Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

IRMÃ MAIS NOVA

Minha irmã tem 19 anos e eu tenho 27.

Vou contar uma histária real que aconteceu há alguns meses atrás.

O pessoal cá de casa estava para fora. Iam passar 2 dias fora da cidade e eu fiquei sozinho com a Lúcia. A Lúcia é bonita. Tem um corpo bem bacana. É alta, magra, e tem um bom peito.

Nunca a tinha visto como mulher, mas nesta altura as coisas mudaram.



Fiquei responsável por tratar do que fosse necessário enquanto os pais estavam fora.

No sábado à noite, fomos buscar uma pizza. Almoçamos na cozinha e depois fomos pra sala. A Lúcia estava a usar uma camisa de dormir. Deitou-se no sofá e eu deitei-me ao lado.



Enquanto víamos tv, fiquei a apreciar as suas pernas. Desde pequena que sempre a vi como a mana mais nova, mas agora quando vi aquelas pernas perto de mim, vi que ela está uma verdadeira mulher.



Quis aproximar-me, mas para disfarçar, voltei à cozinha para trazer água, e voltei para me sentar mais perto dela. Sentei-me ao lado, e pousei a mão a tocar nas suas pernas. Ela não notou qualquer intenção, e ficamos ali durante algum tempo a ver TV.



Fiquei duro... O tempo foi passando e o tesão estava sempre lá. A água estava mais perto de mim e quando a Lúcia me pediu água, levantei-me para lhe dar o copo e ela percebeu que estava duro. Olhou para o volume das minhas calças... Em silêncio, mas apartir desse momento percebeu alguma coisa...

Em poucos minutos mexeu-se... Penso que foi propositado. Consegui ver a calcinha branca que estava a usar.

Ao mexer-se, a minha mão deslizou nas suas coxas. Enquanto ali estivemos ela mexeu-se várias vezes e pude ver a sua calcinha mais do que uma vez.

Algum tempo depois, ela quis beber água, mas em vez de me pedir, levantou-se, e passou por mim, tocando-me devagar com a sua perna. Inclinou-se para a frente, virando a bundinha para mim enquanto bebia água.



Durante a tarde nada mais aconteceu. Saímos e à noite voltamos.



à noite voltamos a jantar em casa. No final fui para a sala, e pouco depois, ela volta com uma camisa de noite, e deita-se no sofá junto a mim. Perguntou quando os nossos pais voltavam.

Disse-lhe que sá no dia seguinte. Estavamos sozinhos...

Perguntei-lhe se não tinha frio, se se queria cobrir com um cobertor que tinha junto a mim.

Ela disse que sim. Ficamos os dois cobertos. Eu já estava duro. Ela deitou as pernas em cima das minhas. Eu coloquei a mão em cima da sua coxa e fui fazendo "festas".

Ela mexeu a perna e sentiu que eu estava duro. Naquele momento parou... mas voltou a deslizar a perna de forma a tocar-me e a sentir o volume.



Não dissemos nada.



Mais tarde, já com muitas ideias no pensamento, perguntei-lhe se queria ficar a dormir no meu quarto, para vermos um filme no DVD.

Ela topou. Fomos pro quarto e deitamos na cama, cobertos.

Estava escuro. Ela deitou-se voltada para cima, e eu deitei-me ao lado.

Eu fiquei totalmente duro. Estava capaz de dar tudo sá para comer a minha irmã.

Cansada de estar na mesma posição, ela deitou-se mais de lado, e eu encostei-me a ela. O meu pau ficou mesmo encostado à sua bunda... e estava bem duro.



Foi um silêncio total. Minutos depois, muito devagar, fiz alguns movimentos para me esfregar nela, e o meu pau foi mexendo contra a sua bunda, mas por cima da camisa de dormir. Fiquei mais a vontade pois percebi que ela não se afastou, e coloquei a minha mão na bunda dela. Devagar fui massajando a sua nádega e puxei a camisa para cima. Tirei as minhas calças e fiquei sá de shorts. Ela estava de calcinha fio dental. Rapidamente fui-me encostando. Abri o meu short e decidi encostar o meu pau na bunda da minha irmã. Ela não disse nada. Ficou apenas a olhar o filme, mas tremia de nervoso.

Devagar, tirei a sua calcinha, e encostei o meu pau mesmo no buraco do seu cu. Era delicioso. Não mexi, apenas encostei.

Aproveitei a reacção, deixei passar algum tempo e fui mexendo. Quando me senti mais a vontade, molhei os meus dedos com saliva, e molhei a sua bunda, e comecei devagar a meter o meu dedo. Ela gemeu baixo, mas sempre sem falar. Devagar voltei a encostar-me e lentamente meti o meu pau na bunda mais deliciosa do mundo.

Comecei com movimentos de vai-vem até que não aguentei e foi a explosão. Quando terminei ela, em silêncio, debaixo do cobertor, lambeu tudo... Foi ao banheiro, e quando voltou, deitou-se ao meu lado, colou a mim e ficamos a ver o filme.

Meu pau ficou duro, e ela colou a bunda a mim e ficamos assim até terminar o filme...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos da 3 idadecontos eroticos da minha tia amadorassafado dorme com sua irmã e após se enroscar em grandãomuleke soca seu pirocao na gostosa no onibuscontos eróticos nerdsmete tudopapai contoscontos eroticos a diretora novinhasexo.filho.fode.a.mae.na.cozinha.e.grava.tudocontos eroticos minha namorada cagou no pau do meu amigocontos eroticos corninho limpamdo xoxota da esposa cheia de gozo do amantecomendo a tia muda e surda videos de sexochantageei minha mae contos eroticoscontos eroticos incesto o retorno de maria alice na casa do padrinhodandoprocaipiraCasada dificuldades financeiras e velhos dotados contos eroticoscontos de menininhas sentando no colo de homensgozei no copo e dei pra minha tia bebeu contosConto erotico o velho me chupavacontos eróticos troca trocaconto bundao hiper carnudoconto fala todas solteiro cornobucetinhas perusinhoconto erótico minha esposa caiu na ciladacoroa vizinha vagabunda folozadacomo brexar a cunhada no banheiro filho casetao de 30cmpresenciei minha esposa me traindoContos eroticos/dp com a ninfetinhacontos eroticos comi minha colega e seu primo gayconto erótico piroquinha da mamãeconto ganhando mamadeira de porraincesto filho comeu mao no dia fertil contos eroticoquero cadastra meu email no canto erotico de casais com mais de quarenta anoshistoria eroticass papai mum chupou sentando na rola do meu pai contos. eróticosconto erotico gay coroa cavalao faz viadinho chorarcontos eroticos de casada mastirba o amigo do maridoConto sem calcinhaminha prima mim pegou dando uns amassos na minha namorada conto eroticoconto estava de biquíni cavadinha e ecitada na praiaconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeuhistórias eróticas pinto prquenocontos comiminha primacontos eroticos testemunha de jeovaconto o cachorro que fudia a vizinhaContos gays o pedreiro coroa de jumento arrombou meu cucontos eróticos gays limpeza na pelecomi o garotinho de rua - contos gaycontos dando o rabo pra passar de anoContos engoli porra grossa grudentaninfeta beijando peitoral de travestienrabada pelo meu filho especialcontos gay afeminadoscontos eróticos escrava sexuais incertocantos historias transei com minha sobrinha de 11aninhosPau gigante.arrombando o cu da inocência. Jdando uns amasso na minha sublinha e acabei gozando nas pernas delajapinha.de.baixo da mesagozando so no cu da leilianecontos erotico gay fofinho dengosocontos eroticos eu minha amiga e seu amante contos eroticos o amigo do meu marido me viu de calcinhatexto erotico no inverno com o enteadocontos eróticos traindo marido na cara dele ele nao viupratico zoofilia desde pequenaPutinha namorada Daniela conto eróticoscontos gay cuzinho frouxocontos lesbicos minha cunhada foi dormir la em casa seduzir etransamos conto gay de pai com vaqueiroconto erotico teen gy saradinhocontos meu pai me seduziuconto. minha prima casada viu eu mijando e apaixonouhomen em purra seus ovos no cu de brunaMinha namorada ela mandou minha cunhada abri bem suas pernas ela disse pra eu tirar o cabaço da buceta da minha cunhada conto eroticoporno de tia cabelo cachaedo loira meia idade peluda com sobrinhoyravesti gorda xvidionovissa pornoContos eróticos buceta arrombadaecotra coroa que.evie vido sexo avivocontos me chamo camila transei com felipe meu irmaocontos eroticos verdadeiro primo bem dotado da minha mulher pasa ferias em casaAs novihas de xortihos no cutitia terminou o noivado tava carente e me convidou pra irmos a casa de praia contos eroticoscontos ecxitada viuvarevista em quadrinho de babas eroticas