Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEUS IRMÃOS, MEU PAI E EU?

Quando éramos crianças morávamos eu e mais dois irmãos mais velhos numa fazenda no interior da Bahia. Meu pai e meus irmãos, toda tarde iam tomar banho no rio e sá voltavam à noite. Eu tinha muita vontade de tomar banho com eles, mas eles não deixavam. Um dia resolvi ir escondido atrás deles e o que vi me deixou doido. Meu pai ensaboava o corpo de cada irmão meu com tanto carinho que ambos estavam de pau duro. Meu pai também estava. Num dado momento meu pai passou o sabonete para o meu irmão mais velho e ele ensaboou todo o corpo do meu pai, inclusive o cacete dele que já estava enorme, a cabeça já estava roxa. Depois do sabão os três entraram na água e retiraram a espuma. Meu pai falou: "Deixe-me ver se tá cheiroso mesmo". Ele se abaixou, segurou o cacete enorme do meu irmão e cheirou as bolas e depois a cabeça. Falou de novo: "Vou ver se tem gosto de pau sujo". E pôs a pica do meu irmão na boca. Fez um boquete monumental, meu irmão urrava e puxava a cabeça do meu pai pra engolir mais a caceta e falou: "Vou gozar na tua boca, meu macho tesudo" Ele socou com força o pau na boca do meu pai e gozou soltando vários palavrões. Meu pai cuspiu na água e se virou pro meu outro irmão que já estava saindo da água: "Êpa, mocinho, vou querer tua gala também". Meu irmão disse que não queria. Meu pai foi até ele e cochichou alguma coisa no ouvido dele que não deu pra eu ouvir. Naquele momento eu sentia meu corpo todo tremer de tesão. Então meu pai puxou a cabeça do meu irmão até o pau dele e disse:"Faça igualzinho ao que fiz com teu irmão". E rolou uma cena espetacular: meu pai metia com força na boca do meu irmão, dizia que não era mais pra ter ciúme, que ele também era muito gostoso e que iria trepar com ele o resto da vida. Meu irmão chupava meu pai com muita avidez, parecia querer engolir a vara. Na hora de gozar meu pai avisou e aí foi que ele segurou com mais força as coxas do meu pai e sugou toda a porra. Voltei pra casa correndo e cheguei antes deles. No outro dia segui os três novamente e a putaria rolou de novo. Comecei a desejar ardentemente participar daquela orgia. Mas eles nunca me levavam para o rio. Um dia meu pai veio me dar banho no quintal. Quando ele tocou em mim quase desmaiei e meu pau subiu no ato. Ele riu, pegou no meu pau e falou:"Acho que um dia ele ainda vai crescer" E eu pedi: "cheira ele pra ver se tá limpo". Ele me pegou no colo e cheirou meu pau. Pedi pra pôr na boca pra ver se tinha gosto de pau limpo e ele disse: "Não posso" E eu falei: "Por que meus irmãos o senhor chupa e eu não?" Ele disse que eu era muito criança ainda pra essas coisas e que o meu dia chegaria. Fiquei com muita raiva dele e dos meus irmãos. Estava muito enciumado. Mas não deixei de sempre espionar a transa diária deles. Desde que minha mãe se mudou da fazenda que meus irmãos dormem no quarto dele. Um dia meu pai avisou que viria uma outra pessoa morar com a gente. Era um primo dele. O cara era muito gostoso e desde o primeiro dia em casa percebi que seríamos "bons amigos". Ele brincava muito comigo e em alguns momentos eu dava um jeito de passar a mão no pau dele e ele nunca reagia. Aconteceu somente uma vez, depois de muito eu me mexer no colo dele assistindo a TV. O pau subiu mas ele logo pôs a mão em cima pra ninguém notar e percebi ali o quanto a vara dele era grande. O único quarto disponível na casa era o meu e foi lá que ele passou a dormir toda noite pra minha loucura. O cara sá dormia de cuecas e eu ficava acordado pra ver ele chegar e tirar a roupa. Um dia ele percebeu o quanto eu olhava pra sua mala e começou a mexer nela como quem não quer nada. No outro dia ele mijou e entrou no quarto ainda sacudindo o pau e fingiu que foi sem querer. Eu disse, safadamente, que havia gostado. Ele riu me abraçou e falou que eu era muito novo pra pensar nessas coisas. Contei pra ele do meu pai com meus irmãos e fomos juntos assistir a cena. Ele bateu uma na minha frente vendo aquilo. Na hora de gozar eu pus a mão no pau dele e ele gozou em mim. à noite, já estava dormindo quando ele chegou, deitou do meu lado, cheirava a cerveja, e falou: "Quer perder a virgindade no meu cacete hoje?"

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos escravoPornodoido passistasfazer sexo anal com cachorro pequeno e possivel ficar engatadoEmpregada vai ao provador com casada contoscontos eroticospica grossa rasgando bucetacontos eróticos meu enteado deixou meu c* todo ardidocontos sexo esposa e maeconto.erotico abusada quando viu a calcinhacontos eroticos de enteadascontos eróticos infânciaconto erótico de casada que chegou em casa completamente arrombada e o marido percebeuzoofilia mobile ticas pornominha iniciacao gay sendo a mulherzinha do negao contos pornocontos erótico eu de dhorte sem cuecacunhadinha danadinha contoscontoseróticosnafazendacomeu a vendedora no provadorLet contos de casadas mamando com negroemtiada fas sexo e masseje em padratoescravisando primo contos eroticosConto erotico, tenho.50 anos e transei com minha vizinha casada de 60 anosnovinha que queira trocar msg e gozar muitocontos eroticos lesbica amarrada por inimigacontos fui arrombada em casa pelo amigo meu filhowww.contos encoxando caminhonerosSe masturbando conto com fotoconto marido corno vendo daniela fyder com negaoconto eroticos vendo a foder minha irma no papai betinhaContos eroticos igrejame amarro nos peitos delaconto corno foi dentalcontos eroticos de ninfetas amazonenseperguntei pro meu pai o que e punheta conto gayconto erotico divida filhocontos eróticos o dono da minha mãevi meu filho na punhetamachucaram conto gayvelha caga quando o novinho mete no cu delagarotinha de 9 aninhos me deu a xoxotinha dela contoscornoscontoseroticoscontos lesb xana no meu grelinhogabriel o hetero proibido conto eroticos gaymeu marido morreu e eu to com tesaocontos eroticos sou coroa viuva e dei minha buceta pra um muleque roludocontos eróticos gay sendo putinha do meu primo bruno parte 2o assaltante e a vitima contos eroticosmeu sogro me escravizou contos erotiçoscontos eróticos menina bobaConto erotico tia 60ano safadacontos vários homens abusaram da minha mulhertirei o cabacinho do viadinhoSexo em contos e relados fui passar o fim de semana na casa da namoradaContos heroticos brincando de cazinha com a priminhaAngélica se depilando no banheiro pornô dela pornô de Angélicaminha filha e bela contos eróticoscontos eroticos incesto vovô e titio me fuderamcontos eroticos de enteadasContos eroticos mae na praia parte 3conto erótico "comeu meu marido "Sou casada mas bebi porro de outra cara contosIncesto com meu irmao casado eu confessoCoto herotico peguei de jeito a priminha de menorraspada para surpresa do marido contoscontos realizei o sonho do corno engravidei de outrofiz a minha tia mijar na minha cara contos eroticoscontos de incestos e orgias com minha esposa gravida minha irma nudistasvideo porno comendo a amiga ia namorada no meio da piscta a forçacontos manacomo meu marido virou corno III kellyfazendo gozar mulher casada darlene contoscontos eroticas uma rapidinha e um goso gostosocontos eroticos pastorcontos eróticos do amigo do meu pai me agarrou na cozinhaconto erótico heterossexual. pau preto e grosso na cona e no meu cu.conto eurotico eu fui viajar e minha esposa saiucontos eroticos prima noivaEdna A tia da minha esposa contos eroticosMinha prima viu-me a mastuconto de quarentona a fuder com desconhecidocontos eroticos gays orgia piscina