Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

VIZINHA COROA

tenho uma vizinha ja idosa mas muito gostosa. Ela é magra, mas tem os peitos ainda gostosos, e a bunda arrebitada e a sua idade ja avança os 70 anos. Sempre que posso dou uma gostosa metida nela, quando ela me chama. Sempre da uma desculpa qualquer e eu vou. Dia desses ela me pediu se podia acompanha-la ao medico e lá fomos nás. No carro ela com a mão no meu cacete brincava gostoso. Apás a consulta eu a levei pra um motel e a fodi gostoso. Passamos a portaria com meu pau todinho dentro da boca dela. No quarto, nos despimos passei a chupa-la todinha e ela a mim, uma delicia de coroa. Enfiei o pau na boca e ela mamou gostoso chupando todinho quase me fazendo gozar, enquanto eu metia a lingua na bocetinha dela abraçado nas coxas que ora ela apertava prendendo minha cabeça entre as pernas. Logo me coloquei entre as pernas dela, e começei uma foda deliciosa primeiro na bocetinha e foi sá encostar a cabeça do cacete e empurrar. Ela ja toda molhadinha engoliu minha vara todinha entre gemidos gostosos. Comecei foder num vai e vem gostoso socando bem fundo e rapido e ela delirava de tesao e prazer. Enquanto metia chupava os peitinhos dela, ambos ouriçados e ela me arranhava as costas e me travava com as pernas em redor do meu corpo e eu fodia pra valer. Ouvia ela gemer intensamente e gozar gososo. Implorava para não parar de foder que estava adorando e eu obedecia a risca. fodia com vontade, com prazer e socava bem fundo a pistola naquela bocetinha gostosoa. Não aguentando mais gozei inundando a boceta de porra enquanto ouvia os suspiros de prazer e ficamos parados um momento com o cacete dentro dela e entrelaçados um no outro. Beijava com tesao, se remexia no meu pau rebolava como podia e dizia quero mais. Que delicia. Nesse dia eu estava decidido a foder o cuzinho dela nem que fosse a força. Ali no motel ela podia berrar adoidada que eu comeria aquele cuzinho. Entao assim que meu pau deu ares de querer mais eu a coloquei de quatro, meti o cacete na sua boceta de novo e esperei ate ela gozar novamente, entao tirei o pau e o meti no cuzinho dela que deu um grito de dor e espanto. Meti somente a cabeça para garantir que ela nao fugiria. Ela berrou gostoso e muito e quando parou de berrar estava chorando dizendo que tava doendo pedindo para eu tirar, mas nao obedeci. Fiz muito carinho nela, falando no seu ouvido coisinhas gostosas que as mulheres gostam de ouvir, num dengo gostoso e ela foi cedendo e parando de chorar. Então comecei de novo meter o cacete devagar mais fundo e entre uma forçada e outra ela gemia e chorava gostoso o que aumentava o meu tesão. Fui metendo devagar até entrar todo cacete e quando percebi que ja estava ficando laceado o cuzinho dela começei meter com mais ferocidade e para minha surpresa ela gostou. Daí em diante fodi pra valer e meu cacete ia e vinha dentro daquele cuzinho apertado e gostoso de foder. Seguando-a pela cintura metia na bunda dela bem gostoso extasiando-me com meu pau indo e vindo pra dentro e pra fora daquela bunda branca gostosa. Logo ela anunciou que ia gozar dando o cú pela primeira vez. Então acelerei meus movimentos de vai e vem e começei foder pra valer. Cavalguei naquele cuzinho um tempo gostoso que gostaria que nao terminasse e já sentia meu cacete grosso entrar e sai no cuzinho dela com mais facilidade o que me deu muito mais prazer de foder e ali fiquei fodendo sem parar e ela gozando como louca. Quando gozei no cuzinho dela minha porra vazava a cada estocada e escorria pelas pernas dela e eu com as mãos espalhava a porra pelas coxas excitando mais a minha deliciosa coroa. fodi bastante naquele dia e o cuzinho dela ficou uma maravilha de gostoso.Finalmente puxei o cacete pra fora e vi o estrago mostrando aquele cuzinho bocudo pela primeira foda mas percebi que ela havia gostado no final pois gozou loucamente. Deixei ela estendida na cama de bruços com o cuzinho ainda arregaçada e bonito de se olhar, me levantei, lavei o cacete e voltando deitei-me do lado dela ainda de bruços e meti o cacete n a boca dela que aceitou e ficou ali mamando enquanto o cuzinho voltava ao normal. Conversamos um pouco e ela me dizia que eu tava sendo malvado com ela, que nunca tinha dado o cu pra ninguem por medo e que eu arregaçei o cuzinho dela. Mas tambem disse que gostou por eu ter sido carinhoso e compreensivo no começo. Antes de irmos pro chuveiro demos mais uma metida agora na bocetinha onde ela gozou intensamente sentindo tambem os ardores no cuzinho da metida anterior. Gozamod gostoso e fomos pro chuveiro. Eu a ensaboei todinha e ela a mim e antes de sairmos eu a pus de quatro e comi o cuzinho dela de novo, agora sem resistencia dela e dedilhando a bocetinha comi aquele cuzinho com mais prazer esporreando de novo agora com o consentimento dela. Aquele dia eu nao pensava em parar de meter tão gostoso estava. Afinal nos vestimos e demos o fora de la. Daquele dia em diante sempre que a fodo ela pede cacete no cu. As vezes até começamos fodendo o cuzinho dela antes da boceta. Acreditem ela mete muuuuuuuito gostoso apesar da idade. Ela é uma delicia de vizinha.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


porno aniverssrio do sobrinho a tia fudet com eletia gozou no meu pau ao lado do primo contorasgada contos eróticosinspetora viu meu pau contosminha amiga pervertidagostosa dando a b***** pela metade de mim loucamentecontos eróticos de sexo na infânciagoza nuoutro egravidaconto gay fui estuprado por dois velhos negoesContos eroticos o bucetao cabeludo da minha tia velhacontos eroticos gays come meu pai bebado mais o meu amigocontos eróticos comendo grama grávidaminha cunhada nao que mida ocucontos eroticos fiz amor c minha mae na primeira vez que fui pra cama c elacontos masturbamiguinha d minha bem magrinha putinhacontos de corno minha mulher me trocou por outroContos eroticos gay primeira vez traumaticacontos minha filha olhou em dandocontos erticos/meus doi primos revesaran em minsexo chorei no pau do caminhoneiroPorno pesado gordao arromba magrinha pono doidovoyeur de esposa conto eroticocontos filho fudendo com a maeContos incesto irmão irmã e cunhadoContoerotico comerao minha esposa de pe no metro na minha frentePorno contos assalto dp irmamulher chupa o peito da outra ate ela gemerconto lesbica desde novinhame.comeram minha bundinha pequena.chorei muito contosfui chupada igual uva contoscontos eróticos menina no circominha tia batendo um punheta para sobrinho contosContos casado chorando na rola do ricardaocontos/ morena com rabo fogosoconto narceja vadiacontos personal acoxando a cavala na academiaContos eróticos meu marido começou a xupar pau e dar o cuconto erótico roça volume na calça encoxadaContos eroticos a enfermeira que é fodida pelos medicoscontos eroticos de enteadasinpurrando a pica dura na buceta apertada da tia bêbada dormindoconto erotico minha mulher ficou de frango assadoconto escrito ese ano cavalono nuaContos amigos fodem maes de amigos por traicaosexo.casada.a.assediada.por.um.pirralho.e.caba.por.foder.com.elecontos de afilhada da vizinhacontos eróticos leite no copoconto herotico engravidem uma branquinhacontos eroticos violada e vendidacontos eróticos dando o cu putinhoMostre minha rola cabeçuda para o cone e falei que ia comer sua mulher quando eróticosconto erotico toma leite pra crescer forteninfeta de uniforme colegial sentando no colo do tio para brincarContosEroticos.ORG gay sou submisso ao meu pai maduromeu pai acistiu eu perder o cabasso contos eroticosTrepei com uma atriz porno conto eroticoconto tarada por. penis pequenotenis meias prima contos eroticoscontos eróticos eu comi minha irmãcontos eroticos dois velhos me fuderammarido sortiado a esposa contos eroticoscontos eroticos esposa hipnotizadaContos eróticos gay testemunho de Jeovacontos eroticos pe de mesaContos eroticos da 3 idadesou cadela pratico zoofiliacontos eróticos corno no acampamentocontos d cachorros mamandosoxo com umanoivinhaconto erotico sodomizado biComtos xxx minha mulher crente de tanto dar o cu ela levadedada e nem sente