Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENCOXANDO NEGUINHA BUNDUDA BAIXINHA NO TREM

Olá. Deixe-me fazer uma breve introdução neste meu primeiro conto.



Durante muitos anos fui Office-Boy e costumava pegar vários ônibus todos os dias. Isso me fez ficar craque na arte das encoxadas por muito tempo.



Infelizmente, esse tempo passou; mas não quer dizer que não continue encoxando ocasionalmente. Trabalho de roupa social todo dia, e costumo utilizar o transporte coletivo em São Paulo por conveniência e por prazer ;)



Outro dia, por exemplo, estava pegando o trem lotado, sem estar muito mal intencionado. Porém, o trem estava realmente lotado, e fiquei na parte que menos atrapalharia quem estivesse entrando: do lado da porta, mas não de frente para ela. Existe um pequeno espaço nesse local, onde estava eu e, do meu lado, uma mulher de jeans e virada de lado e de costas para mim. Eu e ela segurávamos no cano acima de nossas cabeças, e eventualmente ela dava alguns esbarrõezinhos com sua bunda em minha coxa.



Porém, no começo do corredor, quase do meu lado, estava uma neguinha meio gordinha, baixinha, com uma cara de poucos amigos, mas com uma barriguinha deliciosa que dava para ver o umbigo e uma bunda extremamente grande e redonda para sua altura (eu não sou alto, mas ela era mais baixa ainda!).



Fiquei secando demoradamente aquela barriguinha e aquela bundinha deliciosa, mas em nenhum momento saí do meu lugar inicial do trem. As pessoas é que iam passando para o corredor ou saindo dele.



A baixinha neguinha vestia uma pequena blusa aberta e um top, onde conseguia se ver sua barriguinha meio redonda com peitões bem generosos. Do lado de baixo, uma daquelas calças e moleton branca com figuras bem apertada. Uma delícia para encoxar, pois ela sente seu pênis se esfregando, e você sente a bunda dela, que no caso era um pouco mole mas com muita "sustância", do jeito que eu gosto.



Mas não tínhamos encostado um no outro ainda. Um senhor bem mais velho entrou em uma estação e resolveu encostar-se bem atrás da neguinha. Enquanto isso, flertava levemente com a outra mulher e sua bunda dentro do jeans.



Eis que entra mais uma mulher na jogada: uma negra de altura mediana e vestido alaranjado, que vai do ombro aos pés. Ela entra meio apressada naquela algazarra e eu deixo um pequeno espaço para que ela fique do meu lado. Ela vem com uma certa pressão e vai se colocando aos poucos na minha frente. Como eu já estava esfregando minha coxa em sua bunda, não grande, meio mole e que dava para ver o "meinho", ela foi cada vez mais ficando perto de mim, até que na práxima estação, que encheu mais ainda o trem, ela se agarrou no cano, ficando perto dele mas um pouco afastada, e eu fiquei bem atrás dela, já mirando meu pau bem no meio da bundinha dela.



Fique então esfregando e ajeitando meu pau atrás dela. Ele naquele dia estava mais virado pra direita, mas eu endireitei ele com uma mão e deixei bem de frente para o meio da bunda dela, pois minha posição estava bem "privativa" naquele trem, com ela sá pra mim, que, pelo jeito, estava gostando muito.



Então eu comecei a empurrar levemente para a frente e para trás, pros lados, no ritmo do trem, e ela foi levada junto comigo. Parecia que já estava estocando no meio daquela bunda que encaixada direitinho com minha altura.



Até que tive que dar licença para um monte de gente descer em uma estação intermediária. Isso fez com que eu fosse "espirrado" de volta do lado da negra mediana. Por outro lado, a neguinha baixinha já estava meio irritada com o velho atrás dela e se colocou na frente da negra de laranja, ficando com sua enorme bunda agora do lado do cano, quase onde eu estava.



Daí foi inevitável. Aos poucos parte da polpa de sua enorme bundinha foi se alojando do lado da minha coxa, e pelo jeito era exatamente isso que ela queria, pois estava indo cada vez mais ao meu encontro. Meu pau estava a riste, e ela em uma série de movimentos ajudados pelo trem, e eu, "indefeso" e sendo jogado do lado dela, encostei brevemente, mas deliciosamente, meu pau todo melado em volta de sua bunda reconda e deliciosa, molinha como eu pude constatar dando pequenas apertadas com a coxa.



A grande vantagem dessa vez foi que ela era bem baixinha, de forma que conseguiu passar de baixo do braço da negra de vestido, e se achegou mais perto de mim. Era uma neguinha bem safada, pois fingia que estava irritada com a situação, mas cada vez ia mais perto de mim.



Quando o trem saiu de uma estação e foi para a nossa, me inclinei e virei para o lado da porta. Ela fez a mesma coisa, quase se colocando na minha frente. Mas não foi dessa vez. Já estava extasiado e valeu a experiência, para quem não esperava nada naquele dia.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos de enteadasmeu amigo negao forçou e fudeu minha loira contoscontos eroticos incesto a neném do papaicontos heroticos gay meu tio de dezoito me comeu dormindo quando eu tinha nove anoschaves comendo cu da chiquinhaaec porno videos bhconto teens de pau duro no calcao de futebol para a primamim mastrudo dia sou mulhe contoscontos VIZINHO INICIA ESPOSINHAcontos minha filha me depilandocasada com roupas provocantes contos eroticos sedutoreseu adoro meu macho zoofiliaContos de comadres lesbicasconto erotico sou vadia e meu marido nem desconfiaConto erotico com garota da fazendatroca troca de homens adultos contoshumilhado travesti contoscontos eroticos iniciando nudismocontos virei escrava por chantagemcontos picante eu dando o cu pro meu tio gaysconto historia com lesbicaconto erotico neide safadinhacontos eroticos maes de amigosBoqueternoCONTO EROTICO_FUI ESTUPRADA E GOSTEIcontos eroticos tenho 23 cmpedindo para gozar contosminha mae bunduda amantecontos consolei a mulher do meu amigoensinei a bater punhetaassistir vídeo pornô travesti da rola Gabs cabeça de graçaconto erotico tirei a calcinha da gatacontos de chifreconto erotico o negao deixou eu brincar com seu pausaohistoria erotica irmão dopa irmãFui a swinger com meu marido um negão me arrombou toda contohttp://transei com motorista do onibos escolar gay contos eroticoscontos eróticos minha filha bebeu meu leitecontoseroticos desde pequena adoro dar o cuzinhoconto erotico mamãe sentando no meu colo no carro lotadoela me contou que estava com a buceta toda assada de tanto fuder com eleContos eróticos:meu querido professorcache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html mijando na boca desde era bem pequena contosconto erotico travesti desobediente castigada pelo donocontos eroticos morena gostosa malhadaenteado comeu minha esposaconto eróticocontos massagem colegameu pai me arregasou todacontos de gays sendo arrombados por varias rolascoxas grossas e b***** bem rosadinhae safadinha é bonitinha ela chegava lá que é grau grau graucontos eroticos o bicho do tioConto ui ui ta gozando filhaconto erotico neide safadinhaconto gay sexo pirocudo enche cu de porraprimeira vez com travesti contos eroticosdando o peito contosbucetas no bairrofazendinhaconto de encesto filho vetido de noivinhacantos historias transei com minha sobrinha de 11aninhosminha mae enfiou o dedo no meu cuCanto erotico do travesti com menino10conto eróticos comi minha prima mae solteira carentecontos eróticos minha esposa e os dois n***** africanosConto erotico gay Suruba familiacontos de menininhas sentando no colo de homensconto faco o que quiser corno perdoaConto da mulata com velhoConto sogra magrelinha gosta de orgiaconto erotico bi comendo o cunhado e a irmãpirulito do titio contos inocentecontos eróticos filho chupando os peitos da st mãecontos eroticos nordestemenininha conto eroticocontos olhando a encoxadacontos horoticos verdadeiras pelotasconto gey o pai do meu amigo me chamou para viajar para um sitio para fodermos com onze omensassustei com apica do meu melhor amigo contoscontos sado marido violentoscasei com meu filho contis eroticoscontos minha tara no bundao da mamaecontos eroticos de manha dava pro meu sogro e a noite pro meu maridobucetas no bairrofazendinhacontos eroticos esposa na casa de swingTuco e nene buceta da grande familiAContos pornos-mamae deu um selinho no meu pauminha calcinha gozada contos eróticoscontos eróticos no elevadorconto erótico comendo crente viagemcontos minha tara no bundao da mamaecontos eroticos comendo giovanaConto fio dental tarado