Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A PRIMEIRA VEZ (PARTE UM)

A primeira vez (parte um)



Tinha 19 anos. Era alta e magra. O corpo de mulher se começava a desenhar. As maminhas tinham uma forma arrebitada, a bundinha crescia e os primeiros pelos começavam a querer aparecer junto à xotinha. Tinha cabelos loiros compridos que quase chegavam à cintura. Vivia com meus pais que trabalhavam o dia todo. Saiamos os 3 de casa de manha e eles sá voltavam ao fim da tarde. As minhas aulas eram apenas da parte da manha e passava a tarde em casa, primeiro a fazer os trabalhos da escola e depois a brincar com as minhas bonecas, a ler ou a ver TV.

Tínhamos um empregado doméstico que tratava da limpeza da casa e da roupa. Era negro com 30 anos e era alto e bem constituído. Muito educado e gentil para com todos. Era filho de uma antiga empregada da minha avá e por isso agradecido pelo emprego e pelas ajudas que recebia da família pois eram os meus pais que custeavam os seus estudos noturnos.

Nesse dia houve um corte de energia na escola e voltei para casa mais cedo. Quando entrei ele fazia a limpeza e estava descalço como gostava muito mas apenas de calções de desporto com elástico e tronco nu.

Quando me viu pediu desculpas e disse que ia já por a camisa. Disse-lhe que não era preciso pois estava muito calor. Ele concordou e continuou os seus trabalhos. Foi então que reparei bem para ele. Tinha de facto um tronco muito forte e bem feito. Os braços e as pernas eram bem perfeitas e musculosas. O calção preto mas curto fazia perceber que escondia um objecto tentador. Senti um arrepio.

Como fazia sempre que vinha da escola tomei meu duche e vesti apenas uma camisa que dava pelo meio das pernas. Ainda não usava soutien mas não pus calcinhas. Comecei a pentear o meu longo cabelo e disse: Alberto não me quer escovar o cabelo? Respondeu que sim e disse-me para me sentar no seu colo. Sentou-se numa cadeira e de costas para ele sentei-me nas suas pernas com as minhas abertas já que as dele estavam juntas.

Com muita delicadeza passou-me um braço pela cintura para me segurar e com a escova na mão direita foi-me penteando.

Senti então um volume na minha bundinha. Debrucei-me para frente com as minhas mãos nos joelhos dele e fiz um pouco de pressão para trás. Senti assim melhor aquela ferramenta que se comprimia dentro do calção. Tremi ligeiramente e senti tesão. A minha xotinha arrebitou-se e tive vontade de a coçar mas não o fiz.

Ele acabou de me pentear e disse que já estava.

Deixa eu ficar um pouco mais no teu colo, pedi eu com meiguice.

Respondeu que não. Que ele tinha que fazer e que eu devia ir estudar, mas que se me portasse bem à tarde me penteava outra vez os cabelos.

Sai do colo dele e depois de comer uma fatia de bolo fui para o quarto estudar. Não conseguia. Continuava a sentir no meu rabinho aquele objecto que me tinha deixado muito tremula.

Quase ao fim da tarde entrou no meu quarto e perguntou-me se queria que me penteasse. Vinha descalço e de tronco nu mas agora trazia um calção branco, quase transparente e mais apertado. A silhueta do seu pinto era agora mais visível.

Disse-lhe que sim e ele sentou-se na borda da cama. Sentei-me no colo dele mas voltada para ele e abracei-o. Ele me abraçou e me disse que assim não podia tratar do meu cabelo.

Mas eu estava feliz. Sentia aquela ferramenta colada à minha xotinha. Abracei-o com força e senti o membro crescer. Depois levantei-me e ele saiu do quarto.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos eróticos meu primo meu amor minha vida meteFui bolinada por debaixo da mesa na presença do meu marido. conto eróticoantropologa conto eróticoconto gay sou macho me encoxaramcrossdressing miudinhameu professor meu namorado contos gayque cu mais apertado agora chora contoconto erótico amo provocar e deixar o homen doidoBranquelo casa dos contosCONTOS EROTICOS DE SENHORAS FUDENDO COM GAROTOSn aguatei a piroca do meu padrinho no cu eu de saia contoscontos-vem foder sua putinhacontos negrinha arrombada e humilhadacontos putinha caralhudo corno chupaFiquei parado olhando a bunda delaConto curto de coroa estrupada por genro e gostandoContos marido da vizinha viaja e deixa ela carente melhorescontos eróticos gosando pelocucontofudi minha cunhadacontos eroticos de escrava de madameSempre passo o dedo no grelinho da minha netaConto na minha infancia o meu cuzinho piscando no pau deleconto erotico perdendo o cabacinho na baladaconto erotico mano pauzusdoCachorro tragado na buceta da mulherconto vendo minha tia se depilandorelatos eroticos/pisar na caracontos/minha cona era apertadinha e virgemchupei a rola enorme do meu irmão virei viado contosContos supreendida pelo novinhocontos eroticos gays viagem de ferias para fazenda com dotadowww.contos de estuprei a gordinhacontos eroticos gays pai coaroaconto erotico incesto sonifero filhaContos erotico de casada trocando de maridoContos eroticos novinha virgem sendo arrebentada pela mulecadasDeixando a novinha laceadacontos eroticos comi minhas filhinhas pequenascontos safadinhosEu e mamãe fudendo com papai contoseroticosencanadores/contoseroticoscontos eróticos de bebados e drogados gaysFodida no cú por um pau preto e grande Conto erótico heterossexual.simpatia comer cunhadacontos eroticos quanto vi aquele pau mostruoso o meu cu piscoConto erotivo estupro veridicocontos eróticos com pezinhos da chefeContos eroticos eu cheguei arrombada em casanovinha deixou lamber sua xana contos heroticosFodendo novinha da taiada enormepica grossa no rabo contos de evangelicas contos eroticos escondidoconto minha mulher gozou na picona de meu serventeConto mulher lesbica sexo filha da vizinha[email protected]Www.contoeroticopai.comcontos dormiu e tomou no cu fodidaúltimo contos anal de sobrinhaContos eroticos com o rodo do banheirocontos erotis orgia bicontos meu tio tem uma rola grandecontos punhetei meu irmao gemeo quando ele dormiazelador grita dor conto erótico contos eróticos minha esposa com a calcinha cheia de p**** chegou em casaconto gay testemunha de jeovacontos eroticos chantageada pelo titioO negrão ganhou minha esposa casasdocontoswww.loirinha casada carente vizinho velho e tarado contoscontos esposa do clientecontos eroticos minha transa no motel com o docentechupo um pau diferente todo dia conto erótico sou a putinha do bairroFodendo novinha da taiada enormegazar na vagina da sogra xvidiosContos erótico adora lamber cu meladocontos eroticos de negros na praia de nudismocache:d8S3mF85a4oJ:tennis-zelenograd.ru/conto-categoria_4_11_incesto.html contos eróticos esperava o meus dormir eia na cama do papaicontos eróticos gay foi au delírio na rola dos meus primos.comcontos eróticos e sou casado mas gosto de dar o cuzinhocontos interraciais contados por mulheresmeu tio vez eu beber toda sua porra e viciei quando eu era novinhoconto cu menina esconde-escondeContos erotico zooo japonezacontos erotico incesto filha a puta da turma e pai taradocontos eróticos escutei a minha esposa gemendo e fui ver o que eracconto erotico de netinho decinco anoscontos nudista de pau duroe menininhascontos eroticos dcontos minha esposa e uma mulatona MEU CORNO, NESTE FERIADO CONVIDOU UM JOVEM PARA IR EM NOSSA CASA METER GOSTOSO EM MIM ESPOSINHA ..conto erotico esposa sofre no pintaocontos eroticos- supositorio no cu da filhahttp://transei com meu tio na fazenda contos eroticos gayconto gay bebado fui fodidoRelatos gostosinhos de homens casados mamando cu de boiolinhasmeu pai tem ciumes de mim contos eroticoscontos eroticos currada caronacontos eróticos ouve os gritos da minha mulher?