Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

IRMÃ MAIS NOVA

Minha irmã tem 19 anos e eu tenho 27.

Vou contar uma histária real que aconteceu há alguns meses atrás.

O pessoal cá de casa estava para fora. Iam passar 2 dias fora da cidade e eu fiquei sozinho com a Lúcia. A Lúcia é bonita. Tem um corpo bem bacana. É alta, magra, e tem um bom peito.

Nunca a tinha visto como mulher, mas nesta altura as coisas mudaram.



Fiquei responsável por tratar do que fosse necessário enquanto os pais estavam fora.

No sábado à noite, fomos buscar uma pizza. Almoçamos na cozinha e depois fomos pra sala. A Lúcia estava a usar uma camisa de dormir. Deitou-se no sofá e eu deitei-me ao lado.



Enquanto víamos tv, fiquei a apreciar as suas pernas. Desde pequena que sempre a vi como a mana mais nova, mas agora quando vi aquelas pernas perto de mim, vi que ela está uma verdadeira mulher.



Quis aproximar-me, mas para disfarçar, voltei à cozinha para trazer água, e voltei para me sentar mais perto dela. Sentei-me ao lado, e pousei a mão a tocar nas suas pernas. Ela não notou qualquer intenção, e ficamos ali durante algum tempo a ver TV.



Fiquei duro... O tempo foi passando e o tesão estava sempre lá. A água estava mais perto de mim e quando a Lúcia me pediu água, levantei-me para lhe dar o copo e ela percebeu que estava duro. Olhou para o volume das minhas calças... Em silêncio, mas apartir desse momento percebeu alguma coisa...

Em poucos minutos mexeu-se... Penso que foi propositado. Consegui ver a calcinha branca que estava a usar.

Ao mexer-se, a minha mão deslizou nas suas coxas. Enquanto ali estivemos ela mexeu-se várias vezes e pude ver a sua calcinha mais do que uma vez.

Algum tempo depois, ela quis beber água, mas em vez de me pedir, levantou-se, e passou por mim, tocando-me devagar com a sua perna. Inclinou-se para a frente, virando a bundinha para mim enquanto bebia água.



Durante a tarde nada mais aconteceu. Saímos e à noite voltamos.



à noite voltamos a jantar em casa. No final fui para a sala, e pouco depois, ela volta com uma camisa de noite, e deita-se no sofá junto a mim. Perguntou quando os nossos pais voltavam.

Disse-lhe que sá no dia seguinte. Estavamos sozinhos...

Perguntei-lhe se não tinha frio, se se queria cobrir com um cobertor que tinha junto a mim.

Ela disse que sim. Ficamos os dois cobertos. Eu já estava duro. Ela deitou as pernas em cima das minhas. Eu coloquei a mão em cima da sua coxa e fui fazendo "festas".

Ela mexeu a perna e sentiu que eu estava duro. Naquele momento parou... mas voltou a deslizar a perna de forma a tocar-me e a sentir o volume.



Não dissemos nada.



Mais tarde, já com muitas ideias no pensamento, perguntei-lhe se queria ficar a dormir no meu quarto, para vermos um filme no DVD.

Ela topou. Fomos pro quarto e deitamos na cama, cobertos.

Estava escuro. Ela deitou-se voltada para cima, e eu deitei-me ao lado.

Eu fiquei totalmente duro. Estava capaz de dar tudo sá para comer a minha irmã.

Cansada de estar na mesma posição, ela deitou-se mais de lado, e eu encostei-me a ela. O meu pau ficou mesmo encostado à sua bunda... e estava bem duro.



Foi um silêncio total. Minutos depois, muito devagar, fiz alguns movimentos para me esfregar nela, e o meu pau foi mexendo contra a sua bunda, mas por cima da camisa de dormir. Fiquei mais a vontade pois percebi que ela não se afastou, e coloquei a minha mão na bunda dela. Devagar fui massajando a sua nádega e puxei a camisa para cima. Tirei as minhas calças e fiquei sá de shorts. Ela estava de calcinha fio dental. Rapidamente fui-me encostando. Abri o meu short e decidi encostar o meu pau na bunda da minha irmã. Ela não disse nada. Ficou apenas a olhar o filme, mas tremia de nervoso.

Devagar, tirei a sua calcinha, e encostei o meu pau mesmo no buraco do seu cu. Era delicioso. Não mexi, apenas encostei.

Aproveitei a reacção, deixei passar algum tempo e fui mexendo. Quando me senti mais a vontade, molhei os meus dedos com saliva, e molhei a sua bunda, e comecei devagar a meter o meu dedo. Ela gemeu baixo, mas sempre sem falar. Devagar voltei a encostar-me e lentamente meti o meu pau na bunda mais deliciosa do mundo.

Comecei com movimentos de vai-vem até que não aguentei e foi a explosão. Quando terminei ela, em silêncio, debaixo do cobertor, lambeu tudo... Foi ao banheiro, e quando voltou, deitou-se ao meu lado, colou a mim e ficamos a ver o filme.

Meu pau ficou duro, e ela colou a bunda a mim e ficamos assim até terminar o filme...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos de sexo incesto desejo da mãeContos eroticos curtos com detalhes por detalhes falas e falas eu era uma menina virge de 12aninhos e um tarado me comeconto erótconto lesbicsvídeos de porno mulher gazando espirrando no caralho grande tremorcontos erótico pequenacontos ex com amigoscontos eroticos amigas se mastubam juntas pela primeira vezComtoerotico 8 aninhoscontos encoxaram mamaeconto erotico de olhos vendoconto erotico professora de reforçocontos eroticos casadinha exibicionistahttps://idlestates.ru/mobile/conto_5492_sonho-de-menino-q-se-torna-realidade.htmlcontos de chifrebrincando no mato contosno vinha naciririca na web no rnincesto primo bolinando prima pequena de cinco anoscontos sexo minha mulher sua patroacontos eróticos de brigas e submissão dei para um cavalo contos eroticocontos eroticos gay o velhinhocontos/ morena com rabo fogosomete tudopapai contospeguei cunhada certinhacontos herodico de vadia sendo arromba por um cachorroCuidando do meu pai acidentado contos de incesto femininocontos eroticos de velho aposetadocontos eróticos de estuprando uma anã a força sem ela querercontos eroticos amigas noivoconto aos oito aninhos a filha da minha namorada sentou sem calcinha no meu pauDonto erotico meu filho me pegou fodendocontos com fotos esposas com a buceta cheia de porra de negroso namorado da minha irmã me cumru toddinha chantagem contos.Contos eróticos, eu de toalhacontos de sexo com viuvaporno trasando com erma da sua namoradaContos eroticos mamae rasgada dando p o filho bombadaomassageado o padrastoFudeer minha avorelatos hetero casado que deu o cubucetao prenchido por picacontos eroticos de despedidas de solteiraMamaes boqueteiras contoseroticosConto erotico menininha na escolinhacontos eroticos tomei uma surra de rolascontos esposa bi sexual marido sortudocontos eróticos - seduzido no onibusmeninas nova levando pica dormindo e gemendo altoContos de deu o cu por drogascontos eroticos amiguinhaConto erotico meu cachorro taradofui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticoconto minha mulher gostosa da academia trepa com os personais e amigo,scontoeroticoconsultoriosogra pernas aberta eu vi a caucinha comtos contos gay bundinha com marquinha de biquiniconto erotico dando minha bucetinha pro enfeemeiro da minha amigacontos eróticos muitos negros estrupou a dona de casaconto erotico viadinho com shortinho e calcinha é estupraadocontos dei o.cu pra.o.professorrelato erotifo meu filho gosa muto nas minhas calcinhascontos eróticos novinha gostosa d********* para o primo gordinhocontos eróticos de bebados e drogados gayscontos de estupro na praiaconto cavala loca por sexome vesti de mulher e fui pro rio ser fudida. conto gaytroca troca no orfanato contos eróticos gayvideos contos despedida solteira punheta chupadaAmigo do pai come a filha novinhaconto minha tia tesuda peladacontos de mulheres casadas com travesti na camaAdvogada provoca e o cliente conto eroticoMandei seduzir minha esposa contos eroticosSou casada fodida contoconto erotico fraldaContos erocticos dei comprimido ao velhoconto erotico com sogroconto - madame recatada chupandoconti erotico a massagista enfiou o dedo no meu cu e chupaadoro quando me visto de camisola e viro femea. conto gaypadrinho comer afilhada cem pentelhoconto estuprando a exa cliente deu pro técnico contospadrinho comer afilhada cem pentelho