Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENFIEI A MÃO NA XOXOTA DELA....

Amigo leitor, na vida o sexo e prazer se tornam limites sordidos para cada um de nos, por este motivo sempre aprendi que o sexo vai muito alem de um ato sexual, é algo mutuo e de total entendimento entre as duas partes.



Entendo ainda que fazer sexo, sentir o prazer, fazer amor é algo que somente dividido tem maior expressão do sentimento e do tocar de dois corpos.



Foi assim com Melissa, uma das namoradas melhores de cama que conheci, ela era jovem, bonita, peituda e rabuda.



Tinha um jeito meigo de menina no dia a dia e de mulher gostosa em nossas transas diárias.



Gostava de seus olhos castanhos, da cor de pele e sua boca carnuda, pois em cada beijar e tocar sentia que ela era a mulher da minha vida, sentia o prazer do sexo me dominar.



Ela tinha um jeito todo especial e gostoso de me fazer ficar de pica dura para ela, em momentos de quarto ela me beijava, mordia meus lábios enquanto com sua mão me fazia carinho em meu volume que já era anormal.



Sentias seus deliciosos seios balançarem na minha frente e logo pedir para ser mamado e assim acontecia.



Ela totalmente me dominava na cama, ela estava totalmente a mercê do sexo e de me levar ao delírio total, sendo que em vários momentos ela tomava rédias da situação e me fazia gemer, gritar de prazer.



Em uma cama qualquer ela me deixava a loucuras, pois totalmente nua se coloca ao meu olhar delirante e cativante, onde podia ver suas belas curvas, seu belo corpo, seus seios gostosos e sua xoxotinha totalmente depilada e lisinha.



Eu prontamente estava abusado, de rola dura e sem nenhuma peça de roupa no corpo e juntos se víamos e no admiramos, ela era realmente linda e gostosa, e eu totalmente dominado pelo misto de prazer e beleza.



Logo estava eu deitado na cama e ela em cima de mim em posição de sentada em minhas pernas, eu a chupava toda, lambia com gosto o bico de suas tetas e com os dedos atingia seu clitáris que prontamente respondia com gemidos de prazer.



Ela estava totalmente sendo engolida e fudido por minha língua e meus dedinhos que logo se transformaram em três dentro dela em movimentos fortes de vai e vem. A altura de seu gemer começava a tomar proporções deliráveis e sua boca era dominada pelo meu carinho.



Ela me segurava pelo braço e com suas unhas bem feitas apertava prontamente meu braço sentindo o arrombar da bucetinha dela por três gostosos dedinhos que logo estava fazendo um vai e vem marcante, pois ao mesmo tempo tirava de dentro dela e a fazia lamber seu gostinho salgado de xoxota.



O sexo estava alem e minha pica estava dura feito uma pedra louca para fuder aquela gostosa mulher, aquela menina linda de rabo tão gostoso.



Eu gemia com tudo e rapidamente caia deitado na cama e sentia-a começar com suas delicadas mãos de mulher a tocar em minha torra grossa, ela segurava forte e acima de mim se abaixava para fazer o que ela sabia de melhor.



Sentia seus cabelos longos cair em minha perna e sua boca logo fazer presença em meu cacete. Ela começava então a mamar feito louco diante dos meus 19 cm de pica dura.



Sua boca fazia um misto de para cima e para baixo que me fazia gemer alto, me fazia delirar ao mesmo tempo que via a cena de suas detas balançar na minha frente.



Ela neste exato momento provava que estava indo alem dela mesma, chupava cada centímetro, cada milímetro, cada lado do meu cacete, que logo enchia sua boquinha de menina com sua grossura.



Ela se engasgava ao tentar engolir todinha e se sentia uma atriz pornô. A minha atriz!



Cada beijar, cada tocar de suas lindas e delicadas mãos me faziam estar nas alturas do sexo. Eu a via com seu olhar meigo e sua boca voraz me engolir com gosto. Cada vai e vem que dava medo, pois parecia uma cadela no cio, louca por uma rola.



Sem demora e com muita vontade de gozar me deixei esperar e logo a deitei e a comecei a fazer carinho pela xoxota, dei um longo beijo em sua boca carnuda e a fiz relaxar, pois neste instante estaria prestes a fuder ela com a boca, o dedo e com minhas mãos.



Logo e deitei e abri suas pernas, via em minha frente uma visão dos deuses, uma bucetinha carnuda e depiladinha prontinha para ser devorada.



Abri suas perna e logo meti a boca, mamava ela com gosto, metia a língua e ficava louco ao ouvir deus berros de prazer, ouvia seu gritar de prazer...



Minha rola estava espumando de vontade de gozar, mais minha vontade era de abrir aquela mulher por dentro. E com isto minha língua fazia o vai e vem, e minha boca prendia seus lábios carnais de sua xoxotinha e logo estava em uma altura para novamente ser molhada por minha baba de prazer.



Ela gemia como uma, puta e eu a fodia com a língua e os dedos, metia dois, três, quatro dedos dentro dela ao mesmo tempo, fazia ela se abrir loucamente, fazia ela se arrombar e gemer.



Meus dedos em conjunto faziam dentro da bucetona dela um entre e sai, eram quatro que alternava e girava, ela logo tocava com suas mçaos em meus braços me pedindo para tirar, mais eu não resistia e girava meus polegares dentro dela, ela estava dominada pelo prazer e pela dor.



Seus olhos parecia não acreditar que estava sendo estuprada pelo seu namorado, que logo a fazia de puta e a deixava toda aberta.



eu fazia ela lamber meus dedos e logo enfiava todos novamente dentro dela, sua xoxota estava abertinha, totalmente deslumbrada por quatro dedos que logo a fazia gemer, logo esticava dentro dela a alargando.



Porem eu estava louco, já havia gozado muito apenas com aquilo, e sem meter nela ainda, a babinha da minha pica estava manchando o lençol e eu com meus polegares dentro dela a lambia inteira, a beijava, a chupava e aumentava o entre e sai.



Estava eu totaslmente louco de prazer e agora tentava enfiar minha mão dentro dela, ela não aguentava e pressionava para eu tirar, mais eu louco de prazer enfiava com força, ela tentava sair, mais meus beijos e com o peso do meu corpo encima dela não deixava. Então estava eu arrombando e abrindo de vez ela, metia cada centímetro da minha mão, abria cada milímetro da sua buceta e chegava ao ponto Maximo, estava eu com minha mão todinha dentro dela, ela parecia desmaiar de prazer e de dor, tentava reagir e tirar, mais eu a fazia gritar de tanto pedir para parar.



Loucamente vendo que minha mão sumiu dentro dela e que semente via meu pulso eu gemia e a mordia toda, fazia movimentos. Gritava de prazer e logo e abusava e mechia dentro da xoxota dela.



Dentro era quentinho, gostoso e me fava prazer demais, sentia o lambuzar e cada veia dentro da xaninha dela.



Ela, no entanto estava acostumando com meu novo jeito de fazer carinho. Porem logo a beijei e comecei a fuder ela com a mão. Ela berrava de prazer, eu socava meu punho dentro dela, ela gemia, delirava, estava alem de si mesma, era abusada, estuprada e fudida por uma mão. Há mão de seu homem.



Eu com a outra mão e com ela de pernas abertas batia uma gostosa punheta que logo vinha a gozar, deixando derramar muita porra em sua barriquinha depilada. Ela estava ao delírio e logo depois disto a fiz lamber e mamar minha rola, ela limpava tudinho o excesso de porra e lambia minha mão que antes estava atolada dentro da bucetona arrombada dela.



Sem mais ela me beijou, falou que doeu muito e que não estava aguentando, mais que gostou e que na práxima vez iríamos tentar enfiar outra coisa... talvez uma raiz de mandioca limpa, ou um pepino ou minha duas mãos juntas....



-FIM-



ASS – ThyAggo



MSN:



[email protected]



---------------------------------------------------------------------------------------------------------



Acesse:



portalgayms.blogspot.com



portalgayms.blogspot.com



portalgayms.blogspot.com

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos gemi na picaEu meu pai e minha mãe contos eroticoscontos de tirador de cabaçotanguinhas molhadas contos eroticos reaisadoro os fio dental da minha irma e os shortinhos adoro o vibrador dela no meu cuzinho afeminadoconto erotico gay chupando o melhor amigo dormindoGravida do papai contosContos gay flagrei meu marid dando p um roludoMeu sobrinho me confessou que ele e gay e tem vontade chupa no meu peniscontos eroticos (homens que pagam as dividas com a mulher)contos de sexo com novinhas trepando com advogadoscontos safados purezaconto erótico gay a forçacontos eróticos esposa professora em tambabacontos erotico de medicocontos com fotos flagrei meu marido com a viúva do vizinhominha noiva me corneo contoos melhor conto erotico de casa dano pros filho e cunhadocomeu uma gordinha no onibus em viagem contos eroticosmassagem no jogador conto bissexuaiscontos eroticos comi a biscatinhaPreta bateu punheta e foi gosada nas mamas tataradacontos eróticos minha mãe fazendo caridadecontos insesto mae de ferias com filhocontos porno papai me deixou arnbadacontos eroticos reais corno impotenteconto erotico perdendo a virgidade com o porteirocontos eroticos gay filhinho me servindoeu minha irma e meu cunhado contosdeixei meu sobrinho me ver nua contoscontos eroticos de enteadasconto erotico reais de irmãstraveati fudendo na cpzinha do apartamento no fruta pornocontos eroticos esposas adora pau grande e muita porra levei ela pra dar pum cavaloviciei na piroca enorme e grossa do meu tio e sou um menino viadinho contosdp swing buracoconto erotico gay em recifenoite maravilhosa com a cunhada casada contosbai jo meu primo e ele me comeucontos eroticos chantageada pelo segurança da lojaContos eroticos com animaisconto erotico eu meu marido e o entregadocontos eróticos gay lambendo rabo peludo de machoconto de irma que viciou em dar o cuzinhoMeu irmão mandou eu deitar com eleminha cunhada traindo meu irmao com o patrai contoschegou na casa da visinha e ja foi logo comendo a safadcontos eroticos de afeminados na escolacontos eroticos duas amogas se masturbando freirascontos eroticos caminhoneiro me comeu de ladinhowww.xcontos eroticos.com babá carnuda chupa paucontoseroticos madrastmae e filha sendo arrombadas contoGozei na mao da mamae contocontos eróticos esposa amanheci toda meladaanão transando com jamaisContos eróticos rabudinha chorou na picacontos irmão brinca de papai e mamãecontos eroticos levei rola com meu marido en casaCheiro de rola de machos de academia suado contos gayscontos de travestis comendo os patroesConto erótico gay caçamba de carro de madrugadacontos eroticos o presente de corno de meu paiconto novinha gravida do tiocontos eroticos casada infelizcontos eroticos desde novinha me apaixonei por porracontos porno ajudou marido comer sograpia se acha ser pausudocalçinhas meladinhas nelascontos eroticos fui leva a gostosa da cumade beba na casa delaconto aos dez anos minha sobrinha sentava no meu colo sem calcinhacontos eróticos trai meu marido numa rapidinhachorei com aquele cacetao grosso e duro entrando em mimcasada;fodida na África;contos eróticos