Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ARREBENTADO MEU CUZINHO NA PRIMEIRA VEZ

Bom, meu nome é Davi (ficticio) e esse é meu primeiro conto e vai ser sobre minha primeira vez. Bom, na época tinha 19 anos, moreno, pouco mais de 1,80 e com uns 70 kg. Bom, com meus 19 anos já tinha ficado com algumas meninas mas ainda era virgem. Não me considereva gay, mas tinha umas fantasias com homens, inclusive batendo punhetas pensando em homens ou em travestis me fudendo.rnDe tanto fantasiar, já estava mesmo louco para ser a puta de algum macho, então passei a procurar quem podeira ser. Pensei em alguns amigos, mas achei melhor não. A oportunidade veio ao acaso. Fui numa festa em minha cidade e bebi um pouco demais, não chegando a ficar bebado, mas bem "feliz". No meu bairro mora um homem, que chamarei de "Sansão". Sansão é gay, tem uns 30 e poucos anos e todo mundo sabe que vive comendo uns caras por aqui, inclusive alguns da minha idade, até alguns amigos, e que sempre da uns presentinhos pra eles. Enfim, depois dessa festa eu vinha para casa cheio de tesão e de pau duro, já que tinha ficado com uma meninda muito safada que tinha ficado relando sua buceta em mim, mas ela não quis me dar. Quando chegava perto de casa, passo pela casa de Sansão, que estava sentado na varanda, talvez esperando uma vítima passar (já se passava das 3h da manhã).rnQuando vi ele, aquele homem forte e com mais de 2 metros vi uma oportunidade única. Eu já conhecia ele e ele me conhecia, então dei uma olhada em volta para ver se alguém estava por perto e fiz uma pergunta boba, perguntei se ele sabia que horas eram. Ele disse que estava sem relágio, mas que se eu quisesse podia ir ver para mim, agradeci e disse que não era preciso, porém continuei minha conversa com ele. Pela fama que Sansão tinha, por ser muito tarde e por eu vir de uma festa, acho que Sansão já sabia que eu tinha segundas intenções, então perguntou se eu não queria entrar, para tomar um banho e não chegar em casa naquele estado. Me fiz de bobinho e aceitei aquele generoso e malicioso convite. rnEntrei em sua casa, que era muito arrumada e Sansão me mostrou onde era o banheiro. Ele me deu uma toalha e mandou eu tomar banho.rnJá estava no banho quando ouço ele bater na porta:rn - Davi, posso entrar rapidinho? Preciso ir no banheiro. - perguntou.rn - Claro, afinal a casa não é sua? - respondi sabendo de suas reais intenções.rnEle riu e entrou. Percebi que ele me olhou através do box todo, fiz questão de dar uma viradinha e deixar minha bunda virgem a mostra. Ele não disse nada, apenas que levaria minha roupas para passar um produto e tirar o cheiro de álcool.rnAcabei o banho, ainda cheio de tesão, me enxuguei todo enxuguei e percebi que não teria roupa. Sai enrolado na toalha e procurei Sansão que estava na sala. rn- Cade minhas roupas?rn- Já vão ficar prontas, sá um segundornSentei no sofá ao lado dele e deixei o volume da minha ereção a mostras.rn- Tá animado ai hein rapaz? Pelo jeito a noite foi boa - disse ele olhando pro volume em minha calça.rnRi e tampei, fingindo que estava envergonhado, doido pra tirar aquela toalha e rebolar no pau dele, que também já estava visivelmente duro.rn- Sabe Sansão, somos dois homens aqui, e tá tão calor, se eu tirar a toalha você não vai ligar, vai? - perguntei com uma voz de putinha, me entregando todo pra ele, nem disfarçando a vontade mais.rn- Claro que não Davi, sinta-se em casa.rnTirei a toalha, agora eu estava pelado, de pau duro, ao lado de um homem de 2 metros, eu não acreditava. A partir desse momento tudo começou a rolar, já estava ábvio a vontade dos dois de transar. Assim que fiquei pelado ele começou a passar a mão em minha coxa, retribui passando a mão na dele e escorregando até a virilha.rn- Acho que você quer mais alguma coisa, não? - perguntou Sansão.rn- E o que seria? - Perguntei como uma putinha novamente.rnSansão levantou, abaixou o calção e tirou aquela vara maravilhosa dele, com uns 19 cm e muito grossa.rn- Uma piroca! É o que você quer, não é minha putinha?rnNossa, quando ouvi ele me chamando de putinha fiquei louco, nem pensei duas vezes, agarrei aquela piroca dele e cai de boa. Nunca tinha chupado um pau na minha vida, mas parecia que já tinha experiência, eu comecei lambendo a cabecinha, e ia punhetando aquela vara deliciosa. Comecei a descer minha boquinha pelo seu pênis, e começando o boquete de verdade, descendo e subindo minha cabeça, chupando aquela piroca deliciosa. Uma hora Sansão agarrou meu cabelo e empurrou minha cabeça, fazendo eu engolir praticamente toda sua piroca. Depois de chupar bastante o seu pau, tirei sua camisa e fui lambendo todo seu corpo, até chegar a cabeça, onde ele me surpreendeu com um belo beijo, o meu primeiro em um homem. rn- Agora rebola pro seu macho, putinha - disse ele.rnComecei a rebolar para Sansão, e ele ia passando a mão em mim todinho, na sua putinha. Ele pediu pra mim aproximar dele e começou a chupar meu cuzinho, me deixando louquinho. Logo ele viu que era virgem, e disse pra não me preocupar, que ia fazer com carinho,e mandou em ficar de quatro. Ele ficou passando o dedo no meu cu pra relaxar e as vezes enfiava um ou dois. Depois de um tempo começou a enfiar a cabecinha, e já doia bastante. ele foi enfiando aos poucos, e eu fui entrando numa estranha mistura de dor e prazer, até o momento que ele enfiou o resto todo de uma vez. Não pude evitar, soltei um gritinho de dor, algo como um gemido um pouco mais alto. Depois disso ele começou a estocar tudo de uma vez e rapidamente, nas primeiras doia demais, mas depois foi ficando bom demais. Ele boatava com raiva, fudendo aquele cuzinho apertadinho meu, aquele cu, até então, virgem. Era deliciosa demais a sensação de um macho me fazendo de puta, me fudendo todo, enfiando 20cm de carne dentro de mim. Ele ficou um tempo me estocando, quando tirou o pau e mandou eu ficar de joelhos rapidamente, então virou o pau na direção na minha boca e gozou no meu rosto todo. Abri a boca e consegui pegar boa parte de sua goza, engolindo tudo, como uma boa puta. Depois disso tudo, ele pagou um boquete pra mim, para eu não sair sem nada de lá, mas não deixou em gozar em sua boca, mas gozei em sei peito e tive que lamber toda minha goza no seu peito.rnTomei outro banho, e paguei outro boquete no banho para ele, dessa vez lambendo bastante suas bolas.rnSai de lá feliz, arrombado, feito de putinha e realizado. Sansão disse que fui a sua melhor puta virgem e me deu um cordão de presente. rnHoje em dia ainda passo na casa de Sansão, depois de algumas festas, para ser sua putinha. Depois conto outras histárias, até quando ele me deixou fuder ele.rnrnSe alguém quiser compartilhar histárias, me adicionem: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


sexo contos eroticos o amigo do meu marido me viu com um shortinho atolado no rego e nso resistiuliceidade porraconto ele me comeu pelo buraco da paredecontos fodendo o cu da Marilenecontos casada cago no pau do negraoconto erotico crente negra velhainiciação contos eroticoscontos erticos de ninfetascontos eroticos comi a coroa secamulher escanxa no cachorro e goza gostosox video.com madrasta me mandou eu lamber o seu cuzinhoconto erotico bundinha enteadaContos eróticos no banheiro da escolacontos enfermeira casada e safadacontos eróticos minha sobrinha de babydollconto erotiico com velho preto do pau montrosalvando meu filho contoszoofilia cadcontos eroticos gay meu tio de vinte anos me comeu bebado quando eu tinha oito anosconto estou apaixonado pelo meu sogroxvideo zoofilia muleke pintudo arregaca cadelinhahistoria erotica casadas puta dos negros no trabalhoContos eroticos podolatria no hospitalcontos erótico de estupro em boatesconto erótico comendo a amigaPrepara a sua mulherzinha pra dar o cuzinho para aquele cacetão ali!”,contoseroticos caga no meupauConto sogra e nora esfregando a buceta na buceta da filhaContos fiz um cao de cadelacontoerotico sou postituta adoro safadeza na familiasimpatia comer cunhadaContos eroticosque boceta e essa irmamae agredindo o seu filho e fudendo em xxxvideocomtos eroticos de imcesto e estrupo safada da internet contocontos eroticos de marido sento gay forcadoContos de esposa abriu o cu ao máximoconto de cabeleiro comendo o cu do novinho sem penameu chefe comeu meu cu a força contoscontos meu calmante é picaConto erótico filhinha querendo o pintão do papaicontos eroticos de incestos dormindocontos eroticos sandra 2 na barracacontos comendo o amiginho gordinhocoroas de buceta quadril e coxas enormes dando para cachorrocontos travesti vendo mendigo mijando do prédio contoscontos eroticos apostei meu marido e pedirConto erótico novinha de 12 parte 1To ferrada fiquei.arrombada contos eroticosconto erotico com coroa empregadaContos eroticos meninas x gorilasconto fui ajudar a vizinha e ela me agradeceu com a bucetaContos eroticos namorado com vontade de me comercontos irmãzinhaconto me pagarao para xuxar em meus seios Contos eroticos gays meu irmao comeu meu cu a forçacontos na praia esposa cunhada e o namoradonegoes picudos/contoshistoriaseroticasswingcontos de travecos comedoresContos eroticos pauzudo rasgou meu cuzinhocontos eroticos um negro me arrombandoporno conto relava aquele peito em mimminha mae deu o cu para o meu irmao na mibha frente contosconto erotico pm macho batalhão estocadasPorno conto erotico cunhado desejando irma de sua esposaenteada dando abo contoContos eroticos emprrsarios dupla rconto aerotico engravidando a colega da academiaconto erótico viviado em fuder o cu delacontos de menina pobrecontos eroticos cu empregocontos eróticos menina pequena dá o c* no pedágio