Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA VIZINHA BÊBADA

Sou moreno, malhado, 33 anos, esse relato aconteceu comigo há mais ou menos dois anos atrás no meu antigo condomínio. Sempre tive uma tara muito grande pela minha vizinha de porta, muito gostosa, uma loira de 29 anos com seios grandes e duros, coxa grossa cabelos longos um uma bundinha media maravilhosa, vou chama-la de Cátia.

Sempre ficava reparando a Cátia ir e vir pelo condomínio, mas ela nunca me dava bola, pelo contrário, era metida e arrogante, mas era uma loira deliciosa e uma coisa que eu sempre fui louco pra fazer e não perco uma oportunidade quando ela aparece é dar uma bela gozada em um peitão e na cara de uma mulher.

Em uma noite, Cátia saiu pra farra toda deliciosa, estava com um vestido preto, salto alto e um decote que deixava aqueles par de tetas quase pra fora, fiquei louco quando vi e quase não aguentei e pulei de boca neles. Quando ela passou por mim, lhe desejei uma boa noite e que como de costume, não respondeu.

A noite estava linda e quente, então fiz uma batida de maracujá e fiquei na varanda bebendo até tarde, quando lá pelas 4:30h ela aparece na portaria completamente bêbada, andava pra lá e pra cá.

Corri para o olho mágico para dar a última apreciada, mas ela não apareceu no corredor e como estava demorando muito, resolvi descer de escada pra ver se tinha acontecido alguma coisa. Quase chegando na portaria, a vi sentada na escada com a cabeça baixa e já quase dormindo.

Ofereci ajuda e quando ela me olhou, notei que ela até pensou em me mandar sair, mas como estava muito, mas muito ruim, aceitou minha ajuda para deixá-la em casa. Cátia aceitou a minha ajuda, mas foi falando um monte de coisa, dizia que já havia percebido a forma que eu ficava olhando pra ela e que eu parecia um bicho querendo devorá-la.

Bom, ao chegar em seu apartamento, peguei sua chave, abri a porta e a ajudei sentar no sofá.

Quando sentou e relaxou, ela pediu para eu ir embora dizendo:

Pensei: - Que puta escrota era essa loira. Eu aqui ajudando e nem assim ela é educada...

Bom, saí e bati a porta...

Fiquei com aquela imagem na cabeça, não consegui me segurar e voltei ao apartamento dela. Virei a sua maçaneta e percebi que a porta ainda estava aberta, sabia que poderia estar me metendo em uma encrenca danada, mas mesmo assim continuei, entrei e quando vi Cátia deitada no sofá totalmente apagada de ladinho e com seu vestido pela cintura deixando sua calcinha pequena e branca aparecendo, fiquei louco de tesão e meu pau subiu na mesma hora.

Fui chegando devagar bem pertinho dela, mexi nas suas pernas para ver a reação ela e nada de acordar, passei a mão naquela bundinha linda e novamente nada de acordar. Fui me empolgando e coloquei minha mão em seus peitos, (Nossaaaaaa como estava gostoso pegar, naqueles peitões que sempre desejei), coloquei eles pra fora e comecei passando minha língua no biquinho e a danada continuava dormindo como pedra.

Estava ficando louco com a situação perdi o controle comecei a chupar e mexer os maravilhosos peitões ...

Essa sensação de que ela poderia acordar a qualquer momento, estava me deixando com mais tesão. Coloquei sua calcinha de lado e comecei a tocar na sua bucetinha, ao mesmo tempo em que mordia seus biquinhos do peito, eu ficava com meu dedo mexendo na xotinha dela. Der repente ela começou a se mexer, mas nada de acordar, percebi que sua buceta estava ficando meladinha....não aguentei e abri mais um pouco suas pernas e comecei a chupar.....QUE BUCETA GOSTOSA, TODA MELADINHA...

Cátia começou a gemer baixo...comecei a perceber que mesmo ela não tendo noção do que estava acontecendo, parecia estar gostando, estava ficando louca. Ela abriu as pernas e ficou toda arreganhada, foi aí que eu caí com tudo na sua buceta maravilhosa da Cátia, passava minha língua todinha nela, chupava e ficava mexendo com os dedos, cada vez mais ela mexia a xotinha no meu dedo.

Aproveitando que ela estava gemendo e passando a língua nos lábios, levantei, botei meu pau pra fora e encostei na sua boca. Fiquei pincelando meu pau naquela boquinha e ela começou a retribuir, começou a passar a língua nele e foi abrindo cada vez mais sua boquinha, e vendo isso coloquei ele todinho dentro dela.(Ahhhhhhhh que boquinha quente), fiquei fudendo sua boquinha por um bom tempo.

Depois voltei para sua xotinha, mas der repente ela olhou pra mim assustada e disse ainda meio sonolenta:

- O que está acontecendo aqui?

- O que você está fazendo aqui?

Eu nem quis saber, ela tentou me chutar para me afastar, foi quando segurei as suas pernas, as abri totalmente e com suas pernas toda aberta enfiei meu pau todo na sua buceta....Ahhhhhhhhhhhhh

A bucetinha da Cátia estava toda melada e assim meu pau entrou fácil....Quando ela ia começar a gritar, tapei a sua boca com as minhas mãos e comecei a bombar forte.

Ela tentava sair, mas eu não deixava, socava forte meu pau duro no fundo da sua xota.......

Der repente ela foi amolecendo e começou a se entregar a foda gostosa que estava acontecendo....

Cátia não queria foder comigo, mas ela não conseguia segurar o tesão....começou a gritar e me dizia:

- Seu filho da puta, você sempre foi doido pra me fuder não é? Então agora fode direito...

- Soca a porra desse pau todo na minha buceta.....soca.....soca mais......soca forte porraaaaaaa....

Ela estava descontrolada, isso foi me deixando cada vez mais louco foi aí que coloquei minha putona loira de quatro e disse:

- Sua escrota metidinha, loira vadia, vou te fuder do jeito que você merece ser tratada, vou te tratar como cachorra, sua vadia....

Cada palavra que eu dizia ela rebolava mais aquela xotinha no meu pau e a cada rebolada empurrava mais forte naquela buceta.

Minha cadelinha loira gritava:

- Isso, sou sua cadela, sua puta.....fode gostoso essa cachorra, fode seu puto....

- Me bate, bate na minha bunda.....

Nossa, como era gostoso tratar aquela patricinha gostosa como uma cachorra, cada tapa que eu te dava ela pedia mais.....( Patricinha filha da puta....)

Quando anunciei que iria gozar, ela veio em direção ao meu pau e colocou sua língua pra fora e pediu:

- Goza....goza na minha cara.

NOSSAAAAAAA quando vi a carinha que a safada fez pedindo pra levar porra na cara, não aguentei, gozei na sua cara, como gozei. Ela pegou meu pau passou todo na cara, passou nos peitos e depois chupou ele todinho, como tinha gozo.

Depois peguei meu pau, dei duas porradinha com ela na carinha de puta que ela fazia e fui pelado embora para o meu apartamento.

Depois fui pelado para meu apartamento



Comentem...



[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


vidios dos bucetao mais carnudo e enchados nusvolume na calça encoxadacontos de sexo Verinha em vitória escocaina e sexo contos eróticoscontos na praia tirou o selinho da cunhadinha novinhairmao fode a irma contos eróticos.comconto erotico dei meu cu em um.lugar inuzitadoFAMÍLIA LINDA CONTOS ERÓTICOScontos eroticos nordesteconto erotico mae tarada pelos dois filho eo marido pegacontos eu durmo de saia sem calcinhacontos eróticos procurei meu irmão si ele mastubavacontos eroticosde incestos anal chorandona picacasadinha inocete. sedo chatagiada contos eroticovoyeur de esposa conto eroticobebê g****** contos eróticosconto deixei minha esposa sozinha com meu primo em casacontos policiais fudendo presosContos eroticos estupros coletivos veriticoscontos eroticos ele insistil que deixei tira camisinhaporno abuzado mulhe olho tapadocontos elas gostam de chupar e punhetaver contos erótico está na real primo com prima gordinha gostosaContos.eroticos.enfiando.cu.da.maecontos eroticos dando pra os colegas na escolame montei e virei femea. conto gaycontos eroticos comi muito minha prima virgemcontos eroticos prazer solitario homemContos de Puta que pra ela so dava rolao cavalose eu deixar no seu sobrinho como é lá dentro da piscina e gozar na sua caratravesti de microsaia fica de pau duro na ruaconto erotico gay: meu amigo japones me arrombouDei o cu pro tio contosconto erotico espos e o coroa pauzudoMIJANDO PINGANDO CONTOS GAY BANHEIROcontos eroticos em audio de envangelicas que gostam de dar o cuenteada dando abo contoconto erótico - dividindo a esposa na praiaContos swing biconto estagiaria virgemcontos eroticos aiii aiii chupa a buceta aiii que li guacontos eroticos erro dentro de casacontos eroticos fortao trepado menininhacanto erótico meu marido viajou ficou em casa eu e minha filhacomi a prima do meu pai com mais de 50 anos contos eroticos publicadosconto erótico espiando a esposa gostosa do meuamigocontos bdsm erposas escrava submissacontoseroticocoroasconto ela voltava toda meladaContos saindo melsinho da buceta da mamaecontos eróticos engatada e arrastada pelo cachorrocontos eroticos pedindo pra ser cadelavideos de mulheres mamandoleitee no peito da outraso saiu com meu plug anal conto erótico Conto sogra e nora esfregando a buceta na buceta da filhaconto casado dei pra travesticonto eróticos mana so de calcinhacontos eroticos gay femeaNunca desconfiei do primo da minha namorada. Contosconto erótico minha esposa caiu na ciladaconto cu esconde-escondefamily sex 2 - contos eroticosconto erotico gay estuprado estupradorcontos eroticos gay velho pagouconto erótico viadinho de calcinha no acampamentocontos mulher e marido duas vadias para um.machoirmãozinhos safadinhos fazebdo safadesacontoa eróticos de uma mulher dando pra dois home mmEu, minha sogra e meu marido-contos-incestoconto erotico incesto sonifero filha