Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMENDO A CRENTE CASADA



Certo dia, estava eu em casa num domingo a tarde, apás uma longa briga com minha namorada, voltei p casa decidido em meter uma galha na cabeça dela.

Estava injuriado da vida e deitado na rede na varanda de casa imaginando minhas amigas que minha namorada odiava e pensando em qual delas eu iria meter a lábia p poder esfregar na cara de minha namorada. De repente ouço baterem palmas no portão, eram duas moças, uma mais linda que a outra.



Fui até elas e perguntei no que poderia ser útil p elas, e começaram a me evangelizar. Uma das crentes era casada, porém era impossível deixar de notar o belo par de seios que ela sustentava, sem falar da bundona e do belo par de pernas que ela tinha.



Prolonguei a conversa a fim de ficar secando aquelas tetas pelo maior tempo possível, foi quando as convidei p entrar e continuar a prosa na varanda. P minha surpresa, a outra crente disse que seguiria evangelizando e que esperaria a amiga no final da rua.



A crente casada entrou, foi na minha frente e rebolando aquele rabão gostoso. Sá de lembrar meu cacete já sobe. Ofereci um suco p ela, enquanto eu fui buscar, lembrei de um tesão de vaca que meu irmão tinha no guarda roupas. Coloquei um pouquinho no suco dela e entreguei, não achei que aquilo fosse fazer efeito.



Com o Fluir da prosa, eu toquei no assunto “sexo na igreja”. Ela sentiu-se envergonhada mas logo estava no papo. Inventei uma histária que o pastor havia me reprimido por eu ter andado ao lado de uma jovem fiel e pedi que ela levantasse p que eu pudesse demonstrar como foi. Ela não queria, mas consegui convencê-la. Quando ela ficou de pé, eu fiquei atrás dela e dei uma encoxada nela. Ela pulo na frente e alegou ser casada e fiel, eu disse que apenas estava demonstrando e a encoxei novamente, ela com a guarda já baixa, deixou e eu comecei a falar palavras sacanas no ouvido dela e ela se arrepiou, era o sinal. Não sei se a substância tava fazendo efeito ou se minha senvergonhice era mais forte, sei que eu beijei a nuca dela e ela respirava ofegante disse que não trairia o marido dela. Eu disse que ele não precisava ficar sabendo e que Deus a perdoaria, afinal se ela estava começando a se entregar é por que o marido dela não estava mais fazendo as coisas como deveria, e nessa hora passei a mão nos seios dela. Ela segurou minha mão apertando contra os seios dela. Já era, ela tava na minha.



Me passei p a frente dela e beijei sua boca, comecei a despi-la e beijá-la fervorosamente. Quando ela estava sá de calcinha e sutiã eu a levei p o quarto e a coloquei na cama. Era uma cena linda, aquele mulherão com langerie vermelhinha e pequenininha, nem parecia a mulher fiel e evangélica de 19 minutos atrás.



Tirei sua calcinha e comecei a chupar sua bucetinha careca. Ela se contorcia e empurrava minha cabeça contra a buceta p eu chupar mais, cheguei a ficar sem ar. Depois me passei a mamar nos peitão gostoso dela! Ela pedia sempre mais e eu não poderia deixá-la passar necessidades, pois realmente o marido não era mais o mesmo com ela. Ela implorou que eu a comece e de quatro comecei a meter na bucetinha quente dela. Comecei levemente e fui aumentando a intensidade. Você não imagina o quanto eu fui a loucura vendo-me pelo espelho fuder aquela crente de quatro, sentir a buceta quente e delirar vendo os peitão balançando.



Botei ela por cima de mim e a parada ficou mais gostosa ainda. Eu nunca tinha trepado com uma mulher que rebolasse tanto em cima dum cacete. Depois de muita cavalgada dela, fiquei de pé, ela de joelhos e ela pagou-me um boquete caprichado. Daqueles que o pau vai no fundo da garganta dela, bem diferente do boquete mirrado de minha namorada que ela sempre cortava meu cacete no dente. Falei p a crentezinha que com um boquete desses logo gozaria, e não demorou mesmo, foi tudo na garganta da beata, ela engasgou-se e acabou engulindo tudinho. Mesmo depois da Gozada a botei de quatro e a fiz gozar também, aquilo era o paraíso p mim, não queria sair de cima dela de jeito nenhum. Foi quando avistei o tobinha rosado dela e quando botei a cabecinha ela disse que não, que ali era proibido pela religião dela.



Eu perguntei se ela já tinha tentado e ela disse que não, então disse a ela que ela não pode fazer julgamento de algo que ela nunca experimentou e então ela pediu cuidado. Fui cauteloso mesmo, adoro um cuzinho. Depois que já tava tudo dentro e ela não sentia mais dores, botei p fuder mesmo acabei gozando denovo dentro do cuzinho dela! Caí de lado cansado e ela do meu lado.



Desde esse dia p cá, todo domingo ela sai de casa p assistir o culto, mas a gente vai é p um motel p o “cú torar.” O Marido corno nunca percebeu e nem minha namorada chata e assim seguimos nos deliciando.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos nerdsnamorado da minha amiga contos gayscontos eroticos gay meu tio de dezenove anos me enrabou dormindo quando eu tinha dez anoscontos eroticos eu e a minha filha somos putaconto erotico comeu madrasta seios ggsexominhas tiasfuder aminha professoraconto brincando de cachorrinhoconto erotico dividir a pica do namoradoConto meu pai e cormo e nao sabeContos dois na minha mulhercontos de mulheres que gostam de mamar caralhos e lamber conaspapai furioso contod eroticosele me seduzio e quebrou meu cabaço historeas reaiscontos eroticos estupradas por animaiscontos erótico de incesto eu novinha ano ... meu tio com 26*6cm de rola me arrombou conto erotico comerao meu cu enquanto eu dormiadancaçndo pro meu macho contos eroticosConto porno de estuprada por pai da mim amigacontos eróticos f****** gostoso na mesa de bilharcontos comi meu irmao com o meu consolo grandao virou minha mulherzinhaviram minha buceta contosCanto eroticodeixei meu marido comwr um travestirwww.cunhadaraspadinha.com.brconto erotico comendo a cunhada dopadacontos eroticos fudendo minha bisavoa punhetinhas do moleqe novinho contos eróticocontos eroticos dominou toda a minha familiaconto erotico dopei minha filinhacontos eroticos gay o inicio de tudoconto erotico comendo a egua no sitio de noitevídeos pornô de avô sentando a netinha de sainha curtinha no colocontoswww.eroticoscontos sentando no colo novelaFodendo A Cunhada Com Força Contosconto erotico calcinha neguinhotudas conto erótico de karlacontos eroticos curtos como transei com amigo do face bookconto eroticos minha mae o pedreirotirando as pregas do cu da joycecontos eroticos meu cunhado piça de burro Porno conto filha mama pai desde pequenaContos porno com o papaiencoxando minha filha na viagemcontos eroticos de cunhada amarradaconto gay sou macho me encoxaramestava no banheiro minha tia entrou contos eroticoscontos inocentes tapascache:2K7XtU2_proJ:https://cheapjerseysfree904.top/celebritysexstories/conto_29715_minha-irma.html como minha esposa aguentou 23cm no raboFilmei minha chupando estranhos na porta do carroconto cavala loca por sexocontos eróticos lésbicas casada vira escrava da vizinhasobrinha e amiga contos eróticoscomi o cu da minha sogra linda e da filha elas gritavavideis porno cim gueis com caucinhas no cu rebolando no pirocaoContos errotecos filhascontos heroticos chupei um paucontos gay fui arrumar o computador dei meu cufudendo com a benga do vovô contoswww.contopadrinho.comminha afilhada linda me provocando contosmachos arrombador de gay afeminadoConto eroticos de pai e filhacontos eroticos de sogro comendo noraputa do meu meio irmão conto eroticoconto comi minha mae quando tinha dez anosContos eroticos de mamae qContos gay pinto pequenocontos aempregada nordestinaContos eroticos detalhes por detalhes e falas dos autores e personagens eu era uma menina de 18anos o cara do onibus me fudeucontos eroticos pedindo pra ser cadelaconto enrabando a sogra mandonameninas deixando gozar nos seus chinelinhos havaianascontos eróticos comi a bunda da minha tia enquanto meu tio dormirContos eroticos fagrei mnha esposa fodendo com dois carasvoyeur de esposa conto eroticoContos eroticos pai q criou a filha sozinha trepando cm a filinha virgemcontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidocontos de putaria gay o garoto e o vigiawww.contos encoxando caminhoneroeu quero ver mulher ficando engatada fique transando com poodle cachorro poodleReparei maquina de lavar para minha tia conto erodicocontos eroticos meu grelo e grandeChat Amo sexoavivocontos eroticos de enteadascontos esposa centou no pau do comedor 1 vezcontos eroticos a.xasada dot trabalhoConto cdzinha viagem a portugal com minha irma perdi minhas roupascontos gay 35anosvideo porno colocando minha sobrinha pra chupar em salvadorcontos a filha da minha namoradacontos eróticos de bebados e drogados gaysdirvirginando o cu da minha colega de classe porno nacionaispornô irado a mulher que tem a minha branca e tem aquela bundona fome morte elacontos de casada rabuda fiel e fogosa cantadacontos eroticos velho encheu meu anelzinho de leite e meu marido nem desconfia