Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

NO CONVENTO

Todos os domingos de manhã, quem faz a missa na igreja da cidade é o padre Nicolas. Um padre novo e bonito, ele tem mais ou menos uns 27 anos, branco, com os cabelos escuros na altura dos ombros, não é magro nem gordo, tem um porte médio. É o tipo de padre que faz todas as mulheres da cidade irem assistir a missa, e todas elas se lamentevam sobre sua escolha religiosa. Quem o vê enxerga o homem mais correto que pode existir, que ingênuidade...

A igreja é muito antiga, e junto dela há também um convento, do qual possui muitas freiras, desde as mais senhoras até as mais novinhas.

Num certo domingo, logo apás a missa, o padre Nicolas andando pelo corredor do convento, encontra uma das freirinhas, era a Sarah, uma garota de 19 anos, perfeita demais para uma freira. Corpo em desenvolvimento, porém muito bonito, pele clara, olhos claros, cabelo castanho e rostinho de bebê. A inocência em pessoa, não conheçe nada da vida ao invés das leis de Deus.

Quando os dois se cruzaram, Sarah foi logo pedindo a benção, e Nicolas respondeu:

- Deus te abençõe minha queria! Como vai vc?

- Vou bem sim senhor!

- Por favor Sarah, não me chame de senhor, me faz sentir velho.

- Claro que não senhor... quer dizer... claro que não! Vc é novo, e muito bonoto! – E com as buchechas rosadas de vergonha ela continuiou, - Nossa! Perdão padre.

- Tudo bem, você também é muito bonita, e não há pecado nenhum em dizer isso. Aliás, foi bom eu ter te visto, pois eu preciso te falar algumas coisas sobre religião, é importante!

- Pode falar.

- Não! Agora não. São coisas importantes de mais pra qualquer um saber. Tem que ser alguém especial assim como vc. Pode ser mais tarde no meu quarto?

- Será que isso é certo senhor?

- Claro que sim! Qual o problema? São coisas de Deus. Pode ser lá pras oito e meia?

- Pede sim!

- Então até lá minha querida.

E o padre se despediu com um sorriso malicioso, do qual Sarah não podia notar.

As oito e meia em ponto, Sarah bate na porta do quarto do padre, ele diz pra ela entrar, enquanto fica em cima da cama sá de cueca, por baixo dos lençoes.

- Entre minha querida, e tranque a porta! – Disse o padre, enquanto ela entrava.

- Padre, por q vc esta na cama?

- Vc já vai saber, venha até aqui e se sente ao meu lado.

Timidamente, Sarah foi até a cama e se sentou.

- O q eu quero q vc entenda, é q nem todas as coisas q as pessoas dizem q são pecados perante a Deus, são verdadeiras.

- Como assim?

- Por exemplo, tem algumas sensações q nás humanos sentimos, q os outros dizem ser sensações do Demônio, mas na verdade são sensações divinas, e Deus gosta muito de nos ver sentido isso. Pra vc entender melhor começe se despindo.

- Será q devo?

- Claro q sim querida, confie em mim!

E timidamente Sarah começou a tirar sua roupa, e quando o padre viu aqueles peitinhos durinhos, e aquele bucetinha peluda, porémmaravilhosa, ele logo ficou excitado, e disse a ela:

- Põe a mão aqui!

E levou a mão da garota por baixo do lençol e dentro da cueca, até o seu pau duro. Ao sentir aquele delicado toque, ele até tremeu de prazer. Ele perguntou a ela:

- Vc já sentiu algo assim?

- Não! Que estranho, é duro, mas é gostoso de tocar. Posso ver?

- Claro q sim.

Ele abaixou o lençou e a cueca deixando exposto aquela enorme pica roxa na frente da garota que ficou até sem palavras.

- Agora eu vou te ensinar a fazer um carinho bem gostoso.

E com a mão por cima da mão dela ele começou a punhetar seu pau, até q ela pegou o ritmpo e ele deixou ela fazer sozinha.

- Isso... Assim mesmo, tá certinho, vai... bem gostoso... Agora vc vai chupar como se fosse um pirulito, começe de levinho com a pontinha e depois enfia tudo na boca.

E Sarah, cumpriu as regras direitinho.

- Isso freirinha, chupa bem gostoso. Aaahh... assim, engole tudo.

Quando ele já estava quase gozando ele disse a ela:

- Daqui a pouco vc vai sentir um liquido grosso entrando pela sua boca. Mas não se preocupe é uma forma de purificação, como agua benta. Mas vc tem q beber tudinho, tá querida?

Ela balançou a cabeça indicando q sim! Até q ele segurou em seus cabelos, empurrou seu pau bem forte na boca dela e fez ela engolir toda a sua porra.

- Nossa freirinha! Vc aprendeu tudo direitinho. Agora é sua vez de desfrutar dessa sensação divina.

- Será q Deus me permite desfrutar dessa sensação também?

- Claro q sim! Vc é especial, vc mereçe. E lembre-se q Deus adora saber q nás desfrutamos dessa sensação q ele nos presenteou.

- Se for assim, tudo bem!

Então o padre começou a chupar os seus peitinhos deliciosos, chupava um e outro aleatáriamente. Foi decendo pela sua barriguinha, dando beijinhos e lambidinhas, até cair naquela xaninha, q já estava toda molhadinha. Ele chupava co muita vontade, enfiava o dedo no seu buraquinho totalmente enxarcado, enquanto passava a lingua lambendo todo o seu mel.

A freirinha gemia baixinho enquanto dizia:

- Aí padre, q gostoso! Isso é muito bom. Aaahh...

Antes de ela gozar, o padre q já estava a ponto de bala novamente, a virou de lado e disse:

- Agora eu vou enfiar meu pau dentro de vc, tá bom querida!

- E não vai doer?

- Não, pelo contrário, vai ser tão bom q vc vai adorar.

- Tá bom, então enfia!

Os dois estavam deitados de ladinho, ele por trás dela levantou a sua perna e começou a enfiar devagarzinho aquela pica em sua xana. Primeiro sá a cabeça, com movimentos leves, pra ver qual seria a sua reação, quando ele viu q ela estava gostando, ele logo meteu tudo com força. Enquanto com uma mão ele segurava sua perna levantada, com a outra, ele massageava seu clitáris, empurrando o corpo dela contra o seu.

Sarah até tentava se controlar, mas não dava, o prazer era demais. Emntão ela gemia muito e dizia coisas do tipo:

- Isso padre q delicia! Continua vai, tá muito gostoso! Aaahh... Vc tem certeza q isso não é pecado?

- Tenho sim minha putinha gostosa, agora relaxa e deixa eu te comer gostoso vai.

Antes ele estava até tentando ser mais recatado com as palavras, já q a freirinha era toda ingênua, mas agora a excitação era tanta q não dava pra controlar o palavriado vulgar.

Sarah não tinha muita ideia do q essas palavras queria dizer, mas o modo como o padre as pronunciava a deixava muito excitada.

Como aquilo tudo estava muito gostoso, não demorou muito até q eles gozassem, e no fim eles gozaram juntos.

Depois disso o padre pediu pra ela dar mais um tempinho no quarto até eles se recuperarem e dessem outra trepada bem gostosa.

Quando a garota saiu do quarto do padre já eram quase meia noite.

Sarah não foi a primeira garota da qual o padre Nicolas desvirginou, porém era a mais ingênua e inocênte, o q a tornava sua favorita!



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto - bucetinha novinha cheirosa e depiladaesposametenocomoutroAmante de coxas grossa e bundao contoscontos eroticos abusei da minha primaContos eroticos mae e filhos numa festa peladostinha perder sua coroa no seu pau do negrãoContos, Armaram pra mim pra cumerem a minha mulherso puta e dei gostoso a xana contos eroticoscontoseroticomenininhao comedor da escola conto eroticocache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html lena beijando sua amga gostosocontos chupei e dei pro porteirocontos eróticos menina pega espiando conto erotico de mulher casada socando o pepino na buceta e cenoura no cuContos gays meu amigo adora a rola enorme de meu paizão coroataboo estou apaixonada pelo meu filho sexo incesto contosas aventuras de vanessa contos eróticoscontos enrabada maristelacontos eroticos a calcinha da patroaabusada pelo.louco contoscontos eroticos o retorno do exconto chorei mas aguentei a pica do meu patrasdocontos eroticos de coronel de rola grande e grossapeitos da prima pulando fora da blusa no sexodei com muito amor conto separacaoconto mulher casada rabuda dei pedreiromenino bateno puheta pos amigo no riosinhoclaudinho comendo a patroaconto erótico mulher que pede tudo ao homenver contos eroticos de irma dando pro irmaoContos eroticos dormiu com a priminha de 14contos de crossdressercomendo a evangelica no busao contona viajem de trabalho a mulher transa com o chefe e gostou contocontos gay pai bebado suadoconto erotico de medica lesbica da bucetona e o grelao comendo sua enfermeira do cusao e peitudaconto caldo de bucetacanto erotico comi meu primocontos eroticos meu marido me encentivou a transa com nosso filhominha mulher mal caminhava de tanto pau q levou conto eroticobrincadeiras erotica no cu de machoContos eróticos fogososcontos erótico primeira ve naa casa do namoradoGozando com minha prima no colo .contos eróticos Fictíciosmulher elevantando o menino com os braco e supando a rola delecontos eroticos gay o deficienteMe foderam no primeiro dia do trabalhofui criado para ser gay Contosxconto.com/encoxadaCu arregaçado.com/sadomazoquismome vinguei do meu irmao e me arrependi contos eroticosconto erotico japonesinhaSou casada mas bebi porro de outra cara contosamiga deficiente contos eroticosConto erótico pedreiro comeu meu cicontos eroticos baixinha aninhosconto erótico gay com estupro e muito dor e sangue em cima de uma camaesperei meu pai sair pra comer minha mãecontos eróticos lutinhaConto comendo a cu dar empregada por chantage amiga vai jantar com amiga e terminam fudendo contos lesbicosMulher deixado melar tudo encima da buceta peludacontos de coroa com novinhocorno chupa caralho contosContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas gostosasMae dando conto da filha conto erotico cumie minha cunhada no swingadorei ser estuprada contoscontos eróticos marido machãocontos transei com velha e buçetudaCont erot velha viuvaContos erotico...comendo a mulher do caminhoneiroTravesti fode duas coroas safadas na idade de 55 anoscontosdeputawww. xvidio com home com home atrazarContos eu fui pescar e minha mulher fudeu com outroprimeira vez sado contoscontos encesto mae coroaConto tia da mamar pro sobrinho meninocontos eroticos com mae e filho e pai assistindocontos eroticos ensinando ela a mamarmeu irmão meu amor conto erotico