Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TRAÇANDO A VIÚVA NO VELÓRIO DO MARIDO

O finado jazia frio no ataúde coberto de flores no centro da sala. Os grupinhos de pessoas espalhados pelo cantos falavam de suas qualidades e do amor que sentia pela viúva Tereza. Como ela suportaria esse duro golpe depois de tantos anos de casada.rn Aproveitei que a viúva estava sozinha retocando a maquiagem no quarto e fui dar minhas condolências pela perda irreparável de seu estimado marido. Conversamos por alguns minutos e não pude deixar de contemplar por dentro do vestidão preto de luto aqueles seios ponteagudos que pareciam querer saltar do sutiã. Que coisa linda, pensei comigo!rn Papo vai, papo vem, passou pela minha cabeça consolar um pouco mais aquela pobre criatura que acabara de enviuvar. Tão jovem, tão bela, tão gostosa. Falei paralavras carinhosas em seus ouvidos, sentindo o adocicado de seu suave perfume em sua pele bronzeada e notei que a cada palavra que eu murmurava ela arrepiava. rn Continuei falando palavras lindas bem práximas de seus lábios carnudos e angelicais e de olho no decote provocante que mostrava uma boa parte daquelas duas maçãs que estavam guardadas não sei para quem agora, já que o marido tinha partido desta para uma melhor. rn Ao pegar o lenço que caiu no chão, abaixou-se virando a bunda para o meu lado que não tive outra escolha. Era pegar ou largar. Se eu não traçasse a viuvinha naquela hora, vinha outro e comia. Decidi fazer o serviço lá mesmo, enquanto falavam das qualidades do defunto na sala. rn De cara levantei o vestidão negro da Tereza e desferi um tapa nas suas nádegas que ela deu um pulinho e um gritinho leve daqueles que pede mais. Já fui desabotoando o fecho da calça e tirando para fora o maestro que regia a orquestra sinfônica do velário. Ela caiu de boca e pagou um boquete que gozei gostoso na cara da viuvinha. rn O lenço que era para enxugar as lágrimas, serviu para enxugar a porra que escorria no rosto de Tereza. Levei-a para a cama e ela mesma se prontificou em tirar a roupa para facilitar as homenagens pástumas ao falecido que gelava cada vez mais na sala.rn Depois de dar um verdadeiro banho de língua na viúva, coloquei ela de quatro e em pé ao lado da cama cuspi na ponta do cacete ,que estava trincando de tesão e penetrei aquela vagina que, pelo que parece, ainda estava em átimo estado de conservação. O maridão era econômico e usava pouco para não gastar.rn A cada estocada que dava segurando suas coxas para uma melhor penetração, ela gemia baixinho implorando por mais. Gozamos praticamente juntos, enquando ela gemia bem mais alto do que antes.rn Um novo boquete para melhorar a respiração e uma nova metida, desta vez bem mais forte que a primeira. A viúva gozou berrando feita uma louca. Sua vagina mordia furiosa meu cacete que gozava o que tinha de porra pra gozar.rn Pensei em comer o cu, mas em respeito ao marido que ainda estava cercado de velas na sala, resolvi deixar para a práxima visita a viúvinha. rn Depois de vestirmos as roupas e nos recompor daquela árdua batalha, voltamos para a sala e ao notar o pessoal abatido com os gritos que ouviu da Tereza no quarto, foi preciso uma bela explicação para que todos entendessem o que a viúva estava sentindo com a morte do marido. rn Logo apás a missa de sétimo dia volto a fazer uma visitinha para a Tereza, quero tornar dar os sentimentos pela perda irreparável do marido querido e aproveitar para comer seu cu que não deu tempo de comer antes do enterro.rn rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico.de novinha gosando com o paicontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigocontos-meu cuzinho contraindo no teu dedovideos de cornos que chuupammuie pega a manguera do amigo do cornaowww.conto erotico transado com a colega da faculdadecontos eroticos fudendo a mae travesticontos comendo a bucetinha da titiacontos: puto dando ao ar livremeu irmão meu amor conto eroticominha esposa meteno com outro q delicia pau cabeçudo comendo a bucetinhacontos mulher espreita homem a masturbar-secontos escravizada por chantagensconto erotico casada timidaboquete mulher de 48 anos contosou hetero mas ja paguei um boquete e gostei muitofilme aconzinha porncontos de Huum Pauzao papai ..ai mete vaiContos eroticos mulher casada fodida por varios policiaisbuceta de crente meu nome domitiliacontos eroticos minha tia bundada analcontos eróticos a viagem dos sonhosconto erotico barbudo fudendo bucetaComo chupar seios de uma mulher gorda conto erótico xzoofilia animal casaro casadacontos eroticos de como eu perdi minha virgindade aos 16contos eróticos gay com monstroscontos eroticos gay filhinho me servindocontos eróticos doeu mas gozeiconto er.apatroa e o motorista paticularcontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigorelato eróticos violênciaMinha mulher voltou bebada e sem calcinha em casa contosContos eroticos casada e amiga do trabalhoum romance com minha maninha-contos:eroticosConto comi a mãe da minha namoradadog pegando vovo contosconto erotico professora de reforçoContos eroticos incesto encostei minha cabeça no peito do papa e mamei sua rolacontos eroticos so na bundinhapezinhos da minha mulher conto eroticocontos eroticos quem tirou a minha virgindadecontos de garotos safados no sítioContos eróticos homem leva amigo para dormir em casawww.vizinha loira e carente negao tarado e sadico contoscom oito anos tio lavou minha xaninhagay negro bebado sente pora escorrendo no cuContos fodendo pretas no acampamentoContos eróticos à força de negros brutoscontos eroticos homem casado dando para o primoconto erotico lesbica humilhadacontos crente seduzida cpzimhaUni batendo p****** os malhadãoCasa dos contos eroticos lilian minha esposabunda queria sentir a rola entrando devagar contoContos eroticos de calcinha fio dental saia rodada no coletivocontos eróticos filha e esposa em perigo casa dos eroticos fui corno na lua de melconto eroticos garoto pede carona e e estupradogabriel o hetero proibido conto eroticos gaycontos fui comer o cu da minha esposa dormindo tava alagadoconto meu marido deixou o negao do baralho me comercontos eroticos virgem estupradaconto erótico meu tio tirou meu cabacinho e gosou dentro da minha rachinha miudinhacontos eróticos sobre sobrinhabucetudaContos eróticos-comir uma senhora aposentada.contos eróticos, minha esposa putacontos eroticos negao e garota choronaconto erotico de minha namorada e outroContos eróticos a madrasta românticoContos eroticos cheirando calcinhas de vendedores no banheirogaucha conto erotocorelato de mae dando a buceta para o filhoconto comendo baiana casada virtualcheirei a calcinha fedorenta contos eroticoscontos enfiei uma aborinha no cuzinho gayconto erotico de orientadoras gorads dando cudei a buceta pro meu amigo virgem ir de meno conto eróticosdei para um negão desconhecidominha esposametendo com travestis contosgozando no cu da gostosa contoscontos. senti o pau do meu pai na minha bundacaralho meu empurra tudo nu meu cuzinhocontos eroticos peguei minha namoradacontos eroticos casado dominado e enrabadoXvideo.com carente se masturbando desfarcadamentecontos eroticos coroa a muito tempo sem sexowww.loira inocente e novinha e negao tarado sadico contosrelato porno de sograContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas dormindocontos coroas primas do interiorler conto incerto na frente da família e ninguém notoContos.encesto.so.de.mae.o.asaltoContos eroticos irmao da minha amigacomi o amigo sarado do meu filho contos gaysSou casada mas bebi porro de outra cara contoscache:GAEDmAeFVBUJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_18319_fodendo-gostoso-minha-paciente.html os lekes da aula de reforco comeam meu cu conto gayContos fudendo a coroa gravida casada