Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEUS IRMÃOS, MEU PAI E EU?

Quando éramos crianças morávamos eu e mais dois irmãos mais velhos numa fazenda no interior da Bahia. Meu pai e meus irmãos, toda tarde iam tomar banho no rio e sá voltavam à noite. Eu tinha muita vontade de tomar banho com eles, mas eles não deixavam. Um dia resolvi ir escondido atrás deles e o que vi me deixou doido. Meu pai ensaboava o corpo de cada irmão meu com tanto carinho que ambos estavam de pau duro. Meu pai também estava. Num dado momento meu pai passou o sabonete para o meu irmão mais velho e ele ensaboou todo o corpo do meu pai, inclusive o cacete dele que já estava enorme, a cabeça já estava roxa. Depois do sabão os três entraram na água e retiraram a espuma. Meu pai falou: "Deixe-me ver se tá cheiroso mesmo". Ele se abaixou, segurou o cacete enorme do meu irmão e cheirou as bolas e depois a cabeça. Falou de novo: "Vou ver se tem gosto de pau sujo". E pôs a pica do meu irmão na boca. Fez um boquete monumental, meu irmão urrava e puxava a cabeça do meu pai pra engolir mais a caceta e falou: "Vou gozar na tua boca, meu macho tesudo" Ele socou com força o pau na boca do meu pai e gozou soltando vários palavrões. Meu pai cuspiu na água e se virou pro meu outro irmão que já estava saindo da água: "Êpa, mocinho, vou querer tua gala também". Meu irmão disse que não queria. Meu pai foi até ele e cochichou alguma coisa no ouvido dele que não deu pra eu ouvir. Naquele momento eu sentia meu corpo todo tremer de tesão. Então meu pai puxou a cabeça do meu irmão até o pau dele e disse:"Faça igualzinho ao que fiz com teu irmão". E rolou uma cena espetacular: meu pai metia com força na boca do meu irmão, dizia que não era mais pra ter ciúme, que ele também era muito gostoso e que iria trepar com ele o resto da vida. Meu irmão chupava meu pai com muita avidez, parecia querer engolir a vara. Na hora de gozar meu pai avisou e aí foi que ele segurou com mais força as coxas do meu pai e sugou toda a porra. Voltei pra casa correndo e cheguei antes deles. No outro dia segui os três novamente e a putaria rolou de novo. Comecei a desejar ardentemente participar daquela orgia. Mas eles nunca me levavam para o rio. Um dia meu pai veio me dar banho no quintal. Quando ele tocou em mim quase desmaiei e meu pau subiu no ato. Ele riu, pegou no meu pau e falou:"Acho que um dia ele ainda vai crescer" E eu pedi: "cheira ele pra ver se tá limpo". Ele me pegou no colo e cheirou meu pau. Pedi pra pôr na boca pra ver se tinha gosto de pau limpo e ele disse: "Não posso" E eu falei: "Por que meus irmãos o senhor chupa e eu não?" Ele disse que eu era muito criança ainda pra essas coisas e que o meu dia chegaria. Fiquei com muita raiva dele e dos meus irmãos. Estava muito enciumado. Mas não deixei de sempre espionar a transa diária deles. Desde que minha mãe se mudou da fazenda que meus irmãos dormem no quarto dele. Um dia meu pai avisou que viria uma outra pessoa morar com a gente. Era um primo dele. O cara era muito gostoso e desde o primeiro dia em casa percebi que seríamos "bons amigos". Ele brincava muito comigo e em alguns momentos eu dava um jeito de passar a mão no pau dele e ele nunca reagia. Aconteceu somente uma vez, depois de muito eu me mexer no colo dele assistindo a TV. O pau subiu mas ele logo pôs a mão em cima pra ninguém notar e percebi ali o quanto a vara dele era grande. O único quarto disponível na casa era o meu e foi lá que ele passou a dormir toda noite pra minha loucura. O cara sá dormia de cuecas e eu ficava acordado pra ver ele chegar e tirar a roupa. Um dia ele percebeu o quanto eu olhava pra sua mala e começou a mexer nela como quem não quer nada. No outro dia ele mijou e entrou no quarto ainda sacudindo o pau e fingiu que foi sem querer. Eu disse, safadamente, que havia gostado. Ele riu me abraçou e falou que eu era muito novo pra pensar nessas coisas. Contei pra ele do meu pai com meus irmãos e fomos juntos assistir a cena. Ele bateu uma na minha frente vendo aquilo. Na hora de gozar eu pus a mão no pau dele e ele gozou em mim. à noite, já estava dormindo quando ele chegou, deitou do meu lado, cheirava a cerveja, e falou: "Quer perder a virgindade no meu cacete hoje?"

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de incesto pirralhacontos eróticos, dominada, enquanto meu noivo jogava futebol tu és meu noivo, menti que ia estudar mas o meu dono agora é elecontos irma viajou no meu coloser mamada conto eroticoconto erotico filhas e o cachorroCasa dos contos incesto mae e filho fodendocontos porno eu e minha mulher curradosmarido corno nao ve mulher paasa a mao no pau d outrocomi minha enteada fingindo que tava dormindo de pernas abertas contos 2018netinha alizada pornodoidochupei a pica do colega de escola eu gostei sou gaycontos de fudendo coroas dos seio bicudo de maisencesto mae envagelicaMeu pai me penetrouconto viuva carnuda carentepadrinho cuida muito de mim-pornodoidocontos de tesaocontos eroticos a tres corno mesma camaconto gay carona rebolei calcinhacontoseroticos janelacontos: puto dando ao ar livreContos eroticos mae e filhos numa festa peladosAmigos de meu filho eu provoquei e eles vieram conto eroticocontos eroticos adolecentes brincando de esconder comessaram a dedar meu cu nao demorou e me comeramcontos erotico meu paiconto erotico sou vadia e meu marido nem desconfiacontos freirinhameu padrasto meu donoCONTOS EROTICOS DE.BUCETAS ARROMBADASChat Amo sexoavivocontos ensinando novinha gozarc erotico metendo com a molecadaviajando no colo do motorista, acabamos transando contos eroticosContos dormindo com juninhorelato erótico real- a visitavideo porno mulher dando primeira vez na frente do marido casa de cuingue curitibauma buceta enchada de ter cido estruprada samgrandocontos eroticos dainfanciaconto erotico incesto filhinhavoyeur de esposa conto eroticocontos minha mae viu meu rolao no bamhocontos eroticos casadas e pedreirosvi meu afilhado peladoConto porno dotado no vilarejoContos eróticos gay Comido pelo Amigo do meu paiConto comendo a gorda casadaContos minha sogra quis medir meu pauEu e meu ex primo viuvo conto eroticoComtos mulher fodida pelo marido e o filhocontos eróticos de bebados e drogados gaysdexei espisa trasar com jardineiro contos eroticoscontos eroticos coroas de quarenta e oito na praiafotos club dos cornos manso deixados os amigos enraba a esposa putarelato de corno que deu a esposa para o cunhadoXvideos gostosas musculos nas coxas na cabine eroticacontos erotucos escritos lesbicos transei com uma nerdwww.dei a buceta com dez anos contocontos eu e meu. irmao comendo a minha mulheporno contos casada comprando mandiocaconto de o negao pirocudo rasgou meu cu sem doConto de Uma dívida com meu genro e teve que dar o c* para elecontos meu tio tem uma rola grandeminha esposa safada de saia deixo o vizinho a funda a xoxota delaContos nao sabia bate punheta amiga de mamae me explicouestoria de cantos erotico novinha sentou no colo do Homem dentro do ônibus na viagemcontos eroticos fio dendal da esposa com tesaorelatos de corno manso.vacilei o meu amigo comeu a minha mulherConto gay Entregador gostoso pai tiosafada desde pirralha contoscontos eroticos sendo jantarcontos eróticos longos viagemcontos eroticos me arrombouConto erotico de idosa fazendo analContos negro fode marido