Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

VIREI PUTINHA E AMEI !



Virei putinha e amei



Aos 19 anos experimentei pela primeira vez a sensação de prazer anal, por curiosidade, com o dedo, e viciei. A partir daí, fui utilizando novos brinquedos, e aumentando o tamanho, diâmetro e comprimento. Apesar de sentir uma certa culpa por estar fazendo algo errado, eu adorava pensar na idéia de ser menininha de alguém, e quando me olhava no espelho, tinha a sensação de que meu corpo estava se transformando no que eu desejava, pois tinha um bumbum demasiado grande e muito feminino, poucos pelos, e meus seios começaram a crescer. Adotei um nome que gostaria de ter – Andressa, e na intimidade me imaginava assim. Gostava de usar cabelos compridos, cacheados, e frequentemente me perguntavam “moça, o que voce deseja ? O práximo passo foi por curiosidade também, experimentar algumas langeries de minha irmã mais velha, e para minha surpresa, me senti tão excitada e atraída, que não consegui mais parar de experimentar. Colocava as mais sexys, pequenas e enfiadinhas, combinando com sutiãs, vestidinhos, saltos, batons, tudo as escondidas, o que acabava sempre em brincadeiras “por trás”. Estas fantasias duraram anos, na adolescência, mas o desejo se me entregar a um homem sá aumentava, e nas salas de bate papo, ia tomando forma. Nesta época eu já usava um vibrador para me masturbar por tras. Foi nos CHATS e depois no MSN, que conheci aquele que iria realizar minha fantasia, um gato lindo, daqueles que qualquer garota gostaria de namorar, e dava para desconfiar que as fotos não fossem dele. Mas na verdade eram. Foi assim, apás marcar um encontro pela Internet, e falar algumas vezes por telefone, que o conheci em uma cidade práxima a minha, e constatei que era mesmo lindo como nas fotos. Falamos pouco, ele me convidou para ir a um motel e não tive como dizer não. Eu havia comentado pelo MSN que meu sonho era ser a “putinha” de outro homem, e ele disse que iria realizar minha fantasia. No motel, me troquei com roupas e acessários que havia comprado escondido para esse fim, salto alto dourado, meias 78 com cinta liga pretas, langerie fio dental preta, sutiã e luvas sem dedos, rendadas, até o cotovelo e batom vermelho. Quando me viu, ele disse que eu estava linda e que havia realmente caprichado para ele. Subi na cama, de salto, e ele disse para eu encostar na parede. Obedeci, com os braços para o alto, afastei as pernas, bumbum empinado com o salto, e comecei a rebolar bem devagar. Então, sem tirar a calcinha, que ele afastou, comecei a gemer como uma putinha, ao sentir pela primeira vez, um homem enfiando deliciosamente sua língua dentro de mim. Depois de algum tempo, ele deitou na cama, e pude ver um belo dote, grosso, duríssimo, que eu desejava a muito tempo provar. Apesar de inexperiente, deixei a imaginação rolar, e fui lambendo a cabeça, com a língua provocante olhando nos olhos dele, o bumbum empinado, ainda de saltos, em posição lateral para meu homem ver as curvas de meu corpo de mulher, e fui chupando mais e mais, o que o deixava enlouquecido. Depois, de quatro, coloquei meu bumbum no seu rosto, e voltei a ser penetrada por sua língua deliciosa, enquanto chupava submissa o seu dote. Depois disto, ele começou a enfiar o dedo por trás, me tocando de tal forma, que eu so conseguia me contorcer e gemer de tesão. Logo ele colocou dois dedos, e começou a tocar no meu pênis, enquanto me pressionava por dentro, e senti que iria gozar em instantes. Pedi para ele parar, porque não queria gozar, e acabar diminuindo o prazer que ainda estava por vir. Então ele colocou um preservativo, e eu passei KY nele. Então, como já estava um pouco aberta, ele foi me penetrando, de uma forma que não pude resistir. Me sentia entregue, dominada, submissa ao desejo daquele homem. Eu so gemia, e me entregava, e com ambas as mãos, abria o bumbum para ele me penetrar, enquanto implorava baixinho “me come, me come”, meu “macho” , “meu homem”. Então ele aumentou o ritmo, e so se ouvia uma sequência de sons de seu corpo se chocando contra o meu, e gemidos abafados que eu não conseguia conter. Ele alternava penetrações cadenciadas, com outras profundas, onde eu soltava gritos e gemidos de dor, sem forças para resistir. Variando de posições, ele me penetrou de frente, com as pernas abertas para o ar, onde pude olhar em seus olhos e provoca-lo com a língua, fazendo cara de safada. Voltando a me penetrar de quatro, eu pedi para ele gozar dentro de mim. Foi uma sensação deliciosa, ver o ritmo dele diminuindo, e explodindo de prazer dentro de mim. Depois disto, ele tomou banho, enquanto eu caminhava pelo quarto, sobre os tapetes macios, e curtia cada passo, daquela deliciosa sensação de usar saltos, e me olhar no espelho, de langerie, sutiã e cinta liga, com uma cara de putinha como sempre quis ter.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico suruba com negaogoza muitorapidamente na sogracontos eroticos menina com sr getuliopegando minha priminha novinha contoscontos betinha vendo a irma sendo fodidawww.irma m viu fodendo mamae contoschorei mas aguentei tudo contos eróticoscontos eroticos buceta peludacomo seduzir um homem contos gayo sargento me sequestrou e arrombou minha bucetinha virgemcontos eriticos pique esconde sofaContos gay de professor de musculação dando o cu para dois alunos dotadosmeu marido comeuminhaprima contoseroticoscontos eroticos comi minha madrinha na cama do meu padrinhometerao no meu cuzinho com meu namorado e aind doiconto erotico irmã acamparPorno contos avos iniciando ninfetinhas no incesto maes paiscontos muito grosso e grande sofriContos pornos novinhas em gang bang c negros dotados de penis grande e grossominha esposa me contando os detalhescontos eroticos calcinhas usadas da mulher do amigocontos eroticos o negro me arromboucontos eroticos gays atiçei meu tiocontos eroticos punhetascaralho anaconda destruindo cupornô o homem que nuca viu uma boceta quando viu endoidouconto gay filho ve o pai com o pau duro e perguta o que a quinloler contos de sexo de mulheres sendo chantageada na estrada por dotadosdei a buceta pro meu caaeiro conto eróticosconto erotico de lebisca tirou virgindade irma mais novoconto. dei pro meu primo dentro da barraca com meu marido durmindochantagiei o professor gostosocontos casada puta do mestre de obracontos virei a cachorrinha do meu amigoconto erotico incesto sonifero filhaconto eróticos dei para meu sobrinhocomi o cu da minha irmã conto eroticocontos eróticos amadores com fotos de casais realizando fantasias de Megane masculinodesvirginando uma virgem contoconto erótico f****** gostoso a b******** da minha filhinha n******Casadas enfiando ascoiza grande na buceta no prConto erótico calcinha fedidacontos de incesto dez anoscontos eróticos longos viagemconto minha esposa rabuda deu pra familia todo na salaconto erotico de madrasta fogosa e safadinha so de saiacontos gay me depilando e pego no flagraconto erotico gay um velho me fudeucontos elas gostam de chupar e punhetafiz garganta profunda no amigo do meu maridocomi a madame na fre.te do marido. experiencias sexuais.conto erotico minha mae me ensinando a transarrelatos reais ciumento casado corno aconteceu na praiaconto corno calcinhavirei puta assumida eu confessocontos heroticos comendo a vendedora de trufascontos eroticos gay fiquei sozinho em casa meu vizinho veio mim comercontoseroticos primo bêbado Contos eroticos dor no sacocasa dos contos dei.gostoso.pro.marodo.deminha.irmaO coroa me levou pra sua lancha conto eroticovideo de homem gosano na boca de outro hom video gay caseirodormi com meu irmao contosconto comendo o casado de calcinhacontos/o dia em que esfolei a cona da minha filhacontos lesbico meus pais viajaramcontos eroticos de fotografomeu sogro contoscontos eroticos reais adoro ver minha mulher com outros homensdei para um negão desconhecidoContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas dormindoconto erotico tia de fio dentalfui fazer uma vizita e perdi as pregas video pornocontos eroticos Roberta traindoAntes de trabalhar comer um cuzinhocontos eróticos pegando a namoradado filhoconto real casada gravida na surubaconto lesbica humilhei minha amigacontos eroticos fui comida feito puta e chingada de vadiacontos padrasto e enteadaContos eroticos eu vi minha cunhada sendo estrupada por varios homens que meterao cabo de vaçoura nelaconto erotico sou vadia e meu marido nem desconfiacoroas de buceta quadril e coxas enormes dando para cachorroconto minha enteada dormiu com a bunha pra cimaMeu irmão chupa minha maevideos porno de contos eroticos anal lesbicos...