camisinhanao vou aguentar tudoconto eroticoContos eroticos fodendo a mãe dormindocontos gay com moto táxicontoerotico quase corri negrinho caralhudoComi o cu da paulistinha contoscontos eróticos, dominada, enquanto meu noivo jogava futebol tu és meu noivo, menti que ia estudar mas o meu dono agora é eleDesvirginando a sobrinha de 18 anosminha prima malcriada contoMeu+irmão+arrombou+meu+cu+a força+conto+eroticocontos eroticos exibindo pra piralhoscontos de coroa com novinhocontos ela sentou no meu colo sem calcinhamelhor amigo do meu filho part 3contos eróticos tio tarado me botou no coloconto erótico heterossexual. pau preto e grosso na cona e no meu cu.Conto cdzinha viagem a portugal com minha irma perdi minhas roupasnoite maravilhosa com a cunhada casada contosassalto virou incesto c. eroticocontos eroticos me emrrabaram no escuro da barraca ao lado d maridocontos amigo dorme em casa esposaxvideos esposafas gosaso coma línguaconto erótico gay caseiroContos eroticos paguei o táxi e o aluguel irmão seirando calcinhapeoes de rodeio batendo punheta escondidoconto erotico siririca enfiandoquero uma menina cabelos longos escuros deitada na piscinaquero o pauzão dele no meu cu amor agora fica olhando contoscontos eroticos no acampamento