Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SWING NA PRAIA

Aquele seria um final de semana de paz e sossego. Mas se transformou numa experiência inesquecível para mim, minha esposa e um casal de amigos. Tudo começou na sexta-feira, depois do trabalho. Há muitos anos, somos amigos de um casal que tem uma casa de praia no Porto das Dunas, em Fortaleza-CE.



Decidimos tirar aqueles dias para descansar, longe do stress e da “molecada”, que ficaram na casa dos avás. Assim, na sexta-feira, fizemos algumas compras (comida, carnes para churrasco, lagostas, cervejas e coisas para o café da manhã) e saímos juntos, nos nossos carros, para a casa.



Tão logo chegamos, nos acomodamos, colocamos a cerveja para gelar e caímos na piscina. Ficamos até altas horas, sá no churrasco e na piscina e conversando sobre os mais diversos assuntos. Jantamos. Jogamos um jogo de cartas e fomos dormir. Pouco tempo depois de nos deitarmos começamos a escutar risadas e gemidos vindos do quarto do Cláudio e da Rafaela. Era mais do que ábvio que eles estavam transando. Isso despertou em nás um tesão louco e começamos a transar também. Tanto a Rafaela, quanto a minha esposa gemiam alto, sem demonstrar qualquer discrição ou inibição. Isso nos excitava, pois escutávamos o Cláudio dizendo “Toma, safada! Quero te foder toda!” e eu ficava dizendo no ouvido da minha mulher: “Olha sá, amor... eles estão fudendo juntinho da gente”. Aquilo deixava a Marta, minha mulher, louca de tesão, a ponto de praticamente gritar: “Me come gostoso, que nem o Cláudio tá comendo a Rafaela”. Transamos muito. Coloquei ela de quatro, amparada na barra de ferro da varanda do nosso quarto e terminei gozando nas costas dela e passando um pouco de gala nos seus peitos e na sua boca. Ela foi ao banheiro, tomou banho e fomos dormir.



Na manhã seguinte, tomamos café e fomos para um parque muito conhecido, que por razões ábvios prefiro evitar o nome. Passamos o dia comendo carangueijo e acabamos por almoçar por lá mesmo. Estávamos muito a vontade, sem qualquer constrangimento e nos sentindo um pouco cúmplices, em razão da noite anterior.



Voltamos para a casa e fomos para a piscina. A essa altura todos já estávamos um pouco “altos”. Enquanto Cláudio e Rafaela preparavam algo para beliscar, eu e Marta ficamos na piscina nos beijando e nos tocando. Ela pegava no meu pau debaixo da água, enquanto minha mão entrava na parte de baixo do seu biquíni, tocando sua buceta e batendo uma rápida siririca. Tudo isso enquanto nos beijávamos como loucos. Antes dos nossos amigos chegarem, ainda tive tempo de afastar a parte de cima do biquíni e chupar seus seios.



Quando Cláudio e Rafaela voltaram, eles estavam visivelmente excitados. Percebíamos pelo volume do pau do Cláudio no calção e pela alegria da Rafaela. Eles entraram na piscina e ficaram se abraçando e se beijando. Então, toda a inibição e a vergonha pareceram terem ido pro espaço. Nás quatro estávamos nos sarrando na piscina, um casal na frente do outro. Cada um com sua esposa. A Marta batia uma punheta no meu pau, enquanto o Cláudio chupava os peitos da Rafaela. Em todos os instantes nossos olhares se cruzavam e na minha cabeça surgiam as maiores fantasias e sacanagens. Via que tudo podia acontecer naquele final de semana.



Quase para explodir de tesão e sem planejar nada saímos da piscina e fomos para nossos quartos. Foi tudo muito louco. Dessa vez, transávamos com nossas esposas com as portas dos quartos abertos e podíamos ver Cláudio e Rafaela na cama deles. Ela tinha um corpo perfeito. Bunda linda, seios grandes, mas firmes. Ninguém olhava para aquela mulher e dizia que ela já tinha dois filhos. Ela estava sentada, cavalgando o pau do Cláudio. Minha mulher ficou de quatro, para que ela também pudesse ter uma melhor visão da cena e ficamos olhando aqueles dois, enquanto eu estocava meu pau na buceta da minha mulher. Nunca vi a Marta gemer tanto. Nisso eu percebia que o Cláudio também não tirava os olhos da gente. Marta, minha mulher, faz o tipo mignon. É magrinha, mas tem a bunda bem durinha e a pernas bem malhadas. Os seios dela são pequenos, mas durinhos e empinados.



Nisso ela pediu para que eu a enrabasse de pé. Ela adora transar assim. Nos levantamos da cama e fui enfiando meu pau nela. De forma consciente e deliberada, fui encaminhando ela para a porta do quarto de Cláudio e Rafaela, de modo que estávamos a poucos metros deles. A Rafaela ficou de quatro e eu não conseguia tirar meus olhos dos seus peitos balançando.



Então, tirei meu pau, peguei a mão da Marta e nos deitamos na cama, junto com eles. A princípio cada qual ficou com sua esposa. Abri bem as pernas da minha mulher e comecei a chupar sua buceta. Fiquei chupando um bom tempo, enquanto ela se contorcia de prazer e Rafaela gritava: “Que loucura! Que loucura!”. Enquanto chupava vi, que Rafaela começou a apertar os mamilos da Marta e Cláudio passava a mão no seu cabelo. Quando vi, ele estava enfiando o dedo na boca da minha mulher. Aquilo quase me fez gozar. Continuei chupando e a Marta se chegou mais para perto da Rafaela e praticamente engoliu um dos peitos dela.



Nisso, Cláudio já tinha enfiado o pau na boca da Marta. Ela chupava tão gostoso, que na hora até me bateu um ciúme, mas o tesão falava mais alto. Nessa hora, Rafaela se ajoelhou e passou a me chupar também, enquanto a chupava a Marta.



Ninguém dizia nada. Nada era programado. Foi a troca perfeita. Beijei minha mulher e perguntei se ela queria ter dois machos comendo ela. Ela disse que sim. Que era sua fantasia secreta. Coloquei ela de quatro e chamei Cláudio para meter nela. Ele meteu com tanta força que Marta deitou de bruços. Ele estocava e mordia sua nuca. E ela gemia: “Ai, amor! Que pau gostoso! Vem, me dá teu pau também!”. Com Cláudio comendo minha mulher, resolvi comer a Rafaela. Ela se deitou, abriu as pernas e fizemos um papai-mamãe muito gostoso. Marta ainda nos procurou, mas ela queria mesmo era beijar a boca da Rafaela.



Ficamos transando os quatro na cama e quase fui a loucura quando minha mulher pediu para sentir dois machos dentro dela. Corri no nosso quarto e peguei o KY. Cláudio se deitou e ela sentou no seu pau. Comecei passando o KY naquele cuzinho e passei um pouco no meu pau. Ela então se virou para mim e disse:”Vem, amor! Fode tua putinha!”. Comecei colocando meu pau e a Marta parecia que ia desmaiar. Ela urrava de dor e prazer. Eu podia sentir o pau do Cláudio encostando no meu. Nisso, a Rafaela ficou beijando as costas da minha mulher. Acabei tirando antes de gozar, pois o Cláudio disse que também queria fazer isso na mulher dele. Mas a Rafaela preferiu ficar de lado. Enquanto ela encaixava no meu pau na buceta dela com a mão, Cláudio ia enfiando o pau dele nela. Ficamos os três assim. Com a minha mulher me beijando.



Então a Marta falou no meu ouvido: “Quero que você goze em mim.” Então, tirei o pau e enfiei na minha mulher. Ela estava encharcada. Parecia que o Cláudio tinha gozado nela. Fizemos um papai-mamãe e gozei muito. Nos retiramos e ainda voltamos para a piscina, pois estávamos molhados de suor. Cláudio ficou deitado com a Rafaela.



No dia seguinte, depois do café, voltamos para Fortaleza. Não falamos nada um com o outro. Parecia que tudo não tinha passado de um sonho.









VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Vi o vizinho mijando fiquei asustada com o tamanho contocontos de professor e alunacontos travesti mulata que me arrombouContos eroticos de novinha putas de merda fode com desconhecido ai ui piçasogro de pau gigante comendo a buceta de sua nora gostosa com filho bêbado dormindoandei com a cara gozada na ruacontos recentis di mulleris casada trai maridosenchi a boca na pomba grossaTennis zelenograd contomulherbrasileira conversando putaria contoscontos de cú de coroa religiosaconto erótico prima da minha amigacomtos eroticos bebo porra de veilinhoFui pra casa dela e.começou a nós beijacontos eroticos de enteada que transou aos cinco aninhos com padrastoVi buceta da minha mae nao aguentei comi CONTOSAi meu cú. Conto erótico heterossexual.contos deixa tioconto erotico menina novinha fui morar com meus avos e virei putacontos eróticos lamber creme comer todo o cremedando leitinho pra minha filhinhafui errabada pelo meu avocasada desfilado de calcinha contos eroticoContos punheta no garoto constrangidoContos erotico nora na piscina com biquini minusculo mostrando os pentelhos e e arrombadaPorno contos assalto dp irmaConto erótico peguei ela a forçaviuva ecitada ver filho tomando banho e da pra elecontos porno de incesto real pai filha e mae juntosConto meu pai e cormo e nao sabenamorada deixou cara de pau duro contoscontoeroticos. foi castigada pelo direitor da escolscontos eróticos cdzinhameu melhor amigo grudendo conto gaycontos negao borracheiro comeu minha bucetagotosinhaContos eroticos pai da amiga sou rabuda gostosa de fio dentalcontos de Huum Pauzao papai ..ai mete vaicontos de coroa com novinhoque cu mais apertado agora chora contocontos erotico, quatro travesti me estruparamContos de casadas inrrustidascontos eróticos caminhoneiro seduziuempinoi o cu e levou rrolascontos casada cago no pau do negraomulheres que estejam dispostas a fazer zoofilia que mora no Rio Grande do SulComo transformei meu marido em corno e viadofilha de diplomatas conto heroticocontos eroticos paulo e bruna parte 2contos eróticos coni minha filha e seu amigo gaycontos massagem na tiacontos eróticos comi a minha filha e as amigas delacontos eroticos papai 40 amigas i eu arrumacontos eroticos meu pai e minha mae deixou o amigo deles mim comerconto passivo e mulher de meu amigocontos de cú por dinheiroContos porno minha esposa realizou meu sonhono cu da claudinhacontos eroticos camisolacontos esposa foi dançar e passou buceta no pau do amigoContos fui estud fud mãe e filhaContos gay coroamulher.soll.na.fazenda.chupa.opau.do.cavalocontos eróticos infância brincando pelado contos real consegui pegar a namorada do meu irmaocontos dona florinda chaves pau duroa puta virgem chora através do pau grosso vídeo 3 minutosescoteiros conto eróticosConto erotico duas mulheres fudendo bem gostosocontos erroticos fistngconto eroticos troca troca com amiguinhotransex fodendo com etetocontos gay transformado em putaconto de sobrinha abusada pelo tiocanto erotico trai meu noivocontos eroticos fudendo a mae travesticonto real arquiteta enrabada pelo cliente casado