Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A PRIMEIRA VEZ QUE MAMEI UM PAU. CHUPEI UM NEGÃO!

As vezes quando acordava meio cedo, eu colocava uma camiseta, uma saia e uma bermuda por cima e saía pra fazer uma caminhada. Geralmente ainda estava meio escuro, as unicas luzes eram as dos postes.rnrnNesse dia eu coloquei uma camiseta preta curta, sem mangas, uma minissaia marrom com um zíper e pregas na lateral e uma bermuda meio folgada por cima.rnrnNo dia anterior eu tinha andado pelo bairro todo também, usando a mesma saia e bermuda, sá que com uma camisa bem longa. Tão longa que quando saí na rua e andei pela avenida sá de saia e camiseta, quase nao dava pra ver o que eu tava usando, se era uma saia ou short.rnrnNo dia seguinte, quando saí, decidi fazer o mesmo caminho, sá que inverso.rnrnLogo na entrada de casa, tirei a bermuda e fiquei com ela na mão. Precisava ter ela nas mãos, caso aparecesse alguém, eu poderia coloca-la rapidamente. Andei pelo bairro até chegar à entrada da avenida. Ja tinha passado por aquela casa onde ficava um vigilante, mas naquela manha ele nao estava la. Achei estranho, porque ele sempre ficava la. Fiquei uns cinco minutos parado, decidindo se entrava na avenida ou não, e aí decidi entrar por uma rua mais pra baixo. Mal segui pela rua percebi um cara que chegava também na entrada da avenida, parecia que ele ia reto, seguindo pela avenida.rnrnSegui em frente. Andei uns minutos e aí olhei pra trás, e vi que o cara ao invés de subido a avenida, tinha descido e estava um pouco atras de mim, sá que do outro lado da rua.rnrnConforme ele foi chegando mais perto, vi que ele atravessou a rua e ficou bem atras de mim, e conforme eu virava pra tras eu vi que ele virava um pouco o pescoço, prestando atenção nas minhas pernas (um pouco peludas, é claro).rnrnTentei apertar um pouco o passo, mas percebi que era tarde. Ele ja tinha me alcançado, mas tinha voltado a ficar do outro lado da rua.rnrnA partir daí ele começou a olhar pra mim, começamos a andar lado a lado, eu de um lado da rua, ele do outro. Ele olhava bem pra minha cara (como que pra tirar a duvida se eu era mesmo um cara ou nao) e então olhava pra minha saia e pras minhas pernas.rnrnContinuamos andando, nos cumprimentamos com um aceno de cabeça. Andamos mais um pouco. Aí ele disse:rnrn- Belas pernas.rnrnMurmurei um ?obrigado? tão baixo que nem saiu da boca, acho que ele entendeu por ?leitura labial?.rnrnEle, de novo:rnrn- Você mora por aqui?rnrnSá apontei num direção, e disse:rnrn- Não, lá pra cima. (quase sussurrando).rnrn- Por que você está usando saia?rnrn- Porque sim. Porque gosto.rnrn- Você sempre anda por aqui.rnrn- Não. E você?rnrn- Uma vez por mês.rnrnContinuou me olhando, quieto. Dava pra ver pelo olhar que ele simplesmente "não se conformava" com aquela situação: como é que pode, um rapaz sair andando por aí, de minissaia, no meio da rua, como se fosse a coisa mais normal do mundo?rnrnVoltou a falar:rnrn- Mas você tem umas belas pernas mesmo... posso passar a mão?rnrn- Não... que é isso!? - falei, meio assustado.rnrnAí ele foi chegando mais perto, por trás, e pegando nas minhas pernas, levantando a minha saia e apalpando minha bunda. Na hora não pensei, estava assustado demais, mas ja pensou se eu estivesse de calcinha? E tudo isso no meio da rua!rnrnUma hora passou uma moto, bem veloz, e ele tirou a mao de mim. Mas logo depois voltou, e eu ja estava bem assustado e falei:rnrn- Pára com isso, cara! O que é isso??rnrn- Ah, eu sei que você tá gostando...rnrnAí voltou a passar a mão nas minhas pernas. Confesso que apesar do medo, estava curioso em saber até onde aquilo ia dar.rnrnEle foi fungando no meu cangote, me cheirando, enquanto passava a mao nas minhas pernas.rnrnEu falava:rnrn- Não, pára com isso, cara!rnrn- Ah, vc ta querendo, taí com essa sainha....rnrnDei um chega pra lá mais forte, e ele deu um tempo.rnrnAi ele foi indo embora!!..... andou quase um quarteirão........... aí me dei conta do que estava acontecendo.rnrnEra uma situação um tanto, como disse, temerosa mas excitante... até onde aquilo poderia ir.?rnrnTalvez nao tivesse uma segunda chance de descobrir.. fui atras dele!!!!rnrnQuando cheguei a uns 2 metros de distancia, chamei:rnrn- Ei! Oi!rnrnNem sei como tive coragem... bom, ja tinha sido apalpado, e tudo o mais. Senti que tinha que descobrir ate onde eu poderia chegar naquela situação.. ja tinha andado muitas vezes de saia, de manha, pelo bairro, e nunca cheguei a me defrontar com aquela situação... tinha que ser curioso, talvez nao houvesse uma segunda chancernrnE lá fui eu, de sainha, quase correndo na direção dele, e o chamei.rnrnEle virou de volta, mas continuando a caminhada. Esperou eu o alcançar. Daí falei:rnrn- Você gostou?rnrnEle:rnrn- Gostei das suas pernas....rnrnEu:rnrn- Ah, você gostou foi da minha saia....... (nem acredito que falei isso!!!!)rnrnEle:rnrn- Gostei de você.....rnrnFoi chegando mais perto, perto do meu pescoço....rnrn- ... do seu cheiro..rnrnDesviamos do caminho, e entramos numa outra rua...... o engraçado é que eu indiquei o caminho.........nem sabia onde estava indo, mas fui em frente..rnrnParamos em frente a uma casa, do lado tinha um terreno com um matinho.......ele disse:rnrn- Vamos ali....rnrn- Pra que?rnrn- Fazer um carinho.......rnrnEncostamos no muro....aí ele me segurou por trás e começou a me encoxar...subiu um pouco a minha saia e continuou...rnrnEle encostou o corpo em mim, e começou a me lamber, lambia meu pescoço minha orelha....rnrnEle tava me apertando muito aí eu me virei de frente.rnrnQuando eu virei de frente ele ja tava batendo uma... eu tirei a mao dele e SEGUREI O PAU DELE!!!!rnrn...E COMECEI A PUNHETA-LO!!rnrnNao deu nem 2 minutos e senti o pau esporrando na minha mao..... falei:rnrn- Já!??rnrnEle, meio ofegante:rnrn- Já..... tesão.......rnrnSenti meio nojo do liquido e apenas sacudi a mão pra limpar.rnrnEle ja ia começar a guardar o pau, esporrado mesmo... quando eu falei:rnrn- Pera, pera.....rnrnAjoelhei diante dele e vislumbrei o pau, ja meio mole, e com a porra escorrendo......rnrnPeguei na mao, e em seguida dei uma chupadinha na cabecinha, pra limpar..rnrnNão gostei do gosto, mas na hora pensei (agora ja to aqui, ajoelhado, de saia, fazendo isso..dane-se.. eu nao tinha a curiosidade de saber como era chupar um pau?)rnrnVoltei a mamar no pau do cara agora com mais gosto........ chupava e lambia aquele pau fedido de porra...rnrnInclinei um pouco mais e chupei as bolas peludas também....rnrnParei e engoli o pau todo do uma sá vez, pra sentir o gostinho pela ultima vez.....rnrnAí parei... me levantei ...... o cara ja foi guardando o pau......em seguida saiu pela rua, seguindo seu caminho.....disse:rnrn- Adorei.rnrnEu fiquei um pouco ali no mato, senti aquele gosto salgado do pau dele....... ainda de saia......rnrnUns 2 minutos depois segui meu caminho também..... que era o mesmo q o dele... fomos andando normal.... um quarteirão nos separava.....rnrnDepois que ele foi pensei: (ja que tinha feito aquilo, poderia ter aproveitado pra experimentar um beijo também)... tentei alcança-lo mas nao consegui...rnrnTentei reencontra-lo outras vezes, sem sucesso.......

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


convidando o amigo hetero para assistir um filme porno e ele me comeu conto gaycache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html conto erotico isso me fodeconto erotico eu e meu irmao fudendo minha esposacontos eroticos exendo a buceta da tia de poreaContos afeminado c shortinho socadocontos incesto mae que adorava dar o cu plo filhorelato porno de uma mãepintinho durinho molequecontos Minha esposa rabuda provocando de shortinho contos swingcomo o magrinho me arrombou a buceta contoscontos eu novinha peguei num cacetao pretocontosminha enteada gosta de dar a bundscontos eroticos velho adora ver sua esposa com o novinhoeu tenho 22 anos de idade minha tia linda e gostosa ela e separada do seu ex marido minha tia ela me convidou pra eu ir viajar sozinho com ela pro litoral no final de semana eu e minha tia fomos sozinhos no seu carro pro litoral eu e minha tia fomos pra um hotel minha tia disse pra mim meu sobrinho vamos pra praia eu disse pra ela vamos tia pra praia minha tia foi pro banheiro ela saiu do banheiro com um biquíni fio dental eu disse pra ela tia você e linda de biquíni eu fui com ela pra praia minha tia disse pra mim pra eu passar bronzeado nela eu comecei a pensar bronzeado nela eu e minha tia fomos embora da praia pro hotel minha tia disse pra mim pra eu ir tomar meu banho primeiro no banheiro eu fui pro banheiro toma meu banho eu sair do banheiro minha tia foi pro banheiro toma seu banho eu fiquei deitado na cama minha tia ela saiu do banheiro enrolada numa toalha minha tia tirou sua toalha na minha frente ela ficou nua ela deitou na cama ela me deu um beijo na minha boca ela disse pra mim meu sobrinho fode minha buceta eu chupei seu peito eu disse pra ela tia sua buceta raspadinha e linda eu comecei a chupar sua buceta ela gozo na minha boca ela pegou no meu pau ela disse pra mim sobrinho você tem um pauzao ela chupou meu pau eu comecei a fuder sua buceta ela gemia no meu pau eu fundendo sua buceta ela gozo ela disse pra mim meu sobrinho fode meu cu conto eróticobem novinha virgem chorando najeba gigante contosContos eroticos de dois homems e uma mulherMe comeram ao lado do meu namoradocontoseuroticos-puta dos filhosviram minha buceta contoshttp://idlestates.ru/m/conto_16695_foi-pra-ser-chupado-e-o-negao-me-comeu.htmlzoofilia espanhola gostosa atualxxvideos porno com o filho e amae bundas vizinhaconto gay gozei na janelaa enteada isabelly contoscontos reais de exibicionismo com roupas sensuais para entregadorcontos recebendo chupada na buceta e falando putariacontos eroticos gosto de chupar buceta suada e ensebadarebentando o cu da irma pequena contossentindo seus seios no abraçode frango assada recebendo lingua do gay safadovídeos de lésbicas com grandes mentes se massageandocontos eroticos mae filho filhaConto erotico foda com deficiente mentalcontos de esposa com consolopatroa dando a buceta pro vendedor ambulante contos eroticoscontos eroticos mae filha e cachorrlcontos eroticos depois daquela pica a buceta da minha esposa nunca mais foi a mesmaa mulherdo meu amigo contoseróticosContos eróticos a madrasta românticocontos eróticos gay cuidando do cachorrão do vizinhoconto eróticos gay cowboy me estuproucontos eróticos traficanteas meninas brincaram com meu pau contosvagina que contrai o penisesposa bebada se abrindo apos a farra no bar contoCONTOSPORNO.nenémContoerotico chuvaContos eroticos incesto meu maridochupava a noite inteira ele amarradocontos sexo espiei meu irmão fazendo sexo gratiscontos sodomizada por dinheiroconto incesto eu minha amiga i meu irmãoconto erotico praia esposa garotoscontos comendo o cu da sograpinto duro pra tu noivaperdi meu cabaconho com um poney contos pornoconto erótico assediaram minha mulher na ruacontos eroticos comi o gay e virei namoradocontos eróticos rolando há bomda tinhacomi o menino da bicicleta contos gayscontos meu marido dxou o amigo dele me massagiarContos eroticos dei a buceta para inimigoContos reais veridicos ; flagrei minha filha dando o cu para o irmaomulher chupa meu cuzoofilia desenho flintstoneO dia que chupei um pau no cinema contoFui encoxado no ônibus conto erótico gayFodi a enteada a cunhada e sobrinha na praia de nudismo contoerooticobundudo com a bunda Vermelha e molhadinha de tanto leva Contos eroticos dormiu com a priminha de 14contos eroticos abusando de uma menininha de dez anos e ela ficou toda molhadinha salvando meu filho contosnora putacontoscontos eroticos na rua adrenalinaContos gays flagrei o velho coroa vaqueiro mijando que jeba imensaContos incesto filho e mãe na frente de pai cornogoatosa do ra rabao contoscontos eroticos enfermeira saco peito grandefui na praia com tres amigos e eles comeram meu cu conto gayme fode me arromba seu velho safadohotel com um amigo e ele comeu minha esposa contos eroticoscontos de coroa com novinhonovinha gostosa exfrega no mototaxi