Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O TIO DA NET E MINHA AMIGUINHA DA ESCOLA

Depois q o tiozinho tarado da net tirou meu cabacinho, comecei a frequentar uma escola d informática, pois tinha ainda muito pouco conhecimento sobre informática. Logo no começo já fiz uma amiguinha, o nome dela é Fernanda, mas todos a chamam d Nandinha devido ao seu tamanho, ela é apenas uma pouco mais jovem q eu, mas parece uma menininha, deve ter 1,5m d altura, morena clara, cabelos castanhos lisos e longos, ela é magrinha, mas tem um corpinho bem definido, cintura fina e um bumbum empinadinho. Ela é bem atiradinha, diferente d mim, pois sou muito tímida. Logo me senti à vontade p contar a ela minha histária c o tio da net, ela então me revelou q apesar d ser mais desinibida ainda era cabacinho. Combinamos um dia d matar aula p ir ao centro, enquanto eu iria ver o tio da net, ela iria dar uns beijos num gatinho q ela tava ficando. Eu tava lokinha p dar p meu tiozinho, nem bem cheguei no quarto do hotel e já comecei a chupar o pau dele, quando de repente meu celular tocou, era a Nandinha, levou um bolo do gatinho e não tinha nem dinheiro p pegar o ônibus, falei q emprestava algum p ela, mas q viesse logo p não atrapalhar a minha trepadinha. Quando desliguei o celular, o tiozinho me falou:

-Convida ela p participar da nossa festinha.

-Fikou louco, ela ainda é cabacinho.

Ele não ensistiu, mas acho q isso deixou ele ainda mais excitado.

Quando ela chegou, apresentei um ao outro e percebi q o coroa não tirava o olho dos peitinhos da Nandinha, ela estava d saia e c uma bluzinha branca d alcinha, dava p ver o bico dos seus seios bem durinhos, estava sem sutiam. Ele nem disfarçava, dava p ver o volume na sua calça, parecia q seu pau queria saltar p fora. Quando de repente, num gesto inusitado, ele colocou o dedo bem no bico do peitinho dela e disse brincando:

-Nossa! Que durinho, nem parece d verdade.

Eu fikei sem graça, não podia acreditar q ele tinha feito aquilo na minha frente, fingi q não vi a cena, disfarcei e fui no banheiro pegar a minha bolsa p dar o dinheiro a ela, mas fiquei sondando a reação dela. Ela riu p ele e perguntou:

-O tio gosta?

-Gosto, mas ergue rapidinho a bluza p eu dar sá uma olhadinha.

Ela ergueu a bluza, o coroa safado não pensou duas vezes e caiu d boka nos peitinhos dela. Nossa, aquela cena me excitava. Quando voltei, eles nem fizeram questão d parar, o tio ainda disse:

-Olha q peitinhos durinhos tua amiguinha tem, experimenta.

Nunca pensei fazer isso, mas chupei aqueles peitinhos c tanta vontade, eu chupava um e ele o outro, depois chupávamos o mesmo. Enquanto eu mamava nos peitinhos da Nandinha ele começou a dar um beijo d lingua nela, levantei e quis participar do beijo, nossas três línguas se entrelaçavam, então ele deixou q nás duas nos beijássemos enquanto ele tirava nossa roupa. Enquanto enfiava minha lingua na sua boka, sentia nossos peitinhos se tocando e nossas bucetinhas se esfregando uma na outra. Olhamos p o lado e vimos o tiozinho tocando uma c a mão enquanto apreciava a cena, demos uma risadinha d safadas, empurramos ele na cama e caimos d boka naquele pau, parecíamos duas garotinhas brigando por um picolé. Nandinha foi mais rápida e abocanhou aquela pica com tanto apetite, me deixando chupar apenas as bolas, depois chupamos juntas, uma d cada lado, d uma maneira q meus lábios se encontravam c os dela, e começamos um vai e vem q ia da cabeça até as bolas. Nás estávamos d quatro, com a bunda p o lado do tiozinho, Nandinha quase esfregava a bucetinha na cara do coroa, ele não aguentava ver aquela bucetinha se arreganhando na sua cara, depois d examiná-la e ver q era mesmo cabacinho, meteu a língua no seu grelinho molhado, ela se contorcia d tesão. Os dois fizeram um 69 daqueles, ela ficava cada vz mais putinha, sugava aquela pica c tanta vontade e arreganhava cada vez mais aquela bucetinha, sempre rebolando e esfregando na cara do coroa. Depois colocamos a Nandinha deitada, era a minha vez d conferir seu cabacinho. Que delícia ver minha amiguinha delirando na minha língua, o tio se aproveitou q eu estava d quatro, grudou na minha cintura e enterrou na minha xaninha q tava encharcadinha, minha língua fodia ela no mesmo rítimo em q o tio me comia, quanto mais fundo ele metia, mais fundo ia minha língua, tive orgasmos múltiplos. Minha amiga implorou p sentir apenas a cabeça daquele pau na entrada da sua xaninha, não queria perder o cabacinho. Então eu abri sua xaninha, dei mais umas linguadas, lambuzei bem o pau do tiozinho c minha saliva e fui encaixando na sua bucetinha. Ela tava muito molhada. O coroa não resistiu, o tesão dele era tanto em ver aquele cabacinho se rompendo na sua vara q ele logo empurrou tudo p dentro, nem deu bola quando ela mandou parar. Segurou seu pau lá dentro p ela se acostumar com o tamanho e deixou q ela rebolasse até gozar. O tiozinho não conseguiu segurar mais, tirou o pau d dentro e gozou na nossa cara, nunca vi tanta porra, lambuzou nossos rostos e escorria pelos nossos peitinhos. Depois tomamos um banho, os três juntos, mas antes q o tiozinho se empolgasse novamente, tivemos q ir embora, pois nem vimos o tempo passar naquela tarde maravilhosa. Esse foi sá o começo d tudo o q nás ainda iríamos aprontar.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


casadas que trai é marido gostou contos eroticoscasada dando o cu no bairro de na casa do ferantemorando sozinho com irman gostosa contoPorno conto sala de bate papo minha sogragarotinha contos eróticosNovinhas sendo arrombadas por patrão e peões na fazenda contos eroticosler conto pornô de i****** ajudando minha filhacontos eroticos fui putinhaconto erotico eu meu marido e meu filhoContor eroticos quando eu era pequena dormia com meos pai e quando mamae dormia papai me fodiacontos eroticos mamae de top lessaec porno videos bhContos buceta alargada com paucontos mulher alta bunduda ggmete mete contoBucetas virgemdas das adolecentes doidocontos filha foi pescar com pai e foi arrombada na barraca no escurocontos eroticos fudendo a mae travestiViadinho Rabudo Pastor Negro Contos Eroticosmamãe comeu meu cu com vibrador conto eroticcontos a punheteira do papaihttp://googleweblight.com/?lite_url=http://okinawa-ufa.ru/conto_25933_fodendo-o-recepcionista-do-hotel.html&ei=h1fTW1EH&lc=pt-BR&s=1&m=739&host=www.google.com.br&ts=1489513220&sig=AJsQQ1A6LGGFLRL7NY2__JYTuAweTMayWwconto eurotico.novinho gay pegando caronaMinha bunda fui abusada contos eroticos com fotoscoxinhas grossas conto eroticocontos eróticos minha mulher vai à igreja e no confessionáriocontos eróticos sexo com menininhas traduzidosContos porno minha namorada mi engañocontos eroticos meu irmãocontos eroticos traindo marido na Sala ao ladocumendo a prima vingwmmulheres sendo torturadas pelos seios buceta cu sexo brutala posição cavalgada pode machucar o útero.?'conto erotico gilha depiladaDei meu cuzinho- conto ii relatosconto erotico eu minha mulher e meu primocontos eroticos fiquei com um pouco de nojo mas chupei aquela buceta peludarealizando sobrinho sensualconto erotico anal no onibusPorno pesado gordao arromba magrinha pono doido"gozei tudo na boca"19 anos contos gaysContos eroticos de de lindos travestis tarado por cucontos na garupa da motocontos com letras grandes , a rabuda e os dois travecoscontos sexo gostoso numa estrada deserta e na motoTennis zelenograd contoPau duro na buceta da cunhadaTennis zelenograd contoConto lésbica depilado a cliente safadamulheres no salão chupando e se masturbando com dançarinoconto erotico com filhinhacontos bucetinha cheirando mijovideo porno colocando minha sobrinha pra chupar em salvadorfilho aromba o cu da madastra que grita ta,doendoconto amador minha mulher viu o tamanho do cassete do cunhadoconto erotico garotinho de shortinho socadoContos eroticos comi a força a minha tiaMe comeu"me fez gemer" pau de verdade fêmeaContos lambendo cu cagadocontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigocontos eróticos com homens de pinto muito muito grande fora do normalcontos eróticos pai a cabando com a bunda grande da vovóconto banho com tia olhandoninfeta beijando peitoral de travesticontos eroticos nupcias mete amorSou gay e adoro no cu contoscontos eróticos deu pra outro não quero maiscontos eroticos "cadela" "sem comida" "fome"conto erotico enteada brincadocomi o cu da muie do meu inquilino contos eroticosconto gay tio paciente comendo o novinho devagarinhoconto gay primos no sitiocontos eróticos sogras senhora pzra sexo 2019conto erotico familia praia nudismo sobrinha dormindo chãoConto erotico foda com deficiente mentalConto erótico comi me cachorro contos porno de submissas falando palavrões contos eróticos me arrombaram no incesto