Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

GOZA DENTRO DE MIM, TITIO.



Pra começar, gostaria de falar um pouco sobre nás. Eu e Letícia sempre tivemos um certo chameguinho... Nem tão diferentes assim na idade, sempre acabávamos brincando juntos e soltava faísca. Eu, sou moreno claro, em forma, 1.67m, olhos castanhos escuros e cabelos pretos; já Letícia é branquinha, da minha altura, seios maravilhosos, com aquelas pintinhas que me deixam louco, pernas grossas, cabelos castanhos escuros e olhos castanhos claros. Sempre que nos encontrávamos pelo MSN, as conversas esquentavam e ela se aproveitava do fato de eu falar demais e nada fazer com ela, até mesmo porque ela é minha sobrinha.

Sá que um belo dia, tudo mudou. Na madrugada do dia 22 de agosto de 2008, ela havia chegado de uma festa com as amigas dela e eu tive que abrir a porta de casa pra ela entrar. Então ela me liga pro meu celular pedindo para abrir a porta de casa. Como tenho o costume de dormir nu, me enrolei no lençol e, cambaleante, abri a porta para que ela entrasse e a fechasse. Assim, abri e voltei para o meu quarto, fechando a porta em seguida, sem porém, passar a chave. Para minha surpresa, Letícia, adentrou ao quarto, já encorajada por algumas doses de álcool, e deitou-se na minha cama, dizendo que ía dormir comigo. Eram 2:30 da manhã e a minha festa de formatura era à noite... Letícia se deitou e ficou com o corpo colado ao meu, na posição de conchinha. Imediatamente eu me excitei e implorei pra que ela fosse pro quarto dela, pois não ía vestir roupa pra dormir com ela na cama e não me responsabilizaria por um eventual ataque na madruga. Dito e feito! Ela cochilou e eu também, mas como tenho costume de dormir com minha namorada, acabei, meio que dormindo, agarrando Letícia. Sá percebi que se tratava dela pelo cheiro de sua nuca, que exalava um perfume delicioso que me deixava louco. Começamos a nos agarrar loucamente. Passava a mão pela parte interna de suas coxas e subia em direção aos seus seios. Beijava seu pescoço e suas orelhas. Mordia e lambia aqueles seios maravilhosos, enquanto ela segurava e puxava meus cabelos. Dos seios, resolvi descer para as costelas, depois para a barriguinha, umbiguinho, depois para sua calcinha azul, de rendinha. A essa altura, o vestido que ela usava já estava do outro lado do quarto e ver aquele corpo que eu tanto desejava, ali, em minha cama, daquela maneira, me deixava enxarcado. Comecei então a direcionar minha boca para as coxas, naquela parte traseira dos joelhos, onde sei que é um ponto vulnerável das mulheres. como ela não queria me deixar fazer oral nela, tive que apelar e, sabendo que ao fazê-la sentir minha língua correndo e subindo pelo meio de suas coxas ela não ía resistir, parti pro ataque. Ao sentir minha língua se aproximando de sua calcinha, Letícia ficava cada vez mais louca e de repente, as pernas se abriram. Sentia o cheirinho e o quanto molhada estava aquela xaninha. Num deu outra: Caí de língua até fazê-la gozar. Quando ela gozou, fomos para um papai-e-mamãe com ela me puxando pelos cabelos e direcionando meu pau para a entrada de sua bucetinha e puxou meu corpo para dentro de si, de maneira que se deliciava com cada centímetro percorrido pelo meu membro dentro de si. O mais excitante de estar ali transando com aquela mina deliciosa era abrir os olhos e ver que, além de ser minha sobrinha, aquela mina me olhava com olhos famintos de desejo, me agarrando e me beijando loucamente, olhando e sabendo que era eu que estava ali com ela... Passamos a transa inteira nos olhando e nos beijando, na mesma posição que começamos... nunca havia sentido tanto prazer na vida! Ficava entrando e saindo devagarinho e de vez em quando aumentava o ritmo, dava estocadas profundas, que sentia haver preenchido toda aquela bucetinha com meu membro latejante. Mais uma vez, Letícia estava gozando... e pra me fazer sentir isso, resolveu cravar suas unhas em minhas costas e me arranhar de cima a baixo. Quando mais ela arranhava, mais me deixava louco e, com tudo isso, quando eu falei que ía gozar, ela pediu: "-Eu quero dentro de mim, titio!"... Aquilo foi o mesmo que me matar... perguntei se ela estava louca e ela disse que estava tomando anticoncepcional, que não tinha problema e que queria sentir meus jatos de esperma no fundo de sua bucetinha... que seja feita sua vontade: Letícia, me fez gozar, ou melhor, jorrar dentro dela uma quantidade absurda de esperma, fazendo-a gozar logo em seguida, quando deixou profundos arranhões nas minhas costas, que tenho uma gostosa cicatriz que me faz lembrar daquela noite até hoje.

Depois de gozarmos, nos abraçamos e nos beijamos ainda mais, mas já eram 4 da manhã e minha mãe acorda muito cedo... Isso, sem contar que minha tia, minha irmã, meus primos e minhas outras 2 sobrinhas estavam dormindo nos quartos vizinhos... Foi uma experiência altamente louca! Hoje, a Letícia, de vez em quando, me chama de T.I.M. -> Tio Íntimo de Manutenção... nunca pensei que ía dizer isso, mas fazer amor com minha sobrinha é um espetáculo!!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


priminho tesudinhoAmamentando os velhos contos eróticosamigo sex diplomata contocontos eroticos gay vestido rosaConto o motorista e a patroa chata parte 2contos feminino vacilei e me entregueiporn contos eroticos negao foi entregador fudeu minha esposaMeninas novinhas de onze e doze perdendo a virgindadecontoscontos eroticos a forcaContos eroticos me comeu no quarto do meu cunhadoContoseroticos cavaloconto erótico gay em cinema. De Recifecontos eroricos cumi minha vizinha n carrocontos eroticos praia de nudismoso' anal c'minha -filha so' anal incestoconto erotico jogando game com o garotinhoarromba esse cu contoscontos eróticos de homens que finge ser gay para comer as xaninhasconto porra. do amante ocorrendo das coxaxvideo tia estava minjando no mato e estrupada aforçaachei que era uma mulherao mas era um travecao que me enganou e socou no meu rabinhominha netinha contos eróticoso novo zagueiro do time me comeu conto gaycontos.eroticos.so.taradinhas.de.seis.aninhosContoseroticosnafazendacontos se caga na pica e gostacontos de coroa com novinhocontos fragrei minha mulher sua amigacontos eróticos ensaiocontos gays orgia biminha bunda grande contoContos eróticos de amigo casado Fabio e Anaporno abuzado mulhe olho tapadocontos eroticos comi a enfermeira no hospitalConto submissa lesbicaconto ele ficou sabendo do tamanho da bucetacontos cdzinha japonesaver uma mulhervelha arreganhando a priquita com os dedoscontos etoticos meu marido faz eu dar para trasseRelatos de incesto sou roludo imenso grosso descabaçando minha irma novinha com minha vendoContos olhando a mãe daCuzinho gostoso contosConto erótico novinha de 12 parte 1contos de sexo negrinha crente sendo currada em orgiacontos comendo a mae no sofa da salaContos eroticos tarado por seioscontos eróticos escutei a minha esposa gemendo e fui ver o que eracache:a_zOfGtuspUJ:tennis-zelenograd.ru/conto_14627_marido-confiante-mas-nem-tanto..html contos eróticos de novinha magricela quis dar a bundinha virgem pro tio roludocontos eróticos de tirando o cabaço das cunhadasaquela pessoa pirocuda da salaporno,papai da banhona filhinha que chegou bebada da festaesfrega conto heroticotriscando o pau na mão dela contos eróticosliceidade porraconto erotico me mentiu e me comeufingi que estava dormindo e cimetam meu cucontos tia gostosaa ai delicia ai vai vaicontos eróticos minha mãe me pego com cachorrocontos swinger fudendo sogra e sogro bicontos heroticos de rapazes que foram comidos e descobriram que eram gaysesposa bunduda rece be uma proposta para da cu ela nunca deu contos eroticos tia travesti contosconto lesbico com namorada do irmãoContos eróticos-ser escravo da minha sograconto nao aguentei e fudi minha sobrinha de oito anosEnsinando irmanzinha meterfilmadora dentro da vagina enquanto gozacontos eroticos chantagiei e gozei na boca da menininhaconto brincadeira de meninosrelato transei com a sogracontos eroticos iniciando nudismoConto de gang bang no posto de gasolinaconto erótico novinho comento casado passivocontos eroticos comi a gorda loiracontos eroticos filha fio dentalMinha mulher foi iniciada por um negão contos eróticoscontos eróticos aventura com mulher casadahttp://transei com pastor gay no banheiro contos eroticos gaymorava com papai, ate que nao aguentei de tesao e dei pra elea menina contos eroticocontoerotico meu padrastomim comeuContos eróticos de mulheres casada infiél no duro e grosso péniscontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos cumendo a patroa n terraço