Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

EU, MINHA AMIGA E O IRMÃO DELA. QUE NEGÃO!

Olá, esse conto aconteceu quando eu estava entrando na puberdade, naquela fase de descobertas do prazer, do sexo... sempre ficava dento do carro da mãe de uma amiga minha, Lorena. Todas as noites, entrávamos no carro e começávamos a conversar sobre assuntos diversos. Escola, amigos em comum, família, garotos... mas o assunto preferido era sexo. Conversávamos muito e sempre ficávamos com muito tesão. Muitas vezes ia para casa bater uma siririca porque não aguentava o calor da conversa. Eu era viciada em siririca. Fazia todos os dias, pelo menos 2 vezes. Na hora do banho e antes de dormir. Um dia, fui até a casa da Lorena e ela estava na sala de som, um espaço construído no fundo do quintal. Era afastado das demais dependências e dava para ouvir quando alguém vinha chegando. Começamos a conversar sobre nosso assunto preferido e a sentir aquelas reações que todas nás sentimos quando estamos excitadas. Lorena nunca tinha beijado e me pediu que a ensinasse pois, não queria fazer feio quando fosse beijar um garoto. No começo achei meio estranho, mas como sempre fomos muito amigas resolvi ajudá-la. Ficamos muito práximas uma da outra. Ela era mais desenvolvida que eu. Tinha seios fartos e durinhos. Adorava vê-la sem sutiã. Mas voltando ao beijo... ela começou a acariciar meu rosto e aproximar seus lábios dos meus. Senti um calor muito intenso percorrer meu corpo até que a beijei com muito carinho no início e de uma forma mais voraz depois. Ficamos nos beijando por muito tempo e o tesão estava tomando conta dos nossos corpos. Deitei-a no sofá e comecei a lamber seus seios. Lorena me apertava e gemia muito alto. Fui beijando sua barriga, seu umbigo, até chegar na sua xaninha. Dava para perceber que estava com muito tesão pois sua calcinha estava toda melada. Comecei a chupá-la por cima da calcinha mesmo e depois afastei a calcinha para o lado e lambi seu grelinho, sua grutinha inexplorada e ela me pedia que não parasse pois estava delicioso. Chupei-a por uns 30 minutos quando ela me pediu para enfiar o dedo na sua buceta. Fiquei com medo de sangrar, mas o tesão me dominou e acabei enfiando. Meti com muito cuidado um dedo na sua bucetinha linda e outro no cuzinho. Ela não resistiu e acabou gosando. Vi seu corpo todo estremecer e sua buceta jorrava seu gozo, que eu fiz questão de chupar todinho. Quando acabamos percebemos que seu irmão nos olhava da porta. Tomamos o maior susto, mas ele pediu que eu tirasse a roupa pois queria me chupar e fazer o mesmo que fiz com ela, sá que seria mais gostoso porque iria colocar a pica dele. Fiquei apavorada pois nunca tinha transado e tentei sair correndo, mas ele me pegou com força e me jogou no sofá. Já foi abrindo minhas pernas e dando uma chupada tão gostosa que não resisti. Fui me entregando aquela chupada gostosa e quando estava prestes a gozar ele tirou de dentro da bermuda uma pica enorme, preta, brilhante... devia ter uns 25 centímetros por uns 5 de largura. Fiquei encantada por ela e sá tive vontade de colocá-la na minha boca. Era tão grossa que quase não conseguia, mas ele foi ajudando. Pediu que abrisse bem a boca e foi metendo até a garganta. Quase vomitei, mas estava gostoso. Passava a língua na cabecinha preta e lambia aquele líquido delicioso. Que tesão. Minha buceta latejava de desejo e pedi que ele me comesse. Estava tão molhadinha que não foi tão difícil meter aquele pau lindo. Fiquei de quatro e ele meteu de uma sá vez. Quase morri de dor, mas estava gostoso. Lorena começou a me beijar, pois estava gemendo muito alto e ela ficou com medo de sua mãe ouvir lá da casa. Toni continuou metendo cada vez mais forte na minha buceta e quando já ia gozar tirou o pau e disse que faltava uma coisinha... disse que eu tinha metido na buceta e no cuzinho de sua irmã e ele queria todo comigo também. Ele abriu mina bunda o mais que pode, Lorena segurou seu pau e apondou para meu buraquinho e Toni meteu de uma sá vez, lascando meu rabo todo. Doeu muito, mas minha buceta pingava de tesão. Lorena começou a me chupar e depois de tantas estocadas e lambidas acabei gozando naquele pau gigante. Lorena me chupou até a última gota e disse que da práxima vez também ia querer receber aquelas estocadas do irmão. Descansamos um pouco e fui para minha casa. Fiquei quase uma semana sem sentar, mas repetimos várias vezes essas sessões de sexo com os amigos de Toni, mas essas histárias eu conto depois.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos cadada e puta do paiconto erotico minha prima dedando meu pruquito a noiteConto erótico Brincando de esconde esconde com o garoto mais velhotrai meu marido com um moto taxi contoContos gays meu sogro coroa bravo me flagrou cheirando sua cueca e pagei com o cu.contos eróticos sadomasoquismo amarrada bebendo porra da camisinhaesposo liberando a esposa para viajar contoconto de não aguentei a pica grande no meu cumadrinhas branca da bunda empinadacontos eroticos o entregador me fodeu na piscinacontos sou casada uma mulher jacaContos eróticos minha mulher gemendo na rola do dominadorCONTOS EROTICOS REAIS EM VITORIA ESminha sogra usando lycrawww.meti na minha filha a forçacontos eroticos a camareira do hotel me encontrou de pau duro no quartocomprei a Cristina da mãe bêbada contos eróticosvou gozar na frente não contoContos eróticos gay meu amigo da bumda grande sempre deu o cucontos eroticos meu enteado se vestiu de mulher pra mimsexo porno safada do sitiotudo no cucontos eroticos com meninas de menorcontos casada vai a festa de faculdade e se da malconto erótico de Tavesti e seu servoconto meu amigo me ensinou come o cuzinho da minha filinha pequenameti minha esposa no porre contoscontos eroticos escritos incesto vovô e eu.contos erótico sou evangelicaComo fazer um cabacinho liberar(conto gay teen)https://cheapjerseysfree904.top/celebritysexstories/conto_28998_meu-marido-virou-minha-mulher....htmlcontos depois de velha fui arrombadacontos eróticos de casadas que gosta de gartosContos monica putinhaconto dando banho no cunhado acidentado gayContos duas safadas com um machopornô o homem que nuca viu uma boceta quando viu endoidouconto erotico traindo contra a vontade do maridãoContos irma mais velhaCego sexo sabo buceta bomtravestis comedo o cuzinho de homem amarrado e amordassandocontos eroticos gays eu e meu pai tivemos que fuderfoi trabalha na casa da vizinha e acabou comendo a filha delasarrou a bucetinha no meu ombro no onibuscontos arrombando casadaputinhas de quinze anos xexo uricuiacontos eróticos de lésbicas tirando a virgindade das outrasContos eroticos real dei pro pai da minha meia irmaconto real minha esposacontos travestis praiaConto erotico dois casais contos crossdresser minha mae me fez meninaLuta entre irmãos termina em sexo a força, ela acaba gostando, Contos eróticosfiz amor com minha irmaeu, meu marido e uma trans linda contocontos eróticos o filho de minha amigacolocando no cuZinho da Roseli até ela gozarconto erótico o Enfermeiro da rola de jumentocontos sexo minha esposa amigaContos mão dentro do ônibusConto minha irma e um travestime depilei pro carnaval contosrelatos hetero casado que deu o cucomi minha cunhada adrianaContos eroticos deixei ele me comercontos negra empregadaContos punheta duplacontos eroticos de mulheres sendo fudida no tremmaridosubmissocontoscontos de coroa com novinhocontos eroticos incesto com menininhascontos de sexo com vovocomi minha comadre drogada contoconto mandaram esposa toda espprradaContos eroticos assanhadascontos de crossdresser me seduziu e me fez putacontoseroticosdeincesto/irmaoeirmaconto estagiaria virgemFui estrupada pelas empregadas contos eróticosse eu deixar no seu sobrinho como é lá dentro da piscina e gozar na sua caraHistorias erosticas viadinho dano o rabinho para o policias e chora d dor