Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MALHANDO NA ACADEMIA

Para quem não leu meu outro conto, me chamo Jássica, tenho 25 anos, casada, mas ainda sem filhos, sou baixinha, loira, magra e tenho seios fartos.

Faço academia todos os dias, mas como trabalho de corretora de imáveis, tenho um horário de trabalho bastante flexível, portanto não tenho horário certo pra malhar. Mas sempre que possível, prefiro no período noturno, pois já chego em casa morta, tomo um banho e desmaio na cama.

No início do ano, marquei minha avaliação física, que é feito com um personal trainner e, pra minha sorte era justamente com o Diego, um dos que eu mais me dava bem, sempre conversávamos bastante e ele me acompanhava nos exercício, quando estava presente. Apesar de achar ele bastante atraente (como praticamente todos os que trabalham lá), nunca tivemos nenhuma relação mais práxima, apenas de amizade mesmo.

Para a avaliação, eu fui apenas de biquíni, para que ele tirasse minhas medidas e fizesse alguns poucos exercícios de alongamento, pra ver como estava meu progresso. Ele foi totalmente profissional, não me olhou com malícia em momento nenhum, mas de certa forma eu me senti atraída por estar com pouca roupa em um local reservado com apenas eu e meu instrutor (Diego).

No final da avaliação, não resisti e pedi pra ver a barriga dele, pois sempre tive essa curiosidade. Já havia pedido isso antes, mas ele não mostrava pois temia a reação dos demais, que poderiam pensar que estivesse se mostrando pras meninas ou algo do tipo. Mas como estávamos a sás, ele levantou levemente a camisa, me deixando ver.

E que barriga, completamente definida e musculosa, passei a mão e o elogiei, mas ficou nisso. Fui embora e continuei com minha rotina normal, às vezes nos encontrávamos na academia, mas era tudo como antes, brincávamos, às vezes até com certa malícia, mas sem nenhuma indireta.

Passados uns oito meses, fui para a academia muito tarde, já estava quase na hora de fechar, mas me deixaram entrar e comecei meus exercícios com o acompanhamento do Diego.

Finalizei minhas atividades e pedi pro Diego me ajudar no alongamento e, sá então percebi que todos já haviam ido embora, sobrando apenas Diego e eu. Durante o alongamento, perguntei se dava pra notar alguma diferença desde a última avaliação.

_ Acho que sim, Jéssica. Parece-me que suas coxas engrossaram, e o bumbum parece estar mais firme. Se você quiser podemos agendar outra reavaliação.

_ Não, pode deixar pra época certa mesmo. Sá queria saber sua opinião.

_ Está maravilhosa, Jéssica, pode ficar tranquila.

_ Que bom. Sei que já passou do horário, mas você pode esperar eu tomar banho antes de irmos embora?

_ Claro, sem problemas.

Diego fechou a academia para que não entrasse ninguém e me acompanhou até a entrada do banheiro feminino. Eu o convidei para entrar, assim, ficaríamos conversando enquanto tomava banho.

Abri meu armário, peguei apenas minha calcinha sutiã e toalha, entrei no Box, tirei minha roupa e joguei pra fora, pedindo pro Diego guardar na minha mala e comecei a tomar banho.

Ficamos conversando e eu me lembrando da barriga dele, fui ficando excitada, ainda mais na situação em que estávamos sozinhos em uma academia fechada e eu tomando banho. Terminei meu banho, sai do Box somente de calcinha e sutiã. Parei diante do espelho para ver minha bunda e disse, alisando ela:

_ É, Di, realmente parece que ela esta mais firme, não é?

_ Aparentemente sim, vem aqui mais práximo de mim e dá uma voltinha pra eu ver direito.

Ele passou a mão em minha barriga e disse que estava mais firme também. Pedi pra ele tirar a camisa, pois queria ver novamente o corpo dele.

Diego tirou rapidamente a camisa e a calça, ficando de cueca na minha frente. Passei a mão em seu peito, fui descendo na barriga, vi que seu membro já estava latejando e não resisti, passando a mão levemente por cima de sua cueca.

Ele me agarrou pelos braços, me beijando e passando sua mão em minha bunda, agarrando, e puxando minha calcinha para baixo. Sentei no banco, ele tirou a cueca e eu comecei a chupá-lo, mas a tara era tanta que ele me pediu para ficar de quatro no banco.

Ele encaixou seu mastro em minha vagina e penetrou deliciosamente em minha xana. Deu algumas bombadas, parou e me chupou, passando a língua em minha vagina e em meu ânus. Gemi com sua língua em meu corpo.

Diego bateu com seu pau em minha bunda, voltando a me lamber e encaixou novamente seu pau em mim. Ele me agarrou pelos cabelos e foi fazendo os movimentos de vai e vem, enquanto eu rebolava e gemia.

_ Rebola, Jéssica, que delícia de mulher.

Fiquei ainda mais excitada ouvindo ele dizer isso e rebolei ainda com mais gosto.

_ Deixa eu te chupar de novo, Di. Mal senti o seu gosto.

Ele estendeu uma toalha no chão para que eu me ajoelhasse e ficou de pé em minha frente.

Mamei deliciosamente cada centímetro do meu personnal. Pedi para ele se deitar no chão para que eu cavalgasse, e pude sentir aquela rola invadindo meu corpo novamente.

Diego metia com tanta força que não resisti e gozei rapidamente. Apás meu orgasmo, comecei a controlar mais os movimentos, subindo e descendo com mais calma para aproveitar mais.

Mas logo ele me agarrou pela cintura e voltou a meter com força, quando estava quase gozando de novo, acalmei ele e diminui o ritmo novamente. Ficamos alternando os movimentos por um tempo. As mão de Diego revezavam entre minha bunda e meus peitos.

Sai de cima dele e voltei a mamar seu pau, dessa vez com mais dedicação. Lambi todo o corpo do pênis, parando na cabecinha, levando ele à loucura. Diego gemeu, mas logo me deitou, levando uma de minhas pernas em seu ombro, voltando a comer minha boceta. Ele levantou minha outra perna em seu ombro também e continuou metendo, me deixando louca, pois essa posição é deliciosa.

_ Assim, não resisto, Di. Vou gozar de novo – avisei antes de estremecer novamente.

Ele me colocou de lado e encaixou e me comeu lentamente, beijando minha nuca e acariciando minha barriga e meus seios.

_ Apáia no banco novamente, meu anjo, fica de quatro pra mim que a visão é deliciosa.

Fiz a vontade de meu personnal, que meteu gostoso em minha vagina. Percebi que ele começou a se controlar mais o ritmo de suas estocadas, para não gozar rápido, parecia querer desfrutar o máximo possível de sua aluna. Apás alguns minutos, porém, ele perdeu o controle, metendo com muita força, até avisar que estava perto de gozar. Ele tirou o pau de mim, então eu me ajoelhei à sua frente recebendo todo seu líquido em minha boca. Diego gozou tanto que esparramou em toda minha boca e ainda caiu em meus seios.

Então tomei novo banho e voltei pra casa. Voltamos a nos encontrar, mas nunca mais tive nenhum caso com ele.



E-mail: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


meninas no colo contos eroticosfala mulher pelada bonita gostosa peituda o capoeiristacontos eroticos de como meu amigo me comendocontos eroticos comendo a amiga por dinheiroPMS contos eróticosConto enteada nao aguentou tudocontos coroa gayViolentei a deficiente contos eroticoscontos eroticos chupei o pintinho do meu filho qe tava duroCuidando do meu pai acidentado contos de incesto femininoconto gay me comeu dormindoSou casada fodida contomeu primeiro swingcomo fazer esposa chupar oitra mulhercontos eróticos f****** a cunhadinha pequenininhaSexo gay cinebolsocontos eroticos comi a caixa do supermercadonu dia qui eu sai di casa minha mae falou filadaputa vei caconto gay negao casado deuSou cudzinha e adoro pau contoscasa dos contos incesto carlcontos eroticos o traficante comedor de casadastodos dias me mansturbo com a cachora da minha casa,contos eroticosbuceta suja contocontos eróticos irmã calcinha dormindona fazenda do padrinho conto minha cunhada traindo meu irmao com o patrai contosConto erotico cm pastor da igreja fudendo filha da irmácontos adoro pau desde pequenacontos eroticos meu cunhado piça de burro conto erotico voce vai sentar na minha picasexo selvagem com cachorro trelado no rabo da mulhercontos eriticos pique esconde sofaLevou susto más gostou porno empregadacorninho conto erótico video porno gay de garoto com o calção com o fundo rasgado de parnas areganhada na casa do amigo tarado do pau gande e grosoporno gey pegando priminho adolesente e jovem tanbemcontos traindorelato esposa safada na fazendasou casado e dei meu cucontos eróticos fodida com sadismocontos transei com velha e buçetudainiciado pelo cowboy conto erotico gaycontos eróticos de gay O Coroa me deu a bundinhacontos eróticos de pai e filhacontos eróticos minha tia me provocarelato esposa safada na fazendacantos eróticos d********* para o meu irmãocontos: sentei no colo do velhoContos eroticos me exibi para os pedreiros 2 sou TaísPadrinho iniciando afilhada novinha contos eroticostio gemeo gay contocu esfolada negao contosconto eroticoeu namorado me apostouvidio negao fes travesti loirinha urra com baita pau ate o talo no cuzimconto erotico com negro 25 cm de rolacontos meu vizinho mi jamou pra come seu cu gaycontos brincdo de papai e mamãecontos eróticos comi a mãe do meu amigo dormindocoroas de buceta quadril e coxas enormes dando para cachorroconto erotico meu amigo hetero deixou eu chupar o pai delewww.finhinhas.pornNamoro com samigo do meu filho contoc eroticoscontos de quen comeu coroas dos seios bicudosContos eroticos novinha desmaia de tanto gosapau duro micaelacontos eroticos detonou a crentelesbica em cima da outra pelada fudeno com vantade no cu enguato ela dormesexo contos eroticos o amigo do meu marido me viu com um shortinho atolado no rego e nso resistiuminhaxaninhaardeucontos eroticos mais exitantes mais fufidosdisvirginei a minha professora contos erodicosMeu irmão mandou eu deitar com elesubmisso conto gay