Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A CADELA MASOQUISTA.

Nancy tinha cometido uma falta grave durante a semana, duvidou do seu Dono dizendo:

Duvido que você me deixe imobilizada por horas.

Pois bem, seu Dono ligou hoje às 17:00 em sua casa e disse: Amanhã eu quero você aqui, descalça, com seu vestido preto, trazendo uma calcinha de reserva e um vestido vermelho de reserva às 20:00 na minha casa.

Nancy obedeceu, indo como seu Dono havia mandado e levando o que tinha que levar.

Chegou 5 minutos antes do combinado, apertou o interfone e Ele desbloqueou o portão.

Entrando na casa dele, o portão havia sido bloqueado, sem cerimônia, entrou e sentou na sala. Estava vendo algumas revistas, quando de - repente, havia sido vendada e amordaçada. Entrou em desespero e imediatamente fez menção em se levantar, mas Ele esperto, agiu rapidamente, deu uns bofetões nela e ela se aquietou.

Ela foi para o quarto totalmente imobilizada, nem se quer pôde andar direito. Ele a jogou na cama, as algemas a esperavam, tirou as cordas, a roupa e a algemou de bruço na cabeceira da cama. Os pés estavam totalmente imobilizados no pé da cama com uma corda.

Ela ficou na cama imobilizada por horas, até adormecer.

Horas depois, ela é acordada com um chicote de spanking estalando pelas suas nádegas.

Sem poder gritar por causa da mordaça, tentava se esquivar dos golpes em suas nádegas, mas nada adiantou.

Ele a puxa pelos cabelos e pergunta no ouvido dela: sabe o porquê está apanhando? Ele tira a mordaça e ela responde: por ter duvidado do Senhor.

Ela reconhece o seu erro e Ele a manda contar as chicotadas de 1 a 50.

Cada vez que era chicoteada, ela contava e agradecia. Suas nádegas estavam ardendo, então Ele parou com as chicotadas nas nádegas e começou a chicotear suas coxas.

Doía, mas ela contava e agradecia. Suas nádegas e coxas estavam vermelhas e ardendo, Ele não teve dá e nem piedade ao castigar sua cadela masoquista.

Ela pensou que o castigo tinha parado, mas não, estava sá começando.

Depois de 1 hora mais ou menos, Ele pinga cera de vela nas costas, nas nádegas e nas coxas... Ela fica cheia de cera de vela, mas isso não é nada... Agora é que pega fogo!

Ele tira a algema e a corda que imobilizam ela e a manda ficar de quatro. Ela obedece.

Ele aproveita da postura de sua cadela masoquista para desferir golpes de caning em suas nádegas, ela geme de dor e de prazer, quando ela começa a ficar no auge do orgasmo, ele guarda a vara de caning e começa a perguntar para ela na posição que ela está: por que você ousou em duvidar de mim? Ela responde: Porque não sabia que o Senhor pudesse me deixar imobilizada por horas. Ele desfere vários bofetões nela e diz:

Vou vendar e amordaçar você novamente, terá uma surpresa! Ele a amordaça e venda novamente.

Sabe qual é a surpresa? – Pergunta Ele.

Nancy: Não, Senhor.

Pois bem, vou pegar e não ouse tirar durante 1 semana, ok?

Nancy: Ok.

Ele pega a coleira e a coloca em seu pescoço, depois de colocar a coleira no seu pescoço, Ele diz: Vou te recompensar agora por ter sido uma boa cadela masoquista.

Ele a manda deitar na cama de bruço, ela deita. Ele passa um gel lubrificante em seu ânus e parte para a penetração. Ela geme de gozo e prazer, pois fazia horas que ela não atingia o topo do orgasmo.

Os dois foram para o banheiro tomar banho, tomaram banho juntos e depois de tomado banho juntos, Ele disse: vou deixar minha marca em suas nádegas para que não se esqueça que pertence a mim.

O chicote de spanking estala sobre suas nádegas, ela geme de dor e prazer, quando estava chegando na última, Ele diz: goza, minha cadela, goza!

Ela goza e na última chicotada de spanking, ela diz: obrigada Senhor!

Os dois vestem a roupa.

Ele curte aqueles lindos e limpos pezinhos, lambe, chupa e venera os pés de Nancy.

Depois da sessão de podolatria, os dois se despedem, mas com 3 bofetões em Nancy.

Quando Nancy chega em casa, o telefone toca... Ela atende e ao ouvir aquela voz masculina no telefone, ela diz: Obrigada, meu Senhor por me corrigir e me recompensar!

Ele diz: cada vez que você ver essas marcas, verá que você pertence a mim e desligou o telefone.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos loira ficando sem pregas e com o rabo lisinhoContos domesticas casadas enrabada pela patroa com vibradoresposa de langerygay aperta,amassa e masturba o pau do parceiro e ele goza gostosoContos eroticos novinha virgem sendo arrebentada pela mulecadas"amor vou dar" amigo colegaTava na sala com meu amigo ai minha mulher aparece só de calcinha e pede pra nos dois comer ela casa dos contos eroticosconto engravideiconto erotico flagraContos eroticos novinha desmaia de tanto gosaporno.muller.estedendo.roupa.no.varalcontos eroticos meu cunhado me comeu na epoca eu so tinha 11contos acampamento fudendo amigo namoradocontos de sexo com vovoconto erótico rabão grande transando por dinheirominha mulher foi viajar e eu fiquei com minha entiada que queria sai eu falei para ela ela so sai se mede o cuzinho e goza na boca delaconto gay sou macho me encoxaramcontos eroticos que corpasso ,bunda coxas grossasmulheres religiosas corpo bonito seio grande quadril largo transandocontos eróticos amigas passando a mão na bunda umas das outrasconto mae mostra a conaUma buceta fofinha afim de um dotado contosvirei cadela contos gaysconto eroticos sem maldade senti que os dedos tocavam minha xoxoracontos de coroa com novinhoContos eroticos anciãs casadas e maridos cornosatrizes peitudas formosíssima fazendo filme pornôcontos-meu cuzinho contraindo no teu dedoCasa dos contos eroticos gay amarrade e emrabado por quatro amigos taradoscontos eróticos verídicos viu o psu enorme fo amigo armou para ele comer sua esposaTennis zelenograd contoalgemou traindo contos eroticoscontos eróticosperdendo as pregas do cuzinhocontos eu tenho um bar e dei o cu pro meu freguês contos erótico com irma na cadeiacontos eroticos de casada levando jatos de porra do comedorcontos eróticos presidente prudentefilho dotado fudendi o pai desejosecretos.comContos eroyicos fui castigada e mamae chupo minha bucetamenina de menor fazendo filme pornô com minha DuduContos, eu convidei um foragido na minha casa e ele comeu a minha mulhercontos sexo incesto amo meu filhoconto erotico chantagieiconto gay nasci pra ser putaContos erocticos aaaai papaicache:6FK7RI0T9TcJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_476_eu-e-2-travestis.html novos relatos eróticos com fotos de corno minha esposa andando na rua toda gozadaMaicon tá doida ela me pediu pra comer sua esposa na frente delecasa dos contos eróticos jogo mamãeestrupei o cú da minha mÃecontos esposa bi sexual marido sortudoConto erotico no sitio casa de dois comodoscontos de traicao anal,postados no facebookpassinho de várias lésbicas se chupando uma volta sem parara filha da minha empregada vive me provocando contosbunda durinha da casada contosconto dpcdzinha esposa corno contopintelheira na cona dá tesãocontos erotico pirocaocontos pornos estuprando a namoradadesvirginando uma virgem contoele pega ela nos ombros pra chupar sua bucetacontos ninfeta lesbica fodde casada hererodei a bunda contosconto vi minha noiva foi dominadajoana meu sogro comeu cuconto erótico de mulheres crente traindo maridoContos esposa do meu irmãosexe conto com foto meo marido mando papai mi enrabacontos eróticos infânciaminha sobrinha pediu para mim gozar na calcinha dela contos eróticoscontos eróticos mulheres sequestradascontoseroticosextrasrasgando um cu virgem da freira- contosconto erotico minha esposa com o pateaoconto minha esposa com seu primovideos bichobruto cavalo comendo égua conto erotico na piscinaHomen com buceta afoder com travesticontos lesbica com pepino cenouraConto herotico em futibolwww.contos eroticos minha entiasa de oito anos vivia com u dedo bulinando sua bucetinha.comcontos eroticos a filhinha da empregadaDesvirginando a sobrinha de 18 anoscontos eróticosmae solteira