Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A VIÚVA E OS PADRES

Em uma noite de chuva forte, trovoadas e relâmpagos



Fernanda encontrava-se em uma melancolia por estar sá em



sua enorme casa (pois ela morava em um vilarejo na



Transilvania, e havia ficado viúva há algumas semanas, ainda



chorava pelos cantos pela perda de seu adorado esposo).

Como sua casa era afastada do vilarejo era muito raro



alguém passar por ali. Mas nesta noite passara uma



carruagem com dois jovens padres, que quebrou bem de



frente a sua propriedade, os rapazes bateram em sua porta.

Sabrina sua criada que já se aprontava para se retirar foi



atender a porta pedindo para que os rapazes entrassem e



esperassem foi logo chamar sua patroa, Fernanda veio atrás



de sua criada usando uma belíssima e longa camisola e



penhoar preto.

Os padres vendo tal escultura de mulher se encabularam, e



sem poder encará-la nos olhos pediu abrigo até a manha



seguinte.

Ela ainda no alto da escada pode reparar nas vestes dos



rapazes.

O mais aloirado trajava uma calça barrosa, sapatos sujos,



capa marrom com uma blusa branca, o moreno trajava, calças



pretas com barras sujas de barro e terno preto.

Muito delicadamente Fernanda aceitou que os rapazes



pousassem em sua residência durante aquela noite, pediu a



Sabrina que preparasse os leitos, mas antes que lês servisse



um caldo quente, e com a ultima ordem dada tornou a subir as



escadas em direção ao seu práprio leito.

Passado algumas horas no alto da noite os rapazes



escutaram gritos, gemidos e murmúrios no leito ao lado, os



rapazes em um ímpeto de bravura pegaram castiçais em seu



aposento e foram averiguar, depararam-se com uma porta



entre aberta, de onde se via uma cama e um sofá, em cima



da cama encontrava-se Fernanda completamente nua com



suas belas formas a se tocar.

Suas mãos passaram pelos seus peitos firmes e grandes,



descendo lentamente pela barriga num gesto rápido



colocando a mão no meio das pernas começou a acariciar



sua bela e apertada bucetinha, os rapazes ao verem aquela



cena se desequilibraram esquecendo seus votos de



castidade caíram porta adentro a assustando.

Fernanda sem reação, sá olhou para os rapazes, que ficaram



petrificados. Fernanda se levantou e foi ao encontro dos dois



e num gesto rápido tirou a roupa de dormir dos dois, beijou o



loiro começou a fazer uma chupeta no moreno provocando o



loiro com o rabo virado para ele convidando-o a fode-la de



quatro enquanto chupava seu amigo.

O padre loiro não demorou a deixar seus instintos aflorarem



vendo aquele rabo roçando em seu pau que já estava duro



feito aço e latejando de tanto tesão, sem esperar outro



convite e vendo o seu amigo delirando com a boquete que ela



fazia nele o padre abriu as bandas do rabo de Fernanda e



sem dá meteu com tudo o seu pau dentro do cú dela,



segurando-a pelos cabelos, começou a foder com vontade



aquele cú apertado, o padre moreno vendo o delírio dela fez



com que ela se ajeitasse sobre seu pau e começou a foder



sua buceta Fernanda em delírio gritava e gemia sem se



importa com os criados da casa, os dois trocaram de lados



passando o moreno que tinha um pau pouco maior e mais



grosso a comer seu cú e o loiro a comer sua buceta.

Fernanda parecia um instrumento nas mãos deles de tantos



toques, que eles davam em seu corpo, chupavam e



mordiscavam seus peitos, o moreno começou a chupar sua



buceta enfiando dois dedos em seu rabo e ela rebolava em



sua boca enquanto fazia um boquete para o loiro, os dois



padres já loucos de tesão foderam ao mesmo tempo em sua



buceta e depois em seu rabo.

Em seus gritos, murmúrios e gemidos de delírio e tesão



Fernanda acordara sua leal criada Sabrina que foi ao quarto



de sua patroa ver se ela precisa de ajuda, ao entrar no quarto



depara-se com sua patroa dando o cú para os dois ao mesmo



tempo.

Sabrina ao ver aquela cena começou a se tocar, e sua



respiração passou a ser mais ofegante chamando a atenção



dos padres e de Fernanda, os padres a pegaram e a levaram



até a cama fazendo com que as duas se beijassem se



tocassem se chupassem e as duas os chuparam, e os quatro



ficaram os restos da noite nesta deliciosa foda.





Autora: Fernanda Subires

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


CONTOS ESPOSA CORNO ANDREAcontos femininos reais encoxadas e zoofiliaconto erotico japonesinhasainha olhava lesbicas contoscontos eróticos solitáriocomo mama um pau o bofe reclamo que eu tava sucandoa cabeleira contos eroticoTennis zelenograd contoMinhas coxas seduz papa contos eroticos calcinhaprimas contos eróticodoeu muito dar o cu p meu filho contos eroticosconto minha sobrinhas curiosas conto erotico rainha do analMeu nome é Luiza, tenho 26 anos, 1,70 madoro menino sacudo contosler conto erotico de pedreirocontos eroticos reais meu primo come minha esposacontos erotis orgia bicontos esposas putas castigadas no cufui buscar cerveja e deixei minha esposa dormindo bebada contoconto de botei a minha irmã bem novinha pra chora com a pica grande no cu virgea mulherdo meu amigo contoseróticoscontos eroticos meteram em mim e fiquei muito abertacontos incesto comendo minha mae no sitioContos era feio mas tinha um pênis descomunalcontos sentando no colo novelaencostou o cotuvelo no meu peito fiquei loca conto eroticoContos internauta quer comer meu cudopei o.garoto contos gayscontos eroticos corninho limpamdo xoxota da esposa cheia de gozo do amanteconto minha prima virgem vei dormim aqui em casacontos eróticos vai amor vai amorxvideoporno com er maoscontos eroticos gay inrustido com montawww.conto comendo o rabao da gostosa da fazenadacontos eroticos primeiri orgamos com meu irmaocontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigorelato incesto chuva douradacontos eroticos lycra em meninoConto puta fode com o vizinhoContos.eroticos.enfiando.cu.da.maeloira casada malho e adoro negao contosDei meu cu gay pro seguraca do meu paiContos de prostituta casadamamae vai passar pomada contosgay surra chinelo putinhaeu e minha sobrinha no cine pirno contoA loirinha punheteira contos eróticosContos erotico ksada de mini saia cuzinho no buzao Minha irma adolecente taradinha em conto eroticoIncesto comendo minha mãe afosacontos eroticos de como eu perdi minha virgindade aos 16xvidios cumhada cavalona motelmetendo na irmã dormindo boa f***contos meu irmão e eu betinha vendo contos de incesto arrombaram meu cu com forçacolega de trabalho come gay contoscontos fode-me paicontos gay com homens grandes e peludos terminadaspagou pra comer a irmã conto eroticocontos achei uma inpregadinhacontos eroticos com homem contratado para engravidarContos eróticos comi minha imagina sem camizinha e ela engravidouconto erotico mulher por causa de apostacontos abobrinha na bucetame fode com esse pintãoJoão e chupando piru mesmo tempowww.contos eroticos cavalgado no vovoo pito da minha sobrinha e o cu da cunhada contoseacravo da minha primaconto erotico calcinha no varalpedindo para gozar contosConto eroticos das coroas 42 lindas e gostosas de 41 anos com teu afilhadocontos eróticos mulheres da b***** grandemocinha sendo encoxadas e segursndo o piruconto porno a virgem babiex cunhada safada casada com presidiárioconto pega na siriricacontos eroticos minha mulher me castiga apertando minhas bolasContos eroticos incesto dei o cu para o meu tiocomo mama um pau o bofe reclamo que eu tava sucandorelatos eroticos reais meu amigo mora comigo e minha esposalevei minha prima pra um hotel eu tirei a virgindade da buceta dela conto eróticoconto anal popozuda crentecontos virei cadelinha assumidicontos eroticos comendo a menina novinha desmaiadaconto erotico chantagiei a esposa do meu funcionáriochute no saco contos pornoconto erotico sou viado e vendi meu cuconto viciei esposa na bundinhacontos gay gordinho calcinhacontos eroticos gay filhinho me servindoconto erotico gay sexo entre amigos heterosconto erotico gay coroa pirocudo do bar me levou pra casa dele e me arrombouconto de transa com o amigo do meu paifotos da minha mulher gulosaconto erótico na praia com a família da esposaconto erotico gay seduzindo o tio velho coroa grisalho